História Até o Último Suspiro - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Visualizações 3
Palavras 1.075
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Ficção, Luta, Magia, Romance e Novela, Sobrenatural
Avisos: Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Olá, sou Yuri, mas pode me chamar pelo nick mesmo, espero que gostem :D

Capítulo 2 - Na esperança de que não acontece mais nada...


Há muito tempo atrás, eu pensava comigo mesmo "O quê falta em mim, sinto que falta algo, só não sei o que...", e eu refletia isso em cada minuto, em cada segundo de minha vida, e nunca consegui achar a resposta para essa solução... até agora.

Eu tinha dito que fui jogado do último andar, certo? Pois é, caí em cima de um amontoado de lixo, como não morri? Também não entendi isso, mas eu não tinha forças para me mover, estava solitário novamente, era um lugar totalmente isolado. Bom, não totalmente, eu havia desmaiado e quando acordei de novo, estava em uma cama bem macia, como eu precisava disso, mas não era com isso que eu estava preocupado, e sim, como fui parar ali. Olhei para cada canto daquele quarto, reconheci nada do que tinha ali, então eu ouço uma voz atrás da porta perguntando:

-E ae cara, você é dorminhoco mesmo hein?! Ah, foi mal, você deve estar assustado. Eu sou Wally, apesar de ser magro. Você estava no lixão, e pelo visto estava bem cansado, por isso o trouxe aqui, nem precisa agradecer haha.

-Obrigado "mano", você sabe me dizer se aconteceu alguma coisa com a agência IMP? Você deve conhecer, né? - eu perguntei.

-Cara, você está bem atrasado, realmente aconteceu algo a uns dois ou 3 meses atr-

-O QUÊ??! Como assim, pelo o quê eu senti, parece que foi a pouco tempo, você deve estar me zoando, só pode ser isso...

-HM? Pelo visto bateu forte a cabeça, mas não, não to zoando. Enquanto a IMP estava sendo atacada, viram um tipo de brilho estranho caindo do último andar.

Bom, o quê eu podia fazer, né? Não tinha mais nada, e também não tinha o que perder... mas por um instante me lmebro:

-Mas, o quê aconteceu com o chefe da agência, o Wall?

-Foi dado como morto por alguns detetives, e já até fizeram o velório dele, alguns choraram, outros diziam "graças a Deus", vai entender.

Quando soube dessa notícia, não acreditei muito, mas depois que Wally me mostrou o jornal, passei a acreditar que um desejo meu, havia sido destruído. Agradeci ao Wally por ter cuidado de mim por esse tempo, mas agora iria tentar arranjar um jeito de continuar minha jornada, mas por onde? Bom, acabei parando em um bar, não sei como, mas enfim, já que estava lá, pedi algo para a balconista, desde então, senti que que estava esvaziando muito rápido, eu não entendia o porquê, mas a balconista estava me distraindo, cara, ela era muito linda mas eu era um lerdo nessas coisas, então não deu muito certo, quando percebo, tinha um cara do meu lado e em sua blusa estava escrito "GUN", perguntei pra ele o que isso significava, e pelo visto foi a pior coisa que fiz, o cara me pegou pela cabeça e me jogou com muita força na parede mas aquilo não doía, nada mais doía, o cara tentava de todos os modos possíveis me matar e o quê eu podia fazer era ficar esquivando à todo momento, aparecia arranhões, mas eu não sentua dor alguma, não achava que eu era imortal, pois eu não me regenerava, estava acontecendo algo que nem eu entendia, até que...

-Ahh... cansei garoto, você provou que é bem agil... huh...

-O quê? Quem é você afinal de contas, Sr. Sou Fortinho?

-DO QUE ME CHAMOU PIRRALHO??! Bom, já que insiste em saber, eu sou Stain, e a partir de agora, você vem comigo.

-Pera, o quê? Quando eu concor-

-Agora você é obrigado a vir comigo, você não tem para onde ir certo, e quer servir para algo também, posso te dar essa chance com uma condição.

-Ahh, tanto faz, qual é a maldita condição? - disse eu, não tendo como fujir da conversa.

-Hey, exijo respeito aos mais velhos. Enfim, a condição é que, em qualquer hipótese, lembre que esta servindo a nós e irá cumprir o nosso objetivo.

-...- fiquei sem palavras, com uma cara de retardado -Fazer o quê, então, qual o objetivo de vocês?

-Primeiro você vai me seguir até a base, lá conversamos sobre isso...

Bom, não tinha pra onde correr naquela hora, e não tinha pra onde ir também, então o jeito era concordar com tudo e seguir ele e, enfim, fui até lá, e meu Deus, a "base" era uma antiga Casa de Festas, eu me senti tão retardado por concordar, achei isso um desperdicio de tempo, mas eu não podia fazer nada, afinal.

Pelo menos o pessoal lá eram legais, legais de mais pra ser verdade, mas enfim. Algum tempo se passou, e começou finalmente, a nossa primeira missão, e nosso objetivo era recuperar um arquivo, não me deram muita informação sobre do que se tratava o arquivo. Ah sim, esqueci de dizer o nome dos membros do grupo, Alan (um zoeiro retardado), Janna (uma mulher durona, qualquer coisa é motivo pra espancar a pessoa), Willian (um cara sério, tipo, ele não tinha reações e nem sentimentos, medo...) e o que você ja viram, o Stain que por um acaso é o líder e o "Sr. Sou Fortinho". Voltando a história, chegamos até o local onde estava o tal arquivo, tinhamos 3 opções de invasão, pela entrada que seria "meter o loco", tinha um esgoto que levava dentro do prédio(esqueci de informar que iriamos invadir um prédio) ou fazer uma escalada, bom, entre essas 3, por quê sempre a do esgoto é escolhida? Enfim, não é como todos dizem, até que o esgoto estava cheiroso, por mais irônico que pareça, estava muito cheiroso, de repente começou a surgir alguns "monstros" que nem sei de onde vieram, fiquei assustado, mas criei corajem, pois eu parei de ser aquele fraco que era na agência, queria ficar mais forte pra dar um fim a tudo isso de uma vez por todas, então apunhalei minha espada com todas as minhas forças, e por um instante, parou o tempo, estava acontecendo de novo, e novamente escuto aquela voz suave:

-Você está mudado Steve, não esperava que fosse logo você a carregar este poder... que ainda despertará e destruirá tudo ao seu redor, que incrível, né? Espero por esse glorioso dia...

-Espera, quem é voc-

E logo antes de completar a frase, tudo voltou ao normal, e por um instante vi um monstro vindo em minha direção, e agora, só restava eu lutar pelo o que ainda estava por vir.

Continua...



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...