História As paixões de July - Capítulo 9


Escrita por: ~

Postado
Categorias Big Bang, EXO, House, Infinite, SHINee, UNIQ, VIXX
Personagens Cho Seung Yeon, D-Lite (Daesung), Dongwoo, Eric Foreman, Gregory House, Hoya, James Wilson, Jinki Lee (Onew), Jonghyun Kim, Kai, KiBum "Key" Kim, Kris Wu, Leo, Lisa Cuddy, Minho Choi, Myungsoo (L), N, Personagens Originais, Ravi, Robert Chase, Suho, Sunggyu, Taemin Lee, Taeyang, Wang Yibo
Tags Bigbang, Daesung, Dongwoo, Dr Eric Foreman, Dr House, Dr James Wilson, Dr Robert Chase, Exo, Hakyeon, Infinite, Kai, Kim Jongin, Kpop, Medicina, Minho, Sangue, Sunggyu, Taemin, Traição, Vixx
Visualizações 144
Palavras 829
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Drama (Tragédia), Ecchi, Famí­lia, Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 9 - IX


Cheguei em meu trabalho hoje ansiosa, ainda não havia tido plantão com  Wanda e Lysa, estava curiosa para vê-las trabalhar, afinal ainda estou conhecendo minha equipe, não tive nenhum caso que necessitasse junta-la. E tudo parecia que hoje não seria diferente.

Conversamos um pouco em nossa sala, compartilhamos algumas ideias. Elas foram para a emergência. E eu sempre que posso estudo um pouquinho, estou desesperada com meu inglês intermediário, então depois de ficar na sala sozinha aproveitei este momento. Fiquei cerca de uma hora na sala fechei meus arquivos e sai em direção da emergência.  Ao chegar no elevador encontro o Dr. Foreman, ao me enxergar mais parecia que avistara um fantasma. Olhou em meus olhos e gritou:

-SUBA PARA O QUINTO ANDAR!

Sem questionar corri pelas escadas subindo dois andares. Chegando lá percebi que havia um tumulto em frente a um dos quartos, que imaginei ser o foco da minha busca.

Cheguei em meio a gritos, choros e muito, mas muito sangue. Enfermeiras tentando controlar os acompanhantes, tirar as crianças do local, não contei quantas pessoas estavam ali, mas acredito que havia mais de vinte. Ao conseguir entrar no quarto enxergo Dr. Chase coberto de sangue tentando estancar o sangue que escorria do peito de uma mulher que aparentava vinte e cinco anos e acabara de entrar em trabalho de parto com  29 semanas de gravides.  Duas enfermeiras tentando controlar uma hemorragia de um homem aparentando vinte e oito anos (marido), parecia ser no rim, mas o estado que estava não consegui avaliar com certeza. Pedi para chamarem Wanda e Lysa, e fui me inteirar dos fatos.

O tumulto na porta dificultava tudo, inclusive a chegada das bolsas de sangue para os pacientes, então, minha experiência no Brasil me valeu de alguma coisa e coloquei-a em prática.

Gritei em alto e bom tom: -OLHEM AQUI, TEM MAIS ALGUM MÉDICO AQUI NO MEIO? (Minha voz pode ser bem perturbadora quando grito!)

Esperei, todos me olharam e um silêncio pairou por um minuto, o que foi suficiente para mim.

-Sei que todos estão assustados, eu também estou, e digo que vocês não estão ajudando ficando aqui na frente, estão atrapalhando e muito para que possamos fazer algo por eles. Se continuarem aqui pedirei para minha equipe médica se retirar e só voltar depois que eles vierem a óbito! Por favor, sigam estas simpáticas enfermeiras, e, nos deixem trabalhar!

Voltei para o quarto no mesmo momento em que Foreman, Wanda e Lysa estavam chegando. Não tínhamos muito tempo então Wanda e Lysa foram verificar o paciente que agora já sabíamos o nome Jessie, e Foreman, Chase e eu ficamos com a paciente Myrah. Ainda não sabíamos os detalhes daquela situação, só, que foi uma briga de família e os dois foram agredidos. No momento não me interessava o que houve e sim o que fazer.

Decidimos na hora Dr. Foreman e eu que seria melhor fazer o parto para pararem as contrações, pedimos um pediatra enquanto eu abria sua barriga em uma forma desesperada de salvar a vida da mãe. Enquanto Dr. Chase tentava estancar o sangue que escorria de seu peito. O pediatra Dr. Cheldon chegou antes ainda de eu tirar o bebê, uma menininha que ainda teria um longo percurso para ficar pronta para ir para casa. Dr. Cheldon levou-a então para UTI neonatal.

Wanda e Lysa conseguiram resolver o problema com Jessie ali mesmo, era um corte profundo, porém, não afetou nenhum órgão vital. Enquanto nós agora corríamos em direção de uma sala de cirurgia para tentar salvar Myrah. Ao chegarmos bloco cirúrgico, Dr. Chase e eu ficamos de fora, já havia outros cirurgiões aguardando, Dr. Foreman ficou de nos avisar quando acabasse.

Voltamos para o vestiário ainda chocados com a brutalidade despejada em cima daqueles três seres, sim, dos três, pois ninguém pensou naquela vidinha sendo gerada.

Conversamos um pouco sobre o assunto, mas, não tínhamos muitas palavras. Com toda essa confusão olhei no relógio e percebi que já havia passado meu turno. Tomei um banho enquanto conversava com Wanda e Lysa. Queria saber como elas estavam, se precisavam de alguma ajuda, afinal foi difícil para todos nós. Elas afirmaram estar bem e foram embora enquanto eu me arrumava.

Chase bateu na porta e perguntou se podia entrar, eu disse que sim, estava sozinha e quase pronta. Ele me ofereceu uma carona, que me pareceu bem pertinente, estava cansada.

Entramos no carro e ele perguntou se queria beber algo, disse que um suco seria bom estava calor naquela madrugada. Rodamos por lugares que ainda não conhecia, lugares lindos com casas luxuosas e prédios que eu não conseguiria comprar nem se eu trabalhasse cem anos... Foi quando ele parou e entrou na garagem de um desses prédios. Fiquei surpresa e perguntei:

-Onde fica a lanchonete?    

Ele sorriu e me respondeu: - Lá na cobertura! Vamos subir e beber um suco, depois te levo embora.

Eu sabia que não iria terminar bem, mas subi mesmo assim, como sou tola!



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...