História Atração Fatal - Capítulo 13


Escrita por: ~ e ~gab_fofa

Postado
Categorias A Seleção
Personagens America Singer, Aspen Leger, Maxon Calix Schreave
Tags A Seleção, America Singer, Amexon, Aspen, Iléa, Maxerica, Maxon Schreave
Exibições 73
Palavras 1.273
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Aventura, Drama (Tragédia), Famí­lia, Fantasia, Ficção, Mistério, Romance e Novela, Violência
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Oi oi gente, o capítulo de hoje tá intenso mas sem spoilers aqui, boa leitura.

Capítulo 13 - Você o que?


Pov America

 

Eu acordei e ainda estava de noite, olhei no relógio que tinha ao lado da cama de Maxon e vi que eram 20:00, não tinha dormido mais que uma hora, eu meio que cochilei só. Decidi que deveria ir falar com Maxon, ele não tinha culpa de nada, eu não podia descontar nele. Levantei, passei no banheiro para lavar o rosto, ajeitei o cabelo e saí em direção ao seu escritório porém quando dobrei o corredor me deparei com Maxon e Kriss se agarrando, não me dei ao trabalho de ficar assistindo a cena apena voltei pra trás mas agora fui para o meu quarto, me joguei na cama e deixei que as lágrimas que eu estava segurando rolassem soltas.

Eu estava sentada encostada na cabeceira da cama, segurando minhas pernas junto ao corpo e com a cabeça baixa encaixada nelas quando ouvi a porta se abrindo, não me dei ao trabalho de levantar a cabeça, eu já sabia quem era e não queria falar com ele agora. Ele se sentou em minha frente mas não falou nada, ficou ali me olhando, eu não levantei a cabeça para olhá-lo mas podia sentir seu olhar em cima de mim. Depois de alguns minutos assim senti que ele se mexeu, então senti uma mão na minha nuca, ele agora estava sentado do meu lado, ele me deu um beijo na cabeça e então quebrou o silêncio.

- America, por que está assim?

- Não quero falar com você agora.- eu disse baixo levantando a cabeça para olhá-lo

- Não faça isso, eu estou preocupado com você.

- Pude perceber como você se importa.- eu disse com desdém limpando as lágrimas que restavam

- America eu não estou te entendendo.- ele disse fazendo carinho na minha nuca mas eu me afastei fazendo com que ele parasse

- Ah você não está entendendo? Maxon como você tem a cara de pau de vir aqui me dizer que se importa comigo depois de ter se agarrado com aquelazinha.

- America não é o que você está pensando.- ele disse se aproximando novamente mas eu me levantei

- Ah claro! Não é o que eu estou pensando. Não acredito que eu fui burra a esse ponto. Não acredito que eu realmente acreditei nisso, acreditei em você.- eu disse andando de um lado pro outro no quarto

- America me deixe explicar.- ele disse levantando

- Não Maxon! Eu não quero ouvir nenhuma explicação. – eu fui em direção a porta e a abri

- Você quer que eu saia?

- Sim! Eu quero ficar sozinha.

- Pois eu não vou sair.- ele disse voltando a se sentar na cama

- Ótimo!- eu disse saindo e batendo a porta, comecei a andar em direção ao jardim

- America volte aqui!- ele gritou da porta do meu quarto mas eu o ignorei e continuei andando

Eu estava me aproximando do corredor que dava para a porta do jardim quando senti algo me pegar pelos ombros e me virar.

- America me escuta.

- Não quero.- antes que eu pudesse voltar a andar Maxon me pegou pelas pernas e me pendurou em seus ombros igual um saco de batatas

- Você vai me ouvir por bem ou por mal.-ele disse voltando a andar

- Maxon me solta! Me solta! – eu dava soquinhos em suas costas mas ele apenas ignorava, ele continuou andando até chegar em seu quarto.- Dá pra me soltar agora?

