História As tuas Melodias - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Advinha Quem É O Ativo, Advinha Quem É O Passivo, Bangtan Boys, Bts, Claraft, Eu Gosto De Pão, Jikook, Jimin, Jimin Só Sofre, Jungkook, Kookmin, Minkook, Sadboy
Visualizações 206
Palavras 3.108
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Ecchi, Famí­lia, Festa, Ficção, Fluffy, Harem, Hentai, Lemon, Mistério, Musical (Songfic), Poesias, Romance e Novela, Saga, Shoujo (Romântico), Slash, Suspense, Universo Alternativo, Violência, Yaoi
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Perdoem a demora, eu sou uma filha de juão paulo
eu sou um merda mermão
DESCULPA FKXKSIXKS
Perdoem qualquer erro, espero que gostem <3
Nos vemos nas notas finais sz

Capítulo 3 - As tuas palavras mexem comigo.


Fanfic / Fanfiction As tuas Melodias - Capítulo 3 - As tuas palavras mexem comigo.

 

Abriu os olhos bem devagar, sentindo um calor tremendo ao seu lado e um certo peso em seu corpo e o outro lado do colchão afundado. Seu corpo fervia quando finalmente conseguiu ter consciência quando acordou, e abriu um sorriso pequeno por lembrar da noite passada com Jeon no telhado de uma casa velha e abandonada.

Porém, uma dúvida veio a cabeça.

O que tinha acontecido? Eles tinham ficado lá até às cinco e meia da manhã, e não lembrava de nada além de ter visto o sol nascer ao lado do moreno. 

Primeiramente pensou que tudo era um sonho, por agora ele estar em sua cama normalmente, e na verdade, Jimin queria mesmo que pudesse ser só um sonho, mas a sua vida não era um mar de rosas. 

Teve a certeza disso quando olhou em volta, tendo a visão de JungKook ali.

 

Sim, JungKook estava bem do seu lado, abraçando sua cintura e coberto consigo. Pensou em começar a gritar e expulsar ele dali rapidamente, se sua mãe visse a cena provavelmente já faria as malas por Jimin. Mas não fez isso. Poxa, o Park tinha um coração mole as vezes, e agora, vendo o garoto adormecido do seu lado como um anjo transformou seu coração em uma gelatina.

Sua boca estava entre-aberta soltando uma respiração calma que anteriormente Jimin sentiu em seu pescoço. O corpo dele era quente, transmitia um calor e conforto enorme para Jimin, que tinha a temperatura fria. A cama parecia até mais quentinha com Jeongguk bem ali, do seu lado com os braços envolvidos em sua cintura. Seus lábios eram machucados e rachados, provavelmente pelo clima estava bem ressecado na semana, e sua rinite devia incomodar bastante nesse período.  

O menor estava realmente encantado com a visão que tinha dele, sua pele branquinha tinha um tom um pouco ruborizado nas bochechas, parecia até um boneco de porcelana, perfeito.

Sorriu de forma boa, passando suas mãos pelos braços fortes dele com a intenção de tentar tirar de sua cintura, mas ele realmente era forte, não soltaria Jimin por nada nesse mundo. 

Pensou positivo dessa vez, estava com a frase "Ele podia estar tendo sonhos impuros e gemendo." para de acalmar na situação, tinha que tirar ele dali o mais rápido possível, estaria ferrado se a mãe entrasse ali. 

— Jeonggukie... Acorde. — Murmurou com um pouco de dó, não gostaria de interromper um sono tão profundo desses. 

Por sorte, ele acordou bem devagar, parecia confuso como Jimin. No momento, parecia uma criancinha com uma feição emburrada com o sol em seu rosto. 

— Jiminnie... — Sussurrou, com a voz exalando uma rouquidão fraca por seu sono. 

— Hm? 

— Você dormiu bem? 

Jimin ficou parado olhando ele na cama, tinha muita coisa para perguntar, por quê justo isso? 

— Ah... Não lembro. — Coçou a nuca. 

— Acordou bem, então? — O olhou dessa vez, deixando o baixinho corado, ele tinha o rosto inchado e um pouco amassado.

— Estou confuso. — Suspirou.  

JungKook olhou por dentro da coberta, provavelmente conferindo se suas roupas estavam ali. 

— Tá, não fizemos nada demais. — Dormir abraço. Isso é demais para Jimin. 

— O que aconteceu? Estou confuso pra caramba! — Exclamou irritado, cruzando os braços. 

O moreno suspirou, deitando a cabeça no ombro de Jimin.  

