História As razões - Interativa - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias Life Is Strange, Os 13 Porquês (13 Reasons Why)
Personagens Personagens Originais
Tags 13 Reasons Why, Fichas, Interativa, Interativo, Porquês, Razões
Visualizações 30
Palavras 2.329
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Drama (Tragédia), Romance e Novela, Suspense, Yaoi, Yuri
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Mutilação, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Como tão aguardado tan tan tan tan....
A segunda fita começa agora!

Capítulo 4 - Fita 2, Lado A


Fanfic / Fanfiction As razões - Interativa - Capítulo 4 - Fita 2, Lado A

Acordo de manhã, me olho no espelho e vejo que possuo um arranhão em meu pescoço, provavelmente foi Sam na noite anterior.

Coloco meu uniforme de líder de torcida e termino de me arrumar, em seguida jogo minha mochila na cama e olho para o Walkman.

"Eu não sei se quero terminar de ouvir isso." — Penso.

Retiro a fita que está dentro e em seguida a coloco em sua devida proteção, pego a segunda fita e coloco o lado A para tocar.

 

" Muitos de vocês podem estar pensando que até agora tudo bem, estragaram minha imagem na escola e uma amiga morreu, isso não é tão ruim.

Se você está pensando nisso, talvez devesse ir se tratar.

Por falar nisso, que tal descobrirmos quem é o dono da próxima fita?"

 

— Ashley! Você vai se atrasar! — Meu pai grita no andar debaixo.

Meus pais são políticos importantes na cidade, todos os conhecem e consequentemente me conhecem, eu nunca gostei disso pois poucos me conhecem por ser eu mesma.

Pego meus pertences e desço, em seguida Scott para seu carro em frente à minha casa e eu entro.

— Finalmente seu carro está consertado! — Dou um sorriso e em seguida o beijo.

— É... — Ele diz de forma estranha.

— O que houve? — Pergunto.

— Sam me contou que você estava na porta de uma boate ontem. — Ele diz me olhando com um pouco de raiva.

— Eu... Não posso te contar agora, quando tudo isso terminar... Eu juro... Você vai saber. — Meu coração dispara.

Ele revira os olhos e dá a partida, ficou o caminho todo sem falar comigo e quando chegamos saiu do carro e me tratou com indiferença indo sozinho ao encontro de outros jogadores.

Vou sozinha até o refeitório e me sento, em seguida volto a ouvir a fita:

 

" Karol, não sei ao certo o motivo de você sempre ter me odiado mas depois de um tempo eu consegui descobrir."

 

Flashback ON:

 

— Vem Chloe! — Azul diz rindo e me puxando para dentro do Merlin.

— Meu patrão vai me matar se o meu horário de lanche passar novamente. — Começo a rir.

Entramos no Merlin e vejo Karol sentada ao fundo com mais duas cadeiras reservadas, começamos a nos aproximar e ela se levanta sorrindo.

— Parabéns! — Ela sorri e em seguida me dá um presente.

— Obrigada! — Começo a sorrir e pego a sacola que possuía um vestido de uma marca cara.

— Eu não sabia seu número então... — Ela tenta argumentar.

— Eu não posso aceitar, isso deve valer mais que meu salário. — Falo assustada.

— Não seja boba, é para você usar hoje à noite. — Ashley fala empolgada.

— Ata... O que? Onde vamos? — Pergunto assustada.

— Na sua festa. — Karol responde me entregando um convite rosa com meu nome.

— Minha festa? Gente, não precisa. — Falo.

 

"Odeio admitir mas eu estava empolgada, essa seria a primeira festa que eu ia ter, todos estariam lá por minha causa, quem não gostaria de ser o centro das atenções?

O que foi? Parece surpreso? Muitas das pessoas que me levaram à depressão eram minhas amigas, Karol não era diferente."

 

Flashback OFF

 

Alguém bate na mesa em que eu estava sentada com força e fica parado me encarando.

