História Atomic - Capítulo 4


Escrita por: ~ e ~Toumat

Postado
Categorias Originais
Tags Interativa, Pós-apocalipse, Sla, Toumat, Under-chan
Exibições 47
Palavras 1.833
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Artes Marciais, Aventura, Drama (Tragédia), Esporte, Luta, Magia, Romance e Novela, Sobrenatural, Survival, Suspense, Terror e Horror, Violência, Yaoi, Yuri
Avisos: Adultério, Bissexualidade, Canibalismo, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Suicídio, Tortura, Transsexualidade, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas da Autora


Eu sei que postei um capítulo ainda ontem e tá meio cedo para um novo, mas eu vou explicar isso, Então seguinte...
No capítulo passado eu deixei muitas pontas soltas que poderiam criar uma severa confusão, e para evitar tal coisa postei logo a continuação.

Capítulo Revisado e erros corrigidos.

Capítulo 4 - É Declarado Guerra!


Andando por uma estrada deserta. Alice e Sherissa conversavam

-Por que em todas as lojas e mercados em que vamos tem alguém?- Perguntou Alice

Sherissa: (No primeiro tinha um zumbi)

-Não, Sherissa, zumbis não falam – Respondeu Alice

Sherissa: (Eu acho que é provavelmente aquele cara que lutou contra o demônio)

-Também penso isso, acho que ele está nos seguindo. De toda forma, é melhor continuarmos andando. Temos que explorar mais lojas e mercados. A carne que o demônio nos deu já está acabando-

Alice montou em Sherissa que correu disparado provocando um vento tão forte que abaixou o capuz de Alice

-Vá com calma, Sherissa!- Disse Alice

Sherissa: (Parece que realmente tem alguém nos seguindo)

Mas uma parede de pedra surgiu bem na frente de Sherissa que parou imediatamente e olhou para trás, era Rayw, o homem que lutou contra o demônio no subsolo do terceiro mercado

-Parece que me notaram. Eu só quero conversa, não vim fazer mal algum

Alice criou uma pequena bola de fogo e explodiu a parede -Vamos Sherissa! E fugiram

-Por que todo mundo quer sempre do jeito mais difícil? Rayw se perguntou.

Não tão distante, em uma floresta… Uma menina de cabelos castanhos claros, olhos rosa escuros e uma pele muito branca, quase pálida com joelhos e bochechas rosados, andava sozinha praticamente perdida apenas abraçando o seu coelho de pelúcia Snowball. A menina se chama Lirya Melbournie e com apenas 18 anos teve que sair de casa deixando sua mãe e indo a procura de seu pai que mora muito longe, mas pelo visto acabou se perdendo em uma densa floresta, até que de repente ouve um tiro, ela segue o barulho e vê um homem e uma mulher armada tentando matar um gênero de urso gigante de pelo vermelho e grades chifres negros. Eram Julie e Jake

-Você tem que mirar bem no centro da cabeça, assim ele morre com um tiro só – Comentou Jake

-Eu sei atirar, é que esse urso não para quieto – Respondeu Julie

-Se o Leo tivesse aquela força de antes a gente nem precisaria ficar gastando munição com um animal desses. Mas agora ele tá mais fraco do que qualquer um de nôs – Falou Jake

-Depois da luta dele contra aquela mulher, ele não só ficou muito mais fraco como também se esqueceu de quase tudo da vida dele, nem sabe mais usar aqueles fogos estranhos – Disse Julie enquanto apertava o gatilho da arma, a bala acertou o urso bem entre os dois chifres matando-o de vez -Consegui.

Lirya foi tentar se afastar andando bem devagar, mas acabou pisando num galho fazendo um notável barulho, Jake pegou a arma e disparou onde ouviu o barulho

Julie deu um tapa na cara dele, pegou a arma de volta e disse -Você tem problema?! É em uma pessoa em que você atirou

-Eu não vi- Disse Jake se desculpando.

Mas o tiro felizmente apenas havia retirado o arco da cabeça de Lirya, ela estava viva e sem feridas, mas desmaiou de susto.

