História Astro Do Rock - Capítulo 17


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Amor, Comedia, Drama, Original, Romance, Sayuri
Exibições 37
Palavras 460
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Drama (Tragédia), Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Suicídio, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 17 - O Acordo e O Pedido.


-Senhor Otto? Me chamou?- Pergunto entrando no escritório do pai de Carlos e Oliver.

Por algum motivo, Otto havia me chamado na sala dele. Oque é bem estranho.

-Hanna, senta.- Ele aponta para a cadeira na frente da sua mesa de trabalho.

Faço o quê ele pediu e o encaro.- Sobre o que queria falar?

Otto encosta a cabeça na poltrona giratória dele e me olha.- Sobre sua relação com Oliver.

Tento o cortar mas ele e mais rápido.- Você está fazendo um bem tremendo a ele. E quero a agradecer por isso, ele anda mais em casa e conversa mais com irmão, comigo e com a minha esposa. Eu até perguntaria qual é o seu truque, mas, sei que tem alguma coisa amorosa no meio de tudo isso, não é?

Eu fico calada um momento processando todas as palavras ditas daquele homem.- Aonde quer chegar com isso?

-Bom... como eu queria agradecer de algum modo, eu achei melhor te dar uma contia de dinheiro e...

-Você o que?!- Pergunto incrédula. Otto é maluco! Meu Deus, ele acha que eu estou me aproximando de Oliver por dinheiro, é isso?

-Olha Hanna, eu sei que meu filho não é fácil de aturar e eu só queria agradecer.- Otto me estende um bolo de dinheiro.

Eu o encaro sem acreditar.- Eu não quero o seu dinheiro.- Eu falo em um fio de voz.

-Por favor, eu encisto.- Otto diz pondo o dinheiro em minhas mãos.- Vai ser assim toda o mês, tudo bem? Eu já tentei de tudo para mudar Oliver.

Otto realmente estava desesperado para botar rumo em seu filho. Mas eu não posso aceitar.

-Desculpa senhor Carter mas eu não...

-Nos vemos mês que vem, pode ir.- Otto diz e eu suspiro guardando o dinheiro na minha bolsa.

Saio da sala e corro para o banheiro. Assim que tranco a porta, me encaro no espelho e suspiro. 

No que eu fui me meter?

.  .  .

Entro no meu quarto e jogo a bolsa na minha cama. A bolsa se abre e deixa amostra o bolo de dinheiro que havia guardado ali. 

-Merda.- Falo sozinha fechando a bolsa.

Meu celular começa a tocar e eu o atendo sem nem ver o ecrã.

-Careta!- Oliver saúda assim que atendo.

Dou um sorriso amarelo.- Oi Oliver.

-Quero te fazer um convite.- Ele diz e eu rio fraco.

-Convite?

-É, eu te pego as nove amanhã, tá bem?- Oliver pergunta esperançoso.

Eu suspiro.- Está bem, mas aonde vamos?

-Te pego as nove.- Ele repete em um tom de brincadeira e desliga.

Deito na cama curiosa. Oliver Carter me chamou para sair... Aí meu Deus! Oliver Carter me chamou para sair! Nossa... Por que estou tão animada com isso? É só um passeio, né?



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...