História Até física quântica é mais simples que a vida. - Capítulo 37


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), EXO
Personagens Baekhyun, Chanyeol, D.O, J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Kai, Rap Monster, Suga, V
Tags Chanbaek, Jikook, Kaisoo, Lemon, Namjin, Taekook, Threesome, Vhope, Yaoi, Yoonseok
Exibições 220
Palavras 4.065
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Escolar, Famí­lia, Festa, Lemon, Orange, Romance e Novela, Shounen, Violência, Yaoi
Avisos: Álcool, Estupro, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


ME PERDOA
NÃO DESISTE DE MIM


OBRIGADO A TOODOS QUE LEEM A FIC
TB MT OBRIGADO AOS FAVORITOS
AMO TDS VCS
!!

Mais uma vez estou postando sem responder os comentarios
desculpa gente
eu adoro os comentarios
amo mt mesmo
tanto que vou la e escrevo loucamente pq sei que vc ficam ansiosas
ai as vzs n sobra tempo pra responder
mas eu prometo que respondo


SOBRE O CAPITULO


HAJA LIMONADA NESSE CALOR DE +31°C
NÉ?

IAUHDIASUHFIASUHFIAUSHF

APROVEITEM!

E oq sera q vai rolar nos proximos? hm? e,e

Capítulo 37 - Ficando doente


Fanfic / Fanfiction Até física quântica é mais simples que a vida. - Capítulo 37 - Ficando doente

 

 

******************** Jungkook POV*******************

 

A manhã de quarta-feira se mostrava nublada e preparada pra dar showzinho assim que começasse a tarde.

 

Tinha pedido um tempo para Jimin, mas já me arrependia um pouco pela falta que ele fazia. Ficar falando qualquer besteira no celular, fazendo piadas idiotas que nem ele se tocava que era engraçado. Nossas discussõezinhas bobas...

 

Tinha ficado em um quarto com três alunos da minha turma os quais quase não conversávamos. Na realidade eu conversava mais com Jimin, Jin, Namjoon, Yoongi, Hoseok, Taehyung, Baekhyun e Kyungsoo por isso não me importava em tentar fazer amizades na minha turma.

 

Já estávamos todos de uniforme terminando um alongamento por que e teríamos que dar cerca de cinco voltas correndo na quadra e depois uma serie de exercícios.

 

Podia ver Kyungsoo de onde eu estava e em seguida já em via procurando Jimin com os olhos até tomar um susto quando encontrei-o sentado me encarando.

 

Ta certo que fui eu quem pedi um tempo, mas não quer dizer que não me preocupava em como ele estava se sentindo. A expressão abatida no rosto dele acabou me deixando mal e novamente me perguntava se deveria ter pedido um tempo.

 

A verdade era que depois da confissão eu comecei a pensar um pouco na questão e senti como se na época que Jimin tenha feito isso, eu não fui um tipo de “tapa-buraco”. Como se ele tivesse se aproximado de mim e me tratado tão bem como se para compensar o que tinha feito a Taehyung.

 

Aquilo me levou a pedir um tempo para organizar meus pensamentos. Mesmo tendo feito aquilo, Jimin não aprecia ser alguém ruim... Por que eu estava complicando tanto as cosias? Por que me sentia mal assim? Além do mais, Taehyung era o culpado pelas coisas que aconteceram a Yoongi. Por que as pessoas eram assim?

 

Acordei quando o professor de educação física apitou para que todos parassem os exercícios e fossem se trocar para o lanche. Eu estava cansado e nem tinha notado a aula passar. Enquanto trocávamos de roupa no vestiário, pude escutar o barulho alto da chuva forte que já começava a cair.

 

Ah como eu queria estar em casa deitado no sofá assistindo qualquer coisa só para ter ele abraçado comigo.

 

Suspirei e me encolhi com o arrepio que passou pelo meu corpo junto com o aperto no meu peito. Tinha que falar com Jiminnie...

 

Talvez eu tivesse sido precipitado de mais... Ou eu apenas não soubesse lidar com a falta dele. Só queria poder pedir desculpas e abraçá-lo o mais forte que conseguisse.

