História Atração Perigosa - Capítulo 7


Escrita por: ~

Postado
Categorias A Lei e o Crime
Tags Delena, Jelena
Exibições 26
Palavras 4.623
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação
Avisos: Drogas, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Desculpa aaa a demora meus amores, estava sem tempo. Hoje o cap é diferente e espero que gostem 🙌😸

Capítulo 7 - PANDA


Fanfic / Fanfiction Atração Perigosa - Capítulo 7 - PANDA

POV JASON.

-me leva pra casa, por favor. Isso é tão ruim!!! -chloe disse com seus braços tampando seus seios e sem parar de chorar, tirei minha camisa e vesti ela,seu rosto estava sujo de sangue e limpo com minhas mãos. 

Fui até meu carro abraçado com ela e abri a porta para que a mesma entrasse. Arrudiei e entrei do lado do motorista, liguei o carro e sai de lá. 

-quem te trouxe aqui? -depois de um longo silêncio criei coragem pra falar algo

-ryan. -ela disse em um susurro, sua cabeça estava encostada na janela e ela olhava pra rua como se não..... Eu não sei, nao conseguia descifrar oque ela estava pensando, parei meu carro em frente seu prédio e ajudei ela a sair do carro e fomos em direção ao seu apartamento. 

-  por favor, fica aqui comigo! - ela disse assim que chegamos na porta de seu apartamento, seus olhos estavam enchados e ainda marejavam. Não penso duas vezes e balancei a cabeça com um sim. Entramos na casa dela e fomos em direção sei quarto  

- melhor você tomar um banho, vou te esperar aqui! - falei segurando sua mão ainda.

- tudo bem, se Ryan ligar perguntando onde estou você avisa que veio me deixar e por favor não diz oque aconteceu! -finalmente ela me olhou nos olhos

- não vou dizer! -falei firme passando conforto pelo o meu olhar. ela soltou da minha mão e foi em direção ao banheiro. 

"Chloe está comigo, não se preocupe" -enviar Ryan 

"Que? Como assim? Oque está acontecendo?" -mensagem de ryan

"Seu idiota, como leva ela pra um buraco como esse aí? Ela está comigo, está bem e estou na casa dela. Não enche 😒" -enviar Ryan

" Tudo bem bocó. *Emoji revirando os olhos*" -mensagem Ryan.

Me sentei na cama e esperei ela a voltar depois de um tempinho a mesma brota na porta do banheiro com uma blusa grande e calças folgada de malha, até assim ela era linda. 

- aqui esta sua camisa! -ela se aproximou de mim e me entregou. 

-esta melhor? - vesti a camisa e ela senta na cama do meu lado.

- eu nunca fiquei com tanto medo como fiquei hoje, só de imaginar aquele cara nojento pegando no meu corpo e falando aquelas coisas isso me deixa tão sem chão Jason, eu poderia estar morrendo agora se não fosse você. Eu já passei por tanta coisa e nenhuma delas me deixou assim como estou hoje. Me desculpa por fazer você matar alguém, eu não queria isso, eu realmente não queria. - ela estava de cabeça baixa brincando com os dedos e começou a chorar em quanto falava aquelas palavras. 

- não fique assim! -me aproxeimei dela e a abraçei. -o pior ja passou, você está bm, agora deve seguir em frente e não deixar que isso atrapalhe você. 

- eu sei, não vou deixar, mas como você me salvou? - ela saio dos meus braços e me encarou? - ja é a segunda vez Jason, é como se você estivesse preparado pra qualquer coisa que venha acontecer comigo. Como consegue? 

- não sei te responder, mas não acredito em coincidências, você está cansada. -coloquei um pouco de cabelo que estava em seu rosto atrás de sua orelha . - precisa descansar! Vai ficar bem sozinha? 

- não mesmo! -ela disse se levantando e indo em direção ao o outro lado da cama e deitando na mesma. 

- posso ligar pra sua amiga se quiser! -sugeri indo até o lado da cama que ela não estava deitada e ajeitei o lençol em seu corpo. 

