História Até que a morte nos separe - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Naruto
Personagens Boruto Uzumaki, Chouchou Akimichi, Chouji Akimichi, Gaara do Deserto (Sabaku no Gaara), Himawari Uzumaki, Hinata Hyuuga, Ino Yamanaka, Inojin Yamanaka, Itachi Uchiha, Kakashi Hatake, Kankuro, Kiba Inuzuka, Killer Bee, Kisame Hoshigaki, Konohamaru, Menma Uzumaki, Nagato, Naruto Uzumaki, Neji Hyuuga, Orochimaru, Sarada Uchiha, Sasuke Uchiha, Shikadai Nara, Shikamaru Nara, Shino Aburame, Temari, TenTen Mitsashi, Tobirama Senju, Tsunade Senju, Yamato
Tags Mitboru, Mitsuboru, Mpreg, Naruto, Nejinaru, Sasunaru, Yaoi
Exibições 138
Palavras 1.759
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Lemon, Romance e Novela, Universo Alternativo, Violência, Yaoi
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Gravidez Masculina (MPreg), Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Mutilação, Suicídio, Tortura, Transsexualidade, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


OIII VOLTEI GALERA!
Desculpe pela demora, aliás se gostarem de sasunaru com mpreg, peço que favoritem a minha nova fic "O amor é rosa" prometo me dedicar nessa fic, link da descrição aqui:

https://spiritfanfics.com/historia/o-amor-e-rosa-7038530

Capítulo 2 - Me amou (parte 1)


Fanfic / Fanfiction Até que a morte nos separe - Capítulo 2 - Me amou (parte 1)

Nessas duas noites que tinham se passado Boruto dormiu super mal, tudo por causa daquele poste ambulante que invadiu a sua mente, "como ele consegue ser tão filho da put@?" Pensou o loiro ainda deitado em sua cama, em seguida bufou irritado ao lembrar que iria ter que ir para a escola, aliás era segunda feira e Boruto não tinha nem mais coragem de olhar pra cara de poste do maior, muito menos responder aquela ameaça, ao se lembrar daquele dia Boruto quase chorou, mais se segurou, sua vontade era de enfiar a sua cabeça em um buraco



-Merda o que eu fiz para merecer isso? -Perguntou a si mesmo em alto e bom som, foi aí que resolveu faltar de aula, aliás não estava pronto para responder Mitsuki, então ficou deitado em sua cama até perceber que já não podia ir mais para a escola, então saiu de sua cama, foi ao banheiro, fez suas necessidades e em seguida foi a cozinha aonde tomou um susto ao ver outra figura loira no local




-Hm?! Porque não foi para a aula hoje filho? -Pergunta Naruto, não estava bravo com mais novo apenas curioso,  Boruto por sua vez não disse nada, apenas estranhou o pai de pijama,  sempre o via com um terno e mais nada, mais logo se retormou a si mesmo e fazendo um biquinho respondeu o mais velho



-Não estou afim! -Disse em seguida começou a mexer na geladeira assim pegando uma torta de chocolate que se encontrava lá, Naruto olhava atentamente o filho, assim suspirando ao perceber que não tinha nada para conversar com o mesmo, odiava esse relacionamento de pai e filho a distância -Porque não foi trabalhar hoje, se cansou de ser o presidente da empresa? -Zombou Boruto ao se sentar na mesa e começar a comer a torta




-...Shikamaru disse que eu preciso de folgas, então... aqui estou! -Diz Naruto se sentando na mesa e comendo um bolo de cenoura, Boruto por sua vez respondeu com um "hm", foi aí que relembrou o que Mitsuki disse "Seu pai, tadinho teve que criar você sozinho e ainda por cima você é gay? Provavelmente ele vai te odiar e dizer que você não é filho dele!"



(...)