 

 

******************** Hoseok POV*******************

 

Dormir foi uma tarefa difícil, mas em algum momento eu consegui. Ver Xiumin deitado na mesma cama que Yoongi, além disso, abraçado a ele me fez ter vontade de esmurrá-lo ao mesmo tempo em que de chorar ao ver o branquelo dormindo tão confortável ali.

 

Ignorei os dois e apenas me deitei em minha cama frustrado já que tinha saído as pressas do refeitório, despistando Taehyung, para tentar falar com Yoongi que eu havia visto indo sozinho para o dormitório. Passei a noite desejando do fundo do meu coração que Yoongi se remexesse o suficiente para empurrar Xiumin para longe dele, coisa que não aconteceu. Yoongi parecia anestesiado e não moveu um músculo a noite toda. Eu parecia um stalker encarando-os fixamente com a luz baixa que vinha pela janela até que em algum momento dormi.

 

De manhã os alunos foram, novamente, separado por bloco de dormitórios para seguir as suas respectivas atividades. O nosso bloco de dormitório seguiu com mais um para as piscinas, coisa na qual xinguei mentalmente pelo dia parecer nublado de mais, coisa que os professores se quer se importavam.

 

Depois de trocarmos de roupas, seguimos para as piscinhas onde deveríamos de quatro em quatro alunos nadar de um lado ao outro em diferentes tipos de nado. O que demorava não era o percurso e sim cada aluno treinando seu nado. Ninguém ali era bom nisso já que a nossa escola não investia muito nessa questão, mas cada um se esforçava como podia.

 

Engraçado foi ver muitos se apavorando e engolindo água enquanto tentava não rir do próprio desespero. O próprio professor tentava segurar o riso. Senti minha barriga gelar quando chegou minha vez.

 

Xiumin ainda não tinha ido assim como Yoongi iria umas três quatro pessoas depois de mim e Taehyung parecia vegetar do lado do professor para não ter que fazer até que me viu parado lá como quem ta prestes a morrer e sorriu se aproximando.

 

-Vai lá Hoseok! Mostra o bom golfinho que você é! – Escutei alguém berrando e fiz uma careta rindo em seguida.

 

Pulei na água sentindo minha pele trincar com o gelo e em seguida comecei a sequência de nados, eu Taehyung e mais dois garotos. Depois de quase me afogar umas três vezes pelo cansaço que já me cercava, enfim saímos da piscina e fomos para um banho quente.

 

Trocamos de roupas e nos sentamos nos bancos observando os outros alunos.

 

-Eu nunca tinha visto um lugar com tantas piscinas. – Taehyung comentou esfregando a toalha nos cabelos.

 

-Legal né? – Respondi distraído observando o branquelo que se tremia de frio. Ele parecia ainda mais magrinho com aquela bermuda quase que colada e a camiseta branca que cobria a pele que logo seria exposta já que teria que entrar em seguida.

 

-Sim... Podiam fazer uma piscina dessas lá no colégio. Seria divertido. – Taehyung terminou de falar se aproximando mais e abraçando o meu braço. Só então notei que ele não tinha trazido blusa de frio e a pele de seu braço estava arrepiada pela temperatura que baixava assim que a chuva começara a cair la fora.

 

-Você... Não quer ficar com... – Hesitei um pouco, mas seria melhor Taheyung ficar com a minha blusa do que continuar me agarrando – Quer vestir minha blusa? Eu tenho outras la no quarto de qualquer forma.

 

-Não precisa. Posso ficar assim mesmo. – Falou sorrindo meigo apertando ainda mais o meu braço.

 

-Vamos lá pegar outra blusa, você ta tremendo retardado. – Falei já me levantando rindo da cara de cu dele.

 

Não é que não gostasse de Taehyung, só que essa aproximação era estranha vinda dele. Não tinha definitivamente aceitado sua proposta.

