História Até que a vida nos separe... - Capítulo 10


Escrita por: ~

Postado
Categorias Cameron Dallas, Carter Reynolds, Hayes Grier, Magcon, Matthew Espinosa, Nash Grier, Shawn Mendes
Personagens Aaron Carpenter, Cameron Dallas, Carter Reynolds, Hayes Grier, Jack Gilinsky, Jack Johnson, Mahogany LOX, Matthew Espinosa, Nash Grier, Nate Maloley, Personagens Originais, Sammy Wilkinson, Shawn Mendes, Taylor Caniff
Tags Magcon
Exibições 104
Palavras 1.482
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Crossover, Famí­lia, Festa, Hentai, Romance e Novela, Violência
Avisos: Álcool, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


OIIII GENTYYYYYYYYY!!!!
TUDO BOM?
ESTOU TRAZENDO MAIS UM CAPÍTULO PRA VOCÊS, DE CORAÇÃO EU ESPERO QUE VOCÊS GOSTEM, E NÃO SE ESQUEÇAM DE COMENTAR, PLEASE, ISSO ME INCENTIVA E É SEMPRE BOM SABER A OPINIÃO DE VOCÊS CAROS LEITORES! ESTAMOS CHEGANDO A 20 FAVORITOS! EU FICO MUITO FELIZ COM ISSO!
Kisses ♡ R321

Capítulo 10 - Pizza, amigos e muito papo pra por em dia.


