História Atlantis - Sterek - - Capítulo 14


Escrita por: ~

Postado
Categorias Teen Wolf
Personagens Derek Hale, Isaac Lahey, Liam Dunbar, Lydia Martin, Malia Tate, Mieczyslaw “Stiles” Stilinski, Personagens Originais, Peter Hale, Scott McCall
Tags Gay, Sterek, Teenwolf
Visualizações 433
Palavras 1.306
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Escolar, Famí­lia, Fantasia, Festa, Ficção Científica, Luta, Mistério
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Intersexualidade (G!P), Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Pansexualidade, Sadomasoquismo, Self Inserction, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 14 - 3:15


Fanfic / Fanfiction Atlantis - Sterek - - Capítulo 14 - 3:15

03:15 da manhã. Stiles acorda assustado. Teve um pesadelo horrível relacionado ao bando que os atormentava. Ainda estava traumatizado com o que tinha ocorrido no caminho para casa. Ele abriu os olhos em direção a enorme vidraça e teve a certeza que viu o seu perseguidor atrás do vidro.

-Ali! – Gritou Stiles assustado e apontando para o local onde o lobo deveria estar. Derek pulou do sofá e foi conferir o que estava acontecendo.

-Não tem nada aqui.

-Como não. Eu o vi! – Nosso garoto estava realmente assustado e tremia. Nunca fora perseguido antes e aquela sensação era horrível.

Derek foi até a cozinha e pegou um copo d’água e o entregou. Stiles o tomou de uma vez e foi passando o susto do momento. Conforme ele ficou mais calmo pode reparar em seu parceiro. Ele vestia apenas um shorte de seda deixando seus músculos serem iluminados pela luz da Lua que entrava pela grande vidraça. A lua parecia manter um certo pacto com aquele homem, pois combinava perfeitamente com seu tom de pele e o tornava mais atraente, tarefa bem difícil porque ele já era de natureza. Afinal ele era um lobo e de acordo com a mitologia mais simples lobos e luas costumam se dar bem.

Ele foi até o sofá e veio em direção à cama com seu travesseiro nas mãos. Se deitou na cama e logo se acomodou do lado esquerdo. Stiles ficou meio sem jeito e sem fazer muita extravagância se deitou também e virou. Queria manter certa distancia do homem. A quem queremos enganar, ele estava louco para ficar o mais perto possível!

Fechou os olhos para tentar dormir, mas naquelas condições seria impossível. Foi então que sentiu um corpo quente o envolver. Ele abriu os olhos para ter certeza de que não estava sonhando e por incrível que pareça não estava. O forte braço direito do Derek estava por cima do seu e ele pode sentir a respiração quente do homem por cima do seu pescoço. Todo o abdômen dele encostava nas costas do Stiles. Eles estavam de conchinha!

-Não precisa ficar com medo. Ninguém vai te machucar. – Sussurrou Derek fazendo sua barba raspar na pele do Stiles. O menor ficou arrepiado. Ele estava em transe com o que lhe estava acontecendo, mas gostando muito. Aquele corpo másculo, enorme e quente estava lhe cobrindo por inteiro e lhe deixou em uma posição muito confortável. Ele respirou fundo e tentou se acostumar,se aconchegou sendo a concha menor e por alguns segundos tudo parecia estar da melhor maneira em sua cabeça. Estava tudo leve e de como deveria ser.

Stiles se sentiu a vontade de segurar o mão do Derek para que de alguma maneira certificasse de que aquilo era real e de que o lobo estaria ali para lhe proteger. De tamanho conforto nosso menino dormiu um dos melhores sonos em meses.

De manha foi acordado com o Sol fraco em seu rosto. Abriu os olhos aos poucos e logo começou a procurar o Derek pela cama. Eles já não estavam envolvidos o que lhe fez pensar de que tudo aquilo fosse um sonho, mas tinha certeza que foi real, ele o sentiu.

-Levanta! O Scott e os outros já estão te esperando na casa dele. Não vou poder ir. Tenho negócios a tratar. – Disse Derek vestindo sua camisa e saindo pela porta. Stiles não entendeu nada daquilo. Porque ele agia da maneira mais natural possível, mesmo depois de terem dormido juntos. Será que ele estaria constrangido?

Querido diário

Eu dormi com o Derek! Não fizemos nada claro, só dormimos na mesma cama, abraçados, mas dormimos. Me pergunto se isso é traição. Já ouvi dizer que por apenas pensar em outra pessoa já pode ser considerado traição. Caramba estou tão confuso! A verdade é que não quero alimentar uma realidade impossível.

