História Até que o contrato nos separe - Capítulo 6


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Exibições 67
Palavras 1.454
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Festa, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Heterossexualidade, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 6 - Ciúmes?


 

— Dia de folga — Termino dando um grande suspiro.

Eu já estava cansada de tanto trabalhar dobrado para manter meu posto e não perder pra Yuju. Acontece que eu tava tão focada que quase não tinha tempo pra  mim, e como faz tempo que eu não saio pra gastar meu dinheiro resolvi fazer isso hoje. Eu precisava mudar um pouco meus gostos. 

Eu sempre tive meu próprio estilo, então sempre tive dúvidas se levava a blusa ou a parte debaixo do manequim. Acontece que de tanto pensar eu acabava pegando o que mais me agradava ou fazia mamãe mandou, era um tanto infantil, mas era meu jeito de fazer compras. 

Depois de terminar tudo e chegar em casa cheia de compras, eu fiz meu delicioso jantar e escolhi a roupa que iria trabalhar amanhã, já que fiz compras, decidi estrear algumas. Isso me fez bem.

[...]

De manhã quando acordo, acordei mais animada que nos outros dias, isso parecia ser meu primeiro dia no meu emprego favorito. Comi sem nenhuma pressa, peguei minha mochila bolsa e sai feliz e sorridente. Cumprimentava todos que passavam por mim. Não via a hora de ver os meninos e dar pra eles umas lembrancinhas que comprei nas lojas, eu espero que eles gostem. 

Quando entrei na empresa a recepcionista me chamou - droga, ela não, por favor -, fui até ela e logo em seguida ela abaixou seus óculos.

— Crachá. — Disse me olhando com um olhar um tanto quanto curioso.

— Aish, eu trabalho aqui a muito tempo e você nem me reconhece — Mostrei o crachá.

— Garota, tanta gente que passa nessa recepção, não tenho câmera fotográfica — Disse ajeitando seus óculos e voltando ao trabalho.

— Ya, não precisa falar assim — Suspiro e vou para o elevador.

Seguro as lembranças pros garotos em uma pequena sacola da loja, e corro até eles. Quando abro a porta dou um pulo de felicidade.

— Olha... — Eles se assustam e todos me olham, Yuju estava na sala no momento. — Huh.... — Digo desviando o olhar.

— Falando nela. — Ela deixa uma bandeja na mesa e sai, me encarando.

Eu fecho a porta e coloco minha mochila em cima da cadeira, me sento e fico olhando para o chão, meio triste.

— Ela ficou com vocês ontem? — Pergunto evitando contato visual.

— Oh ontem... Ela é maravilhosa, o estilo dela é único. — Rap Monster.

— Sem falar que ela que fez esses cookies, estão uma delícia — Jin

— Ela ama música, seu gênero favorito é Hip-Hop — Suga

— Olhe S/N, ela é muito pensativa e me ajudou a ler um livro — Hoseok diz com empolgação

— Ela é tão fofa — Jimin diz como se estivesse nas nuvens.

— Ontem ela me fez um chocolate quente, como adivinhou ? — Tae ri.

— Ela tem pernas bonitas. — Jungkook termina.

Eu fico meia sem graça com todos os elogios a Yuju, a palavra certa seria inveja. Eles disseram dela com tanta convicção, acontece que eu acho que não sou assim, e se eu não agradá-los, posso acabar que nem a Rhy. Isso não poderia acontecer, eu poderia ficar fria e ficar sozinha pra sempre, virar uma velha rabugenta e reclamona.

— S/N, está ouvindo? — Jungkook

— Huh? — Levanto a cabeça. — Ah, ela é mesmo uma garota ideal — Levanto e abro a porta.

— Onde vai S/N? — Jin

— Trabalhar. — Digo e fecho a porta.

Acontece que... Eu tentaria de tudo para agradar eles, e o que eu não conseguir fazer em 1 mês, ela conseguiu fazer em 1 dia, qualquer um se sentiria falho não? Eu não estou sendo egoísta quanto a isso... Ou estou? 

—  Rhy, Rhy... — Ela passa por mim mexendo em um celular.

— Huh? Ah... Oi S/N, precisa de ajuda? — Ela levanta a cabeça e me encara.

— Pra onde está indo nessa pressa? — Pergunto.

— Pegar umas caixas de bichinhos de pelúcia, não é mesmo uma figura? — Ela aproxima o aparelho bem perto de meu rosto.

Eu confirmo e logo peço para que eu a ajude, o que insistindo, logo consegui. 

Ela me leva até algumas caixas. Me fala o que fazer e eu concordo, eu só devia esperar os entregadores vim e ir para o andar debaixo, mas só tinha uma caixa, então eu mesma decidi levar.

— Aish... Pesada... — Digo e caminho quase vitoriosa.

No meio do caminho eu tropeço em no meu próprio pé, o que logo, faz eu perceber que iria cair da escada, mas alguém me segura.

— Cuidad... — Ele para de falar assim que me encara.