Tiro os fones e olho para seu rosto revelando ser Karol.

"O que essa vadia quer?" — Penso.

— Não falte hoje no treino das líderes de torcida, na última semana não pudemos fazer toda a coreografia porque você não foi. — Ela diz irritada e sai andando.

Depois da festa da Chloe, Karol mudou totalmente, talvez ela tivesse visto ou feito algo que a fez mudar.

Depois daquela noite, ela nunca mais conversou comigo diretamente a não ser que o Gui estivesse junto, em casos extremos ela vinha falar comigo, como agora por exemplo, ela é a capitã das líderes de torcida e é seu dever fazer lembretes.

Termino de comer meu lanche e em seguida me levanto, volto a colocar meus fones e começo a andar em direção ao vestiário feminino.

 

Flashback ON

 

— Olha como você está linda! — Azul fala me olhando e sorrindo.

— Tenho que concordar, você está fabulosa. — Karol diz sorrindo.

Nós três estávamos na minha casa, mais especificamente no meu quarto, não havia ninguém em casa pois meu pai havia proibido qualquer tipo de visita.

— Obrigada. — Começo a sorrir.

— Será que o Ian vai estar lá? — Karol pergunta.

— Mas você não está namorando o Gui? — Azul pergunta desconfiada.

 — Mais ou menos. — Ela desconversa.

— Quer uma despedida de solteira? — Falo rindo.

— Não me estressem gente, vou para casa arrumar as coisas lá, a festa começa as 7, então cheguem mais tarde. — Karol diz pegando seu celular que tocava música e sai.

 

"Sabe qual foi o seu problema Karol? Você fez eu sentir que poderia ser alguém, que eu poderia ser o que quisesse, mas como você sempre diz 'quanto maior o sonho maior a queda'.

Você já sabia que eu também tinha sonhos e você os nutriu, pelo menos por algum tempo.

E não te odeio por isso, na verdade eu te agradeço mas tudo tem um preço, não é?"

 

Ao anoitecer Nick toca a campainha de minha casa e eu desço apressadamente.

— Boa noite aniversáriante. — Ele me comprimenta.

— Boa noite cavalheiro, que noite agradável para uma festa. — O comprimento como uma dama e começo a rir.

— Vamos? — Ele diz dando seu braço para eu segurar e ambos vamos juntos.

Nick era meu vizinho e amigo de infância mas quando as pessoas deixam de ser crianças elas acabam se afastando por vários motivos.

Às vezes eu penso que Nick e eu poderíamos ter continuado mais próximos.

Pegamos um táxi e vamos até a casa de Karol, ao chegarmos lá notei que haviam inúmeras pessoas, a casa estava superlotada.

Eram pessoas da escola e outros adolescentes que eu jurei nunca ter visto na vida, desço no táxi e começo a pensar na hipótese de ir embora.

— Vamos? — Nick novamente dá seu braço gentilmente.

Entramos na casa esbarrando em alguns brutamontes que estavam bebados.

— A aniversariante chegou! — Karol grita alterada pela bebida e os convidados começam a gritar me dando parabéns.

Karol estava cada vez mais bebada e Gui passou a cuidar dela.

Começo a rir de nervoso e penso que talvez era melhor ter ficado em casa.

Alguns minutos depois todos se acalmam e voltam a beber, dançar e jogar o jogo da garrafa.

— Ei prima. — Mike vem até mim e me abraça.

— Oi Mike, que saudade. — Dou um sorriso.

— Quatorze anos! Como passou rápido. — Ele diz sorrindo.

— Falou o ancião de quinze. — Falo arqueando a sombrancelha.

Em seguida largo o copo vermelho em cima da mesa.

— Eu vou até o banheiro. — Falo um pouco tonta.

— É o que dá beber demais, cuidado para não ficar bebada igual suas amigas. — Ele diz.

