História Asterisco - Capítulo 7


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Drabble, Psicológico
Exibições 34
Palavras 298
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Drabble, Ecchi, Escolar, Hentai, Romance e Novela, Seinen
Avisos: Adultério, Álcool, Cross-dresser, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Suicídio, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas da Autora


Quase que não posto hoje por preguiça lol
Mas eu não consigo escrever capítulos para deixar de reserva para postar no dia... Porque eu sempre me mudo de ideia quando vou postar.
Boa leitura 💛

Capítulo 7 - 07


Com a informação que tinha recebido, Sary foi atrás de Kel, correndo para que não perdesse a garota. A coisa que Sary ao mesmo gostava e odiava, era ficar sozinha. Ela se sentia inferior, vendo outras crianças em grupos, e sentia que elas criticavam ela até o fim do poço.

Procurou por todo lugar do pátio, mas não achava aquela menina em lugar nenhum. Até que, quando entrou no banheiro feminino para poder lavar a sua cara de suor, viu uma roupa familiar, e a pessoa se virou.

– Sary?

Era Kel. Mas não era a mesma Kel que Sary tinha encontrado antes. Estava mais para um garoto, com o cabelo curtinho loiro, e com uma peruca em sua mão direita.

– Você deve estar com nojo de mim, né?

Parecia que Kel estava prestes à chorar. Sary estava tão confusa, mas não queria ver ela chorar.

Para tentar consolar, Sary abraçou Kel, forte, mesmo assim, chorou.

– Obrigado por me aceitar…

Depois de toda essa cena "bonita", as duas foram para um lugar atrás da escola, pois Kel queria explicar algo para a nossa querida protagonista.

– O meu nome de verdade é Kelvin… mas a minha mãe sempre me chama de Kel, como se eu fosse uma menina. E eu sempre me visto assim. Eu não sei porque, mas a minha mãe não aceita que sou um menino, mesmo que eu explique…

Sary ouviu tudo atentamente, e o garoto continuou…

– Todos aqui na escola sabem disso, mas minha mãe não ouve nem os professores sobre isso…

Lágrimas começaram à descer pelos seus olhos, e fungou.

– Você pode me aceitar assim, Sary…?

Sem hesitar, assentiu, e Kelvin deu um sorriso.

– Me trate como uma garota, tá? Pois já estou acostumada.

Assim, uma relação cresceu.


Notas Finais


Isso foi algo que eu mudei quando fui postar um capítulo reserva, e achei bem melhor!
Obrigada por ler 💛


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...