 

Saímos do ginásio avisando que logo voltaríamos e eu já me amaldiçoava vendo que o branqueou já se preparava para pular na água o que me causou estranho sentimento de ciúme ao vê-lo quase que sem roupas na frente daquelas pessoas. Tratei de sair de la o mais rápido possível.

 

 

******************** Yoongi POV*******************

 

Aquela água tava tão gelada, mas tão gelada que quando sair, quase não sentia os meus dedos. Éramos quase que os últimos alunos, e acabamos por ser já que os outros tiveram que deixar para depois do lanche por conta do horário.

 

Entrei debaixo da água quente suspirando quase que feliz ao sentir a água quentinha passar pelo meu corpo. Eu jurava que se ficasse mais dois minutos esperando, eu iria congelar definitivamente.

 

Apenas deixava a água levar a rigidez do meu corpo que já se aquecia e então passei a me ensaboar até notar que não tinha mais nenhum aluno ali. Talvez eu estivesse demorando de mais, mas porra, aquela água tava fria pra caralho.

 

-Yoongi-shi, não demore muito. Vou voltar depois do lanche e se você estiver ai dentro ainda, via ter que pagar a conta de água! – Escutei o professor falar do outro Aldo da porta rindo em seguida.

 

-Ok! – Berrei indiferente.  Eu pagaria mesmo, to nem ai, vo ficar o tempo que eu quiser.

 

Decidi passar um pouco do shampoo que tinha ali enquanto minha cabeça girava nas cenas anteriores.

 

Hoseok e Taehyung se agarrando... Ta certo que eu tinha mandado Hoseok pra puta que pariu indiretamente, mas aquilo era ridículo de mais aos meus olhos. Deixava Taehyung fazer o que quisesse com ele e nem se importava de estar perto de mim ou não?

 

O que me deixou mais aflito foi vê-los conversar, se agarrar e em seguida sair aos risinhos em direção aos dormitórios. Já sentia enjôo de ter que dividir aquele quarto com eles por mais dois dias.

 

-Você tem uma pele muito bonita sabia? – Escutei uma voz tranquila falar e me virei com a melhor cara de assustado que eu poderia fazer até ver pelo vidro meio embaçado, Xiumin saindo de uma das cabines de banho na qual eu nem notei quando ele entrou.

 

-Puta que pariu, que susto do caralho. Desde quando você ta aí? – Perguntei suspirando e terminando de enxaguar meu cabelo.

 

-Desde que você ficou encarnado o registro pro resto da vida até eu sair. – Falou sorrindo em seguida enquanto eu pegava minha toalha e me mantinha la dentro com certa vergonha de sair.

 

Passei a encará-lo pegando suas roupas na bolsa, tentando não parecer um otário por não sair de dentro da cabine.

 

Ele estava com uma toalha enrolada na cintura e outra menor enxugando os fios. Eu nunca tinha parado para observar quando estávamos no treino de basquete, mas Xiumin tinha um puta corpo definido, coisa que nem anos de academia fariam comigo. Sem contar que a cara fofa não fazia transparecer o corpo “másculo” vamos assim dizer...

 

Senti meu rosto esquentar quanto ele sorriu notando que eu o encarava.

 

-Gostou? – Perguntou sem um pingo de vergonha na cara me fazendo ter vontade de socá-lo.

 

-Vai se ferrar. – Comentei desviando o olhar para o chão como se tivesse algo ali que eu tivesse que pegar e depois sair.

 

-Pode sair Yoongi. Garanto que não vou fazer nada que você não queira. – Falou rindo malicioso e eu, além de envergonhado, estava com raiva já que ele sabia que aquilo me deixava com vergonha e continuava.

 

-Mais que droga, vai se foder. – Falei saindo de la como se fosse o rei da cocada ignorando a vergonha que ainda me cercava seguindo até minha mochila que estava perto dele.

 

-Vou com você, o que acha? – Falou me fazendo virar na vontade de bater naquela cara que do sorriso brincalhão foi rapidamente ao sexy e sedutor, o que me fez arrepiar tão rápido quanto – Hm? – Murmurou como se desse a idéia, se aproximando mais em seguida me fazendo recuar até esbarrar no banco da parede e sentar ali mesmo.