- Katt, acredita que tem alguém fuçando no meu armário?
- Sério? Se eu fosse você constatava a diretora e pediria pra ela mudar a senha.
- Acho que não é necessário, não deve passar de uma brincadeira de mal gosto.
- E como você chegou nesta conclusão?
- Olha - peguei o papel misterioso na minha bolsa - Achei isso lá dentro.
- Relaxa amiga, como você disse, não passa de uma brincadeira. - guardei o papel de novo na bolsa.
- Você acredita que o Henrique pediu pra ficar comigo?
- O Henrique? O fedido?
- Esse mesmo.
- Ai que nojo Katrine! Tu encostou nele?
- Não, por quê?
- Nada não, só pra saber mesmo, daí eu evito encostar em você - na mesma hora um ursinho de pelúcia foi arremessado em minha direção.
- Mas até que você tá certa, uma vez eu fiquei sabendo que ele toma banho de uma em uma semana.
- Credo! Ele ainda joga futebol e sai todo suado dos treinos! - Nós duas fizemos careta.
- Falando nisso, acho que vou tomar um banho! - ri.
Abri meu Instagram e dei de cara com uma foto da Anne com uma menina que eu não conhecia e também não quero conhecer, fiquei com ciúme, mas reconheci que quando ela ver a Katrine vai pensar a mesma coisa, e eu não poderia querer que ela ficasse sozinha pelo resto da vida aguardando por mim.
[...]
Desde a primeira aula eu tinha notado que a Meghan andava meio esquisita. Ela não falou com ninguém desde que chegou, não olhou na cara de nenhum professor e só ficava desenhando em seu caderno. Talvez ela visse isso como uma terapia, não sou psiquiatra nem nada mas, pude ver pelo comportamento dela que a depressão atacava novamente. O que será que se passa pela cabeça dela? O que a faz agir assim? Confesso que a cada dia que passa eu me interesso mais pela vida dela, me preocupo com a sua situação, não pela minha segurança ( por incrível que pareça ), mas sim porque no fundo eu me importo com o que ela está pensando, sentindo, Meghan pode não ser uma boa pessoa, mas, isso não significa que eu tenho que ser igual a ela.
No intervalo sentávamos todo dia com os meninos, estávamos virando grandes amigos, mesmo pelo fato de eu ainda estar um pouco chateada com o Matthew, e envergonhada pelo que rolou com o Cameron. Porém fora isso, tava tudo numa boa.
Já estava indo embora e fui fazer o de sempre, guardar os meus livros no armário. Eu também queria pegar um batom que eu tinha esquecido ali hoje cedo, então encontrei outro papel, desta vez com um "u" ilustrado.
- Acho que vou ter uma coleção de papéis. - disse pra mim mesmo. - Quem sabe não é um admirador tentando se comunicar, ha ha ha, só que não.
- Falando sozinha?
- Que susto Matthew!
- Foi mal, juro que não foi minha intenção rsrs, mas falando sério, eu queria te pedir desculpa, eu fui um babaca com você aquele dia.
- Nossa, reconheceu! Acho que vai chover.
- Sem gracinhas Collins.
- Vou pensar no seu caso ESPINOSA.
Fiz um tchauzinho com os dedos e fui embora, é cada coisa.
...
- Vi você conversando com o Matthew na saída - Katt fez seu olhar malicioso.
- Não dá nem pra chamar aquilo de conversa.
- Vishhh.
- Eu tô muito brava por ele ter defendido a Meghan.
- Calma amiga, sem stress, olha as cútis.
- Aff rsrs.
- Mas o que ele disse?
- Só me pediu desculpa.
- Ai que fofo.
- Fofo uma ova bem redonda.
- É treta.
- Sem tretas, não tô com cabeça pra isso.
- Também não, então vamos falar de coisas boas.
- Tipo?
- Peguei o Nash.
- Não creio!
- Se tem uma pessoa da qual eu não me canso, é ele.
- Garota do céu.
- De anjo eu não tenho nada!
- Concordo plenamente.
- Jane - ela olhava no celular enquanto falava - os meninos chamaram nós duas pra gente ir na casa do Shawn comer uma pizza, tá afim?
- Sério? A não...
- Anão é uma pessoa bem baixinha. Vamos! Vai ser legal!
- Ai tabom.
...
- E aí.
- Oi Shawn. - dissemos juntas.
Entramos e percebemos que éramos as únicas garotas naquela casa, e estavam todos lá, inclusive Matthew e Cameron.
- Já chegaram todos? - perguntei.
- Sim, por quê?
- Se você percebeu somos as únicas pessoas do sexo feminino presentes aqui.
- kkk sim eu sei.
- Ai miga relaxa. - Katrine disse.
- Já que vocês demoraram nós já pedimos a pizza. - Nash falou sentando no sofá.
- Não demoramos não. Saímos de casa assim que recebemos a mensagem. - retruquei.
- Mas já pedimos.
- Que sabor vocês pediram?
- Marguerita.
- Beleza.
- Mas pedimos umas quatro porque olha o batalhão que tem aqui. - Isso eu tenho que concordar.
A pizza chegou e nós comemos, depois fomos na sala, para bater um papo.
- Que estranho, cadê a Katrine? - perguntei procurando por ela.
- O Nash também sumiu. - Carter disse.
- Não precisa nem continuar, já sei o que tá rolando. - os meninos soltaram um "humm".
- E você Katrine?
- Eu o quê?
- Como vai sua vida amorosa?
- Sério que você vai querer falar disso Carter?
- Não só ele, eu também! - Shawn disse e de repente todos estavam na sala bem pertinho pra poder me ouvir.
- A minha vida amorosa tá uma merda.
- Você ainda é virgem?
- Acho que isso não interessa a vocês mas, sim eu ainda sou "pura".
- Ih Matthew, vai sobrar pra ti hein?! - no mesmo momento eu senti minhas bochechas esquentarem, eu estava corando.
- Eu que decido quando e com quem vai rolar. - Não que eu não queira que seja com o Matt, mas tenho que dar uma de difícil.
- Ui.
- Vamos jogar verdade ou desafio?
- Não senhor - Eu disse - Já tá ficando tarde e só tem eu de menina, vou me ferrar na mão de vocês, sem contar que vai ter a festa da Lauren e que com certeza vão ter esses joguinhos.
- Pessoa chata hein?!
- Vai dizer que você não curte.
- Quem sabe... - Shawn disse com malícia.
De repente Katrine e Nash descem as escadas, e são motivo de muitos olhares e de pessoas segurando o riso.
- Tava bom? - Cameron perguntou.
- Tava ótimo! - Katt disse e todos riram, inclusive eu.
- Vamos loira, tá ficando tarde.
- Nossa mais já?
- Amanhã tem aula esqueceu?
- Tabom mamãe. Tchau meninos.
- Tchau!
Já estávamos no carro e Katrine começou a falar.
- O que vocês ficaram conversando enquanto eu e Nash transávamos?
- Se você fosse mais discreta eu agradeceria.
- Fala logo.
- Nada demais, eles queriam saber sobre minha vida amorosa.
- Uau, eu fiquei meio preocupada porque uma garota sozinha no meio de um bando de adolescentes com coceira no cú, vai que rolava uma suruba.
- Cala a boca! É óbvio que você não ficou preocupada, estava ocupada demais gemendo pro Nash.
- Talvez eu tenha me preocupado sim! Nos primeiros 5 minutos...
- Não disse... ah, eu achei outro papel daquele no meu armário, desta vez tinha um "u" nele.
- Pode ser um admirador.
- Foi o que eu pensei, mas é pouco provável.
- Vai que é o Matthew?
- Sem chance. Chegamos.
- Mais vai guardando pra ver no que dá.
- Tanto faz. - disse enquanto saíamos do carro.
- Sabe o que eu queria?
- Hum?
- Um chá de erva doce que só você sabe fazer.
- Sério mesmo isso?
- Please! - ela fez seu maldito biquinho.
- Tá!
[...]
Já estava deitada e não conseguia dormir. Katrine estava até babando, e eu, prestes a virar um panda. Eu não parava de pensar no que os meninos disseram hoje, sobre o Matt tirar minha virgindade. No fundo eu queria saber como é, saber a sensação, mas eu não conseguia criar coragem pra seguir em frente, tinha medo de me arrepender, de me entregar pra pessoa errada. O pior é que eu não tenho com quem desabafar sobre isso, Anne está longe, Katrine daria risada pois ela já fez tanto isso que não vai entender o meu lado, e eu não me sentiria confortável em conversar com a minha mãe sobre esses assuntos, mas ela era minha única opção.
Demorei mas consegui pregar o olho, era um sono merecido, odeio passar as noites em claro, principalmente por essas coisas idiotas que mexem tanto com a minha cabeça.


Notas Finais


FELIZ DIA DAS CRIANÇAS!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...