Mitsuki podia estar bravo, frustrado ou quem sabe com ódio do menor, mais não, na verdade ele estava feliz, pois sabia que o que tinha dito tinha influenciado no loiro, prova disso era o mesmo ter faltado hoje, mais sabia perfeitamente que Boruto não iria poder fugir para sempre de si, um dia ele terá que encaralo e responde lo, caso contrário o maior iria espalhar para a escola inteira que Boruto Uzumaki era gay, com cueca rosa e tudo! Hehehehe



-Ei seu branquelo! -Chama sussurrando Chouchou sentada a esquerda de si, Mitsuki revirou os olhos com o apeledinho "branquelo"





-Que qui foi sua gorda? -Pergunta Sarcástico figindo desisntesessse, fazendo Chouchou o olhar feio e matar mentalmente o mesmo




-Soube que vai fazer par na peça com o Boruto, é verdade? -Pergunta ela, e Mitsuki da um risinho



-Talvez... de onde ouviu isso? -Pergunta



-Como não saber, tá todo mundo comentando branquelo! -Diz ela, e Mitsuki bufa irritado, realmente aquele povo não perdia tempo!




(...)





Boruto observava atentamente seu pai no telefone, mal comeu seu bolo de cenoura e já estava preocupado com a empresa, realmente ele não tinha geito, quando o mesmo terminou de conversar, Boruto resolveu o perguntar uma coisa que já estava o incomodando



-É... pai? -Naruto rapidamente se virou para ele confuso, Boruto suspira tentando encontrar coragem para perguntar para o mais velho -Você... -Esitou um pouco fazendo Naruto ficar mais confuso ainda -O que você acha... o que você acha dos gays? -Pergunta olhando nos fundos dos olhos do mais velho que arregalou os olhos com tal pergunta





-B-bem e-eu -Naruto não parava de gaguejar nervoso, fato que seu filho estranhou -B-bem não tenho nada contra... porque filho? -Pergunta



-E que... arrumei um amigo gay! -Mente ele e Naruto sorri e beija sua testa, fazendo o mesmo corar





-Filho, cada pessoa é diferente, mais cada uma merece igualdade e... -Nem terminou de dar a sua lição de moral, pois já foi interrompido pelo seu celular, fazendo o mesmo atendê lo na hora -Merda já não falei o que tinha que fazer? -Dizia Naruto nervoso no celular, fazendo seu filho bufar e em seguida fazer um biquinho emburrado, seu pai realmente não tinha geito! 




(..)




O dia passava rápido, deveria se porque Boruto queria que passasse devagar, não queria ir para a escola no dia seguinte, e sim enfiar a sua cabeça em um buraco e ficar ali até que Mitsuki esquecesse de si, mais não podia, Boruto sabia que uma hora ou outra teria que encarar a realidade, então ergueu seu narizinho de boneca, se olhou no espelho e fazendo um biquinho disse para si mesmo:




-Eu vou amanhã na aula e vou o encaralo... mais pera, o que eu vou dizer pra ele? -Boruto bufa irritado, pois era verdade, se ele iria aceitar e perder a virgindade com Mitsuki ou não aceitaria e seria o novo veado da escola, realmente era um beco sem saída, mais de tanto pensar Boruto se decidiu... ou quase! 




Dia seguinte




Nada confiante do que estava fazendo, Boruto vai a escola, ao chegar empina seu narizinho de boneca o mais algo que pôde, e com um biquinho no rosto anda tentando parecer firme pelos corredores do colégio, recebendo assim olhares de inveja ou até apaixonados, mais tinha um olhar sobre si um tanto... cínico, cujo o dono do olhar era Mitsuki, ele olhava o menor como se o mesmo fosse um coelhinho e ele um gavião, mais na real, estava se corroendo por dentro pra saber a resposta do loiro



-Boruuuu!!!! -Diz Sarada pulando no amigo o abraçando, assim crebando totalmente a pose firme que o mesmo tentava transmitir -Boru porque não foi na aula ontem? -Pergunta ela




-Eu... acordei tarde! -Mentiu ele usando a mentira mais clicher que podia




-Hmm... -O sinal para entrar na sala tocou -vem vamos! -Diz ela puxando o amigo pela mão, o levando direto para a sala de aula, aonde se sentaram em suas carteiras, quando Mitsuki chegou na sala Boruto na hora o olhou e em troca recebeu o olhar no mesmo, fazendo o loiro corar e desviar o olhar




-Oh veado vai ficar parado aí ou o que?! -Zoa Shinki ao notar que o grisalho estava parado na porta, e quase todos riram, menos Chochou, Sarada e Boruto, ato que surpreendeu Shinki que ficou imcomdado pelo loiro não te rido, aliás era o mesmo que sempre ria e zuava o Grisalho! 




Mitsuki bufou e se sentou em sua carteira, notando claramente que Boruto nem o olhava mais....



