História Asylum - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Cara Delevingne, Justin Bieber
Exibições 70
Palavras 342
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Romance e Novela, Terror e Horror, Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 1 - Prólogo


Fanfic / Fanfiction Asylum - Capítulo 1 - Prólogo

São oito da noite, posso ver a chuva escorrendo pelo vidro, me deparo com um clarão vindo da porta da quarentena são alguns médicos trazendo uma nova paciente.

- Parece que você terá uma nova colega de quarto Justin - Carl sorriu.

- Como se eu precisasse de amigos. - Dei de ombros. 

- ME SOLTA! ME SOLTA! - Diana gritava.

- É melhor se comportar fazemos tratamentos de choque. 

- EU DISSE PARA ME SOLTAR! - Carl jogou Diana em uma cama.

- Prontinho - Disse logo fechando a porta.

- ME TIREM DAQUI.

- Garota cala essa boca, caralho. - Tragou um cigarro.

- Eu não sei o que tô fazendo aqui, porque eles fizeram isso comigo? PORQUE? - Ela gritava ao ponto de me deixar extremamente irritado. 

- Você não pode ficar quieta só um pouquinho? 

- NÃO, EU QUERO SAIR DAQUI. - E começou a chorar. 

Estava me controlando para não fazer algo contra ela, meus neurônios doiam quando aquela garota gritava.

- Qual teu nome garota? - Perguntei soltando a fumaça. 

- É Diana.

- Diana, belo nome... porque você tá aqui Diana? - Perguntei analisando cada traço seu. 

- Eu não sei exatamente, eu quero sair daqui, preciso sair daqui, ME TIREM DAQUI POR FAVOR. - Ela gritava chorando, qual era o problema dessa garota? 

- Escuta aqui bonitinha, eu não vou com a cara de quem fica gritando sem parar, eu odeio gritaria, você consegue entender isso? Ou você fica quietinha na sua, ou eu vou ser obrigado a te machucar. 

- Você me machucar? - Debochou limpando as lágrimas.

Não consegui me controlar, em um piscar de olhos eu já estava a prensando contra a parede. 

- Você dúvida de quê? - A joguei contra o colchão. - Espero que isso não aconteça. 

Quando a joguei contra o colchão pude ver sua expressão facial, era de medo, os trovões clareavam a quarentena logo traguei o cigarro pela última vez jogando-o no chão.

- Bem vinda ao inferno Diana, se acostume, existem coisas piores aqui.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...