Flashback. 

Jeongguk estava olhando fixamente para o garoto sonolento do seu lado. Ainda não tinha dormido completamente, mas ainda sim tinha muito sono no momento, afinal era cinco e meia da manhã. 

— Melhor irmos logo, já amanheceu. — Segurou no braço dele, escutando um resmungo de desaprovação. 

Ele não disse nada; Puxou o ombro de Jeon e deitou sua cabeça ali devagar, segurando a mão dele. 

Soltou um sorrisinho bobo quando viu ele adormecer tão facilmente ali em seu ombro, com as mãos juntas de forma fraca, mas mesmo assim Jeongguk conseguiu sentir que sua pele era um pouquinho fria comparando com a sua, Jimin parecia procurar algum calor para se sentir confortável em seu sono tão pesado. E Deus, como Jeon estava dando conforto para aquele garoto apenas abraçando sua cintura com seu braço e segurando sua mão pequena. 

— Jeonggukie… — Murmurou sonolento, procurando uma posição confortável para dormir. 

— Estou aqui. 

Não recebeu uma resposta dele, sentiu apenas a cabeça dele agora de deitar em suas coxas e seu corpo encolhido pela pequena ventania da manhã. Por alguns segundos o moreno pode ficar sem reação, mas por instinto, levou as mãos ao cabelo cinza e um pouco desbotado dele, ainda podia sentir um cheiro maravilhoso de seu shampoo, provavelmente por isso ele era macio, mesmo tendo o cabelo desbotado pela tinta. Acariciou lentamente o local com carinho, vendo um sorriso bobo nos lábios cheios e um pouco roxo pelo vento frio, ele realmente parecia com frio ali, afinal seu pijama não era adaptado para isso. Jeon tirou seu casaco que tinha levado e cobriu o menor, fazendo um carinho em seu braço. Jimin tinha um corpo de quem devia fazer uma dieta grotesca, o coração de Jeon doía quando imaginava ele se julgando por algo que não era. Prometeu a si mesmo falar com ele depois e perguntar se ele faz alguma dieta, algo que Jimin não precisa mesmo.

Olhou para o céu que tinha várias cores misturadas pela manhã, e o sol começando a iluminar o bairro e os dois ali no telhado, estava tão longe em seus pensamentos enquanto fazia carinho no Park, que ainda o mataria por estarem tão próximos. Não é que ele não gostasse, Jimin era bem tímido e reservado, nunca foi acostumado com toques tão íntimos, mas mesmo assim deixava aquele sorriso bobinho escapar de seus lábios rechonchudos, deixando seus dentes tão bonitinhos a mostra, um deles era tortinho e quebrado, e os olhos viraram dois pequenos risquinhos. Nunca tinha encontrado alguém tão fofo e delicado como Jimin, era encantador. 

Jeongguk já estava com sono também, e só de pensar que sua casa era longe para caramba tinha vontade de pular daquele telhado e só morrer com sua preguiça. Olhou para Jimin e suspirou pesado, com certeza não ia acordar tão fácil assim, e Jeon realmente não queria só deixar ele dormir ali, podia acordar com uma dor nas costas. O garoto estava em seu sono pesado, então pegou ele no colo devagar, enrolando os braços em volta de seu pescoço e segurando as coxas dele. Jimin por sorte era leve como uma pluma, e facilitou bastante enquanto o moreno carregava ele e levava até sua casa. 

 

•      •      •

Suspirou aliviado quando conseguiu colocar o menor em sua cama enorme,. não era de casal, mas mesmo assim é enorme. Sorriu de modo fofo quando viu ele se remexendo na cama procurando algum conforto em sua cama macia, parecia uma criança carinhosa resmungando coisas sem sentido. 

Se deitou do ladinho dele, tentando aquietar o garoto, que ficou extremamente calmo e confortável. 

Jimin é um bebê, que Jeongguk adoraria cuidar.

 

Flashback off. 

Ficou tão corado quando ele lhe contou aquilo, queria se esconder nas cobertas e nunca mais sair de lá. 

— Ah, e nós acabamos abraçados porquê eu não consigo dormir sem abraçar algo. Não tinha almofada, então te abracei. — Lembrou, com um sorriso mínimo nos lábios. — Não fique assim, você adorou quando estava dormindo. — Resmungou, Jimin estava se escondendo todo no travesseiro de vergonha. 

— Mas eu estava dormindo! — Se defendeu, abafando a voz. 

— Então não gostou de me abraçar?  

