História Astro Do Rock - Capítulo 13


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Amor, Comedia, Drama, Original, Romance, Sayuri
Exibições 44
Palavras 1.427
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Drama (Tragédia), Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Suicídio, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 13 - Festa! Part. 1.


Fanfic / Fanfiction Astro Do Rock - Capítulo 13 - Festa! Part. 1.

"Na multidão
A música está alta
Mas eu irei
Encontrar você"- Bridgit Mendler.

-Uou. Aonde você vai?- Elisa pergunta assim que saio do quarto.

Depois que o filme acabou, Oliver foi para o apartamento alugado de Josh, que, segundo ele, os outros meninos estavam. Eu recebi uma mensagem de Damon dizendo que eles iriam a uma festa, e ele me convidou. Então, agora, finalmente terminei de me arrumar. Era oito e dez da noite e, como era horário de verão, o sol aina estava no céu. Minha roupa era simples, porém, linda. Estava com uma calça skinning preta com o joelho aparecendo e com uma blusa de alça florida e estava com meus alls star vermelhos.

-A uma festa, chego antes da meia noite. Tchau tchau.- Passo por ela acenando.

Elisa não falou mais nada, apenas seguiu até o seu quarto. Ela sempre foi assim, uma eterna adolescente, não liga para aonde eu ou Eduarda vamos. Pois é. Eu tenho tudo  para ser uma adolescente revoltada. Mas não sou.

Ouço a buzina de uma moto e franzi o cenho. Uma moto?

Olho pela a janela da frente e vejo Oliver Carter, com toda a sua gostosura, encima da moto com uma cara nada boa. Pego minha bolsa e saio do casa ainda com o cenho franzido.

-O que está fazendo aqui?- Pergunto na sua frente.

-Não é óbvio?- Ele me joga o capacete e sobe novamente na moto.

Eu arqueio a sobrancelha.- Acha mesmo que eu vou subir nessa coisa?

Meu tio me mataria se soubesse que eu andei de moto com um bad boy.

-Para de ser medrosa e sobe logo.- Oliver diz pondo o capacete na minha cabeça.

-Ei! Eu não tenho culpa de você estar de mau humor por seja lá o quê for.- Digo subindo na moto procurando algo para me segurar.

Oliver bufa e pega suas mãos e as colocando na sua cintura. Assim que toco na sua barriga, sinto seus músculos ficarem rígidos com o meu toque. Eu sorrio com isso e Oliver dá a partida.

Nós chegamos em uma casa branca lindamente grande e descemos da motocicleta. Assim que Oliver tira o seu capacete e eu também, muitas pessoas nos olharam, ou melhor, olharam Oliver. Também, quem não iria olhar um garoto de calça Jeans azul forte e uma blusa branca mostrando seus braços tatuados? Ou talvez seja só pela a sua fama mesmo.

Sinto a mão de Oliver tocar levemente a minha e me puxar para o jardim da tal casa. Assim que chegamos lá, Johnny, Josh e Damon vem até a gente e começam uma conversa sem sentido como se eu não estivesse ali.

-Cara, já tem gente na piscina, você demorou.- Johnny reclama e Oliver bufa largando minha mão.

-Eu sei. Só que eu tive que pegar uma roupa limpa na minha casa antes de pegar ela.- Ele aponta para mim e eu reviro os olhos.- Dai o meu pai queria conversar, tive que ir. Foi mal.

-Tá, tanto faz, agora vem.- Johnny vai puxando Oliver até uma área afastada me deixando sozinha com Damon e Josh.

-Oi pra você também Johnny.- Murmuro irônica e os meninos riram.

-Você ta gata. Vem.- Os dois me levam até um grupo de garotos musculosos.

Nem um se compara a Oliver Carter. Claro.

-Gente, essa é Hanna.- Josh me emburra para perto deles e eu aceno.

Eles ne ignoram e começam uma conversa tosca com Josh e Damon, que eu não fiz nem esforço para prestar atenção. Reviro os olhos quando vejo Oliver conversando com Karina em um canto do jardim. E eu sabia que ele estava a fim dela, o por que? Bom, tem como saber quando um menino está a fim de você.

1) Ele vai está se inclinando para a frente ou se aproximando de você. [Oliver estava fazendo isso √]

2) Coça a nuca toda a hora. [√]

3) Talvez, quase sempre, ele vai trazer uma amiga idiota para fazer ciúmes em você. [√]

Droga! Eu sou a amiga idiota!

Saio dali indo até perto de uma árvore, e me sento escora nela. Só não tinha notado um menino moreno com olhos verdes lá também. O encaro e ele cora. Que adorável.

