História As pessoas se apaixonam de maneiras misteriosas - Capítulo 12


Escrita por: ~

Postado
Categorias Christian Figueiredo, Júlio Cocielo, Lucas "T3ddy" Olioti, Mauro Nakada
Personagens Lucas Olioti, Personagens Originais
Tags Declaraçoes, Erros, Romance, Verdades
Exibições 102
Palavras 1.301
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Comédia, Crossover, Festa, Ficção, Romance e Novela

Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Capítulo hooooot, aêaê! Espero que gostem, não sou boa em fazer capítulos assim, mas tá ai, beijooo mores *-*

Capítulo 12 - HOT


Fanfic / Fanfiction As pessoas se apaixonam de maneiras misteriosas - Capítulo 12 - HOT

 Depois de ter ficado uns vinte minutos dentro daquele  carro e ainda tendo que aturar a Loma enchendo minha paciência. Fazendo perguntas. Enfim chegamos em casa. Loma foi pra sua casa, ajudei minha mãe arrumando as coisas, comi algo e fui direto pro meu quarto. Olhei o celular que tinha mensagens na direct do instagram. Era o T3ddy.

* Instagram on *

@T3ddyyyy: Vou te esperar aqui às oito horas

@T3ddyyyy: Esquecemos de marcar o horário

@T3ddyyyy: huahuahua, me manda teu número

@MariaLuizaS: Oito da noite? 

@MariaLuizaS: Não tô usando o whatsapp não lindjo 

@T3ddyyyy: Claro que é oito da noite, espero que venha

@T3ddyyyy: Mande logo esse número aí

@MariaLuizaS: uiii, aqui ò xxxxx xxxx 

@MariaLuizaS: Vê se não some, beijo

@T3ddyyyy: beijo coisa pequena

* Instagram off *

Fiquei ali no meu quarto contando as horas. Ainda eram 14:30 da tarde. Queria que passasse rápido. Odiava esperar. Virei de um lado à outro da cama. Fiquei olhando pro teto. Até que eu adormeci.

...

Abri meus olhos lentamente, olhei a janela, percebi que já tinha escurecido. Dei um sorriso e literalmente pulei da cama. Peguei o celular, olhei já eram 18:30pm. Caramba! Quase que não acordei também né. Pensei em chamar a Loma pra me ajudar à escolher uma roupa, mas decidi ir por minha escolha mesmo. Fui tomar meu banho demorado como sempre. Terminando fui escolher uma roupa íntima. Optei por uma lingerie preta. No look escolhi um vestido longo, ela to e que tinha uma fenda que começava na coxa. Nos pés,ele pu sandália dourada, com o salto tratorado. Fiz uma leve maquiagem sem deixa pra trás meu velho e amado batom Vermelho beeem escuro. O cabelo estava com umas ondas naturais, então o deixei solto. Me olhei no espero e me senti poderosa! Olhei as horas no celular, faltava apenas 10 minutos pro horário que marcamos. Me atrasei, como sempre. Peguei uma pequena bolsa pra colocar as chaves do carro e o celular, que quando fui pegar, tocou.

~ Ligação on ~

- Alô? Malu? É o T3ddy -abri um sorriso-

- No 'alô' já sabia que era você -rimos- Tô saindo agora, okay? 

- Okay, tô te esperando. Beijo 

~ Ligação off ~

Desci e passei pela sala, onde meus pais e meu irmão estavam. Eles não fizeram perguntas. Nunca foram assim, sempre confiaram em mim. Me despedi deles e saí. No elavador me olhava no espelho, me perguntava se não tinha me arrumado demais. Bobeira minha. Peguei meu carro e fui em direção ao apê do T3ddy.

 ~ P.O.V on / T3ddy ~

Mano, tô nervoso. Parece que é a primeira vez que convidei uma mulher pra vim aqui. Mas dessa vez é diferente, ela não tem comparação com as outras. Quero ter ela sim na minha cama, mas não só por uma noite. Ando sentindo coisas que nunca senti por ninguém. São sentimentos bons. Sinto que estou mudando. Talvez por ela. Bom ela nesse momento tá demorando tanto. Alguém bateu na porta.

~ P.O.V off / T3ddy ~ 

- Nossa, tá linda -ele falou ao abrir a porta e me olhar dos pés a cabeça, me fazendo ficar envergonhada-

- Obrigada -falei sorrindo e entrei-

- Nem pede licença -falou fechando a porta-

- Nem precisa -nos olhamos, estávamos em pé frente à frente- 

- É.. éé, vou pegar um vinho pra gente, tá? -ele parecia estar nervoso-

- Tá certo -sorri e ele foi até a cozinha-

~ P.O.V on / Malu ~

O T3ddy tem o dom de me deixar sem jeito. Ele tá lindo, ainda mas com esse sorriso que fode meu psicológico. Não sei por que ta tão nervoso. Achei engraçado o jeito dele agora à pouco e fofo também.