- preciso de você Jason! -ela disse com um susurro novamente como se estivesse com vergonha e me olhou. Ela estava tão mal que não se importou nenhum pouco em ter um cara ao seu lado a noite. Minha Chloe estava la falando que precisava de mim, eu estava tão feliz e ao mesmo tempo triste por vê-la tão mal.

-tudo bem, mas vou logo avisando que se você me chutar te derrubo da cama. -ela sorrio no mesmo momento e me deitei, ela passou seu braço por cima da minha barriga e coloquei meu braço em baixo na sua cabeça e ficamos praticamente abraçados 

Ela fechou os olhos lentamente não dava pra ver seu rosto sentia sua respiração fraca ou seja ela estava pegando no sono. Eu não conseguia pregar os olhos um momento, estava tão idiota esses últimos dias que só ali na aquela hora percebi como estava agindo. Era tanta coisa acontecendo de uma só vez, escuto meu celelular vibrar no meu bolso e pego o mesmo era Christian me ligando. Desligo e mando mensagem pra Chloe não acordar.

"Fala pirralho!"

"Cara onde você ta? Puta merda, esqueceu que a gente vai viajar?"

Viajar? Maquebosta. Tinha esquecido completamente.

"Claro que não. Eu vou hegar atrasado um pouco, talvez da aqui 15 minutos!"

"Cara de chibata" 

Guardei o celular em meu bolso e Chloe se mexeu um pouco e logo me aquetei. Já tinha se passado 10 minutos e ela ja estava com um sono pesado que nem se mexeu quando me levantei. Coloquei meu tênis e sai de la indo pra boate que era onde eu e Chris tinha combinado de se encontrar. 

- agora entende a demora! -ele disse me vendo entrar no estacionamento da boate. 

- vai pra merda Chris. Não tô afim de ouvir piadinhas!

- e esse mal humor? Broxou foi? -ele disse rindo e entrando no carro. 

- eu, broxar? Vai tomar de conta pra ver se esse teu pinto cresce e me erra chris! -disse entrando no carro e ligando mesmo, passo a marcha saindo de lá em direção ao outro estado. 

POV CHLOE.

O sol batia na minha cara, olhei em direção ao claro e a janela estava toda aberta, Jason não estava mais lá deveria ter ido embora. me levanto e fecho a janela e caminho em direção ao banheiro, faço minhas higienes matinais e volto trocando de roupa e indo pra cozinha. O dia seria longo ja que não tinha nada pra mim fazer, depois de ontem eu queria nunca mais sair da minha casa, não é por que eu era uma agente que eu não sentia medo, o pior é que nem dá pra andar armada pra não correr o risco de Jason ver e desconfiar de tudo. 

22:45

A campainha toca e levanto do sofá era bem Ryan, ele agora aparecia a noite pra me chamar pra sair. abro a porta e era realmente ele. 

- posso te chamar de cunhada, agora? -ele disse rindo como sempre, nada tirava aquele sorriso do rosto dele aliás nem dava pra acreditar que ele e chaz eram gangster eram garotos tão simpáticos e risonhos só Chris e Jay que faziam a linha dura.

-oque? Não! Por que você acha que eu tenho algo com Jason? -disse abrindo a porta e ele entra. 

- por que você me trocou por ele ontem à noite. Fiquei bem triste, mas demi me fez uma ótima companhia. - ele se senta no sofá e me sento ao seu lado. 

- vocês estão se dando bem agora é? 

- bem até de mais. -ele piscou o olho pra mim. Como assim demi, que safada. 

- espera!!! vocês... -nem terminei a frase e ele me interrompeu.

-hanrrraaaaammmmm. 

-mas.... Vocês se conheceram ontem. Que safados, meu deus. As vezes eu só queria ter as iniciativas que demi tem. 

- eu posso te ensinar. 

- cria vergonha Ryan, se a demi te escuta falando isso ela te capa na mesma hora, ta ligado que se vocês ja fizeram essas coisas ela não vai te deixar tão cedo né?