 

"Eu me culpo por não ter ficado com você Mike, infelizmente eu devia ter ficado.

Se eu não tivesse entrado no banheiro, talvez eu ainda estivesse aqui, do seu lado, primo."

Subo as escadas para o segundo andar, passo pelo corredor que estava aparentemente vazio até chegar na porta do banheiro que estava semi-aberta.

Ao me aproximar escuto um barulho estranho, algo como um gemido.

 

"Hoje em dia eu saberia do que se tratava mas naquela época... Eu era inocente, me desculpe por isso Karoline."

 

Abro a porta rapidamente e vejo Karol e Chris, ela estava sentada sobre a pia com as pernas entrelaçando a cintura de Chris.

— Sai daqui vadia! — Ela grita e bate a porta em meu rosto fazendo eu cambalear para trás.

— Desculpe-me. — Falo com lágrimas nos olhos por causa da dor e volto para a escada.

"Vou embora, não devia nem ter vindo." — Penso chateada.

Ao chegar no topo de escada vejo Ian subindo, me olhando e sorrindo, em sua mão direita havia uma florzinha que ele provavelmente havia pego no jardim.

— Onde a aniversariante está indo? — Ele pergunta colocando a flor em meu cabelo.

" Ian? O atual capitão do time de futebol falando comigo?" — Penso.

— Eu estava indo embora. — Respondo.

— Que tal fazer algo mais legal? — Ele diz pegando minha mão e me puxando para um quarto que estava aberto.

— Não se preocupe, não vou fazer nada que você não quer. — Ele diz.

Fecho meus olhos e sinto seus lábios tocar os meus, pela primeira vez tive essa sensação, eu estava dando o meu primeiro beijo e não queria que aquele momento terminasse nunca.

Ele começa a acariciar meu corpo, deslizando sua mão em minhas costas.

— Vamos parar por aqui. — O solto e ele concorda.

Me levanto da cama em que estávamos sentados e saio do quarto, desço as escadas extrapolando de alegria e vejo Azul jogada no sofá com Gui sentado em outro sofá com Karol no colo.

— Vamos embora gambázinho azul. — Puxo ela do sofá e ela começa a rir.

— Você é minha melhor amiga Chloe, a única pessoa que eu amo de verdade além de mim mesma. — Azul começa a dizer e dar tapas no meu tórax.

— Confissões de uma adolescente bebada. — Karol diz

 

"Eu sei Karol, doeu ouvir que eu era a melhor amiga da Azul e não você, não é? Acho que talvez seja porque você nunca foi amiga de verdade de ninguém.

Acredite eu sei como é pois agora eu também não tenho amigos, alguns eu perdi por sua causa.

É pelo fato de eu ter te flagrado com o Chris que você me odeia? Ou pelo fato da Azul sempre ter gostado mais de mim?

Eu estou morta, não adianta responder agora."

 

Flashback OFF

 

"Karol e Chris? Mas... Como você nunca falou isso para ninguém Chloe?" — Penso.

 

"Depois do meu aniversário foi quando tudo começou, Alasca te deu o incentivo para começar a praticar bullying e espalhar inúmeros boatos sobre mim.

Karol, o que você achou que ia acontecer?

Achou realmente que se espalhasse mentiras e fizesse eu me sentir mal ia fazer Azul gostar de você?

De qualquer forma, agora todos vão saber o que você fez e quem você é."

 

A fita acaba e eu fico extremamente irritada, minha vontade era esmurrar o rosto de Karol até ela desmaiar.

Termino de amarrar o tênis de treino, guardo todo meu material e o Walkman no meu armário e saio para o campo, onde todas as líderes de torcida já treinavam, os jogadores de futebol estavam jogando ao fundo.

— Desculpa pelo atraso treinadora. — Digo para a treinadora.

Aceno para Eva e Lisa que eu havia convidado para assistir ao treino.