-Ela morreu? É melhor darmos uma olhada – Falou Julie

Jake se transformou em pó e foi até a garota desmaiada, voltou a ser corpóreo e checou o corpo -Ela tá viva! - Ele pegou a sua faca e estava prestes a cravá-la no pescoço de Lirya quando

Julie levitou a faca para bem alto dizendo -Você tem que parar de ficar fazendo isso.

-Mas pode ser perigosa – Falou Jake

-Ela está desmaiada, sua mula. Não pode nos fazer mal – Respondeu Julie de saco cheio da desconfiança dele

-Okay, eu levo ela, Vai na frente… - Jake teve a fala interrompida por Julie que gritou -Não! Eu levo ela com a minha levitação. Vai na frente você, eu vou ficar de olho.

Sem outra opção, Jake acabou tendo que fazer como Julie queria.

Na base de Eluch na cidade em ruínas…. Meren após se levantar da cama foi até o pátio da base falar com os “invasores”

-Então, quem vocês são?- Perguntou ela

Gustavo deu um passo a frente e disse -E me chamo…

Meren o interrompeu -Eu sei os seus nomes, idades e etc. Quero saber do que realmente interessa em vocês. Habilidades, carregamento e o que podem fazer de útil aqui.

-Eu e a minha tia trouxemos alimentos, muitos. Nos vamos compartilhar se em retorno você nos dar abrigo e segurança aqui nessa base.

-Nada de graça. Podem ficar. Charlie, leve o alimento deles ao armazém.

Charlie com um pedaço de carne seca na boca respondeu -Eu já levei. Enquanto você fazia a massa eu já terminei o bolo.

-Que bom ver que você está fazendo alguma coisa – Comentou Meren

-Eu sempre faço, senhorita, você é quem dificilmente percebe – Retrucou ele

Meren abaixou a cabeça, suspirou e disse -Não importa, eu vou comer um pouco também, estou com fome

Charlie estendeu um tira de carne seca para ela falando -Eu já peguei para você senhorita, imaginei que estaria com fome depois de 3 dias sem comer nada.

-Obrigada – Respondeu Meren sem nem mais saber o que falar.

Apôs todos encherem as barrigas com os alimentos de Gustavo e cia, Meren reuniu todos no pátio 

E declarou -Eu perdi os meus poderes – Todos ficaram em silêncio, Meren fechou os olhos meio irritada e repetiu -Eu tô falando sério, eu perdi a maioria dos meus poderes!

-E? - Falou Charlie

-Charlie, vai dormir, você está precisando descansar – Disse Meren.

-Verdade, cuidar de você por 3 dias em claro me deixou cheio de sono. - Charlie saiu da reunião

-Coff coff… Como eu estava dizendo, eu só consigo controlar pessoas por 5 segundos agora, com um tempo de espera de 10 segundos para pode controlar de novo, a medida que vou usando parece que o tempo de espera aumenta. Eu já não consigo mais sentir o meu pode de paralisar as habilidades alheias e, por fim, parece que meu corpo está tão fraco quanto o de um ser humano comum. - Foi o que Meren declarou

-Você está nos dizendo que aquele doidão de 3 dias atrás tirou seus poderes? - Estrela Perguntou.

-Mais provável que tenha sido a chama roxa dele, contudo parece que ela também o enfraquece então ele deve estar com a mesma força de uma pessoa normal por enquanto. Não sei quanto tempo dura isso ou se isso tem duração, mas eu sei que é a nossa chance de matar ele dê uma vez – Meren Respondeu

-Mas por que temos que nos arriscar assim? Eles foram embora, fim de assunto, esquece essas pessoas. - Comentou Estrela

-Por acaso eu usei os meus poderes para vasculhar as memórias da garota que estava com ele, descobri que ela tem um arsenal de armas, alimentos, equipamentos e recursos em uma ilha na grécia, sem falar que a ilha não ficou afetada pela radiação. De alguma forma a garota previu essa guerra toda e criou uma ilha do tesouro. E ainda se alguém com armas tão poderosas se unir a alguém que enfraquece o corpo e poderes dos outros, vão se tornar imbatíveis. Precisamos eliminar Oriax ou pegar a ilha para nôs. Vamos fazer uma votação, eu voto na ilha.

