História As Três Borboletas Do Elevador - Capítulo 15


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Tags Bts, J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Rap Monster, Suga, Taehyung
Exibições 18
Palavras 2.159
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Fantasia, Ficção, Mistério, Musical (Songfic), Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Survival, Suspense, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Spoilers, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 15 - Reflection


Fanfic / Fanfiction As Três Borboletas Do Elevador - Capítulo 15 - Reflection

Eu acordei ainda um pouco tonta. Mas pude me levantar e ir até o corredor do elevador 

 


- está voltando? ~Jimin me surpreendeu 

 


- Sim 

 


- e onde está Jungkook? ~ele olhou ao redor 

 


- deixei ele dormindo no quarto dos quadros 

 


- vocês dois dormiram juntos? ~ele me lançou um olhar de indignação 

 


- não....exatamente ~eu voltei a andar 

 


- como..."não exatamente"? 

 


- você não parava de nós seguir com aquela faca também...

 


- eu pensei que tinha acontecido alguma coisa com vocês ~ele colocou a mão na cabeça 

 


- você está bem? ~eu me aproximei 

 


- não toca em mim, eu vou ficar bem ~ele se afastou 

 


- me desculpa...Eu sabia que ele era importante pra você, e nem liguei 

 


- o importante é que vocês não sumiram 

 


Ele não queria que sumíssemos. Então ele tinha medo de se sentir só? Ou estar só? Jimin tinha uma história por trás disso tudo 

 


- cuida bem dele enquanto eu estou fora 

 


- Já faço isso a anos 

 


- claro ~dei um sorriso e adentrei no elevador 

 


- Ei Jimin! 

 


- o que? 

 


- você é igualzinho a mim

 


Pude vê-lo dar um pequeno sorriso no canto da boca, antes das portas se fecharem 

 


- 4• andar agora? Aigoo ~coloquei a mão no coração 

 


- espero não ter uma morte trágica nesse ~olhei para o número a cima 


 


/Reflection/


"...Eu sei Cada vida é um filme Temos diferentes estrelas e histórias Temos diferentes noites E manhãs Nossos cenários não são apenas chatos
Para mim, esse filme é muito divertido Eu quero filmar bem a cada dia Eu quero me dar tapinhas nas costas Eu quero me dar tapinhas nas costas
Mas, hey, às vezes eu realmente me odeio Sinceramente, com muita frequência eu realmente me odeio Quando eu realmente me odeio, eu venho à Ttukseom Eu apenas fico de pé e, com a escuridão eu estou acostumado
Com as pessoas que estão rindo, a cerveja que me faz rir O medo que secretamente retorna e pega a minha mão Está tudo bem, está tudo, dois, três Eu tenho amigos, isso é bom
O mundo é outro nome para o desespero Minha altura é outro diâmetro da terra Eu sou minha própria felicidade e ansiedade Isso se repete todos os dias, o gostar e não gostar em relação à mim Hey, amigo que está olhando para o rio Se limparmos as roupas um do outro teremos uma conexão? Não, nós poderíamos ter limpado um ao outro em uma vida passada Não podemos ajudar com isso, nós não sabemos com quem iremos esbarrar Pessoas dentro da escuridão Parecem mais felizes do que ao dia Porque elas sabem que têm um lugar para estar Somente eu estou andando sem poder fazer nada Mesmo assim, misturando-me aqui é mais confortável Ttukseom engolido pela noite, para mim É como cruzar um mundo totalmente diferente Eu quero ser livre Eu quero ser livre de liberdade Estou feliz agora, mas eu também estou infeliz Então eu olho para mim mesmo Em Ttukseom
Eu gostaria de poder me amar Eu gostaria de poder me amar Eu gostaria de poder me amar Eu gostaria de poder me amar
Eu gostaria de poder me amar Eu gostaria de poder me amar Eu gostaria de poder me amar Eu gostaria de poder me amar..."

 

As portas se abriram revelando um cinema. Eu estava sentada de mãos dadas com um garoto de cabelos verdes  

 


- O filme foi bom....O que você achou? ~ele se levantou 

 


- Foi....Impressionante ~tentei achar palavras 

 


- que bom que gostou, é um clássico ~ele me ajudou a levantar 

 


Quando saímos do cinema, um grupo de adolescentes da nossa idade (mais ou menos) veio em nossa direção 

 


- Namjoon! Colega! A quanto tempo? ~um deles abraçou o garoto 

 


Na cagada do elevador, acabei descobrindo o nome do garoto. Os outros dois tinham "malícia" estampado na cara. Eles eram amigos do Namjoon? 

 


- EAI! O que veio fazer aqui? 

 


- assistir um filme com a minha namorada ~ele me puxou pra mais perto 

 


- e sobre a....~ele faz o sinal de dinheiro com as mãos 

 


- eu não tenho tudo,mas...~Namjoon entrega uma boa quantia ao garoto 

 


- O que está fazendo? O dinheiro é seu 

 


- Shii garota! Ele é o nosso amigo ~ele deu um sorriso malicioso 

 


- vamos embora ~eu puxei Namjoon para longe desses caras 

 


- eles são meus amigos Jang Lee 

 


- amigos não se compra ~o olhei seriamente 

 


- você não entende ~ele continuou a caminhar 

 


- o que eu não entendo? 

