História Asriel x Sans 1 mês por um Senpai - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Undertale
Tags Asriel, Sans, Sansxasriel, Undertale
Exibições 112
Palavras 1.718
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Fluffy, Hentai, Lemon, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Shounen, Universo Alternativo, Visual Novel, Yaoi
Avisos: Álcool, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Spoilers, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Se vc se ofende com esse tipo de conteúdo peso para que não veja.
Esta é minha primeira fanfic então sl espero que goste.
FL
-TAMI

Capítulo 1 - Um amor esquecido


Fanfic / Fanfiction Asriel x Sans 1 mês por um Senpai - Capítulo 1 - Um amor esquecido

P.O.V Sans

De todos os monstros que eu conheço Asriel foi o único que me seduziu, seu rostinho infantil é atentado, sua voisinha o deixa mais fofo ainda, tenho me segurado para não lamber aquela cabrazinha até ela derreter, seus gemidos são as coisas mais prazerosas que ele faz com a boca, mas não duvido que sua boca não faça nada, além disso. Asriel acabou de completar 18 anos, talvez isso seja o destino me perguntando se eu queria tentar fazer algo? BEM! Talvez eu esteja ficando velho e... tarado, mas faz muito tempo que eu não vejo minha cabrazinha, ele foi junto com Frisk e Chara para uma faculdade no mundo dos humanos, minha ultima lembrança dele antes dele ir foi quando ele tinha 7 anos, era o dia da despedia, ele ficaria na faculdade por 15 anos por isso realizamos uma despedida.

(flash black) ou seja lá o nome disso.

-Saaans! -Disse Asriel que vinha correndo na minha direção com seus olhos cheios de lagrimas, que do ele estava com uma carinha tão cansada e triste, seu olhos já estavam vermelhos de tanto ele chorar e seu nariz estava um pouco avermelhado, meu coração deu um leve aperto quando o vi assim.

- O que é criança?- Eu não sabia o que fazer eu só queria abraça-lo para sempre até ele parar de chorar, eu ainda não suportava a ideia de ficar tanto tempo sem ver ele.

- S-sans você pr-promete que vai me esperar? Ele tremia tanto, ele parecia sufocado seu corpinho estava muito magro, ele devia ter parado de comer pelo estrese, as lagrimas começaram a escorrer pelo seu lindo rosto angelical, ele ignorou as lagrimas que escorriam pela sua face e continuou me olhando esperando minha resposta.

-Eu...

-HA! s-Sans! - Eu peguei em seu braço e comecei a leva-lo, não foi difícil ele era muito fraco para se soltar, ele começou a falar algumas coisas, mas eu estava firme em leva-lo, depois de alguns minutos andando em silencio Asriel parou, eu parei em seguida após perceber que ele estava soluçando de tanto chorar.

- S-san, você... me odeia? Aquelas palavras despedaçaram meu coração, eu vi que ele estava muito corado com o que havia falado, eu dei uma breve olhada para ver se alguém estava lá, não havia ninguém, em um rápido movimento coloquei minha mão sob a bundinha de Asriel e o coloquei no meu colo.

- S-san! Ele ficou muito corado seu rosto parecia que iria pegar fogo, era tão fofo que eu queria lamber seu rosto. Eu continuei andando com ele no meu colo, ele tentava descer, mas logo quando eu comecei a beijar seu pescoço ele se rendeu e se encostou no meu “peito” até o final da viagem.

- Vou te levar para um lugar lindo. Eu vi que seus olhos se iluminaram e brilharem, ele só fez um sim com seu rosto corado ele estava TÃO FOFO! Eu mal conseguia me controla eu quero co-CALMA SANS! ESPERE! VOCÊ NÃO VAI TIRAR A VIRGINDADE DELE! Eu o levei até um lago que tinha uma mata bem alta em volta. Quando eu o pus no chão ele correu e se sentou na beira do rio e passou a mão na grama a seu lado me convidando para sentar.

-Sans.

- Sim? Ele virou seu olhar para mim e seus grandes olhos me mostraram que ele estava MUITO apaixonado por mim e eu correspondi a seu olhar apaixonado dando um sorriso que fez com que ele corasse mais, eu adoro o fazer corar ele fica TÃO FOFO, eu já falei isso? Asriel começou a falar.

-Bem... ah...-Ele estava com seus lábios entreabertos eu me senti convidado a experimentar aquela pequena criança, eu fui me aproximando sem que Asriel se desse conta, quando ele notou o que eu faria ele ficou um pouco inseguro e tentava desviar o olhar de mim, eu não queria passar meus últimos minutos com ele só conversando. Eu peguei em seu queixo e o virei para mim, como eu era maior que ele eu o puxei para cima para facilitar meu beijo, eu comecei a beija-lo no canto da boca depois adentrei minha língua na boca dele, ele deu um pequeno gemido que pareceu mais um miado, haaa como eu gostava daquele gemido.  Comecei a beija-lo mais ferozmente, ele parecia excitado com isso, minha mão começou a descer até sua calça, ele pareceu desconfortado e começou a tremer, provavelmente excitado, mas ele ainda e muito jovem para isso e quando me dei conta que minha mão quase chegava a seu membro eu me afastei, ele pareceu um pouco decepcionado e me olhava com uma cara de...- o que eu fiz? Não foi bom? Isso me deixou um pouco feliz na verdade.

- s-Sans eu que-quero mais! Ele tinha um olhar pidão ele implorava por algo, além disso, CARA se eu não o amasse tanto eu já teria ti- *tossi* bem!