-deus te ouça. -ele disse me fazendo rir. -quer sair?

-não sei Ryan, não tô no pique 

- não vamos pra festa, vamos sair pra comer algo!

- tudo bem, mas quem convida paga. -me levantei rindo e fui trocar de roupa, vesti apenas uma blusinhas branca, com um short desfiado, uma bolsa e uma rasteirinha, soltei o cabelo e passei pó e rímel

- pronto? -ele disse de costas pra mim apenas ouvindo meus passos. 

- sim, vamos. -caminhei até a porta com ele e saímos do meu apartamento, ele me leva pra um restaurante que ficava não muito longe. Entramos e sentamos. 

- oque vai querer? -perguntou ele e peguei o cardápio. 

- ainda não sei! Quero algo que engorde, faz tempo que não como coisas pesadas

-então é melhor pedir o número 6. 

- 6 está bom, e você? 

- vou pedir o mesmo. -o garçom volta e fazemos o pedido. 

- oque aconteceu ontem pro Jay ter ido te buscar?

- é que... -respirei fundo criando coragem, não queria lembrar da aquele acontecido, principalmente falar dele. - na hora que eu fui atender o celular, eu sai... -contei toda a historia pra ele e o mesmo me olhava atento. 

- caralho Chloe, eu sinto muito de verdade, desculpa não ter ido com você mas achei que você não sairia de lá de dentro. No banheiro feminino não dá pra ouvir a música alta, pensei que você tivesse ido pra la.

-eu não sabia, achei também que la do lado de fora tinha seguranças mas só tinha um e ele sumio depois que o cara apareceu. 

- o cara deve ter ameaçado o segurança pra ele sair da ali. Graças a deus esse merda está morto. 

- sim. - a comida chega e esperamos o garçom sair pra continuar a conversa. 

- pra uma agente do fbi, você até que anda bastante desarmada não acha?

- não mesmo. -sorrio de lado e peguei o batom na bolsa 

- oque um batom faz agente Reaken? -ele disse com deboche me olhando com os olhos cerrados, assim que tirei a tampa do batom apertei em um botão que ficava debaixo dele e um canivete se formou. 

-tu é perigosa memo em muliér. -ele disse batendo palma me fazendo gargalhar de seu jeito. 

- depois de ontem nunca mais vou sair desarmada! 

- assim espero. -começamos a comer e conversa e depois de umas meia hora terminamos, Ryan paga a conta e saímos de la. 

-estava tão bom, não quero voltar pra casa! -disse fazendo biquinho quando ele parou o carro em frente meu prédio

- se quiser a gente pode ir la pra boate, tenho cadastro la, a gente entra no meu quarto, joga algo, conversa...

- será se o Jason não vai ficar estranhando? 

- huuuuummmm, ta preocupada com oque o namoradinho vai pensaaaarrr... -ele disse rindo me provocando e gargalhei dele, sai do carro e fui em direção a boate com ele. 

- Chloe meu amor! -chaz gritou assim que subimos pro segundo andar e procurei ele com os olhos notando que o mesmo estava no open bar com uma outra garota. 

- oi chaz. -gritei sorrindo e fui até ele.

- oque está fazendo por aqui? -ele se levantou da cadeira e me abraçou e depositei um beijo em seu rosto. 

- estou com Ryan, vamos conversar um pouco, estou cansada de ficar trancada na aquele apartamento. E você? 

- eu to aqui sempre. - ele piscou o olho e bati as costas da minha mão em seu braço, olhei pra garota e percebi que era aquela vadia amiga deles. 

- vou nessa chaz. Nós vemos depois. -abracei ele novamente 

- quero passeios com você também em morena. -ele disse assim que sair e ri dele. 

- acho que o único dos meninos que você não se ta bem é o Chris né?-ryan disse quando me aproximei dele e caminhamos em direção ao um corredor 

- eu acho que sim. Ele parece ser muito imaturo. 