Logo o professor Shino chega e se senta em sua cedeira, assim se espreguiçando lá -Quero todos na página cento e noventa, perguntas e resposta! -Diz ele a os alunos suspiram, odiavam ter aulas com o professor Shino que simplesmente passava uma página para os alunos fazerem, e no final de tudo ficava de bobeira!




Na educação física as coisas corriam bem, ou nem tanto, Boruto a todo tempo tentava evitar de chegar perto e ter contato visual com o grisalho, fato que já estava encomodando o mesmo, aliás ele queria a resposta agora e hoje, não tinha como ter a resposta se o menor o evitasse a todo momento, mais por sorte notou que Boruto pediu para ir ao banheiro e o professor Konohamaru deixou, então em seguida pediu para o professor para também ir ao banheiro e por sorte o professor deixou




(...)




Boruto queria ir embora, queria estar em casa, se arrependeu margamemte de ter ido para a aula, pois quando olhou para Mitsuki na sala todas as lembranças da ameaça voltou, tudo que ele disse, cada palavra, cada vírgula, cada sílaba, odiava imaginar como seus "amigos" ou até parentes iriam reagir quando descobrirem que ele era gay! 




Então ficou ignorando e tentando não ter contado visual com Mitsuki, não tinha coragem, não mesmo, mais tudo que fez foi em vão, pois na educação física ele pediu pra ir no banheiro, o que foi seu erro, pois quando chegou no local sentiu alguém agarra seu braçinho de boneca e o pondo contra a parede, Boruto só pelo cheiro do perfume já sabia quem era...




-O que está fazendo alguém pode entrar aqui! -Diz baixo e sem olhar pra cara do maior, que por sua vez estava com a feição séria




-Eu tranquei.... mais e então, estou esperando a sua resposta! -O coração do loiro palpitou forte pelo nervosismo, queria tanto sumir dali! 




-Eu... -Travou, sua boca não conseguia transmitir mais nenhum som, assim deixando o grisalho nervoso, mais logo o mesmo se acalmou fazendo um sorriso sinico, dando de lado e falando sarcástico


-Então tá né, achou que vou ali contar tudo o que eu descobri sobre você, ver o que eles acham de você ser gay e... -Parou de falar ao sentir sua blusa se segurada por trás pelas pequenas mãozinhas de boneca do loiro, então se virou encontrando aquele garoto que se achava o tal, chorando... de novo!




-Por favor não, e-eu durmo, eu d-durmo com você, m-mais por favor não faz isso! -Pede o loiro entre o choro, dessa vez olhando para o maior, e   logo começou a dar soluços altos e desesperados, as que foram silenciados por um beijo calmo e suave, que o grisalho deu no loiro, que por sua vez arregalou os olhos um tanto humidos -Eu te odeio! -Sussurrou assim que terminou o beijo




-Eu sei! -Diz Mitsuki calmo em seguida o beijando de novo...




(...)




Boruto sabia que o que estava preste a fazer era errado, talvez a coisa mais errada que tenha feito durante todos seus anos de vida, estava de frente a casa do grisalho, a mando do mesmo, na hora marcada e tudo, tentava coragem para tocar a campainha, então empinou o narizinho de boneca como nunca, e fazendo um biquinho com os olhinhos fechados tocou a campainha, pensou que iria ser atendido por algum modormo ou empregado, mais foi o próprio grisalho mesmo




-Finalmente... Entre! -Manda ele e Boruto fica parado no mesmo lugar, tentando raciocinar o que estava fazendo -Não vai entrar?! Você que sabe! -Antes que Mitsuki fechasse a porta o loiro entra na casa que por sinal era linda, claro não tão linda quanto a sua, mais não era hora de pensar naquilo! 


O grisalho o guiou até um quarto que parecia ser do mesmo, cama de solteiro com lenções azuis, computador, TV, tapete combinando perfeitamente com as paredes e o chão, e uma estante de bonecos colecionáveis de filmes,  Mitsuki sentou na cama e com um olhar malicioso disse:





-Dispa-se! 


Notas Finais


E então estraguei a fic? >_<

Mais sério tive que rachar a minha cabeça pra atualizar isso então COMENTEM

Aliás não esquecem
Comentários=Autualizações rápidas

Sabe gente sempre que eu vou fazer um cap eu leio os comentários, então já sabem né?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...