História Atos de Ausência - Capítulo 20


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Exibições 1
Palavras 224
Terminada Não
LIVRE PARA TODOS OS PÚBLICOS
Gêneros: Colegial, Escolar, Fantasia, Ficção, Poesias, Romance e Novela

Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 20 - Perpétuo Movimento


03 de Maio de 2013

​Perpétuo Movimento

 

Me incomodam profundamente portas fechadas,

Meias verdades, sorrisos de fachada e histórias veladas.

Não sei conviver com dogmas e posturas radicais.

Não me contento com migalhas, quero sempre mais.

 

Não finco raízes, jogo âncora ou aceito rotina ― puro plano convencional.

Viver em perpétuo movimento é minha sina,

Fluido como o rio que corre célere para o mar.

Como as nuvens que sem parar vivem a se moldar ― elas são o que você imaginar.

 

Não tente me aprisionar, não queira me modificar.

Não procure me entender, não busque me formatar, você vai se impressionar.

Não me fale de regras, modas, hábitos, leis ou padrões.

Não acredito em instituições, verdades absolutas ou religiões.

 

Tenho minhas premonições ― ao fim, todos seguem um alguém.

Palavras e sentimentos não me tolem nem aprisionam.

Lágrimas e emoções fugazes não me emocionam ― também sei fabricar.

Estou aqui hoje, agora, não me questione sobre o futuro.

Ele está além de onde enxergo, é desconhecido e escuro.

 

Eu não tenho todas as respostas ― tenho as que preciso ter, talvez muito mais perguntas.

Sou a união de todas as minhas incertas certezas, cada uma e todas juntas.

Não quero lhe convencer de nada, concorde ou não com sua opinião.

Eu sou assim, sem buscar a razão, entre o sim e o não.


Notas Finais


às 01:08


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...