História As Real As You And Me - Capítulo 16


Escrita por: ~

Postado
Categorias Katy Perry, Rihanna
Personagens Katy Perry, Rihanna
Tags Rihkaty
Visualizações 43
Palavras 1.547
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Drama (Tragédia), FemmeSlash, Festa, Ficção, Romance e Novela
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Oi lindos, DESCULPEM PELOS MESES LONGE, tive muitos problemas com a escrita e o desenvolvimento nesses ultimos meses e tenho dito alguns problemas pessoas com ansiedade e outros infernos psíquicos que nao vem ao caso, poréeeem muito amor pra todos vocês e vamos ao novo capítulo! ( Ah, alerta Hot no finalzinho

Capítulo 16 - Vovó


Fanfic / Fanfiction As Real As You And Me - Capítulo 16 - Vovó

 POV KATY PERRY'S .
 

- Okay, isso ta bem pior que os últimos - eu  dava gargalhadas enquanto trocava a fralda de Khalil . - que menino fedorente hm? Eh sim, muito fedorento.

- Katy? Eu e Tamra vamos ao mercado com a Rihanna comprar algumas coisas pro churrasco, ta afim?. - David dizia entre a porta.

- Vou ficar aqui e ajudar a mamãe, valeu.

Dei de ombros assim que ele sumiu arrancando a porta junto e peguei Khalil no colo, fui ate o banheiro do quarto e joguei sua fralda suja no mesmo.

Desci as escadas procurando almas vivas no local, até achar minha mãe cortando umas cenouras na bancada. 

- Bom dia Mãe. 

- Bom dia Katy. - minha mãe se vira por um segundo e da um sorriso de canto pro nenem no meu colo. - que bom que estamos aqui sozinhas, talvez agora você possa me conta a história real disso tudo.

- Ah mãe!  Esse papo de novo - Rolei os olhos e passou uma mão por meus cabelos. - okay, quer que eu conte?

- Eu ficaria bem feliz de não ser a última em tudo, se você pudesse contar pra mim antes do Ryan Seacrest eu ficaria bem feliz .

- Tarde demais...

- KATHERYN!

- QUÊ? Ele é um amigo íntimo, praticamente um vizinho. A culpa não é minha se você e o papai moram do outro lado da Califórnia!  - falo indignada .
 
Na verdade eu não culpava Mary, eu até entendo o fato de ela estar se sentindo traída e tudo mais, costumávamos ser melhores amigas, eu, mamãe e Ângela , eu contava tudo pra ela e nunca a deixava fora das situações, mas as coisas foram mudando e com a minha mudança e fama não éramos mais as mesmas, mesmo que a gente tentasse bravamente, eu estava distante dela.

- Eu soube que gostava dela a muito tempo, em 2014 quando saímos juntas na nossa 4° viagem, eu não conseguia parar de olhar pra ela, e pros seus olhos, eu me apaixonei... - Mary parou de cortar as cenouras e sentou na cadeira alta do balcão de frente pra mim, atenta. - Nós brigamos muito por essa coisa da mídia, nunca estávamos prontas pro peso que seria nos assumir, e isso acabou com a relação, ela foi uma garota muito má pra mim durante um tempo, me traiu mas... eu também não fui boa pra ela, também a traí , foi a nossa pior fase. E tudo isso graças ao medo, o mesmo medo que eu senti em te contar mãe..

Mary me ouvia e olhava bem fundo nos meus olhos, ate que tirou os óculos e fechou os olhos.

- Sabe e eu nunca pude dizer isso em alto e bom som até hoje, e sim mãe EU SOU GAY! Eu amo a Robyn e eu preciso que você a ame tanto quanto a mim... E... Eu tenho um filho com ela, ele tem 1 mês com a gente, foi achado na rua e resgatado, cuidado e muito amado, têm 8 meses e 4 semanas, pesa 7,5kg e é esse menino inteligente e bonito aqui. - falo sorrindo e olhando pro bebê nos meus braços.  Minha mãe ri anasalada e olha pra Khalil. - Ele pode ser bem mais adorável se quiser pega-lo, mas cuidado, ele pode ser realmente adorável. 

Estendo os braços pra Mary pegar Khalil e ela o aceita, segura com toda a cautela do mundo e começa a acariciar seus pézinhos.

- Vou deixar vocês sozinhos um minuto ok? Aproveite e o conheça. 

Saio da cozinha e vou direto pro jardim, meu pai estava começando a assar algumas linguiças, e cantava alguma musica do Jacksons5 que na cabeça dele fazia sentido.

- Ja viu aquilo ali? - Eu disse e ele se virou pra mim e seguiu o meu dedo. Minha mãe brincando com Khalil na cozinha.

- Parece que eles estão se dando bem, ele é um rapaz muito bonito.

- É sim - cruzo os braços e seguro o choro  ( De alegria ) - E o que o rapaz mais velho está fazendo?
- Salsichas e linguiças da casa. - Meu pai pisca pra mim e eu caio na risada junto dele. 

Ele me abraça de lado e da um beijo na minha testa.

- Eu te amo de qualquer forma Katy. - Não tinha conversado com meu pai sobre a minha sexualidade e nem sobre Khalil, não que ele não soubesse dos dois, ele sabia, e essa era a forma dele de dizer que estava tudo bem.

