História Asas do Destino - Capítulo 10


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Tags Afrodite, Asas, Asas Do Destino
Visualizações 5
Palavras 965
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Fantasia, Ficção, Luta, Misticismo, Romance e Novela, Saga, Sobrenatural, Violência
Avisos: Tortura, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas da Autora


desculpem a demora gente, bloqueiro criativo é uma merda, e forçar é pior ainda

Capítulo 10 - Capitulo 9


Fanfic / Fanfiction Asas do Destino - Capítulo 10 - Capitulo 9

Desde que Ryan e Adrian entraram na minha vida, eu conheci tantas pessoas, começou com Dimitri, seguiu-se por Christopher, Lúcifer, Naty, Deus e agora a Lis, que não me descia, mas que apenas podia suportar sua presença, pois a casa não era minha e eu nada poderia fazer, mas eu ainda encontraria mais pessoas, algumas seriam ruins, outras boas, umas fariam a diferença, outras sairiam sem que eu percebesse.

Eu estava deitada estranhamente no sofá, com o livro “Corte de Nevoa e Fúria” nas minhas mãos, entretida descobrindo as maravilhas do livro quando uma batida na porta me distrai, botei o marca paginas e fechei o livro, deixei em cima do sofá e fui abrir a porta, e nela tinha uma garota muito bonita, era uma morena com olhos rosas meio puxado para o vermelho, tinha um adorno na testa preto com uma pedra vermelha, tinha uma espada com o punhal em forma de leão dourado, cabelos longos e castanhos amarrados em um rabo de cavalo, e seus lábios carnudos um batom vermelho.

- Oi? – disse incerta.

- Afrodite? – pediu a garota.

- Sim.

- Oi – disse me abraçando – Me chamo Isabella, Lúcifer me mandou para ajudar, ele disse que a horda de Leviatãs aumentou, e seu grupo está desfalcado, já que estão em 7.

- Estamos em 8, mas você pode diminuir esse 8 para 7 sem problemas – falei.

- Como assim? – perguntou confusa, e arqueando uma sobrancelha.

- Veio uma garota ruiva, Lis aqui criando confusão e sendo uma mala velha – ri sozinha – Enfim, veio mais uma integrante.

- Tsc – estralou ela de cara feia – Hoje teremos um homicídio.

- Eba – falei feliz e sorrindo, sobre o olhar estranho que a garota me lançou – Entre.

- Uau que casarão – disse ela com os olhos brilhando.

- JULIA- berrei, logo uma Julia rola literalmente de escada abaixo, tinha chego correndo e tropeçou no primeiro degrau, depois foi só queda, era braços para um lado, pernas para outro, e se estatelou no chão, e levantou-se como se nada tivesse acontecido.

- O que foi demônio? Sua puta, eu achei que o mundo estava desabando – rosnou ela brava.

Eu estava tentando não rir, mas falhei miseravelmente, a garota ao meu lado olhava de queixo no chão para a descida triunfal de Julia, logos nós três riamos sem motivo.

- Sou Isabella – disse a garota em meio aos risos desenfreados.

- Sou Julia.

- O que foi essa barulheira? – perguntou uma Lis assustada no alto da escada.

- Nada que interesse aos ouvidos de uma vaca – rebatou Julia.

- Eu já pedi desculpas – falou a ruiva – Isabella?

- O que você faz aqui seu projeto de inferno? – disse a morena furiosa.

- Uou, o que está havendo aqui? – perguntei confusa.

- Explico mais tarde, primeiro Lorde Lúcifer quer ter uma palavrinha com a biscate ali – disse ela indo em direção a ruiva.

- Não – berrou desesperada.

- Você não vai escapar – disse Isabella aparecendo atrás de Lis.

- Solta ela – rosnou Adrian atrás da garota.

Percebi-a tensa ao ouvir a voz dele, então um sorriso de escarnio abriu-se em seus lábios rubros.

- Ora Adrian, não fale assim, você está desatualizado – disse ela sem se virar.

- Bella? – pediu atônito.

- Sou eu.

- Por que quer levar a Lis?

- Lúcifer mandou, está há tempos atrás dela, se você não sabe deixe eu lhe contar o que ela fez, ela...- começou a garota, e antes que Isabella falasse qualquer coisa, a ruiva em um rápido gesto a jogou do alto da escada, diretamente no chão.

- BELLA- berrou Adrian.

Mas era tarde de mais, a menina já tinha se estatelado no chão, alguns ossos haviam se quebrado, pois a perna e os braços estavam em ângulos nada normais.

- O que você fez? – berrou Adrian para Lis.

- Ela quer tirar tudo de mim, ela tem inveja do nosso amor, quer que você se volte contra mim, ela me odeia Adrian, não acredite em nada que ela falar – falou a ruiva chorando copiosamente.

Uma risada veio da menina que ainda estava no chão, era baixa, mas logo aumentou para uma risada escandalosa, o som de ossos voltando ao lugar era horrível, e ecoava pela sala gigantesca.

- Ah Lis – disse ela se levantando – Essa foi boa, “ela me odeia, tem inveja de mim” – imitou a voz nojenta de Lis – Me poupe garota, não tenho tempo, Adrian conto pra você depois, agora sua vadia, vem comigo.

Isabella apareceu atrás de Lis novamente e a pegou pelos cabelos, e em um piscar de olhos ela sumiu.

- Que diabos? – se pronunciou Julia.

- Não sei – falei.

-Pelo menos ela não tenta tomar banho com o Dimka de novo, por que a segunda vez ela iria desejar morrer, por que nem Lúcifer torturaria aquela garota como eu queria – disse Julia cruzando os braços.

- Ela só não fez de proposito – disse ele.

- Não a defenda Adrian, somos mulheres, nós temos sextos sentido sobre outras aguçadas, e não tente debater com a Julia, concelho de alguém que sabe – falei.

- Tudo bem, vou até o Inferno ver o que houve – disse ele sumindo.

- Eu não sei quem é essa garota, mais eu amei essa garota – falou Julia se virando para mim.

- É eu também – ri.

- Vamos comemorar com um pacote de doritos – disse ela correndo para cozinha.

- Me espera o gervão – falei correndo atrás – Gulosa.

Comemos o pacotão de doritos, uma pipoca que rendeu uma guerra de pipoca, e um brigadeiro, Dimitri e Ryan sentindo o cheiro de brigadeiro chegaram na cozinha de fininho, claro que eles não perderiam uma panelada de brigadeiro, contamos o que aconteceu e eles sorriam apenas, na parte da descida sensual de Julia eles riram alto, enquanto ela me estapeava.


Notas Finais


o que acharam peoples?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...