História Assim, do nada... (Imagine BTS - Suga) - Capítulo 5


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Exibições 498
Palavras 1.316
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Escolar, Famí­lia, Festa, Hentai, Luta, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Boa leitura ❤.
(Eu disse que não ia postar mais hoje, mas to num tédio e decidi escrever pra vcs né <3)

Capítulo 5 - ...Enfrentando o Medo...


Sério? Tinha mesmo que ser ele? Eu ia saindo novamente de casa, sem responder o ser humano que falava comigo.

— Não vai me dar boas vindas, ________? — perguntou, abrindo seus braços, acho que querendo um abraço.

— Humm... Desculpa moço... Tô sem tempo... — falei e saí de casa na hora. Respirei fundo, muito fundo.

Vasculhei a minha mochila e tirei de lá, droga. Saí de frente de casa e fui pra um beco próximo de minha casa. Peguei um tubo de caneta que eu tinha e despejei um pouco da droga na minha mão. Puxei toda a droga que tinha alí.

Puxei um pouco o ar e coloquei o saquinho de volta em minha bolsa, junto ao tubo de caneta.

Vamos lá _________, você precisa ser forte... Precisa enfrentá-lo...

Coloquei novamente a mochila nas minhas costas e voltei pra casa. Alegro conversava animadamente com meus pais. Esse homem... Quando eu botá-lo na cadeia, eu quero que ele seja morto...

Subi para o meu quarto e tranquei a porta. Joguei a minha mochila pra longe e fui tomar um banho. Banhei na água fria. Não me importava se estava frio... Eu só queria acordar e saber que tudo isso era apenas um sonho...

Mas infelizmente, não era... Ele realmente estava aqui...

Vesti um pijama mais largo e desci. Percebi que meus pais não estavam e que o Alegro estava no meu sofá, tomando a minha vodka.

— Onde estão meus pais? — perguntei.

— Foram comprar carne... — respondeu, se levantando e vindo em minha direção.

Eu comecei a me afastar. Eu sabia o que iria acontecer, mas eu rezava aos poucos de que ele não faria nada comigo, de novo...

— Por que está se afastando, pequena? — perguntou.

— Fica longe de mim... — falei.

— Eu sei que você não quer isso... — falou.

— SAI DE PERTO DE MIM! — gritei.

Me choquei com a parede e ele me prensou alí, apertando meu ombro mais ainda contra a parede.

Naquele momento, parece que toda aquela fraqueza que eu tinha jogado fora, voltou com tudo. Uma lágrima começou a escorrer. E eu me debatia para que ele me soltasse ou que alguém aparecesse aqui e tirasse esse idiota de cima de mim.

Ele tentava invadir a minha boca de toda as formas, mas eu simplesmente, empurrava aquela língua nojenta dele.

Então, eu dei um chute na parte dele. Ele me soltou e colocou o mão no local. Eu corri rapidamente para meu quarto e tranquei. Eu sabia do que ele seria capaz, então, arrastei a estante de livros pra porta. Tranquei a minha janela e Fechei a cortina.

Me sentei no chão e comecei a chorar, descontroladamente. Está tudo voltando novamente, tudo o que eu mais odeio está se voltando pra mim...

Depois de chorar alguns litros, eu enxugo meu rosto e lavo ele com água fria. Escovo meus dentes e deito em minha cama.

Eu me sentia suja, eu me sentia imunda por ter sido tocada por um cara qualquer... Lavei a minha boca, tomei vários banhos depois do que tinha acontecido comigo naquela época. Mas de nada adiantara, eu continuava suja...

Consegui dormir... Não tive pesadelos e nem nada do tipo... E eu agradeço profundamente por isso...

[...]

Eu havia acordado 6:00Am. Me arrumei e escovei meus dentes. Arrumei meu material e pulei a minha janela. Não queria passar naquela sala e me encontrar com o Alegro, depois do que fiz com ele.

Pulei o meu portão e saí correndo em direção à escola...

Depois 10 minutos andando, chego a escola e coloco o capuz na cabeça...

Entro em minha sala e me sento lá no fundo. Abaixo a minha cabeça entre meus braços e fico refletindo...