Pensou um pouco, ele realmente tinha gostado, JungKook transmitia algo muito bom; Segurança, carinho, conforto... 

— Gostei mas... 

— Ótimo, então vamos continuar abraçados. — Interrompeu sua frase, envolvendo os braços fortes em sua cintura, colocando ambos de seus corpos. — E eu também quero te perguntar algo. 

— Pode falar... — Sorriu envergonhado, desviando o olhar. 

— Você faz alguma dieta, Jiminnie? — Perguntou baixinho, e o menor se encolheu envergonhado. 

Sim, ele fazia dietas, não era porque só ele que queria, seus pais esfregavam todo santo dia o seu peso, Jimin não estava mais se sentindo bem por causa daqueles comentários, anteriormente se olhava no espelho e tinha a visão de belas coxas fartas e malhadas, mas ele perdeu um peso de forma horrível, as pessoas não reclamavam tanto de seu peso agora. 

— Eu fiz uma dieta, a algumas semanas. — Murmurou envergonhado, com o rosto escondido em seus cabelos cinzas. 

— Por que, Jiminnie? Você praticamente está morando nos meus braços agora, então pode me contar. — Sorriu, gostava de confortar as pessoas com sorrisos. 

— As pessoas diziam que eu estava gordo,  e repetia milhares de vezes para que eu perdesse peso de uma vez. — Escondeu o rosto no cobertor dessa vez, com frio. 

— Se sentia bem antes? 

— Eu achava meu corpo bonito, até. — Até porquê, a pessoa mais importante para ele elogiava toda hora. 

— Ainda está fazendo essa dieta? — Assentiu, suspirando. — Pare com ela, isso não faz bem, tanto para sua saúde mental e física. 

— Mas meus pais... 

— Não importa, Jiminnie, apenas você pode se sentir bem, o corpo é seu, não das outras pessoas. — Acariciou os cabelos cinzas devagar. — Você é lindo...

Jimin podia ter levado isso como mais um daqueles clichês bobos das pessoas, achando que provavelmente iria mudar seu pensamento. Mas, não, ele ficou até um pouco mexido pelas palavras de JungKook, parecia que ele realmente queria atingir bem no coração acelerado de Jimin. 

— Promete 'pra mim que vai parar com dietas, e comer normalmente. — Murmurou, mas dessa vez levantou sua cabeça para o olhar. 

— Ah, Jeonggukie, eu não sei... — Tentou explicar nervoso. 

— Promete, Jiminnie. — Disse firme, mas manso. 

Suspirou fundo, assentindo com a cabeça. 

— Eu prometo. 

— Promete 'pra mim, então? — Mostrou o dedo mindinho, recebendo uma careta de Jimin como resposta. — Anda, por favor, isso é mais confiável que tudo. 

Rolou seus olhos, Jeongguk as vezes parecia uma criança, mas talvez fofo. Juntaram os dedos, numa forma de promessa, e foi obrigado a olhar no fundo dos olhos do moreno. Céus, ele estava levando isso muito a sério.

Ficaram se encarando por um tempo, as bocas entre-abertas respirando de forma calma e soltando um leve ar frio. Os olhares não estavam juntos agora, Jeongguk tinha desviado o olhar para a boca de Jimin, não cansaria de olhar os lábios rosados e carnudos do outro, ele estava em uma linha reta agora, pôde observar os pequeno cortes no seu lábio inferior, ele tinha a mania de morder os lábios, isso rachava sua boca. 

— Jeonggukie... Você tem que ir, meus pais estão aqui. — Disse após esse escutar conversas lá em baixo.

Suspirou, não sabiam o motivo de estar tão tristes por terem que separar o abraço e levantar daquela cama confortável. 

 

— Você vai sair? — Arrumou os cabelos morenos, estavam bagunçados. O menor confirmou, bem triste por isso. — Poxa, onde você vai?

 — Centro da cidade, minha mãe disse que iríamos resolver algumas coisas do casamento.

Eles estavam apressados para esse casamento acontecer logo, diferente de Jimin, desejava morrer assim que pensava nisso. Mas tentou disfarçar isso perto do irmão dela, ele às vezes podia querer que o casamento acontecesse também.

O moreno suspirou pesado, se sentando na cama ainda preocupado, tinha percebido que os pais de Jimin não eram um dos melhores, poderia ferrar com ele se continuasse ali.

— Acho melhor eu ir também, meu pai enche o saco perguntando onde eu estava. — Levantou-se, e arrumou o casaco quentinho nele, o cheiro doce de Jimin estava ali.

— Ele não gosta que você saia?