Derek dirigia e pensava na noite passada.

“Porque eu fiz aquilo? Agora vai ficar um clima bem ruim. Eu não posso fazer esse tipo de coisa com outro homem, na verdade com um garoto! Merda, onde eu estou com a cabeça!”

Nesse momento ele quase ultrapassa o sinal vermelho.

-Desculpa! – Gritou ele para uma senhora que quase foi atropelada.

Comprou alguns ingredientes para sanduíches e voltou para o apartamento. Ao olhar para cama ficou intrigado pelo que tinha acontecido ali ontem a noite. A muito tempo não tinha feito algo do tipo com alguém.

Ele se deitou e se sentiu tentado ao cheirar o travesseiro do menino. Não resistiu e o pegou. Levou levemente ate seu rosto e começou cheirar aos poucos, quando se deu conta estava com o rosto atolado no objeto e sugava aquele odor o mais forte que seus pulmões permitiam. Ao olhar para calça seu pênis estava ereto e lhe incomodava.

Ele percebeu para onde aquilo estava levando. Jogou o travesseiro pro lado e correu ate o banheiro e lavou seu rosto. Ficou de frente para o seu reflexo do espelho e pensou “O que eu estou fazendo? Nada disso pode acontecer.”

Na reunião Stiles contou tudo a todos. Eles já sabiam porque o Derek já havia contado, mas Sti disse sua versão com detalhes.

-Bom, nos decidimos que alguém do bando ficara de olho em você. No colegio seremos nós e na outra parte do dia será o Derek, ele também vai te levar e buscar no colégio. – Estipulou as regras o Scott.

-Galera não precisa. Eu sei me cuidar.

-Sti, prometemos seu pai que cuidaríamos de você. – Malia disse olhando para ele.

-Eu posso pegar o Stiles. – Ofereceu Lydia.

-É melhor o Derek. Para não te dar trabalho. – Disse o próprio Stiles.

-Não é trabalho nenhum pegar o meu namorado. – Disse ela lhe dando um beijo no rosto. Ela se mostrava ser muito fofa com ele apesar de anos o ignorando.

-Lydia, é melhor para eles. – o Mason intrometeu. –Eles já moram juntos. Será menos cansativos para todos.

Lydia achou esquisito tudo aquilo.

-Ele tem razão. – Sti concordou.

-Tudo bem! Se vocês me querem longe do Stiles quem sou eu... – Ela saiu para cozinha.

-Lydia... – Disse seu namorado indo atrás.

A noite chegou e Stiles voltou para casa. Ao chegar se deparou com um Derek de roupas confortáveis sentado no sofá munido de cervejas e salgadinhos e com a TV ligada.

-Ai meu Deus quase esqueço, os METS estão jogando! – nosso garoto lembrou e correu pro sofá. Pegou uma das cervejas em cima da mesa de centro e logo em seguida apoiou seus pés sobre ela ficando na mesma posição que o lobo estava. Derek rapidamente tomou a cerveja da mão do menino e o entregou uma lata de refrigerante.

- Qual é?... – Ele ficou indignado, mas Derek passou aquele olhar que ele já conhecia muito. Foi bom receber aquela olhada intimidadora do lobo. Aquilo o fez lembrar muitas coisas. Em seguida aceitou o refrigerante. E começou a pegar salgadinho no balde que estava no colo do homem.

Derek gostava daquela simplicidade do Stiles e daquela maneira dele de ficar a vontade onde seja que estivesse.  

-Como foi lá? – Perguntou Derek.

-Foi tudo bem. Eles disseram que você vai...

-Isso mesmo, então trate de acordar na hora.

-Pode deixar...

Depois de muitas horas de jogo ocorreu algo meio constrangedor. No momento que ele foi pegar mais salgadinho, Derek tirou a vasilha para procurar o controle remoto e sem a mínima intenção Sti pousou sua mão esquerda sobra à área onde seria a genitália do maior. Ao perceber isso o menino age por impulso e se afasta o mais rápido possível e olha para o homem que também ficou surpreso com a situação e retribui o olhar.

-Desculpa...!

-Tudo bem.

Derek abriu um breve sorriso com o ocorrido o que fez Stiles rir.

-Ei! Amanhã tem um jogo de basebol na cidade vizinha. Você topa de ir?

-Mas é claro! – Stiles amou a idéia.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...