-Oi.- Digo.

-Oi.- Ele responde baixo.

-Por que não está lá com os outros?- Pergunto.

Ele finalmente me encara e... Uou! Que olhos são esses?! Os olhos verdes dele estavam clarinhos por causa do por do sol.

-Pergunto a mesma coisa para você.- Ele brinca e eu rio fraco.- Tipo, eu vi você conversando com Damon Rush e Josha King. Deveria estar naquela piscina.

-Só por que sou amiga deles?

Ele assente.- Como é o seu nome ruiva?

-Hanna, e o seu?

-Axel.- Axel sorriu e eu faço o mesmo.

-Que nome diferente.- Digo.

-Minha mãe não é boa com nomes.- Axel olha para baixo corando.

-Não... Eu gostei.- Falo e vejo ele sorrir envergonhado.

Olho para o canto que Oliver Carter estava e o mesmo estava me olhando. Eu o encaro e ele pisca sorrindo malicioso.

-Sério? Oliver Carter?- Axel fala com nojo na voz.

Eu o olho com o cenho franzido.- O que tem ele?

-Não duvido que não tenha AIDS de tanta mulher que ele transou.- O moreno diz e faz careta e eu rio.

-Isso é verdade.- Digo.- Mas Oliver não é má pessoa.

-Diz isso porque é namorada dele.- Axel diz e eu finjo gorfar.

-Oliver Carter é o cunhado da minha irmã, somos amigos.- Digo e Axel arqueia uma sobrancelha.

-Nossa, a única nessa festa que eu acho que não morre de amores por Oliver.- Ele diz e eu dou de ombros.

Me levanto com a intenção de pegar alguma coisa para beber e olho para Axel.

-Você vem?

Axel se levanta e nós seguimos para dentro da grande casa. Encaro o moreno no meu lado.

-Sabe aonde estamos indo?- Pergunto e ele solta uma risada fraca.

-Não faço ideia.- Olho para os lados e vejo Oliver ser puxado para cima ela gola da camisa e puxo Axel para qualquer lugar.

Nós entramos em uma espécie de sala de jantar e eu vejo uma porta que ia até a cozinha. Puxo Axel novamente.

-Conseguimos!- Comemoro e ele ri.

-Isso é maior que a casa branca.- Axel fala se referindo a casa.

Assento rindo e abro a geladeira. Só bebidas alcoólicas. Merda.

-Ahn. Você bebê álcool?- Pergunto.

Axel nega fazendo careta e eu pego uma garrafa de Vodka.

-Experimenta, é bom.- Digo servido em um copo de plastico que achei ali.

Estendo a Axel e ele me olha desconfiado.

-Como vou saber que não vai me embebedar e tirar minha virgindade?- Axel pergunta sério e eu arreganho os olhos.- To brincando. Me dá isso aqui.

Ele vira o copo todo e depois faz uma careta me fazendo rir.

-Se eu ficar bêbado, meu pai me mata.- Ele diz se encostando na bancada.

Dou de ombros e sirvo outro copo. Dessa vez, eu que viro o copo.

Faço careta e me sinto já um pouco tonta.

. . .

-Vodka é muito forte, melhor não beber tanto.- Axel diz tirando o copo da minha mão.

Resmungo brava e ele ri.

Não sei quantos todos eu tomei, acho que foi uns cinco, ou eram seis? Eu não lembro! Axel e eu, depois de sair da cozinha, fomos dançar e agora voltamos a sentar na árvore.

-Agora que eu já estou bêbada você diz isso.- Murmuro e Axel me emburra de leve.

Mas foi tão delicado que ei cheguei a cair de lado. Ele ri e me ajuda a ficar sentada de novo.

-Você é um cara morto.- Axel se levanta e sai correndo pelas pessoas, e elas o encaram confusas.

Corro atrás dele e mais pessoas nos encaram rindo.

-Axel volta aqui!- Grito mas ele só ri.

Axel vai para perto da piscina e eu vou atrás do mesmo. Quando eu finalmente consigo pegar o seu braço, ele perde o impulso e cai na piscina me puxando junto. As pessoas gargalham e eu me junto a elas. Olho para Axel e o mesmo também ria. Vejo Oliver sair da casa e me encara com um sorriso brincalhão. Saio da piscina com as calças grudadas nas pernas e noto com minha blusa ficou transparente e agora todos, sem exceção, sabem que meu sutiã é preto. Coro e pego uma toalha que uma das empregadas me alcançou.

-Levou muito a sério o "divirta-se".- Oliver fala rindo enquanto eu seco meus cabelos.

Mando o dedo do meio a ele e o mesmo ri mais.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...