 

Observei meio confuso com o misto de sentimentos dentro de mim, Xiumin se aproximar mais e começar um beijo lento e obsceno de mais pra minha consciência pensar em negar.

 

A língua quente já se movia contra a minha sentindo a textura uma da outra e explorando minha boca conforme se moviam em uma harmonia que me fazia viajar. Senti uma das mãos acariciar minha bochecha enquanto a outra descia pelo meu peito arranhando fraco e deixando beliscão em um dos meus mamilos o que me fez resmungar em resposta.

 

Meu deus, meu corpo estava respondendo rápido de mais a tudo aquilo.

 

Senti seus lábios se afastarem e respirei ofegante meio tonto com a sensação enquanto ele descia os beijos até o meu pescoço e sua mão seguia para a minha cintura.

 

-Não deveríamos estar fazendo isso... – Murmurei baixo não realmente prestando atenção no que eu dizia.

 

-Por que? – Sussurrou contra a minha pele me fazendo arrepiar ainda mais.

 

-É errado... Estamos num vestiário... E eu... – Parei de falar quando sentia a mordida fraca seguida do chupão que me fizera conter um gemido sôfrego ao mesmo tempo em que ele começava a esfregar sua mão sobre o meu membro coberto pela toalha, este que já despertava.

 

-Não acho isso – Falou lambendo o meu pescoço e em seguida parou o rosto próximo do meu me encarando enquanto os olhos de vez enquanto desviavam para os meus lábios – Não acha que esta se guardando de mais Yoon? Já pensou que não é só Hoseok que pode te dar prazer? – Falou baixo mordiscando os meus lábios em seguida.

 

Meu deus, eu não conseguia se quer responder.

 

Eu sabia que estava sendo “careta” por não querer ninguém mais alem de Hoseok, sabia que estava fazendo drama de mais... Sabia e tudo isso e ainda sim continuava com a preocupação me cercando por um fio. Esse que foi cortado quando me lembrei de Hoseok e Taehyung juntos...

 

Puxei o rosto de Xiumin para um beijo afoito sentido-o sorrir em meio ao mesmo enquanto suas mãos voltavam a apertar meu corpo e acariciar locais sensíveis me fazendo conter suspiros e gemidos em meio ao beijo que começava a se bagunçar.

 

Sentia meu corpo quente ao me entregar àquele momento. Tanto pelo medo de ser pego, pelo acontecimento em si e pela sensação ansiosa no meu corpo.

 

A vergonha me dominou quando ele desceu os beijos até a minha barriga em seguida tirando a toalha que se alguma maneira ainda permanecia ali, encontrando meu membro desperto e apertando-o com a mão úmida e gelada me fazendo deixar um gemido baixo sair enquanto ele sorria com a reação.

 

Começou a movimentar a mão calmamente me fazendo suspirar e logo me irritando por não sentir progresso. Ele me encarava sorrindo travesso e eu tratei de lhe lançar um olhar feio então logo os movimentos aceleraram e junto meus gemidos mais audíveis vieram.

 

Sentia-me nervoso por conta do tempo. E se o professor aparecesse?

 

Mordi meus lábios quando colocou a glande em sua boca sugando forte para em seguida lamber e começar a brincar com lambidas em toda a área em seguida sugando um dos meus testículos o que me vez gemer consideravelmente alto tanto de surpresa quanto pela excitação que cada vez mais aumentava no meu corpo.

 

Continuou a chupar até que senti as mãos descerem e acariciarem minha entrada me fazendo encará-lo confuso com a situação. Introduziu um dedo e passava a movê-lo lentamente conforme meus gemidos de dor iam diminuindo.

 

A ardência incomodava, ainda mais quando um segundo dedo se juntou no movimento que começava a se acelerar, mas a boca se movendo no meu falo me fazia esquecer a dor que me fazia apertar os olhos.

 

-Dói tanto assim? Nem parece que já deu pro Hoseok. – Alfinetou rindo malicioso em seguida acariciando um dos meus mamilos enquanto suas mãos trabalhavam no meu falo e na minha entrada.