Lisa e eu éramos tão próximas antes dela entrar para o clube do livro e se tornar presidente do jornal da escola, eu tenho vontade de recuperar esse vínculo por isso tento essa reaproximação.

— Vamos logo, temos que treinar meu salto. — Karol grita para mim e leva sua mão à cintura e as outras duas líderes de torcida me olharam com desdém.

Corri em sua direção e me posicionei, eu e as outras duas líderes de torcida éramos as bases para Karol, ela iria dar o salto e nós daríamos o impulso.

— 1, 2, 3 e já. — Karol diz e damos o devido impulso para ela realizar o movimento.

Ela salta com graça e faz um abertura graciosa no ar, Karol tinha talento e merecia ser a capitã.

Quando a gravidade a trás para baixo tudo remete à minha mente como um flash, as inúmeras vezes que Chloe chorou por causa dessa vadia, todo o bullying e sofrimento que ela a fez passar, do beijo...

Meu corpo simplesmente trava e eu não consigo voltar a tempo, fazendo com que Karol caísse no chão, ela não chega a se machucar, sai apenas com alguns arranhões e o joelho ralado.

Rapidamente ela se levanta e me olho com ódio no olhar.

— Qual é o seu problema garota? — Ela diz me empurrando.

— Você é uma vadia! — Eu dou um grito e dou-lhe um tapa no rosto.

O estalo propiciado pelo som da minha mão e o rosto de Karol provavelmente havia sido escutado na China.

— Desgraçada. — Ela puxa meu cabelo e começa a me dar socos no rosto e eu revido com joelhadas na barriga.

— Vamos parar com essa putaria aí. — Eva desce da arquibancada e corre em nossa direção segurando Karol pelos cabelos.

" Isso sim que é amiga." — Penso.

— Não piora as coisas Eva. — Lisa puxa Eva com uma mão já que a outra segurava um celular que gravava toda a cena.

Rapidamente os garotos do time separam a briga, Scott me segurou com tanta força que estava me sufocando e Karol é levada para sentar na arquibancada.

— Me larga Scott! — Eu grito dando-lhe em socos na mão.

Ando com raiva na direção de Karol, começo a gritar e apontar o dedo para seu rosto.

— Vadia, todos sabem quem é você! Você nunca foi minha amiga de verdade. — Eu falo extremamente irritada.

—  Por que está fazendo isso? — Scott pergunta.

— Cala a boca Scott, Karol, você é a pior pessoa dessa cidade, agora todos vão saber quem você é. — Digo rindo debochadamente.

— Do que você está falando louca? — Ela me olha furiosa enquanto as demais pessoas fazem uma barreira entre nós.

"Ela não sabe? Ai meu Deus... Ela não ouviu as fitas ainda." — Penso.

— Ashley Blue, direção. — A treinadora diz e aponta seu dedo em direção à escada que levava para o prédio principal.

— Me larga Scott. — Digo irritada e saio andando.

Faço todo o caminho até o prédio principal do colégio e ao passar próximo ao auditório a porta abre e Chris me chama.

Reviro os olhos e entro no auditório que estava vazio.

— O que você quer? Vai atrás da Karol. — Falo irritada.

— Calma, aquilo foi só uma vez. — Ele diz.

— Você é um babaca. — Começo a chorar e ele me abraça.

Começo a dar socos leves em seu braço e em câmera lenta viro meu rosto para o seu e o beijo.

— Quando tudo isso acabar eu vou ficar com você. — Eu falo.

— Eu acho que não. — Ele diz.

— Por que acha isso? — Pergunto.

— Já ouviu a minha fita? — Ele diz e sinto meu coração gelar.


Notas Finais


Não se desanime! Em breve seu personagem também terá destaque.
Lembrando que eu escolhi as fitas das menos piores para as BAD mesmo! Então se seu personagem for mau vai ser uns dos últimos!
Espero que a demora tenha valido a pena!
Aguardo o feedback!
Abraços da "Açucar"


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...