- e é, mas oque ele tem de imaturo tem de parceiro. -entramos no quarto e noto que não era uma coisa parecida com motel, tinha uma cama, uma mesa, uma pequena cozinha com uma mini geladeira e mini fogão, dava pra morar ali. 

- vocês são tão ricos! -disse botando minha bolso em cima da cadeira e me sentando na cama, encosto minhas costas na cabeceira e me ajeito ficando confortável e Ryan senta do meu lado ficando de frente pra mim e as costas na parede. 

- sim. Você também é!

- não muito. Não costumo pegar dinheiro do meu pai ele é rico mas me sustento com o meu próprio dinheiro. 

- imagino, hoje em dia é difícil encontrar mulheres independentes pelo o menos aqui em Londres é, a maioria tem rolo com gangster e é sustentada por eles. 

- você também sustenta? 

- não -ele balançou a cabeça negativamente. - não gasto meu dinheiro com isso confesso que tenho minhas necessidades mas não passa disso. 

- e você e a demi? Será se dar namoro? 

- tomare. Bixa veia gata, puta merda. Nunca fiquei tão louco por uma mulher como aquela

- não sei quem ta mais perdido você ou ela, por que aquilo ali só Jesus na causa. Caso perdido mesmo. - ele ri, ficamos conversando por um bom tempo, Ryan me contou várias coisas sobre os assaltos, como eles faziam e como agiam e eu estava gravando tudo. Claro!


UM DIA DEPOIS

POV JASON. 

09:42

- Cadê Ryan? -perguntei levando as armas pro porão com chaz e Chris. 

- to aqui! -ele disse brotando no estacionamento do galpão. -chegaram agora? -ele caminhou ate o carro e pegou uma caixa e nos acompanhou 

- foi. Onde tu tava?

- vindo pra cá! o engarrafamento tava grande, com o feriado amanhã só oque tem é carro com família indo pra outro lugar. 

- verdade, mais cedo também tinha engarrafamento quando estava vindo. - chaz disse e terminamos de guardar as coisas. 

- hi boys. -kylie disse entrando tirando os óculos do rosto e botando na cabeça

- eai. - disse seco, ajudando chaz com o hackeamento do sistema das câmeras de trânsito 

- como foi de viagem? - ela disse sentando no meio de Ryan e chris 

- foi tranquilo. - Chris respondeu sem tirar os olhos do celular. 

- você e a Chloe estão mesmo tendo um caso? - olhei pra ela, achei que estava falando comigo mas me enganei quando vi que era com Ryan. 

- claro que não, eu e ela somos só amigos! 

- então amigos agora ficam trancado em um quarto de boate a noite toda? - aquilo me fez olhar pra eles

- Kylie, não enche, serião. - Ryan disse levantando e indo pra fora do galpão. Como assim "trancados em um quarto de boate a noite toda". 

- chaz, vou tomar um ar, depois volto pra te ajudar. 

- tudo bem cara, Kylie, fica no lugar do jay por em quanto. -chaz disse e me levantei indo em direção ao estacionamento, dando a volta pelo o galpão 

-sobre oque Kylie estava falando? -perguntei vendo Ryan fumar e o mesmo jogou o cigarro no chão e me olhou. 

- eu e a Chloe não temo nada, aliás por que você está se preocupando? fez questão de deixar ela pra ficar com Kylie. 

Rio com humor. 

- você e a Chloe estão ficando Ryan? - falei sendo frio. 

- e se tiver. Oque você tem ver com isso? Chloe não merece um merda como você. - ele disse me encarando mostrando marra com os braços cruzados. 

- a claro, ela merece um babaca que nem você, se toca Ryan, ta fazendo isso por que eu to comendo tua ex. 

- você diz isso como se fosse o rei mesmo. Me diz aí, como é beijar a boca de quem ja chupou meu pênis? 

- me diz você, como foi namorar alguém que desde sempre foi apaixonada pelo o teu melhor amigo? 