~ P.O.V off / Malu ~ 

- Malu -ele falou me fazendo sair dos meus pensamentos, eu o olhei-

- Que susto oshi -rimos-

- Toma -ele estendeu a mão me dando a taça de vinho e se sentando ao meu lado- 

- Tá tudo bem contigo? -falei me virando e ficando cara à cara com ele-

- Só tô um pouco nervoso -sorriu fraco- 

- Por minha causa? Te deixo nervoso? -sorri maliciosa, ele assentiu-

- Não fiz o jantar -falou acariciando minha coxa-

- Não tem problema -falei colocando a taça em cima do criado mudo que tinha ali-

- Não vai beber mais? -falava ainda com sua mão percorrendo minha coxa-

- Nem eu, nem você -falei pegando a taça que estava na sua mão e colocando junto à minha no criado mudo- 

- Então, quer ficar aqui mesmo, ou  quer ir pro meu quarto? -nos olhavamos fixadamente-

- No seu quarto -falei sussurrando em seu ouvido- 

Subimos pro seu quarto. Entramos e ele trancou a porta, uma luz vermelha iluminava todo o quarto.

- Tem certeza disso? -ele perguntou, estávamos próximos, eu assenti- 

Começamos à nos beijar intensamente, estávamos em pé ainda. T3ddy foi me conduzindo até a cama,  ainda entre beijos. Caí na cama e ele ficou por cima de mim. Afastei nossas bocas e comecei a beijar o pescoço do mesmo. Ajudei-o a tirar sua camiseta, e então nos beijamos novamente, era incrível como nossas línguas passeavam por nossas bocas. Nossos corações estavam acelerados, nossas respirações ofegantes. Sua mão por baixo do meu vestido já percorria meu corpo. T3ddy saiu de cima de mim e me ajudou a tirar minha roupa. Fiquei sentada na cama, ele começou tirando minhas sandálias, e acariciou meus pés, distribuindo beijo pelo mesmo e foi subindo até minha coxa. Logo em seguida tirou meu vestido com vontade. Como ele estava em pé na minha frente comecei a desabotoar sua calça, enquanto o olhava mordendo os lábios. E ao tirar a calça do mesmo, passei a mão sobre seu membro que já estava completamente duro, ele então soltou um gemido. Ele pôs a mão em meu queixo e me empurrou sobre a cama ficando novamente em cima de mim. Começou beijando meu pescoço e foi descendo até meu colo, chegando em meus seios, colocando suas mãos por baixo do sutiã, massageando eles. Então ergui minhas costas pra que ele podesse tirar meu sutiã. Ele tirou e jogou em algum lugar. Continuou a acariar meus seios e começou a chupa-los. Aquilo estava me enlouquecendo, gemia de prazer. Ele então colocou sua outra mão sobre minha intimidade a massageando por cima da calcinha, que já estava completamente molhada. Logo após ele a tirou e ergui minhas pernas, deixando bem abertas pra que ele pudesse então chupar minha intimidade. E foi o que ele fez. Sua língua passeava por a mesma. Minhas  mãos adentravam seus cabelos. Ele ergueu a cabeça e penetrou dois dedos. Fazendo movimentos de vai e vem. Gemia muito. Fui à loucura. Gozei sobre seus dedos. Arquiei meu corpo contra o seu e logo senti seu membro roçar entre minhas pernas. Bem no local exato que latejava. Tirei então sua cueca e seu membro saltou pra fora. Estava louca pra chupar seu membro, ele ficou de joelhos sobre a cama e então tratei de o abocanhar com vontade, fazendo com que o T3ddy soltasse gemidos. Entre os gemidos ela gritava por meu nome. Até senti seu membro pulsar e deixei com que ele gozasse dentro da minha boca, não êxitei e engoli. Me deitei e o esperei colocar a camisinha. Ele se deitou por cima de mim, e assim me penetrou. Começou com movimentos lentos, e logo os acelerou, fazendo um vai-e-vem, isso me levava a loucura. Minhas unhas arranhavam sua costas. Meus gemidos estavam aumentando. Ele pediu que eu ficasse de quatro, e me penetrou novamente, dessa vez as estocadas começou com movimentos rápidos. Ao mesmo tempo que ele me penetrava, eu estimulava meu clitóris. Agora ele se deitou e fiquei por cima dele, sentando em seu membro, começando a cavalgar sobre o mesmo, T3ddy segurava minha cintura pra ter controle da velocidade, rebolava com vontade sobre ele. Alguns instantes depois me deitei ao seu lado. Ambos tínhamos chegados ao nosso ápice! 



Notas Finais


E aí? Gostaram?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...