- Como quiser senhorita.- ele disse me jogando na cama

- O que você quer falar Maxon? Vai logo.- eu disse sentando e cruzando os braços

- America você entendeu errado, eu chamei Kriss no meu escritório para falar que ela seria punida pelo que fez mas quando eu abri a porta ela me agarrou, eu me separei dela o mais rápido possível mas acho que você não viu essa parte.

- E o que você fez com ela? Você puniu ela Maxon?- eu indaguei irritada

- Eu bani ela do acampamento.

- Você o que?- eu exclamei surpresa

- Bani ela por desacato a minha autoridade.- ele disse se aproximando e sentando ao meu lado

- Maxon eu preciso de tempo. Preciso assimilar tudo o que está acontecendo.- eu disse me levantando mas ele segurou meu braço e me puxou fazendo cair por cima dele, então ele me beijou, um beijo calmo, eu não queria retribuir mas era difícil, ele passou a mão pela cintura e me puxou para mais perto.

O beijo foi se tornando urgente, Maxon nos virou ficando por cima de mim, ele segurava minha cintura e eu passava as mãos por seus cabelos, suas mãos começaram a passear por meu corpo. Eu desci minhas mãos para suas costas e ele começou a trilhar beijos da minha orelha até o meu ombro.

- Maxon eu....hum...- não conseguia formar frases naquela situação

- Que foi?- ele perguntou sem parar de me beijar

- Maxon...- eu disse colocando minhas mãos em seus ombros e o empurrando pra cima- eu não posso, não agora.

- Tudo bem.- ele diz com cara de frustado- não vou te forçar a nada.- ele se sentou ao meu lado

- Ah, que fofo.- eu disse dando um beijo em sua bochecha

- Mas não ache que eu não vou cobrar senhorita Schreave.

- Ah claro senhor Iléa. Estou com muito medo.- eu disse colocando as mãos no peito e fazendo cara de assustada

- É bom que tenha mesmo.- ele sussurou no meu ouvido me fazendo corar- Agora se me dá licença, tenho assuntos para resolver.- ele se levantou e foi até a porta

- Ei, espere.- eu disse fazendo ele parar, caminhei até ele parando em sua frente

- Pode falar.- eu me aproximei de sua orelha

- Vou estar te esperando no meu quarto esta noite.- eu sussurrei e dei uma mordidinha em sua orelha

- Ah America.- ele disse passando a mão em volta da minha cintura, me puxando para colar nossos corpos- Não me provoca.

Ele me deu um beijo intenso porém rápido, saí do quarto na frente dele, dei um beijo em sua bochecha e falei baixinho

- É bom saber que eu mecho tanto com você.- eu comecei a andar de costas o encarando com um sorrisinho malicioso

- Cuidado senhorita, muito cuidado, você não sabe o que essas palavras farão com você.

Virei de costas para ele e me dirigi para meu quarto dando risada.

Pov Maxon

Ah America, por que você fez isso comigo? Como eu irei me concentrar no meu trabalho agora? Fui para o meu escritório, tinha uma reunião com o conselho marcada, ela deve ter durado umas duas horas mas não consegui prestar atenção em muita coisa, toda hora as palavras de America me vinham a cabeça. Por que essa ruivinha estava mexendo tanto comigo, isso não fazia parte do plano. Com muito custo eu terminei meu trabalho, quando estava indo para o quarto de America o alarme de incêndio soou, então eu fui na direção de dois guardas.

- Aonde é o incêndio?- perguntei assustado

- Aparentemente no quarto da menina nova senhor.

 

 

 

Quarto da menina nova... America, America é a menina nova! Fui correndo em direção ao seu quarto e pude ver as chamas crescendo cada vez mais, não pensei duas vezes e entrei, vi que America estava em sua cama, quando me aproximei percebi que ela estava desmaiada, a peguei em meus braços e saí correndo com ela em direção a meu quarto, preciso chamar um médico o mais rápido possível. Acabei cruzando com a equipe de contenção de incêndio que corria em direção ao quarto de America.

 


Notas Finais


Epa, epa, epa, hum safadenhos😏 e gente que final foi esse, tandandan... Até amanhã * Aceno*


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...