 

Eu apenas suspirava e gemia baixo enquanto ele me observava sorrindo.

 

Meu corpo começava a dar indícios de que não ia agüentar aquela situação por muito tempo. Conforme Xiumin movia as mãos agora já mais rápidas em meu membro e seus dedos faziam movimentos dentro de mim me fazendo delirar.

 

Arranhava os braços do mais velho que parecia se divertir com a minha situação.

 

-Eu... E-eu vou... – Comecei a falar e ele aumentou ainda mais a velocidade fazendo todo o meu corpo estremecer.

 

Meu orgasmos veio rapido e junto com ele um gemido alto e arrastado. Minha respiração permanecia descompassada enquanto sentia os espasmos pelo meu corpo e Xiumin lambendo minha barriga limpando qualquer resquício do liquido branco que ainda saia pelo meu penis.

Xiumin logo levantou senti os dedos abandonar o meu interior, iniciando um beijo rápido e excitante. Eu sabia que ele estava duro, o beijo mostrava isso ao mesmo tempo em que consolava o estado sensível do meu corpo, também me incitava a sentir ainda mais excitação conforme as coisas começavam a ficar cada vez mais intensas.

Levantou me puxando junto em seguida me empurrando para dentro de uma das cabines de banho que me assustou um tanto. Trancou a porta e me virou encostando minhas mãos e meu peito no vidro gelado em seguida se encostando atrás de mim enquanto passava suas mãos pelo meu corpo.

 

-Acho que uma água quentinha agora seria ótimo... – Sussurrou e eu arfei ao sentir a água começar a cair sobre nós e seus lábios traçando beijos da minha orelha até o meu ombro, onde mordeu forte me fazendo soltar um gemido de dor.

 

-Doeu... – Murmurei acariciando o lugar enquanto ele continuava a distribuir beijos e chupões pelas minhas costas.

 

Sentia o membro pulsante encostar-se entre as minhas nádegas e arfava com a fricção. Meu corpo parecia inundado de más intenções assim como o momento obsceno de mais.

 

-Sabe o que mais vai doer? – Perguntou baixou passando as mãos pela minha cintura e masturbando o meu membro que já começava a despertar novamente.

 

Não respondi a pergunta recebendo apenas um riso soprado de Xiumin.

 

-Essa sua bundinha... Ah como vai doer. – Sussurrou lambendo o meu pescoço enquanto sentia direcionar seu membro até a minha entrada, mas sem penetrar – Eu não tenho paciência com virgens, tem que ir de vagar e tomar todo o cuidado. – Falava baixo esfregando sua glande na minha entrada enquanto eu controlava a minha respiração e a vontade de xingá-lo por estar falando aquelas coisas – E eu realmente não to afim de ir de vagar com você. – Falou e riu soprado puxando o meu rosto para um beijo.

 

Senti sua glande entrar devagar e em seguida tudo foi de um vez me fazendo gemer de dor durante o beijo. As mãos dele desceram até a minha cintura forçando a para cima como se para empiná-la e encaixando-se melhor atrás de mim. Separou o beijo enquanto saía de dentro de mim voltando em uma estocada lenta mas ainda firme que me fez soltar mais um gemido.

 

Apoiei minha cabeça no vidro deixando todo o meu peso equilibrado nas pernas e nos braços apoiados ali enquanto ele ainda se movia lento.

 

Sentia a ardência horrível e ele se forçava cada vez mais entrando e saindo lento, esfregando-se dentro de mim dolorosamente já que sentia meu corpo querer expulsa-lo.

 

-E-espera... – Pedi sentindo meu corpo tremer com uma pontada quando ele ameaçou aumentar a velocidade.

 

-O que... Ah... O que foi? – Perguntou se colando as minhas costas e gemendo com os lábios contra a minha nuca.

 

-Mai de va...agar... – Falei arfando enquanto ele aumentava a velocidade indo contrario ao meu pedido.

