História Astro Do Rock - Capítulo 12


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Amor, Comedia, Drama, Original, Romance, Sayuri
Exibições 40
Palavras 772
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Drama (Tragédia), Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Suicídio, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas da Autora


Esse capitulo esta fofo pra caralho! Cuidado, perigo de overdose de Fofura.

Capítulo 12 - O Beijo... Ou Quase.


Fanfic / Fanfiction Astro Do Rock - Capítulo 12 - O Beijo... Ou Quase.


O som do despertador soa pelo quarto me fazendo abrir os olhos devagar, em algum modo, eu estava encima de Oliver e com nossas mãos interlaçadas. Saio dali cuidadosamente para não acordar ele e pego o celular e desativando o despertador. Era seis e meia, como o combinado.

Olho para Oliver e fico com pena de o acordar. Mas ele disse para o acordar, então, assim faço.

Ele resmunga alguns palavrões e eu reviro os olhos.

-Para de ser chata, deixa eu ficar.- Oliver abre os olhos.

Seus olhos azuis pareciam mais azuis que antes, já que, o sol estava batendo no seu rosto.

-Foi você que pediu para eu te chamar.- Me defendo e ele dá de ombros.

Eu deito no seu lado novamente e Oliver sorri.

-Preciso ver seu machucado.- Digo baixo.

-Ta bom.- Eu tiro uma mecha de seu cabelo que estava na sobrancelha e passo a mão encima do curativo.

O tiro e me alívio ao ver que estava um pouco melhor o corte.

-Afinal, com quem que você brigou?

Oliver morde de leve o lábio.- Lembra do Nicolas? O cara daquele dia na praça?

Eu assento.- Foi ele.- Ele diz e eu arqueio uma sobrancelha.

-Pensava que eram amigos.- Digo.

-Eramos até ele te chamar de gostosa.- Oliver murmura e eu o encaro com o cenho franzido.- Não me olha assim! Eu só te defendi.

-O que tem ele me chamar de gostosa?- Pergunto o provocando.

-Um "obrigado Oliver" basta.- Ele diz irônico e eu reviro os olhos.

-Não vou agradecer porque você brigou, era só dizer que não era para me chamar assim.- Digo e foi vez de Oliver revirar os olhos.

-Depois você briga comigo, agora vamos dormir mais um pouco.- Oliver fala e me puxa para mais perto.

Ele esconde o rosto no meu pescoço e eu me arrepio quando sinto beijos molhados serem distribuídos ali. Sinto a mão de Oliver escorregar para a minha bunda.

-O-Oliver.- O chamo.

-Fica quieta.- Ele murmura ainda beijando meu pescoço.

Oliver começa a subir os beijos até minha bochecha e chega ao canto da boca. Meu coração acelera em ver a sua boca tão perto e logo surgem as borboletas no estomago. Oliver cela nossas bocas acabando com o espaço entre nós, não foi um beijo de língua. Nossas boca simplesmente se tocaram. Ele se afasta um pouco e eu sinto minhas bochechas queimando.

-Desculpa... eu...- Oliver se atrapalha e bufa frustado.

Eu sorrio o lado e beijo a bochecha dele. Oliver me olha um pouco corado - coisa que eu me surpreendeu -, mas ainda sim com um sorriso de lado.

-Senta.- Mando sentando de pernas cruzadas na cama.

Ele arqueia uma sobrancelha.

-Vem logo Carter.

Oliver se senta na minha frente, com as pernas cruzadas igual a mim.

Eu ponho as duas mãos na sua nuca e o mesmo me olha curioso.

-Eu vou te ensinar a beijar.- Digo com um sorriso divertido.

Oliver riu.- Você o quê?

-Se aproxima.- Digo o ignorando.

Oliver vem para perto bem rápido e eu o emburro.

-Calma. Você tem que ir devagar.- Reclamo.- Tem muito que aprender...- Murmuro brincando e Oliver gargalha.

Eu me a próximo dele e o vejo fechar os olhos. Quando nós íamos tocar nossas bocas, eu dou uma lambida na sua boca até a bochecha.

Oliver abre os olhos espantado, mas quando entende que era brincadeira, gargalha junto comigo.

-Você conquista qualquer uma assim.- Digo entre risos.

-Ah claro, conquista os outros com todas as celulas salivares que existem na sua boca.- Ele diz passando a mão na bochecha.

-O mais engraçado foi você achar que eu ia te beijar mesmo.- Digo com ar de brincadeira e Oliver me emburra de leve.

.  .  .

Me assusto em sentir braços rodeando minha cintura por trás e dou um pulo.

-Calma careta.- Oliver fala rindo e eu mando o dedo do meio a ele.

Estava na cozinha preparando pipoca para nós assistirmos o film que, segundo Oliver, é o melhor do mundo. Ou seja, Senhor Dos Anéis.

Eduarda e Elisa saíram para o shopping as uma da tarde. Elas estranharam Oliver estar aqui, mas eu disse que só estávamos ficando amigos. Coisa que Eduarda não acreditou. Na verdade, nem eu acredito.

-E você fez de novo...- Oliver murmura chamando minha atenção.

-O que?- Pergunto tirando as pipocas do microondas.

-Ficar no mundo da lua, me deixa falando sozinho.- Ele reclama e eu rio.

-Foi mal.

Nós fomos para o meu quarto e logo Oliver deitou-se na cama. Pego o controle e deito no sei lado. Entrego lhe o balde de pipoca e LIGO o filme.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...