Por que tinha que ter acontecido comigo? Se bem que... O que eu passei nas mãos daquele homem, eu não desejo pra ninguém... Mas por que? Será que isso era um castigo por todas as merdas que eu fiz nessa vida? Pelas vezes que eu desrespeitei meus pais? ... Ou por que, não fui uma boa pessoa? Cometi muitos pecados nessa vida, disso eu sei... Entrei pro mundo das drogas, roubei, matei, fui presa 2 vezes... E ainda andava por , achando que tinha alguma razão... Eu sabia que estava errada sobre tal assunto, mas nunca pensei que... Ser estuprada seria o meu castigo... Será que é? Um sinal de que... Eu fui uma merda nessa vida? Eu devo mesmo... Mudar? Não... Mudar eu não mudo... Mas parar de me drogar, roubar, ou até mesmo matar... Seria algo melhor... Sim... Está decidido... A partir de hoje, nada de drogas, nada de furtos, nada de homicídios... Hoje _______, você vai começar a ser alguém "certa". Minhas manias vão continuar... Ah se vão...

— _______, estou falando com você... — Olho pra cima e vejo uma garota. Ela era bonita...

— Sim?

— Você está bem? Estranhei que não estava dando a louca logo de manhã... — falou. Tem realmente alguém se importando, comigo?

— Estou bem... Só estava refletindo um pouco... — falei e ela se sentou ao meu lado.

— Refletindo? A famosa ________, refletindo? — perguntou, achando graça.

— Famosa?

— Depois que você fez aquilo com o Yoongi, você está sendo muito falada pela escola. E olha, tão falando coisas boas e ruins de tu... — disse a garota.

— Que tipo de coisas boas? — perguntei.

— Que te acharam bem corajosa e guerreira por não ter sido deixada levar pelas palavras do Yoongi. Ele costuma magoar muito as pessoas por ser muito honesto... Mas é um cara legal... — ela disse.

— E as coisas ruins? — pergunto.

— Ela sorri e me olha. — Que você é muito ousada, que se achou e se aproveitou do momento...

— É o que todos dizem... — falei.

— Mas eu te acho muito maneira... Bom... Nem me apresentei... Sou a Mia... — ela disse e deu insinuação de que queria apertar a minha mão, e assim fiz.

— _______, acho que já sabe... — falei e ela sorriu.

— Como não saber, né?

Eu e Mia ficamos conversando por muito tempo. As duas primeiras aulas foram vagas, já que era de História. A Mia é super gente boa e divertida. Com certeza, foi a única amiga que eu tive até hoje...

Ficamos falando um pouco de cada uma. Não contei que eu já fui criminosa ou algo do tipo, mas contei que tive minha época de rebeldia e que tinha um melhor amigo gay.

Ela me contou sobre a vida dela. Ela também teve a sua época de rebeldia, e que perdeu seu melhor amigo gay, num acidente de ônibus.

A terceira aula começou e ela foi pro seu lugar, que era no outro lado da sala...

[...]

Eu e Mia estávamos na mesa dos populares, conversando sobre coisas banais. Eu até tinha me esquecido totalmente de Alegro quando eles tocaram no assunto de ir pra algum parque de diversão hoje. Lógico que eu topei na hora, e Mia também topou. Até o dorminhoco do Yoongi topou ir com a gente.

Uma coisa boa, é que vou poder distrair a minha cabeça enquanto a merda do Alegro estiver passando um tempo lá na minha casa, mas eu sei que ele vai embora logo.

Eu e Mia combinamos de se arrumar lá na minha casa. Os meninos disseram que iam nos esperar naquela praça que eu me esbarrei com o Yoongi. Eu definitivamente, esqueci o nome daquele praça linda pra caralho.

Eu já estava voltando pra minha casa, Mia disse, que depois do almoço, ela ir vir pra cá. Tive que avisar a minha mãe e ela concordou na boa. Perguntou quem ia, e como meu padrasto estava por perto, eu disse o nome de todos, menos do Yoongi.

Já vou até pegar dinheiro porque... O negócio vai ser foda!!


Notas Finais


YOOOOOO PERSSOAL!!!
Quem sabe eu não poste algo ainda hoje 😏❤
Beijocas ❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...