História Atração Perigosa - Capítulo 18


Escrita por: ~

Postado
Categorias 50 Tons de Cinza
Visualizações 70
Palavras 744
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Drama (Tragédia), Suspense, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 18 - Capítulo 18


Luke engatilha a arma mas o papai não o da tempo para fazer nada

-Se disparar um único tiro você morre

Ele solta a arma fazendo-a cair no chão

-Babaca

Jessie fala e então só assim eu entendo oque aconteceu. Ela estava com o celular nas mãos e por isso foi rápida ao chamar a polícia e acabar completamente com a minha vida

-Deite-se no chão com as mãos na cabeça

Luke obedece e tudo que eu consigo fazer é observar

-Preparem a viatura

Papai fala no rádio e logo puxa as mãos dele algemendando-as enquanto outro policial falava detalhadamente a sua ficha

-O senhor e acusado por formação de quadrilha,tráfico de drogas, roubo a mão armada, latrocínio, porte ilegal de armas, prostituição, estupro, roubo, homicídio doloso...

Ele continuava lendo enquanto papai se encarregava de revista-lo

-Tem direito a um advogado, senão poder pagar por um o estado providenciará para o senhor

Papai o coloca de pé e é rápido ao sair com ele pela porta sem me ao menos a chance de ver os seus por uma última vez. Eu ainda estou paralisada e é tudo que consigo sentir é a dor no meu peito juntamente das lágrimas que estão escorrendo por minhas bochechas

-Angel

Jessie fala ao tocar o meu braço mas eu sou rápida em afasta-la para longe de mim

-Não me toca

Digo com raiva e deixo os nossos juntos para ela perceber que esse foi o fim da nossa amizade

-E-Eu só queria te ajudar

-Eu pedi a sua ajuda?

Grito vendo que com o passar dos segundos seus olhos vão ficando cada vez mais húmidos

-Eu não pedi a porra da sua ajuda

-Angel por favor

Caminho até a porta e abro apontando para a rua

-Sai da minha casa

-Angel não faz isso

Agora a Lily fala e isso só me deixa com ainda mais raiva

-SAÍAM DA MINHA CASA

As duas me olham so por míseros segundos e logo saem, fazendo-me bater à porta com força. Escorrego pela parede até poder alcançar o chão e assim eu abraço as minhas pernas para deixar o choro vim de verdade. Posso escutar a porta sendo aberta de novo e um tempo papai me abraça com força

-Está tudo bem agora - Ele sussurra, como se a prisão do Luke fosse um alívio pra mim - Ele nunca mas vai tocar em você

Eu ia embora com ele. Eu ia faze-lo mudar

Luke


-Me diz logo aonde está o resto das drogas

Cuspo o sangue da minha boca no chão e levanto os olhos para poder encarar fixamente os seus

-Não

Seu punho atinge novamente o meu rosto, fazendo com que eu viro o mesmo por conta do impacto

-Ainda não dói

Digo brincando e isso é o suficiente para ele me bater três vezes seguidas

-Eu posso ficar o dia inteiro aqui Luke

-Eu também. Sabe que hoje é o seu dia de sorte, a minha agenda está vazia

Eu posso ver a fúria em seus olhos e isso compensa a dor que eu estou sentindo

-Você vai pagar pelo oque fez com a minha filha

-Ela gostava de tudo que eu fazia

Falo sorrindo e assim o seu rosto fica bem próximo ao meu, em um ato de desafio

-Dan eu não vou ficar nem um mês nesse lugar

Ele sorrir e bate levemente no meu rosto

-É oque vamos ver

-Eu sou mais poderoso do que você pensa

-Você é só um moleque que precisa de tratamento

Eu gargalho e tento ficar de uma forma confortável na cadeira

-A sua filha adorava rebolar no pau do moleque

Ele fica com mais raiva e volta a socar o meu rosto. Eu tenho certeza que ele ainda não acredita que a Angel se deitou comigo porque quis

-Cala a boca seu verme

Isso está ficando engraçado

-Dan você sabe que eu vou fugir desse lugar

-Você vai morrer aqui - Ele dispara mas isso não me abala

-Sabe que nem um preso tem coragem de tocar em mim

-Tem presos muitos piores aqui

-Acho que não - Uso sarcasmo - Fiquei sabendo que estou em segundo lugar nos mais procurados e perigosos do país

-Não...

-Quero ficar em primeiro sogrinho

-Se você sair vivo daqui talvez isso aconteça

Ele vira as costas pra mim e assim que chega na porta eu digo alto

-Eu vou só pra comer a sua filha de novo

Ellis entra de novo na sala fazendo-me gargalhar mas antes que me alcance um outro policial o segura

-Você não vai tocar na Angel

Ele praticamente rosna deixando bem claro o seu ódio por mim e isso só me satisfaz ainda mais

-Ela me quer Dan

O policial o puxa para fora e eu me pergunto se aqueles idiotas já falaram com o Bruce 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...