História Assombrada pelo passado - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Fantasmas, Muito Mais
Visualizações 1
Palavras 984
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Drama (Tragédia), Fantasia, Ficção, Mistério, Romance e Novela, Suspense, Terror e Horror, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


OI BEBÊS
E a saga de Keith continua


Deixem seus comentários e muito muito importante.....
Boa leitura

^^Lii Hon

Capítulo 4 - Capítulo três - Medo de perder você


Fanfic / Fanfiction Assombrada pelo passado - Capítulo 4 - Capítulo três - Medo de perder você


Estou com 17 anos, semana que vem farei 18 e a lembrança do que passei no passado estava comigo jamais esqueceria porém era só uma mancha no meu passado algo que não iria mais conseguir esquecer.

- Princesa acorda, onde está sua cabeça? - Diz Lídia.

- Aqui perdida em pensamentos…- digo demonstrando tristeza. Queria ver minha mãe como eu vejo a sua filha e seu marido.

- Mas eu naum vejo eles, mas só de saber que eles estão aqui já me deixa muito feliz a sua mãe deve estar com você.- disse ela ao me abraçar.

Não tocamos mais no assunto naquele dia porém, me senti estranha e não foi somente eu que estava estranha, Lídia também estava eu senti que tinha sido injusta com ela fui até seu quarto e falei.

- Lídia, queria que você soubesse que você é tudo para mim você salvou a minha vida, me tirou da miséria e sou eternamente grata.

Ela no mesmo momento sorriu, mas algo estava errado ela não estava iluminada e feliz como sempre ela estava abatida e muito cansada. Dentro do meu peito eu estava sentindo que algo não ia bem e o medo cresceu dentro de mim.


...Passando alguns dias…


Lídia ainda se sentia muito cansada mesmo sem sair de casa,  o que me gerou desconfiança, depois de horas falando na cabeça dela, assim resolveu ir até o médico. Mas por incrível que pareça nada estava errado.

O tempo foi passando e nada dela melhorar, cada vez mais doente e eu cada dia mais perturbada com as sombras que eu via ao meu redor, e também já não via com frequência Isadora ou Manuel.

Ficamos 4 meses nesta agonia até que em uma determinada noite em meio meus pesadelos vi que uma luz branca me acordava da agonia e pela primeira vez Isadora estava no pé da minha cama olhando para mim  e pela primeira vez ela falou comigo.

- Keith acorde, tem algo importante pra te dizer, minha mãe está saindo deste mundo- eu ouvia sua voz na minha cabeça.

Eu estava muito perturbada como assim ela ia sair deste mundo ela era muito importante pra mim, não contive as lágrimas e desesperada fui até o quarto de Lídia, e quando cheguei lá ela estava sentada na sua cama com os olhos marejados de lágrimas e Manuel estava em pé cantando só que estava saindo som de sua boca, não foi como as outras vezes que ouvi só na minha cabeça.

Lídia olhou para mim e chorou.

- Keith não será hoje que irei levar minha amada, só estou avisando que o tempo dela está acabando e melhor que você se prepare, após a partida dela não poderei ficar ao seu lado pois terei de ir com ela, iremos descansar finalmente - disse Manuel olhando pra mim - Você estará mais vulnerável mas não se preocupe daremos um jeito de você conseguir sua alma amiga.

Sinceramente eu não conseguia entender muito bem o que ele queria dizer ou não queria entender, mas me doía muito saber que minha mãe querida iria em breve, Ao mesmo tempo sabia que ela seria mais feliz com a família dela, interrompendo meus pensamentos Lídia disse.

- Keith o que você faz aqui? Tive um sonho estranho…- disse ela sentada na cama- sonhei que Manuel me avisava que eu iria com eles em 2 dias.

Apenas sorri não disse nada, sentei em sua cama a abracei com força e chorei ela entendeu o recado, aquilo não era sonho, era um aviso.

- Mãe não podemos nos separar, o que vou fazer sem você? - disse eu em meio aos soluços.

- Meu DEUS você disse mãe!? Agora posso ir em paz realizei meu sonho - disse ela com um belo sorriso - Não se preocupe eu sempre irei te ver lembra que seu dom e mágico então não será um adeus pra sempre, e sim um até logo.

Não consegui falar nada pra ela, apenas dormi lá junto dela. No outro dia nem comi, tinha medo de ela não estar mais lá, não queria que a levassem.

No final do dia Lídia exigiu que essa rua descansasse na minha cama eu não queria mais ela mandou, e nesta altura não dava pra desobedecer e ainda teria mais um dia certo?

Não tive um sonho muito tranquilo as coisas me perturbavam as sombras e luzes barulhos, quando de repente sinto que Lídia entra em meu quarto.

- Filha! Eu estarei com você em todos os momentos, você foi a minha vida e eu sou apenas um capítulo da sua, Não desista de viver, Eu te amo - nem terminou de falar e se levantou pra sair - Não desista de viver você promete?

- Prometo Mãe, Eu te amo- e a lágrima escorreu - Pra sempre.

- Não chore por mim, eu estou feliz, nunca iremos abandonar você, estamos dentro de você.

Após essa conversa ela saiu, e pude ver Manuel e Isadora, a esperando. Adormeci e descansei em paz após dias de agonia e tormento. Fui até o quarto de Lídia e fui dar um beijo nela ela estava gelada e sem respirar, a dor foi tão aguda que me falou até o ar, tive de me escorar para não desmaiar.

Eu nunca mais ia ver minha amada, mãe a única pessoa que me amava de verdade antes de morrer foi me ver, nossa como doía dor que não sentia a muito tempo.


Tratei do funeral e de burocracias…


No velório de minha amada apenas minhas amigas estavam lá, nós não éramos conhecidas e nem fazíamos questão nos amávamos e uma completava completava a outra.

Já não chorava mais eu estava arrasada mas já tinha gastado minhas lágrimas e não iria desistir de viver eu prometi a ela, o laudo da morte dela se chegaria no dia da leitura do testamento diretamente das mãos do juiz, ainda não sabia o que tinha causado a morte dela.

Tivemos um lindo e breve enterro, e fiquei sozinha, como seria daqui pra frente?


Notas Finais


Obrigado gatinhos e gatinhas que chego até o fim...

Se curtiu favoritem e deixe seu comentário sugestão... Eu leio e repondo.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...