História Atlantis (Romance Lésbico) - Capítulo 15


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Álcool, Cigarro, Comedia, Drama, Lgbt, Morte, Musica
Visualizações 27
Palavras 844
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Romance e Novela
Avisos: Álcool, Drogas, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 15 - Ariana Grande?


 Quando os médicos liberam minha visita a Atlantis eu entro no quarto o mais rápido que eu podia. Rodrigo havia ido embora e eu estava sozinha esperando que os médicos dessem alta a ela.

Entro no quarto e vejo-a olhando pela janela, ela parecia abatida, fecho a porta e ela me olha por causa do barulho. Abro um sorriso tímida e ela retribui. Me aproximo e me abaixo para beijá-la.

- Me desculpe. - peço e ela me olha confusa. - Eu não devia...

- Ei, eu sei. Está tudo bem. - Atlantis abre um sorriso. - Eu te amo.

- Nunca mais toco em uma moto. - falo e Atlantis começa a rir.

- Então como vai andar comigo? - reviro os olhos e ela puxa minha camisa. Nos encaramos em silêncio e respiro fundo.

Eu estava fazendo de tudo para não olhar, mas era difícil ignorar que o braço esquerdo dela não estava mais ali.

- Eu sei, é estranho. - Atlantis fala baixo. - Eu toda hora tento movimenta-lo e é frustrante não conseguir. - ela olha para o local onde o braço dela devia estar. - Eu acho que nunca vou conseguir me acostumar com isso. Pelo menos não vou precisar de mangas e poderei rasgar todas. Vai ficar um estilo rockeiro bem legal, é sexy. - Atlantis volta a me olhar e levanta a mão para secar minhas lágrimas. - Ei... - Atlantis sorri e me puxa pra deitar com ela. - Sombras da meia-noite, onde encontrar o amor é uma batalha, mas a luz do dia está chegando. Então não se preocupe com nada. Nós vamos ficar bem. Amor, você não sabe? Todas as lágrimas vêm e vão. Amor, você só tem que se decidir, porque tudo vai ficar bem. - ela canta baixinho e olho para ela que beija a minha testa.

- Ariana Grande?

- Be Alright. - ela concorda e sorrio, me aconchego mais no abraço dela e ficamos sentindo a presença uma da outra, aproveitando a sorte por ainda estarmos juntas.

- Atlantis? - a chamo baixo.

- Sim?

- Me desculpe por não ter conseguido fazer nada.

- Ei, já falei para não se preocupar.

- Eu não pude nos salvar e nós acabamos caindo.

- Lisa, não foi sua culpa. Foi culpa daqurle babaca que bebeu e dirigiu, por isso não bebo. Estou sempre de moto, imagina quantas vidas eu tiraria se bebesse e andasse com a moto? Todas as nossas ações tem consequências, cada ação gera uma reação e infelizmente tem pessoas que não entendem isso e muito menos se preocupam com os outros. Nossos prazeres são mais importantes do que os outros seres existentes. Estamos ocupados demais sendo egoístas então por favor, pare de se desculpar quando a única coisa que você fez foi me amar. - ela volta a enxugar minhas lágrimas e eu a beijo delicadamente.

- Eu te amo.

- Eu também te amo. - encosto a minha testa na dela e ficamos de olhos fechados, começo a fazer carinho na lateral do corpo dela e sinto ela estremecer um pouco por causa do toque.

- Na hora eu fiquei com tanto medo de te perder que acho que acabei me perdendo durante uns minutos.

- Você se reencontrou?

- Sim, me reencontrei agora. - sinto a mão dela me alisando e ela pousa a mão no volume do meu bolso.

- O que é isso?

- Cigarro.

- Por que você tem um maço de cigarros no bolso?

- Para quando eu quiser morrer. - Atlantis se afasta para me encarar.

- Você não vai querer morrer e se quiser me ligue e poderemos conversar. - ela sorri e tira uma mecha do meu cabelo do meu rosto. - Eu não gosto da ideia de você fumando.

- Mas você fuma.

- Eu fumava, vou parar.

- Por quê?

- Porque eu quase morri, quero me distanciar da morte, quero viver muito ainda e não quero um câncer de pulmão me impedindo, mas se você quer fumar daí é com você.

- Eu...

- Lisa, esses dias eu estava vendo uns apartamentos e achei uns bem agradáveis.

- Fico feliz com isso.

- E eu também, por isso quero que seja a primeira a saber que eu fechei contrato e um desses apartamentos é meu. - Atlantis conta e a abraço forte.

- Parabéns, meu amor. Isso é incrível.

- Eu sei, mas ele é grande e é um pouco solitário e eu gostaria de saber se você gostaria de mprar comigo? - Atlantis pergunta e olho para ela sem acreditar que aquilo estava acontecendo. - Sei que pode parecer prematuro e nós nem namoramos ainda, você não precisa responder agora, só quero que saiba que o convite está feito. É que a minha vida é melhor quando você está nela. - olho para ela de boca aberta e a vejo ficar corada.

- Atlantis... - abro um sorriso e ela me olha esperançosa. - Acho que posso resolver uma dessas questões. Você aceita namorar comigo?



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...