— Não gosta que eu fuja de casa.

Achou isso uma rebeldia tremenda, como ele ainda tinha a coragem de fugir? Bom, Jimin também pôde se sentir errado, porquê ele fugiu de casa também, e com Jeon JungKook!

Nada disse depois disso, calçou suas pantufas rosinhas que estavam um pouco sujas, quebrando o coração de Jimin, ele amava aquelas pantufas. Ficou de costas para Jeongguk que ficava observando algumas coisas em sua mesa nada organizada, ele era bem curioso. Abriu o armário, nos cabides tinha as roupas formais que era obrigado a usar e ficar bem desconfortável, era do tipo de coisa que ele preferia ficar pelado ao usar aquilo. Mentira, Jimin é tímido demais para ficar pelado por aí.

— Jeonggukie, você já vai? — O olhou de canto, pegando as roupas. 

— Você quer que eu vá?  

Não. 

— É melhor… — Coçou sua nuca nervoso. 

Sorriu de modo abafado, assentindo com a cabeça e indo até o baixinho, abraçando sua cintura. 

— O que está fazendo…? 

— Te abraçando. 

Jeongguk realmente tinha esse jeito, não é como se Jimin não gostasse disso, só o deixava extremamente tímido. O mais novo abraçava, os braços estavam envolvidos em sua cintura, colando seus corpos sem nenhuma malícia, Jimin só conseguia sentir a respiração calma dele em seu pescoço e a pele macia em contato com a sua, era como um choque pela diferença das temperaturas, ele não iria se cansar tão cedo de dizer o quão quente Jeon é. 

Infelizmente, Jeon separou o abraço e sorriu de maneira sem graça pela proximidade dos dois dando dois passos para trás, mas ainda manteve as mãos na cintura de Jimin. 

— Até mais? —  O moreno disse baixinho, sentindo as mãos do Park em seu braço, como se buscasse forças para tirar ela dali, algo que não daria certo. Jimin estava gostando disso para caramba. 

— Até. — Respondeu envergonhado.. 

Se separaram lentamente, como se lutassem contra o destino, que queria JungKook indo embora e virando as costas.

Suspirou fundo e tirou o pijama confortável, dando um adeus para o moletom quentinho e largo dele. 

Jimin colocou seu terno, que com certeza ninguém quer saber que ele vestiu aqueles bem bregas com flores, esses detalhes e aqueles babados nas mangas. Era uma coisa tão ruim que nada poderia piorar aquilo em seu corpo, a calça apertada, sentia que em algum momento ia rasgar essa calça de raiva. Não entendia como aqueles personagens de livros usavam tanta calça colada, poxa, aquela merda não incomodava não? 

Foi até sua janela, JungKook caminhava de modo desajeitado, devia estar com sono ainda, parecia com frio também. E realmente ventava frio, todas esperanças de Jimin para fazer pelo menos um sol fraco foram pro ralo. 

Sentou-se na cama e respirou fundo, passando os dedos pelo lençol macio e bagunçado, se perguntava por quê não podia ficar ali pelo resto de sua vida, dormindo. Os dedos se agarraram a uma lã, Jimin franziu o cenho olhando, era um cachecol. 

O cachecol era vermelho, era tão bonitinho, parecia até mesmo tricô. Colocou ele, sentindo um perfume que inalou imediatamente, aquela fragrância amadeirada e um pouco doce, era de JungKook. Sim, já tinha gravado o cheiro dele, e adorava lembrar dele. 

Sorriu de forma boba, fechando os olhos e respirando fundo com o rosto coberto pelo cachecol, estava como um idiota sentindo o cheiro dele, lembrando de antes, uma parte sua o xingava várias vezes por estar sendo tão bobo, a outra só jogava mais na cara de Jimin dos dois conversando.

É, com certeza estava sendo bem trouxa.

•      •      •

Tinha saído com pressa de casa, os pais ficaram enchendo o saco como sempre e Jimin mal teve tempo de ficar falando da sua vida para as páginas de seu diário. Estava no carro, ouvindo aquelas músicas tristes, que apenas ele devia gostar.

Tell me pretty lies,

Look me in the face,

Tell me that love me,

Even if it’s fake,

Cause i don’t fucking care, at all

Olhava para a janela com o rosto coberto pelo cachecol, ele tinha esse jeito de entrar no contexto das músicas que ouvia.

You've been out all night,

I don't know where you’ve been,

You're slurring all your words,

Not make any sense,

But i don’t fucking care, at all

Suspirou pesado e fechou seus olhos por alguns segundos, a melodia da música o acalmava.