Não falamos nada, só ficamos nos olhando por um tempo.

—  Hum-Hum — Ele força a garganta após eu me ajeitar.

— Mil desculpas. — Digo

— Yaa, sem problemas, por que está carregando? E ainda de escadas? — Pergunta e pega a caixa.

— Faltava só essa então... E aliás, o elevador iria demorar... — Digo, besteira minha pensar desse jeito.

Ele começa a rir do meu jeito desastrado.

— Aish... Não ria. — Digo corada.

— É que você é desastrada, mas fofa ao mesmo tempo. — Ele comenta e logo pensa no que diz e fica com vergonha —  Quer  dizer... Seu jeito de... Aish... Você entendeu. — Termina.

Logo, eu começo a rir dele.

— Você se misturou nas palavras. — Sorrio

Eu abro a porta para ele passar e ele termina de entregar a última caixa. 

— Obrigada. — Digo mostrando um sorriso gentil.

— Só tome mais cuidado... S/N. —  Ele diz olhando para meu crachá.

— Huh? Sim! — Digo.

Depois dessa confusão eu volto a sala onde fica os meninos, e logo, mais outra surpresa, 4 letras, Yuju.

— Ela nem ta aqui... — Eu a interrompi quando abri a porta.

— Desculpa — Abaixo.

— Ya S/N, o que foi? — Suga

— Precisei carregar umas coisas, estava ajudando a Rhy. — Digo — Querem alguma coisa? — Pergunto

— Yuju já trouxe o que pedimos, mas obrigado. — Tae

— Ah... Yuju... — Digo virando a cabeça para o lado.

Ela começa a rir.

— Admite que perdeu S/N. — Quando ela ia saindo ela diz isso no meu ouvido. Ela ri e tira um espuma que tinha no meu cabelo,certamente das caixas. 

Suspiro e me sento olhando a sacola que trouxe com as lembranças. 

— Está muito tensa S/N. —  Diz Jin com biscoitos na boca.

Era de fato isso que resumia meus sentimentos, tensão. Jimin repara para a sacola que estava olhando e logo pergunta:

— O que é S/N? — Jimin

— Huh? — Eu o olho e olho novamente para a sacola.

Eu certamente daria isso a eles, então disse:

— São umas pulseiras que comprei pra vocês. — Digo, mas sem animação.

— AAAAAAA, presentes. — Tae pula de alegria e vai até a sacola.

Antes dele abrir e ver o que era, eu puxo a sacola para mim e a abraço.

— Yaaaa — A abraço forte.

— Hey S/N, deixe nos ver o que é. — Rap Monster.

— Não — Ainda abraçava a sacola forte.

— S/N por favor. — Jungkook.

Eu abro os olhos e levanto minha cabeça, eu olho para o presente e olho para eles. Eu solto a sacola de meus braços e dou a Tae. Eles estavam muitos curiosos para ver o que era. A curiosidade era tanta, que em 5 s já estava em suas mãos as pulseiras.

— Fight? — Suga lê o que estava escrito nas pulseiras.

— Sim, fight, vocês estão dando muito duro esses dias para esse comeback, um amuleto da sorte não cairia mal. — Digo envergonhada.

Tae me abraça e logo fico paralisada.

— Obrigado S/N. — Ele me apertava forte.

Todos fazem o mesmo e me agradecem. Me senti feliz com aquilo.

— Quer dizer que não vão me trocar pela Yuju? — Pergunto.

Eles olham para o lado sem graça e coçam a nuca.

— Admitimos que ela é incrível.... — Jungkook.

— Mas ela não é você S/N. — Rap Monster.

Eu fiquei paralisada no momento e comecei a chorar.

— Huh? Aish... Não chore S/N. — Suga.

— Está feliz? — Hoseok.

Confirmo com a cabeça e começo a enxugar minhas lágrimas.

— E-Eu estou muito feliz. — Digo e sorrio.

— Essa roupa nova fica muito melhor em você. — Jin

Eles perceberam que é nova?

— É verdade. — Todos concordam.

— Aish, eu não tinha tão mal gosto assim. — Dou um tapinha de leve neles. 

Eles começam a rir e falam que eu tinha sim.

Save me save me. — Tae diz morrendo de rir, o que faz todos eles rirem mais.

Eles colocaram as pulseiras e todos colocaram a mão no centro e gritaram "Fight".

—  Você é nosso amuleto da sorte S/N. — Jimin diz e sorri.

[...]

Narradora - ON

Cansada, assim que você se encontrava, tantas lutas para estar perto dos garotos que você mais ama e apoia. E eles lhe retribuía com sorrisos e elogios. Desistir para outra pessoa não é uma palavra que se encontra no seu vocabulário, e era isso que eles gostavam em você, você é destemida, uma menina que faz de tudo para agradá-los. 

Você é especial na vida deles. Usar a pulseira que você deu era uma maneira de dizer "Você sempre estará conosco S/N".

Narradora - OFF
 


Notas Finais


Espero que tenham gostado XD


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...