 

-Eu deveria? – Perguntou beijando as minhas costas enquanto sentia as mãos subir até os meus mamilos e apertá-los me fazendo gemer alto e contorcer meu corpo contra o vidro – Como Hoseok fez? Hm? Aposto que... ah... Ele não soube fazer direito. – Comentou puxando meu tronco pelos ombros fazendo minhas costas se chocar contra seu peito.

 

Senti as estocadas aumentarem a velocidade e a dor aos poucos parecia desaparecer junto com os meus gemidos arrastados com as caricias que Xiumin distribuía pelo meu corpo.

 

-Cala a boca... – Falei tanto com vergonha quanto com raiva pelas palavras de Xiumin.

 

-Hm? – Falou apertando a minha cintura e estocando forte parando dentro de mim – Aposto que ele não conseguiu te foder tão gostoso como eu vou fazer. – Murmurou saindo do meu interior e me virando, prensando minhas costas na parede de vidro em seguida erguendo uma das minhas pernas penetrando rapidamente em seguida.

 

-Aah... – Gemi sôfrego logo sentindo as estocadas voltando rápidas e fundas.

 

- Nem parece... Aaaah... Que já deu essa bunda... Meu deus... – Falava mordendo os lábios em seguida se aproximando para me beijar.

 

O momento era completamente excitante e pornográfico. A água do chuveiro ainda caía sobre nós, eu se quer cogitava a ideia de me lembrar onde se quer eu estava. Meu corpo permanecia por inteiro entretido naquele prazer que suas investidas proporcionavam. Em algum momento minhas pernas foram erguidas e eles as entrelaçou em suas costas dando mais agilidade em seus movimentos que me faziam gemer alto, claro, que ele tentava abafar com seus beijos, mas ter aquele membro estocando-me tão rapido e fundo fazia meus olhos revirarem e meu corpo contorcer e ansiedade.

 

Os braços fortes foram úteis na tentativa de conter o meu corpo conforme eu cedia ao prazer intenso daquele momento. Praticamente nãos sentia as minhas pernas por estarem formigando de tão apertadas envolta do corpo de Xiumin que continuava a se mover contra mim, meu peito ardia com todo o sentimento e a quentura no meu peito e no meu corpo não passava.

 

A respiração era escassa e quando me senti perto de mais, a ponto de não conseguir controlar mais, agarrei o corpo de Xiumin me abraçando a ele e gemendo quase que mudo pela minha voz já rouca. Meu corpo tremia pelos espasmos e suas mãos contornaram meu corpo continuando as estocadas enquanto eu ainda gemia sentindo todo o meu liquido sujar-nos entre nossos corpos.

 

Aquilo tudo passou lento na minha cabeça. As estocadas seguintes pareciam ainda mais fortes e prazerosas. Como se por efeito do orgasmo ou meu corpo que se tornava ainda mais sensível, senti meu peito pesar quando escutei-o gemer e enfim, fazendo meu corpo arrepiar com a força de desferiu nas ultimas estocadas enquanto gozava. Ele parecia tão bagunçado quanto eu. Resmungava baixinho enquanto eu ainda me mantinha agarrado a ele.

 

As mãos me soltaram e eu desci lentamente sentindo-me tonto e as pernas aos poucos voltavam a reagir. Xiumin permanecia me abraçando e logo me soltou sorrindo e pegando uma esponja para ensaboar o meu corpo.

 

O cansaço em mim era notável a quilômetros. Não sabia como treinaria de tarde, só queria dormir e quando enfim saímos do vestiário, o frio intenso já me perturbava. Xiumin não parecia tão frioento, tanto que andava tranquilamente com uma camiseta mesmo chovendo.

 

Faltava poucos minutos para acabar o intervalo de uma hora para as próximas aulas, Xiumin me chamou para comer algo mas eu sinceramente me sentia travado.

 

Ah sim... os remédios...

 

Lembrei seguindo para o quarto torcendo para não ter ninguém lá e eu pudesse deitar e dormir tranquilo, talvez até cabular as próximas aulas.