- Não criança você é muito novo para isso. Eu comecei a acariciar sua cabeça, ele parecia um pouco melhor, ele deve ter até esquecido de que ele iria embora, isso me deu um leve aperto no coração, mas me concentrei na presença dele.

(atualmente)

 É hoje que eu vou ver minha cabrazinha! Eu estava tão feliz que todos nos (papyrus e undyne) fomos ver a chegada das crianças. Eles chegaram em um carro, ele era gigante e preto ele tinha portas duplas e vidros escuros, tinha um formato quadrado no meio e na frente era meio arredondado parecia ser importado, a porta se abriu e dela desceu Frisk que... tinha a mesma tabua de peitos de sempre e em seguida saiu  Chara que tinha peitos GIGANTES juro que se eu não amasse Asriel eu ... Melhor não terminar a fala. Depois fiquei muito ansioso (na medida do possível) mas não tinha mais ninguém nos bancos de trás, achei estranho até que a porta do motorista se abrir

- Oi oi -Asriel saiu de lá ele estava MUITO diferente. Um monte de emoções invadiram meu peito, amor, saudade, medo? E tristeza.

-Asriel -Digo enquanto vou correndo em sua direção. Ele não estava igual, ele estava alto, tipo MUITO ALTO, MAIS ALTO QUE EU! Ele usava piercings no nariz e nas orelhas, usava um lenço xadrez no pescoço, sua camiseta de manga curta que era cinza e ele usava uma calça jeans preta, ele estava com uma cara de mal ou superioridade e sua beleza infantil havia sumido, bem ele era um adolescente/quase adulto mais eu ainda o amava muito, eu dei um pulo querendo chegar perto de seus lábios para beija-lo, quando meus "lábios" se encostaram aos dele eu não ouvi nenhum gemido, ou uma pele quente de tanto corar, quando eu me separei dele para vê-lo melhor ele me olhou um tanto estranho, como se... não tivesse gostado? Bem era normal eu beija-lo em publico nos fazíamos isso o tempo todo, e todos já sabiam nossa “relação”

- Quanto tempo criança! Digo dando um sorriso sincero esperando ouvir sua linda voz.

- E-e... bem- Ele coça o nariz e por algum motivo ele não estava corado, nem um pouco! Fiquei um pouco triste, mas ainda tinha esperança (sim isso foi uma referencia :3) que ele me amasse.

-E... - Ele continuou, ele parecia pensativo e me encarava, como se procurasse algo, algo que por algum motivo eu senti no fundo que eu não tinha. Ele me olhou mais um pouco e por fim falou.

- Quem é você mesmo?

-...- Meu coração se quebrou nesse momento, ele não se lembrava de mim! Eu queria puxa-lo e beija-lo para mostrar que eu era seu amor, seu Senpai, mas eu não poderia fazer isso perto da Frisk e da Chara. Papy estava junto aos outros um pouco mais afastado por isso não deve ter me ouvido.

- Sans, Sans o esqueleto.

Ele deu uma breve pausa e começou. – Haaa, sim meu antigo namorado. - Porque antigo?!

- A-asriel, por que vocês voltaram mais cedo da faculdade?

- AH! Isso foi por que... Bem eu meio que já formei.

- Como assim meio já se formou? Então a Frisk e a Chara também já se formaram?

- Na verdade não, eu me formei antecipado por causa das minhas notas, a Frisk e a Chara ainda não se formaram, eu só as levei aqui para dar um oi. – Espera levou? Então aquele carro era dele, eu nunca imaginei que Asriel iria dirigir.

- Então você é um adulto...

- Sim, eu acho, me sinto diferente do passado- Antes dele terminar eu o interrompo.

- Então você é um adulTERADO.

- Cala boca Sans!- Bem pelo menos ele se lembrou do meu nome.- Haaa... Sans.

- Sim?

-Tenho que te fazer um pedido. - Te comer? É claro! Por algum motivo Asriel abaixou a voz e ficou bem perto de mim. - Eu posso morar na sua casa? Eu sei que é estranho, mas eu não posso ficar mais na casa da minha mãe, e ela só vai me deixar ficar em algum lugar sem ser a casa dela se eu tiver uma casa garantida, é passageiro prometo que vou ajudar nas contas e tal, por favor Sans! Ele estava implorando, bem eu sou seu Senpai, não posso permitir ele ficar na casa da Toriel.

- Ta bom, mas você faz a comida.

- Pensei que o Papyrus que cozinhasse.

- ...- Ele se lembrou do Papyrus, mas não se lembrou de mim!

- Esta bem eu cozinho. No meio da conversa Frisk aparece e da um abraço em Asriel, eles discutem alguma coisa e Frisk da um beijo em Asriel que não pareceu muito contente e ela se afastou,

-haaa.

- Namoradas.

-N-namorada?-N-não podia ser ele não est-tava n-n-amorando a-a...

- Sim eu e a Frisk estamos namorando.

- haaaaaaa... -Eu fiquei parado lá feito uma estatua, eu não acreditava nisso

- Asriel!-Toriel deu um grito.

- Já vou! Tchau Sans. Ele saiu correndo.

- Asriel esp-era... Eu fique lá olhando para o nada. Quando finalmente meu “namorado” chegou da faculdade depois de anos ele volta completamente diferente, com um carro novo, uma NAMORADA e ainda vai ficar na minha casa! COMO EU VOU SOBREVIVER A ISSO?! Mas... Ele ainda vai me chamar de Senpai haaaaa se vai!


Notas Finais


Desculpe qualquer erro de português
essa é minha primeira fanfic (publicada) espero que gostem :3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...