- quer saber Jason? Vai se fuder, você e ela, você não tem noção de como a chloezinha é boa, aliás acho que você nunca vai ter! - em questão de segundos me vi socar o rosto de ryan com toda minha força fazendo o mesmo cair no chão e eu ir pra cima dele. ele puxou um canivete do bolso e tentou acertar minha barriga mas só arranhou, soquei seu rosto novamente e ele cuspiu sangue e me socou de volta, cair no chão mas não fiquei por muito tempo lá, me levantei rápido e o mesmo também, tentei acertar seu rosto mas ele se abaixou e me empurrou contra a porta do galpão fazendo um barulho enorme, cai mas me levantei segurei ele pela a gola da camiseta e joguei ele contra o carro fazendo outro barulho, minha barriga estava sangrando e ele estava com o nariz estourado, me preparei pra socar mais uma vez seu rosto e senti alguém me puxar. Vi chris segurar ele pois o mesmo vinha no meu rumo pra tentar me acertar. Me puxaram pra dentro do galpão e fecharam a porta. Cai sentado vendo chaz e Kylie na minha frente. 

- por que porra vocês apareceram, eu vou acabar com a raça desse filho da puta. - me levantei indo em direção a porta mas chaz ficou na frente da mesma e me empurrou

 - porra é essa caralho? Vocês dois são amigos, tão brigando por que? - ele disse me olhando e fui em direção a prateleira de capacetes jogando a metade no chão. 

- esse merda mexeu com quem tava queto chaz, minha vontade é de furar a cabeça dele agora

- mano fica na tua que tu não ta com condição de fazer nada! 

- sempre fala isso chaz. Vai se fuder também, depois eu apareço pra terminar o serviço. - disse virado um doido e saio de la pelo o estacionamento pra não dar de cara com Ryan novamente. Entro no carro e saio de la 

POV Ryan

- como assim não vai pro hospital Ryan. Teu nariz ta todo esforlozado! Vai sim. Vai por bem ou por mal. -chris disse no meu pé do ouvido em quanto eu tantava limpar o sangue com a minha camisa. 

- não vou não doido. Isso aqui vai melhorar logo. 

-tu ta ligado que amanhã tu tem que ta enteiro né? 

Bufei, Chris era insuportável as vezes. Chaz abre a porta do galpão e sai de la vindo em nossa direção. 

- chaz, briga aí com teu amigo pra ele ir pro hospital por que eu desisto. Filho da puta da cabeça quente, ate nisso ele e o Jay se parecem. -chris disse se afastando e chaz se aproxima do carro onde eu estava tentando parar com sangue  

- na boa cara, vai pra casa que eu vou mandar caitlin ir la fazer um curativo, aproveita e ficar por la mesmo, descansa,fica de repouso que amanhã tu não pode faltar. 

- eu não vou deixar isso tudo nas costas só de vocês 4

-3 -ele me corrigio. -jay foi embora mas dá aqui a pouco ele volta pra terminar. 

- tudo bem. Qualquer coisa me liga, que eu venho ajudar. 

- ta bom. Ei mano. Por que mesmo o motivo dessa treta toda e por favor não me fala que é por causa de mulher. 

- desde quando Kylie Jenner é mulher? Isso aí é um demônio disfarçado

- ainda Ryan? Porra, achei que tu já tava em outra

- e eu tô. Mas fala isso pro Jay. 

- tu ta pegando a Chloe descarado? 

- eu memo não, ele que é paranóico. Ele veio com coisa e eu provoquei, depois nos conversa, meu nariz ta pedindo pra ser arrancado, porra pra doer. 

- tudo bem cara, vai la. - chaz fechou a porta e Chris deu xau com a mão, liguei o carro e sai de la indo em direção minha casa. 

No outro dia. 

07:50 da manhã. Dia do assalto

POV CHLOE. 