 


- eu sou um verdadeiro merda! Olha o que eu fiz com a minha vida 

 


- Minha vida estava assim a alguns dias atras ~o segui 

 


- mas...Eu mudei por algumas pessoas ~continue a falar 

 


- como fez isso? 

 


- eu acreditei que poderia sair da "merda" 

 


- acreditar? Do que está falando? 

 


Estávamos passando na frente de um karaokê 24 horas. Tinha varias pessoas do lado de fora...isso me deu um ideia 

 

- quer esquecer os problemas? 

 

- quero 

 

- me siga 

 


Pela nossa idade, era meio óbvio que não podíamos beber. Mas isso não significava que não agiríamos igual bêbedos

 

- pra onde está me levando? 

 

- eu fazia isso quando estava no Fundamental ~eu peguei alguns energéticos 

 


Levei Namjoon até a última sala de karaokê. Era a única que ficava ao ao ar livre, e por algum motivo era a única que não estava sendo usada 

 


- por que vamos cantar em plena 1:30 da manhã? 

 

 

- é divertido ~peguei um dos microfones 

 


Comecei a cantar umas musicas aleatórias. E pude ver o olhar de Namjoon, com toda certeza ele estava pensando como eu era louca 

 

- minha vez! Sai daí ~ele pegou o microfone da minha mão 

 


Ele começou a fazer umas caretas e a dançar uns passos que ninguém conhecia. Era divertido estar com ele...."divertido" tá aí mais uma palavra que pensei que nunca usaria 

 

- Já da pra montarmos uma dupla ~tentei soar irônica e ele riu 

 


- faríamos muito sucesso ~ele largou o microfone 

 


Abrimos as latinhas de energéticos e deitamos no sofá. Ficamos observando as estrelas durante um longo tempo, nunca tinha as vistos tão de perto 

 


- é tudo mentira ~ele quebrou o silêncio com um sussurro 

 


- Mentira? 

 


- minha vida....é uma mentira ~suspirou 

 


- Todos podem me olhar e pensar "uau, esse cara é gente boa", "esse é um bom amigo" Mas...quer saber a verdade? Ninguém pensa isso 

 


- eu posso pensar isso 

 


- Você sempre foi você ~ele sorriu 

 


- você viveu assim por muito tempo? 

 


- Todos os dias ~sua voz falhou na última palavra 

 


- Eu poderia me tornar uma estrela, certo? Assim todos me veriam brilhar 

 


- você não precisa brilhar, apenas seja você mesmo ~tentei sorrir 

 


- "apenas seja você mesmo" é você mudou ~ele fechou os olhos 

 


- o que? 

 

Notei que ele deu um sorriso e acabou adormecendo no sofá. Antes de eu morrer de sono ali também....Pude ver pela última vez aquelas estrelas 

 


- eu também quero ser uma estrela idiota ~sussurrei e fechei os olhos 

 


Fomos acordados pela tia da limpeza. Ela não gostou muito de nós ver ali, igual cadáveres (pôs noite que não tinha como explicar) 

 


- Namjoon! Acorda ~eu joguei um copo de água na cara dele 

 


- AHH CARALHO ~ele pulou do sofá 

 


- eu não disse que ele acordaria? ~eu pisquei pra tia 

 


É claro que ela não foi com a minha piscada, e nos jogou para fora do karaokê. Parecia ser de manhã por causa do frio 

 


- que horas são? ~ele via as horas no seu celular 

 


- PUTA QUE PARIU! Jang Lee a gente tá fudido 

 


- o que? O que aconteceu? 

 


- hoje tem aula ~ele me puxou pela camisa até a bicicleta 

 


Foi meio estranho ver meus braços em volta de sua cintura. Mas ele não parecia ligar muito para isso, estava mais atento em chegar na escola 

 


- até aqui eu tenho aula? ~eu fiz uma cara de choro 

 


- vamos logo ~ele me ajudou a descer da bicicleta 

 


Adentramos rapidamente nos corredores até acharmos uma sala que lia-se em cima ---> 2• ano <--- sério? Eu pulei um ano nesse outro mundo? Eu não sabia se chorava ou dava risada 

 


- Que bonito Sr. Kim Namjoon ~o professor bateu na mesa 

 


- E você Senhorita Jang Lee! Que vergonha! 

 


- desculpa pelo atraso ~nos sentamos rapidamente 

 


- Vão ter que fazer serviço depois da aula ~ele se sentou 

 


Pude ouvir uns dando risadinhas, e outros cochichavam. O que tinha de mais fazer alguns serviços a mais? 

