História Atração Perigosa - Capítulo 19


Escrita por: ~

Postado
Categorias 50 Tons de Cinza
Visualizações 75
Palavras 888
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Drama (Tragédia), Suspense, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 19 - Capítulo 19


-Visita Rivers

Levanto da cama e caminho até a grade, viro-me de costas podendo sentir as algemas envolvendo os meus pulsos. Enquanto caminhamos pelo corredor tudo que se escuta é o silêncio porque os presos não ousam falar uma só palavra

-30 minutos

Diz antes de abrir a porta e eu respondo com um rápido aceno. Bruce está sentado em uma das cadeiras e eu o deixo que solte minhas mãos para sentar a sua frente

-Quando vou sair?

Sussurro para que o guarda da porta não escute

-Estamos preparando tudo

Seguro-me para não socar a mesa

-Eu já estou aqui a um mês e vocês ainda não acabaram?

-Não é tão fácil assim Luke

-Não é tão fácil assim Luke? Pra que eu tenho pessoas dentro da porra do FBI senão está resolvendo nada?

Ele suspira e coloca sua pasta sobre a mesa

-Temos que ter cuidado

-Eu não quero ficar mais um mês aqui - Isso não é um pedido e sim uma ordem - Esse lugar é uma merda

-Eu sei que é horrível

-Está vivendo aqui? - Bruce me olha com deboche - Foi oque eu pensei

Seus olhos agora estão me analisando e eu sei que ele está vendo todos os meus hematomas

-Estão batendo em você?

-Não, eu fiz isso sozinho

Ele revira os olhos e parece perder a paciência

-Tem uma garota la fora

Diz se levantando mas ainda não vai embora

-A Mia?

-Não. Essa não parece ser uma vadia

Angel

-Loira?

-Sim

É a Angel e no momento eu só me pergunto oque ela está fazendo nessa droga de lugar

-Sabe quem é?

Dou um sorriso e cruzo minhas mãos sobre a mesa

-Filha do Ellis

-De quem?

Eu gargalho por conta do seu espanto

-Isso mesmo. Ellis, o policial

-E oque ela esta fazendo aqui?

-Veio me ver

Falo com um sorriso convencido

-Ta namorando com ela?

-Claro que nao - Respondo como se fosse óbvio. Eu nunca namoraria ela

-Oque a filha do Ellis esta fazendo aqui?

-Eu ja disse - Falo irritado

-Você não tinha matato ela?

-Sobreviveu

-E veio atras de você?

-Sim

-Garota burra

Eu também concordo. Ela é burra por continuar vindo atrás de mim de novo e de novo

-Quando estiver tudo pronto eu volto

Essa é a sua deixa e antes que eu me levante da cadeira o guarda anuncia outra visita. Me sento novamente e o seu perfume doce torna o ambiente repulsivo daquela sala melhor. Ela anda até a cadeira e senta-se na mesma deixando-me ver seus olhos e principalmente sua boca

Angel cruza os dedos sobre o colo e permanece de cabeça baixa durante uns dois minutos mas logo dispara uma pergunta

-Você está bem?

-Eu pareço bem?

Ela nega e bem lentamente levanta a cabeça vendo agora todos os meus machucados

-Não - Sussurra

-Oque está fazendo aqui?

Angel está envergonhada e não sei se é por está aqui ou se é por está na minha frente

-Vim ver você

-E o seu pai?

Ao contrário dela eu sou rápido ao abrir a boca e a sua enrolação está me irritando

-Ele não sabe que estou aqui

Fico em silêncio porque não ah mais nada que eu queria saber

-Eu... - Mais segundos de silêncio - Sinto muito

-Eu vou matar aquela vagabunda

Me refiro a sua amiga porque é por conta dela que eu estou vivendo esse inferno

-Não faz isso - Agora ela é rápida ao me responder fazendo-me rir - Ela só não queria me ver com você

-Mais um motivo pra ela morrer

-Luke...

Ao me levantar ela se cala e então eu ando em sua direção, seguro as suas mãos para coloca-la de pé

-Qualquer pessoa que tentar tirar você de mim vai morrer

Minha boca cobre a sua em um beijo bruto porque é assim que ela realmente gosta. Deixo que minhas mãos deslizem por todo o seu corpo até escuta-la gemer

-Você é minha

Tento beija-la outra vez mas novamente a sua cabeça se abaixa

-Tenho que ir

Eu não permito que ela saia dos meus braços e por isso volto a beija-la. Seus braços rodeiam meu pescoço e isso me dá autorização para senta-la na mesa e me enfiar entre as suas pernas, minha boca vai para o seu pescoço e assim eu chupo com força sua pele escutando-a murmurar uma palavra inútil

-Não

Angel me empurra e eu encaro com raiva os seus olhos

-Por que?

-É nojento

Ela com certeza me deixou com raiva agora

-Oque?

-Esse lugar - Tenta se corrigir - Aqui é nojento

-Eu não ligo pra isso

Volto a beija-la só que novamente ela me empurra mas agora eu seguro as suas mãos e encaro fixamente os seus olhos

-Eu vou te beijar outra vez e não quero que me empurre

Angel sabe que me deixou irritado e ela também sabe que fim isso vai levar. Beijo-a outra vez e novamente ela me empurra só que agora a sua mão também atinge o meu rosto. Eu deixo um sorriso escapar da minha boca e ela corre mas eu a seguro com força, tampando a sua boca para evitar que alguém a escute

-Cadela nenhuma faz isso comigo

Seguro o seu cabelo e bato com força a sua cabeça na parede. Ela chuta com força a minha perna enquanto o meu punho atinge mais uma vez o seu rosto

-Para

Diz um tanto alto e não demora muito para um dos guardas me puxar para longe enquanto outro tenta ajuda-la a recuperar o ar. Seu rosto está levemente avermelhado e hoje eu não tirei sangue dela

-Você está bem?

Angel apenas afirma e um segundo depois eu estou sendo levado de volta para a cela

-Acho que você tem mais um crime pra sua ficha Rivers

A culpa foi toda dela



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...