História Atração Mortal - Laços de Sangue(YAOI - Interativa) - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Teen Wolf, The Originals, The Vampire Diaries
Tags Interativa, Yaoi
Exibições 28
Palavras 1.000
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Crossover, Magia, Mistério, Romance e Novela, Sobrenatural, Suspense, Yaoi

Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 2 - Prólogo


O Carro finalmente parou em frente a minha velha casa.As grandes colunas de mármore banco sempre deram um ótimo ar a arquitetura.Eu só precisaria de uma nova equipe para dar um toques aqui e ali.

Estava chuvendo quando eu precisei e descer e logo um mordomo veio ao meu encontro com um guarda-chuva.É sempre bom ter serviçais a disposição.

Assim que eu entrei eu me surpreendi.O lugar estava impecável desde o dia que tinha ido embora.Logicamente havia mudado um pouco,pois a última vez que estive aqui foi na Era Vitoriana.

Assim que me estabeleci,fui verificar e o estoque de sangue estava acabando.Precisaria reabastecer nessa noite,já que meu carregamento da Europa só chegaria na semana.Afinal eu não sou obrigado a ficar passando fome.Provavelmente eu teria que sair para caçar essa noite.

-Senhor,chegou essa carta para o senhor. - disse um dos empregados da casa me trazendo uma bandeja com uma carta no meio.

Peguei o envelepo e logo abri.Era uma carta de Stella,que segundo ela eu devia frequentar a Escola pela minha estadia em Fog Hills.Minha primeira reação foi querer rasgar a garganta de qualquer um na minha frente,mas me contentei em quebrar o abajur que estava do meu lado ao arremessa-lo do outro lado da sala.

Eu não queria ir para a Escola de jeito nenhum.Eu vivi por quase Dois Mil Anos e tenho três diplomas de Medicina,dois de direito e três de Arquitetura que provam isso.Mas tudo bem.

Sei porque Stella fez isso,afinal.As Bruxas mantém uma Trégua muito fina com os  Originais.Já que a região é território delas e dos Lobisomens,eu teria que ficar na linha para me manter aqui sem começar uma guerra.

Vou aceitar a me sujeitar as objeções deles por enquanto.Eu já vivi por Dois Mil anos,passei por infernos piores que o Colégio.A Academia de Fog Hills seria o meu destino então.

Eu não queria chamar muita atenção,então teria que segurar minha língua.Já fazia Duzentos Anos que eu não vinha aqui,então duvido que alguém ia me reconhecer.Eu era fotogênico,mas ter um retrato pintado de mim mesmo era uma ideia um tanto bizarra na Era Vitoriana.

A Noite foi exatamente o que eu esperava.Não dormi quase nada e passei bastante fome.Eu podia ser um Vampiro Ancião mas ainda era dificil controlar a sede por sangue.

No outro dia de manhã,eu já havia acordado de mal humor e ainda precisava ir para o Colégio.Sede e Sangue e Tédio não combinavam e certamente não eram a minha praia.

O Colégio era exatamente o que vocês esperava de um Colégio pequeno de uma Cidade pequena.Mas eu não estava no ânimo de ficar apenas reclamando.Isso não queria dizer que eu ia sair fazendo amizades.Vou ficar na minha e ver aonde tudo vai dar.

Poucos antes de entrar dentro do prédio começou a chover.Me molhei um pouco mas não liguei.Estava acostumado com o frio da minha pele.Mas então eu olhei de fora e vi um grupo de alunos saindo da floresta correndo e vindo em direção a cá.Eles estavam apressados mas pareciam se divertir com a chuva molhando seus corpos.Sorrisos de diversão estavam estampados em suas faces.Sorrisos tão grandes que chegavam a ser ridículos.

Eles passaram por mim,mas não antes de alguns trocarem olhares.Eles me olharam feio,alguns com medo e outros com nojo.O que será que estava acontecendo?Essa gente sabe quem eu sou?

O Mais estranho,é que houveram alguns entre eles que me olharam com curiosidade.

Assim que todos entraram,e só então eu me permiti entrar.Minha sala era a do Terceiro Ano,como eu já esperava.E não tive pressa para encontrar o caminho.Alguns membros do corpo docente me guiaram até uma sala mais afatada depois dos jardins e alguns corredores numa área rodeada de árvores.

Abri a porta e vi uma sala relativamente cheia.O Professor sequer se deu a trabalho de olhar para mim,apenas fez um sinal para que eu entrasse.

-Gente Antipática. - murmurei audível apenas para mim.

Enquanto me dirigia para meu lugar,alguns olhares me acompanharam.Reconheci seus donos.Eram aquele grupo que havia vindo da floresta.

Todos me olhando com curiosidade.Eu sentio cheiro irritante e fedido no momento que me aproximei deles.Fediam a cachorro molhado.Agora entendi o motivo de não gostarem de mim.

Me virei novamente para encara-los.Uma garota e um garoto me olhando com um misto de curiosidade e inquietação.

-Oi,eu sou o... - ia dizendo o garoto quando.

-Eu sei.Lobisomem.Senti seu cheiro. - disse cortando ele e tentando não lhe dar atenção.

Mas ele não tirava os olhos de mim.Na verdade ele quase arregalava os olhos para mim.

-Gostaria de saber o que alguém como você está fazendo aqui. - perguntou a garota.

-Você tem autoridade para perguntar isso? - perguntei ríspido.

-A Autoridade de uma Alpha. - ela disse vermelha de orgulho enquanto arqueava a sombrancelha.

-Alpha,hein.Já vi maiores no passado. 

-É melhor não provocar ela. - disse o garoto.

-Não se mete nisso,Bruno.

-Mas nem sabemos o motivo de ele estar aqui,Bea.

-É melhor você não estar procurando encrenca,Sangue-Suga.Nossa tribo não tem richa com você.

-O Verme não tem richa com a bota. - disse sorrindo e revirando os olhos.

-Então está aqui para começar uma guerra?

Dei uma risada.Tentei me segurar mas ela saiu um pouco alta.Disfarcei muito bem na verdade.

-Relaxe,Cadela.Eu vivi por tempo demais para vir até esse fim de mundo atrás de briga.Se eu quiser uma guerra,não vai ser contra o seu canil.

Ela cerrou os dentes.Eu sabia que Lobisomens não era do tipo que levavam satisfação para casa.Ela estava prestes a pular na minha garganta,mas algo a impedia.Algo que no fundo ela sabia o que era.O que eu era.

-Você não é como os outros,não é?Você é diferente.

-O quão especial você é? - perguntou o tal Bruno mas então se conteve ao ver a estranheza da sua própria pergunta.

-Vocês podem ter lidado com Vampiros no passado.Mas não podem ganhar uma briga contra um Original. - disse assustando eles e a todos que me ouviram. - Pode falar para sua matilha relaxar.Enquanto não cruzarem a minha linha,eu não cruzo a de vocês.

 

 

 

 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...