 


- aish ~sussurrei 

 


As aulas foram um pouco difíceis de acompanhar (pq porra eu era burra até no 1• imagina no 2•) na hora do intervalo várias garotas que eu não sabia de suas existências falavam amigavelmente comigo 

 


- Quer almoçar com a gente? ~uma garota surge do inferno 

 


- Tu-tudo  bem ~meio sem jeito 

 


Logo depois das aulas. Fiquei olhando ao redor em busca do garoto alto de cabelos verdes. Na cagada acabamos nos esbarrando 

 


- por onde vamos começar? ~ele falou 

 


- Não sei....~olhei ao redor 

 


Logo no andar de baixo estava escrito ---> piscina <--- parecia ser a atividade mais divertida da escola. Optei por ela 

 


- você não sabe nem segurar um microfone direito...imagina um balde 

 


- aquele microfone era estranho eu já te falei ~tentei pegar o balde 

 


- da isso logo ~ele pegou da minha mão 

 


Essa atividade era uma das mais fáceis, porem, umas das mais difíceis por causa do tamanho da piscina 

 

- nós daríamos uma bela dupla em lavar coisa 

 


- "Nos"? Eu limpei quase tudo 

 


- é tem razão....a sujeira da piscina passou para você olha ~eu peguei a mangueira 

 


- o que? Aonde? ~ele olhava para as suas roupas 

 


- bem aqui ~eu consegui molhar ele inteiro 

 


- Aish! Você não fez isso 

 


Essa frase sempre me lembrava Jungkook. Ele era o único que dizia isso e soava engraçado. Lembrando dele....será que ele já acordou? Tomou o café? 

 


- você merece isso ~ele pegou a outra mangueira e mirou em mim durante minha brisa 

 


- Hahahah ~começamos a brincar com a água 

 


- Agora eu vou ter que me trocar. Parabéns pra você 

 


- não é meu aniversário...mais obrigada ~entrei na brincadeira 

 


Ele caminhou até mim, e me deu um abraço. Mesmo nos dois molhados pude sentir minha pele pegar fogo 

 


- Eu te amo ~ele sussurrou no meu ouvido e caminhou até o vestiário 

 


- "Eu te amo" ~me engasguei ao pronunciar essas palavras pra mim mesma 

 


Depois que me vesti. Recebi uma mensagem de Namjoon ---> "...Fui embora mais cedo, nos encontramos no cinema as 16:00..." <---- estranho...ele nem falou sobre cinema hoje 

 


- tem algo haver com os seus "amigos"? Eu não os vi dês de ontem 

 

/POV OFF/ JANG LEE/ 

 

/POV ON/ NAMJOON/ 

 


Eu estava prestes a sair do vestiário e me encontrar com Jang Lee. Mas alguém vestido inteiro de preto me bateu muito forte na cabeça. Tudo em minha volta começou a girar 

 


- O que? ~eu forcei a minha vista  para enxergar melhor 

 


- Você acordou? ~o homem de preto apareceu 

 


- onde eu estou? ~eu olho ao redor 

 


- no cinema. Eu adoraria comer uma pipoca agora ~ele pegou a arma 

 


- o que você vai fazer comigo? 

 


- o que eu fiz com os seus amigos ~ele mostra as fotos dos meus amigos mortos 

 


- por que fez isso com meus amigos? 

 


- "Amigos"? Namjoon....você não tem amigos 

 


- o que? Você não toca nela 

 


- opa opa. Você está falando de Jang Lee certo? A garota do elevador 

 


- elevador? ~confuso 

 


- eu preciso dela infelizmente ~ele me mostrou as mensagens se passando por mim 

 


- não não por que? Por que meus amigos? 

 


- o único amigo seu....sou eu ~ele sacou a arma na minha cabeça 

 


/POV OFF/ NAMJOON 


/POV ON/ JANG LEE

 


- Não atira ~eu gritei ao entrar na sala 

 


- a garota da segunda borboleta apareceu novamente ~um cara misterioso de preto 

 


- como sabe da borboleta? 

 


- eu sei de tudo garota. Agora! Troca vocês dois 

 


Eu retirei as cordas de Namjoon e as amarrei em mim mesma na cadeira. Quanto mais eu tentava decifrar o seu rosto, mais eu não conseguia vê-lo 

 


- Quem é você? O que quer comigo? ~falei 

 


- quantas perguntas ~ele apontou a arma na minha cabeça 

 


- NÃO! Por favor não atira nela ~Namjoon estava prestes a chorar 

 


- ela é tudo o que tenho ~continuou 

 


- aiinn que dó ~o homem zombava dele 

 


- Felizmente eu faço as regras desse jogo ~ele puxa o gatilho 

 

 

Nem pude me despedir de Namjoon. Eu me preocupava mais em como aquele homem sabia do elevador. Ele seria o que controla tudo isso? Meus pensamentos foram a mil, e nem percebi que estava de volta ao 7• andar 

 

 

- Jungkook? ~as portas se abriram 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 


Notas Finais


Obg por ler e desculpa os erros <3 quem serã nosso novo personagem misterioso? Homem de preto que sabia muita coisa...kkk GALERA me desculpa por não estar postando (é pq minha Net é uma merda) ate a próxima bjs


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...