História Atrações perigosas - Capítulo 20


Escrita por: ~

Postado
Categorias 50 Tons de Cinza
Personagens Personagens Originais
Tags Ação, Romance, Sexo, Submissão
Exibições 32
Palavras 625
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Hentai, Romance e Novela, Violência
Avisos: Bissexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Sadomasoquismo, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


EU TO DE VOLTA HAHAAH
Desculpem :c não é fácil se manter atualizado.

Capítulo 20 - Intervenção.


Ele me deitou na cama, deixando uma parte de minhas pernas para fora, ele se colocou entre elas e enquanto afrouxava o colarinho da gravata ele me olhava, o olhar que expressava desejo e intenções maldosas. Só aquilo, somente aquilo trouxe uma tensa vibração por todo o meu corpo. Seus dedos desbotoavam a camisa, e em seguida o cinto com os botões da calça, mas antes que pudesse abaixá-las ele sorriu para mim e balançou a cabeça negativamente, pegou sua gravata e vendou meus olhos, sussurrando logo em seguida em meu ouvido:

- Vai ser mais gostoso desse jeito, eu prometo.

Meu coração batia forte, não que eu não houvesse experimentado esse método antes, mas a ansiedade me descontrolava, eu não o via como trabalho, nem como um criminoso, eu só o via como Heydan - o homem por quem eu esperava sentir e provar. Ah por favor, acabe com a minha agonia.

Ele me posicionou melhor na cama, tirou minha meia numa lentidão absurda, eu queria vê-lo, precisava ver seus olhos, precisava ver suas reações, precisava ver se eu era boa o bastante. Mas quando tentei tirar, ele me impediu.

- Eu vou puni-la se não colaborar.

Bufei, ainda ansiosa. Ele começou a tirar minha calcinha, e cuidadosamente a palma quente de sua mão envolveu meu sexo, eu tremi.

- Você é toda linda... gostosa.

Foi quando senti algo melhor; sua língua. Oh meu Deus. Seus lábios envolveram meu clitóris e com a língua o envolvendo num beijo intenso. Eu abri mais as pernas e com uma mão segurei seus cabelos. Oh meu Deus, não pare! Ele esfregava seus lábios quentes e macios, seguidamente da sua língua molhada, e começou a me chupar - eu tremia sem ter tido a oportunidade de gozar ainda. Minha respiração parecia cada vez mais pesada e era quente. Eu empurrava mais sua cabeça contra o meio das minhas pernas, arqueando minhas costas e movendo meu quadril contra sua boca. Ele salivava mais e me mamava com velocidade, com intensidade... ah por favor, não pare.

Mas morri na beira da praia quando ele parou, eu gruni de frustração. Ele retornou subindo com beijos por todo o meu corpo, quando chegou até meus lábios, disse diante deles:

- Quero você gozando no meu pau, Hise, quero te sentir tremer enquanto te encho de porra.

Aquilo era de mais, eu não estava aguentando.

- Por favor.. agora, me coma agora.

Seu corpo estava melhor contra o meu, ele o envolveu com minhas pernas, ouvi o barulho do zíper de suas calças, e ele entrou em mim; me preenchendo, se enterrando, a essa altura meu sexo latejava, eu movia meu quadril, procurando.

- Não - Ele segurou meu quadril, impedindo meus movimentos. E então começou a mover o seu, devagar.. devagar.. dentro e fora.

- Oh por favor, Heydan, mais rápido..

Mas ele não me dava ouvidos; devagar.. dentro e fora.. devagar, e empurrava tudo até esmagar meu clitóris.Eu queria mover meu quadril, mas ele não deixava.. Argh!!!

- Diga que é minha, Elouise.

Eu ainda procurava, me concentrando, aquilo era tortura.

- Não vou tão longe se não disser, amor.

- Sou sua. Só sua.

- Boa garota - senti seu sorriso contra minha bochecha. Ele segurou minhas pernas e começou mover-se com mais precisão, até chegar na velocidade que eu queria. Eu latejava e gemia, e não havia mais intervenções, eu estava entregue, tomada, extasiada... e então eu explodi em mil pedaços, ou talvez em bilhões - isso que parecia. Em seguida senti ele jorrar dentro de mim, ele arrancou minha venda e olhou-me nos olhos, suas pupilas estavam dilatadas e sua fisionomia era linda e íntima, e como um raio meu subconsciente perguntou a si mesmo: como você conseguirá? 

 

 

 

 


 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...