Estávamos fazendo os últimos hambúrgueres quanto ouço uma voz muito familiar vindo da cozinha .

- Agora a vovó aqui é você garota, é oficial, depois de Ângela ainda temos Katy e você vem quebrando recordes ! - Era Ann tirando uma com minha mãe.   

- LITTLESIS! - Ângela me grita entrando no jardim e eu corro pros seus braços.  - Que saudades !
 - E eu... Oi linda. Olá feio  - Falo pro marido de Ângela e sua filha que ja estavam sentados em uma das mesas do jardim . - Como você está? Ann anda pertubando muito? 

- Só sendo nossa avó mesmo, nada diferente. - Rimos .
 
Saio de perto de Ang e vou até a cozinha onde Ann segurava Khalil e minha mãe terminava de fazer o almoço. 

- Olá maravilhosa - Dou um beijo na testa de vovó- Quer me dar ele?

Ela nega com a cabeça e começa a fazer caretas pra Khalil que ri.

- Ele é incrível Katy. - Minha mãe solta isso enquanto cozinha, eu a olho e sorrio agradecida.

- Katy cade minha neta nova?

- Saiu com seu neto velho e a sua chata.

- Coitada da Tamra, um dia ela te mata hein - Vovó diz certa.

- Mato mesmo ! - Tamra diz entrando com meu Irmão e Riri. Eles comprimentam todos e vao lá pra fora.

Rihanna estava indo também quando minha mãe a chama, ela me olha, respira fundo e vira pra Mary.

- Sim senhora?

- Não precisa de chamar de senhora, pode me chamar de Mary e... eu só queria pedir desculpas por tudo. 

Rihanna ri e da um abraço forte em minha mãe, essa é minha garota.

- Sem problemas - Ela diz saindo do abraço. - Muito obrigado por isso. - Ela me olha e eu a entendo com um olhar, ela estava se sentindo muito melhor.

                                    ...

- Acha que fizemos o certo vindo pra cá? - Rihanna dizia abraçada comigo, devido ao nosso cobertor gigante, eu só conseguia ver seus olhos.

- Eu acho que fizemos muito certo, olha tudo o que conquistamos . - Disse e logo minha visão foi puxada pros seus lábios, pareciam mais atraentes que a qualquer dia atrás. - Sabe de uma coisa... Me fode?

Então lentamente fui chegando mais perto, até que só se podia sentir seu hálito quente que me chamava, dou um selinho nela e ela entende o recado, me puxando pela cintura pra mais perto, meus dedos acariciam seus cabelos enquanto nosso beijo prossegue encaixado, fazendo com que eu nunca quisesse parar de beijá-la. Aperto a bunda de Robyn e dou um tapa leve a puxando pra cima de mim.

           POV RIHANNA'S

Subo em cima de Katy ficando no controle e paro o beijo pra dar chupoes e beijos por todo seu pescoço fazendo um caminho até os seios, tiro seu sutiã e o jogo longe, sorrio pra mesma e mordo meu lábio observando seu corpo, me inclino e chupo um de seus seios enquanto acaricio o outro. 

- Ah! Isso gostosa, me chupa mais - Ouço katy dizer e seu gemido age como estímulo. Faço um caminho arranhando sua barriga com a ponta de minhas unhas até sua virilha, volto o beijo com intuito de abafar os gemidos e começo a massagear seu clitóris por fora da calcinha, Katy ja estava molhada o suficiente. Rasgo sua calcinha de renda e a penetro com dois dedos enquanto massageio seu clitóris com o dedao. - Ah! Hm... Isso Robyn, vai me fode caralho! - Katy gemia me pedindo mais e eu ia mais rápido, vendo ela rolar os olhos de prazer . Paro de fazer vai-e-vem com os dedos e vou me abaixando dando beijos em sua barriga até a virilha, dou beijinhos em toda a lateral dela e abro mais a perna de Katy, passo minha língua por seu clitóris e começo a chupar e movimentar minha língua. Katy segura meus cabelos com força me fazendo ficar com mais vontade e eu penetro mais dois dedos na sua buceta enquanto a chupo, depois mais 1 enquanto ela fica louca de prazer . Coloco uma mão na sua boca pra que ela não grite . - ah, amor eu vou gozar... ah...aaaah... - sinto seu líquido na minha boca e o chupo todo voltando o caminho, da virilha até a sua barriga. 
 
Katy me olha ainda recuperando a respiração e começa a rir, faço o mesmo e ela me puxa pra mais perto, me da mais um beijo demorado e o para pra me olhar nos olhos, e assim ficamos, nos olhando nos olhos até cair no sono. Fizemos o certo.



Notas Finais


Então gente, espero que vocês tenham gostado e espero que eu tenha matado essa vontade de voces dessa fic kkkkkk certo? O capítulo ficou bem grandinho e eu acho que vocês vão gostar, me contem o que vocês acharam da Mary? E do hot? Me falem o que vocês querem ver mais na fic e POR FAVOR ! NAO COMENTEM SÓ O VELHO E CHATO " CONTINUA" Eu vou continuar kkkkk mas vamos interagir everybody. Paz


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...