Estrela levantou a mão dizendo -Eu voto por matar o demônio, quero vingança daquela humilhação.

Cléo e Gustavo levantaram a mão, ele disse -Voto por ir na ilha, minha tia também. Não precisamos de mais violência.

-Mas aquele demônio é uma ameaça enorme, eu voto por eliminar ele, é melhor aproveitarmos enquanto está fraco – A voz de Demian soou na cabeça de todos

-Não quero brincar de One Piece, isso pode virar plágio. Eu topo por matar o Oriax.

-Você não estava dormindo, Charlie? - Perguntou Meren e em seguida Charlie respondeu -Com essa barulheira toda não tá dando.

- Trés votos na ilha e trés no demônio, parece que vamos ter que fazer os dois – Falou Meren com um sorriso largo no rosto enquanto finalizava a reunião.

De volta a estrada deserta… Alice montada em Sherissa corriam de Rayw que as perseguia voando com suas assas de anjo

-Eu só quero conversar droga! - Gritou Rayw

Alice criou uma bola de fogo e a atirou nele, porém Rayw controlou o fogo e devolveu

Sherissa: (Segure firme) – Rugiu ela ao dar uma cambalhota desviando da explosão da bola de fogo

-Se não é inimigo pare de atacar! - Berrou Alice.

-Mas seu eu fizer isso vocês me matam – Rayw retrucou.

-Exatamente! - Gritou Alice atirando uma enorme bola de fogo.

Rayw devolveu a bola de fogo e a grande explosão cobriu toda a estrada. Quando a poeira abaixou não havia mais ninguém por lá

“-Que droga, morreram.” Pensou Rayw voando embora dali em direção a floresta próxima.

Porém a calda de Rayw ficou presa em algo, ele virou sua cabeça para trás e se espantou ao ver que um enorme Ogro segurava sua calda, no ombro dele estava Alice que gritou -ARREMESSA! - o Ogro pegou agarrou Rayw todo com a mão, apertou e atirou o mais forte possível, mas ao bater de suas asas, Rayw se estabilizou no ar

-Chega dessa palhaçada! - Gritou ele cercando o Ogro com Alice e Sherissa lá em baixo por uma parece de vento -Agora eu quero ver você ser engraçadinha, não adianta mais pedir arrego!

-Shrek use o “urro” - Berrou Alice e seu ogro urrou tão forte que empurrou Rayw para sua parede de vento fazendo-o rodopiar em seu próprio furacão, ele parou sua dominação de vento e quando olhou para o ogro um punho enorme se aproximava dele, o Ogro socou Rayw até o chão abrindo uma cratera com ele.

-Impressionante, ele levou um soco em cheio do Shrek e não morreu – Comentou Alice

Sherissa: (Eu queria que tivesse usado a dragoa)

-Não entendo essa sua fixação com dragões Sherissa – Disse Alice enquanto seu ogro a colocava no chão devagar e desaparecia se tornando brilhos vedes -Hey Sherissa, agora você é um astro do rock.

Sherissa: (Suba logo em cima de mim grande astro, vamos a floresta)

Numa caverna escondida no meia da mata densa de uma floresta… Jake entrou vendo Leo conversar com sua avó enquanto seu labrador brincava incansavelmente com o lobo de Julie que por falar nisso entrou logo depois dele trazendo uma menina com sua levitação

Julie limpou o nariz que estava a escorrer sangue e falou -Fiquei cansada.

-Isso que da não confiar em mim – Comentou Jake.

A avó de Jake dizia -Perda de memória é comum em pessoas da nossa idade.

-Mas eu só tenho 17 anos – Disse Leo

-Como é bom ser jovem, ainda lembra da idade – Falou a avó

“-Ele perdeu suas memórias, agora só se lembra que seu nome é Leo Hearthfall Warhound e que tem 17 anos, porém não sabe de onde veio, o que ele faz ou quais são seus seus poderes.” Pensou Julie. “-Eu sei que devemos ir já, tenho que encontrar Jico e chegar a ilha onde minhas coisas estão escondidas, mas o que será que o futuro nos aguarda?”


Notas Finais


Nada mais a declarar. Mas eu adoro Pizza.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...