Cause I have hella feelings for you,

I act like i don't fucking care,

Like they ain’t even there,

Cause I have hella feelings for you,

I act like i don't fucking care,

Cause i’m so fucking scared

 

— Ah, você me bate demais, só porquê falei que você é bonito? — Passou a mão pelo braço que foi estapeado anteriormente.

— Jeonggukie! Você faz isso de propósito, para me deixar envergonhado. — Resmungou, desviando o olhar.

— Eu falei a verdade, não precisa me jogar deste telhado só por causa disso.

— Precisa sim, para você aprender a não deixar os mais velhos envergonhados.

— Sabe o que precisa, Jiminnie?

Murmurrou um “hm” olhando pro mais novo com raiva.

— Você precisa parar de ser tão lindo.

— Está sorrindo, Jimin? — Acho que não preciso nem dizer que sua mãe lhe interrompeu, certo?

— Não, não estou. — Deu ombros, nem ele queria admitir que sorria.

Ela ignorou, voltando a conversar com o marido ao seu lado, sobre o maldito casamento. Jimin rolou seus olhos, e grudou a atenção no celular, tinha acabado de vibrar.

 

Número desconhecido:

Olá, Daddy.

[Entregue 13:02] [Visualizado 13:02]

 

Você:

Que porra é essa?

Jeongguk, para com essa palhaçada.

[Entregue 13:03] [Visualizado 13:04]

 

Número desconhecido:

Uia, horas exatas ein?

E você para, seu sem graça. :(

Não gostei.

[Entregue 13:04] [Visualizado 13:04]

 

Você:

Sério que você acredita em horas exatas? Jesus.

Ninguém mandou ficar falando disso ontem para mim, eu lembro.

[Entregue 13:05] [Visualizado 13:05]

 

Jeongguk:

Acredito, faz todo sentido a teoria em que você poderia estar pensando em mim. 

E ainda ter se lembrado das piadas que eu fiz… *moon face* 

[Entregue 13:05] [Visualizado 13:05] 

 

Jeongguk:

Tô vendo você aí visualizando, tá? 

[Entregue 13:06] [Visualizado 13:06] 

 

Tapou a boca com as mãos, não podia rir bem ali no carro, com a sua mãe enchendo o saco. 

Você:

Desculpe, desculpe.
Como conseguiu meu número?
[Entregue 13:07] [Visualizado 13:07]
 

Jeongguk:

Bom, eu estava lindo andando pela calçada, até que um garoto deu um grito olhando para mim… 

Eu achei que iria ser estuprado ali mesmo, ou até que era um fã meu mesmo, porquê com essa beleza toda eu tenho que ter fãs, né? 

[Entregue 13:07] [Visualizado 13:07]  

Convencido.
 

Você: 

Anda logo, você é muito convencido. 

[Entregue 13:07] [Visualizado 13:07]  

Jeongguk: 

O nome dele era Tae e alguma coisa 

Ele disse que você tinha falado de mim para ele 

E eu fiquei: Hm, é mesmo? *moon face*

Daí pedi teu número 

[Entregue 13:08] [Visualizado 13:08]  

 

Você: 

Aaaah, vou matar ele >:( 

ENFIM 

Você esqueceu seu cachecol aqui… 

[Entregue 13:08] [Visualizado 13:08] 

 Jeongguk: 

Problema não, eu nem uso mesmo 

Pode ficar <3 

[Entregue 13:08] [Visualizado 13:08]  

 

Olhou para o cachecol e respirou novamente seu perfume, sorrindo tímido. 

 

Jeongguk: 

A propósito… 

Vamos nos ver hoje de noite? 

[Entregue 13:09] [Visualizado 13:09]  

 

Você: 

Sem essa de ficar jogando pedra na minha janela às duas da madrugada? 

[Entregue 13:09] [Visualizado 13:09]  

 

Jeongguk:  

Sem essa de ficar jogando pedra na sua janela às duas da madrugada. 

[Entregue 13:09] [Visualizado 13:09]  

 

Você: 

Nos vemos mais tarde, então. :3 

[Entregue 13:09] [Visualizado 13:09]  





 


Notas Finais


Meu Jikook é muito lindo, viu
Gente, me perdoem eu ser uma desocupada que fica vendo vídeo de Jikook todo santo dia, EU SEI.
Enfim, a música que o Jimin estava ouvindo:
IDFC - Blackbear:
https://www.youtube.com/watch?v=LmWBphAf72g

Até o próximo capítulo, comentem ❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...