História As pessoas se apaixonam de maneiras misteriosas - Capítulo 11


Escrita por: ~

Postado
Categorias Christian Figueiredo, Júlio Cocielo, Lucas "T3ddy" Olioti, Mauro Nakada
Personagens Lucas Olioti, Personagens Originais
Tags Declaraçoes, Erros, Romance, Verdades
Exibições 65
Palavras 427
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Comédia, Crossover, Festa, Ficção, Romance e Novela

Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 11 - Convite aceito!


Fanfic / Fanfiction As pessoas se apaixonam de maneiras misteriosas - Capítulo 11 - Convite aceito!

O T3ddy me ajudou com as compras. A Loma tinha ido procurar o Mauro e não sei onde ela estava. Enviei uma mensagem pra minha mãe que ainda rodava aquele supermercado. A gente tinha saido de casa, ás 11:00am e agora já eram 13:00pm. Eu já estava com o T3ddy na fila. 

- Ta lembrada né? -ele falou me abraçando por trás-

- Lembrada de quê? 

- Você falou que se eu lhe ajudasse com as compras, iria na minha casa -desfez o abraço, eu virei o encarei- Pra gente mantar a vontade -falou sussurrando ao meu ouvido-

- Eu falei que ia pensar no caso -pisquei pra ele-

- Não quer? FALA LOGO OSHI -falou em um tom alto-

- Pra quê isso? -o fitei com o olhar- Em algum momento te falei que não queria? -ele desviou o olhar- Fala T3ddy porra

- Não, mas parece que não quer. Você acende o fogo e saí correndo pô -ele me olhou sério- Mas não vou te forçar á nada não 

- Era pra gente fazer ali no corredor do mercado? -ele revirou os olhos- 

- Seria uma boa ideia. Mas para de cu doce então -bateu de leve no meu ombro e sorriu-

- Eu quero muito, sério! Tu não tem noção dá vontade que eu fiquei quando a gente tava naquele corredor -nos olhamos- Pronto admito

- Tá falando sério? Eu tô com vontade desde da primeira vez que avistei você -sorriu malicioso-

- Nossa T3ddy, vai admitir na cara dura assim que você queria me com.. -ele pôs o dedo sobre minha boca, me fazendo ficar calada-

- Seja mas discreta, estamos em local público -ele falou tirando seu dedo da minha boca, rimos- Eu lhe desejei e muito. E vai dizer que você não queria ver esse corpo aqui gostoso, sem nenhuma roupa -falou passando a mão sobre o seu peitoral-

- Você é convencido -revirei os Olhos- Eu queria sim, mas não aquele dia, era muito cedo

- Hmm, então agora vai rolar? -falou arqueando as sombrancelhas-

- Olha Lucas Olioti, aceito ir jantar com você 

- Aêê porra -falou fazendo uma dança, chamando atenção das pessoas-

- Não me mata de vergonha -ele parou a dança nos olhamos e rimos-

Ficamos conversando por mas uns cinco minutos. O T3ddy ficou muito feliz por eu ter aceito. A Loma logo apareceu com o Mauro. Ficamos ali por mas dez minutos, e os meninos resolveram ir pra casa. Nos despedimos. Falei pra peste da Loma que iria ver o T3ddy mas tarde, ela enlouqueceu pra variar. Logo depois minha mãe chegou na fila e fomos pra casa.



Notas Finais


Curtinho pra adiantar as coisas, haha *-*


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...