O café estava quente fazendo minha lingua queimar um pouco mas dava pra aguentar, na aquele frio qualquer coisa quente era bem vinda. O rua como sempre calma, boate de Jason silenciosa e carros indo e vindo, era só oque me faltava passar um feriado longe do meu pai, estava concentrada  olhando pela a vidraça do meu apartamento até que vejo movimento de segurança e Jason sai lá de dentro, seu carro não estava no estacionamento, estava em frente a boate e o mesmo estava tão lindo sempre de preto com aquela calça jeans meio larga oque era novidade ja aque o mesmo sempre usava calças apertada, sua camisa preta dando vida ao seus olhos azuis e sua pele que na aquele frio estava mais branca que o normal. seu peitoral estava estufado, será se ele andou pegando pesado com exercícios nesses dois dias que passou fora? Tomare! Ele entra dentro do carro e nenhum segurança faz escolta, ele estava indo pro galpão pois só indo pra la pros seguranças não irem atrás dele. deveriam estar planejando algo. Volto pro sofá e pego meu notebook que estava na mesinha do centro e entro nos meus arquivos que era onde estava a localização do galpão. Pego um casaco grande e saio indo pra lá, queria saber oque eles tanto fazem lá, já que fazem um bom tempo que não cométem nenhum crime. 

POV JASON. 

08:16 (aconselho vocês a lerem essa parte ouvindo "panda" do cantor desiigner ;))

Entro no galpão, tudo ja estava pronto. Ryan estava de costa pra porta, Chris ajudando Kylie com a roupa de policial, chaz não estava la e eu caminho ate o porão pra trocar de roupa. 

-nunca imaginei que veria você usando farda de policial -kylie disse atrás de mim enquanto eu ajustava o colete no meu corpo 

- nem no meu pior pesadelo usaria isso se nao fosse por uma boa causa. -coloco a arma no bolso e as balas no cinto 

- ontem não me deu nenhuma notícia, sumio, evaporou. Onde estava? -ela disse botando as mãos em meu peitoral ainda atrás de mim 

- ky, quando a gente voltar do assalto eu e você vamos ter uma conversa. -falei me virando pra mesma segurando suas mãos impedindo que ela tocasse novamente em meu corpo. 

- quer falar comigo sobre oque? -ela mudou sua face mostrando raiva e soltou minhas mãos das dela. 

- sobre nós! -falei sério e a mesma me olhou nos olhos. 

- ai casal. Deu hora! -avisou chaz indo em direção á mesa pegando uns fios que tinha lá e voltando pra cima com aquela calça apertada de policial que deixava ele com mais bunda que Kylie e Chloe juntas. 

Passei por ky sem falar nada e subi as escadas voltando pro galpão. Ja estava com as escutas e o microfone. 

- repassando o plano gente. -disse Ryan perto da mesa, todos nos estávamos com com roupa de policial. 

- assim que nós chegarmos la, chaz vai esta no banco de trás da viatura assim vai ser melhor pra nao correr o risco do sistema cair. o carro forte vai parar la no banco exatamente as 8 e 49 da manhã pra 8:50 ja está no ponto, assim que eu e Jay descer do carro, Chaz vai rackear o sistema e trocar as antigas fitas de troca de dinheiro pela as imagens de segurança. Ky e chris vão estar na viatura da polícia atrás dando cobertura e os seguranças do banco vão está dentro do baco ajudando com a troca. o segurança que fica na sala vendo as imagens de segurança vai estar vendo a troca de dinheiro passada e não vai ver a cara do Jay e a minha, ja o chaz vai ta vendo tudo oque está acontecendo la dentro. Vamos entrar com o carrinho e dentro os malotes de dinheiro falso, dar pro segurança do banco, pegar a grana verdadeira e sair de lá. Na zona leste vai ta esperando a gente outro carro, no outro galpão. Vamos trocar de carro e explodir tudo e voltar pra cá, isso tudo temos que fazer em menos de 20 minutos. Entenderam? 