 

Sentia meu corpo tremer e uma dor de cabeça forte de mais começar. Meu deus, eu só queria a minha cama, alguns cobertores e tempo para dormir.

 

 

 

******************** Hoseok POV*******************

 

Acabamos por voltar quando o sinal para o lanche bateu e seguimos simplesmente para o refeitório. Recebi uma mensagem de Namjoon dizendo que queria conversar. Era suspeito, Namjoon era muito sério nesses assuntos de conversar.

 

Será que já tinha descoberto algo importante?

 

Senti meu sangue subir, mas me acalmei quando o vi entrar com um sorriso mínimo pela porta do refeitório.

 

-Vamos? – Perguntou olhando para mim e eu me senti um tanto mal por Taheyung que fez uma cara desentendida.

 

-Podem conversar aqui, garanto que não vou interferir. – Falou sorrindo enquanto voltava a comer.

 

-Não Tae, eu preciso falar com o Hoseok. – Namjoon falou em tom sério e em seguida acenou para que eu o seguisse ignorando completamente a cara emburrada de Taehyung.

 

Chegamos ao meu dormitório e eu agradeci a deus por não ter ninguém lá.

 

Estranhei no começo a enrolacão de Namjoon. Ele parecia estar dando um aviso a uma criança, mas não falava diretamente os fatos.

 

-Dá pra me falar logo quem é? – Falei já irritado com a enrolação – Daí posso eu mesmo bater no infeliz.

 

-Hoseok, só quero que quando as cosias caírem, você não hesite em se afastar. – Falou em um tom de sentido confuso.

 

-Aish, você tem que me explicar direito – Resmunguei enquanto ele já se levantava para sair do quarto – Por que está fazendo esse joguinho?

 

-Não é um joguinho, tem muita gente envolvida nisso. Não é só o Yoongi que pode se dar mal, você também. – Falou sério quase que em um tom preocupado – Eu vou indo que aidna não falei com o Jimin depois de ontem. Aquele muleque precisa de conselhos. – Falou meio irritado saindo do quarto em seguida.

 

Suspirei alto sme vontade alguma de voltar para o refeitório escutar as baboseiras que Taehyung falava. Ele ultimamente tem me sufocado, me perseguindo por todo canto.

 

Deitei na cama me espreguiçando pronto para tirar um cochilo, o que não demorou a chegar.

 

 

Até eu escutar um resmungos e a porta sendo aberta lentamente.

 

Encarei o serzinho que andava lentamente e em seguida fechou a porta como se fosse uma luta contra uma vida. Estava pálido, do tipo, até os lábios que normalmente são vermelhinhos estavam esbranquiçados e secos, já as bochechas um tanto que coradas. O cabelo meio úmido, a testa escorrendo suor, os olhos quase se fechando. Ele deu alguns passos meio bambos e eu o encarava assustado. Parecia que se ventasse ele capotava e foi o que aconteceu.

Não necessariamente o vento, mas quando foi dar o passo seguinte para se aproximar da cama o branquelo de desequilibrou, ainda tentou se segurar antes de tombar de vez e ainda bater a cabeça no pé do móvel com certa força. Eu encarava tudo assustado.

 

Ele tinha desmaiado? Que merda tava acontecendo?

 

 

 

...Continua...

 

 


Notas Finais


E AI?
OQUE ACHARAM?

Então, explicando umas coisinhas. Minha intenção foi deixar um momento mais pesado no lemon entre o Yoon e o Xiumin, JÁ QUE o próprio esquilo tem atração SEXUAL pelo Yoongi.Então espero que tenham gostado (eu sei que tem leitores que adoram lemons mais fluffys, desgurpa ;-;)

Namjoon vagabundo. Ta zoando com a cara do Hoseok.

SE JOGA JUNGKOOK, PARA DE SER TROUXA!!!

Pronto :D
vou dormir

4:30 da madrugs e to aqui,
aguardando os comentarios pra surtar com vcs <3

perdoem meus erros, e se não gostarem/ não entenderem algo podem perguntar que eu vou explicar bonitinho e tentar não deixar problemas

BJSSSS


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...