- sim. -todos falaram em um coro e fiquei calado na minha.  -caminhei até o estacionamento e entrei no carro forte do meu lado Ryan entrou e ligou o mesmo. Vi chaz, ky e Chris entrarem em uma viatura de polícia atrás de nos. Saímos por pistas diferentes pra quando se aproximar do sinal ficarmos juntos. Depois de uns 5 minutos estava próximos ao sinal e a viatura para logo atrás de nos. 

- estão me ouvindo? -a voz de chaz suou em meu ouvido 

- sim. -tdos nos respondemos em um couro. estava concentrados em quanto chaz, Chris e Ryan conversavam me fazendo ouvir tudo por causa da escuta, Ryan ja tinha a voz fina, com o nariz tampado a voz tava bem pior, ele estava com um curativo no nariz. Eles passaram o caminho todo conversando e rindo em quanto eu estava pensando, o carro forte para e só aí me toco que estávamos no estacionamento do banco. Era a hora. 

- boa sorte galera. -diz chaz e devolvemos o "boa sorte" 

08:50

- boa sorte talarica. -disse pro ryan sendo seco. 

- vai se ferrar! -ele disse no mesmo tom e descemos do carro. 

Kylie e Chris desceram atrás e ficaram do lado do carro forte segurando os fuzis. Fui em direção ao final do carro forte e abri uma das portas e Ryan a outra. Pegamos o carrinho com ajuda de um segurança e colocamos no chão, Ryan segurou um carrinho e eu o outro. 

- podem entrar! -chaz disse pela a escuta e fomos em direção a porta dos fundos do banco. 

-nesse corredor vai ter uma porta bem no final dele, vocês devem está vendo. Entrem la é um tipo de quarto, vai ter o elevador, se estiverem me ouvindo olhem um pro outro. 

Olhei pro Ryan e ele fez o mesmo, voltei meu foco pra porta e abrimos ela, o elevador era estreito, Ryan passa na frente com o carrinho e eu passo atrás com o outro. 

- digitem o 3° andar. - disse chaz e Ryan apertou no botão do elevador. Depois de um tempinho as portas se abrem, estávamos de frente pra porta do banco o memo segurança que nos ajudou assim que chegamos esta la Caminho ate o cofre  com Ryan e coloco meu crachá na tela que tinha ali no canto, a luz em cima fica laranja. Agora precisávamos do olho de uma pessoa que trabalhava lá, olhei pra trás e o segurança que estava la ja estava desacordado, Ryan tinha dado um jeito nele, ele levou o cara em seus braços e abri o olho dele perto da tela onde estava meu crachá, o painel fez uma leitura do olho do cara e a luz em cima que estava laranja agora estava verda, Ryan jogou ele no chão e entramos no cofre, fizemos a troca do dinheiro falso pelo o verdadeiro e voltamos pro elevador. 

- puta que pariu. -chaz gritou na escuta me fazendo dau um pulo de susto 

- oque foi Graham? -ryan disse. 

- o sistema caio, vocês precisam sair daí agora. 

- onde vocês estão? -chris disse. 

-saindo do elevador. -falei e eu e Ryan começamos a correr pelo o corredor empurrando o carrinho até chegar no carro forte. Ryan entrou no carro ligando ele e ky fez o mesmo na viatura, Chris me ajudou a botar os carrinhos no carro forte e o grande portão que ficava no estacionamento começou a fechar, Chris correu ate a viatura e entrou, ky saio de la cantando pneu, não ia dar tempo deu entrar no carro forte por que o portão ja estava fechando. 

- vai Ryan!

-entra nessa porra, eu não vou sair da aqui sem voce. -ele gritou na escuta. 

- vai logo seu merda, não vai dar tempo. - pra mim entrar no carro forte teria que destrancar a porta e iriamos nos atrasar, e ser preso. Melhor um preso do que 2. Ryan deu a curva e passou voando pelo o portão que em seguida fechou. Me deixando trancado la dentro. 



















 



Notas Finais


OBRIGADOOO POR LEREM QUALQUER, DÚVIDA PERGUNTEM NOS COMENTÁRIOS. Quinta ou sexta posto o próximo cap. 😘😘


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...