História Atrás das grades ㅡ Zico [ shotfic ] - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Zico
Personagens Personagens Originais, Zico
Visualizações 115
Palavras 1.508
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Policial, Romance e Novela, Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Hello demorei mas voltei!!!

Capítulo 3 - 03


S/n on 

Assim que sussurrei em seu ouvido, esfreguei o meu nariz em sua bochecha indo em direção a sua boca esfregando nossos lábios ameaçando beija-lo mas recuando fazendo ele vir em minha direção. Sorri com seu desespero olhando pra sua face enquanto sua olhar estava em meus lábios.

Assim que começa a tocar " Wiggle wiggle – hello venus " me levanto de seu colo e tiro minha roupa ficando só de camisa, puxo um pouco a camisa para baixo tampando minha intimidade coberta pela langeri ( não sei se tá certo ), mordo a ponta do meu dedo indicador o olhando fixamente com um olhar safado, o qual foi retribuído por ele.

Zico abriu suas pernas pra mim para eu ver o tamanho de sua ereção, e eu sorri com isso já que eu só estava apenas começando e ele já estava assim. Balançava minha bunda junto com a letra e com o ritmo sem tirar o olhar do meu namorado o qual as vezes dava um gole em sua bebida o que me incomodava, já que dependendo da situação ele fica agressivo bêbado.

"Jogue a sua bunda, de um lado para o outro, da direita pra esquerda

Rebole com mais sentimento, dando voltas e voltas, cuidadosamente

Balance, balance

Jogue a sua bunda, de um lado para o outro, da direita pra esquerda

Rebole com mais sentimento, dando voltas e voltas, cuidadosamente

Balance, balance"

Seu olhar sobre meu corpo era como uma chama na qual eu queria queimar, segura na barra da minha blusa e vou levantando ela aos poucos, mas as vezes abaixava recebendo um bufar dele.

Assim que a tirei por completo seu olhar foi direto prós meus seios o quais eu apertei mordendo o lábio.

" Que sentimento é esse que estou sentindo pela vez em que em muito tempo? 

Meu coração está vibrando pela primeira vez em tempos

Você consegue ver meus lábios trêmulos? 

Eu vou dar-lhe um ótimo presente hoje a noite

Jogue seu quadril de um lado para o outro da esquerda para direita, de uma lado para outro

(Nós só queremos acabar tudo)"

Fui em direção ao seu colo o qual sentei e segurei firme em seus ombros, quando ele iria tocar em minha coxa servirei sua mão negando e ele suspirou. Beijei seus lábios, na qual foi imediatamente respondido por ele. Ele pediu passagem na qual eu cedo mas antes de ele tentar aprofundar mais separei, bucha do seu lábio forte tirando um pouco de sangue de sua boca lambendo a gotícula que insistia em sair.

Saiu de seu colo antes dele me puxar para mais um beijo, fiquei em sua frente já quando a música tocava o refrão enquanto eu fico de costas e levo minha mão ao fecho do sutiã o tiram e virando apenas o rosto para olha-lo vendo sua face em paciente com tudo sorri e taquei meu sutiã em sua direção o qual foi pego, e o mesmo cheirou me fitando dando uma lambida a onde fica a parte do seios me fitando com ( muita) malicia.

" O que você está esperando? Você continua sendo tão cuidadoso

É sexta-feira a noite, não haverá um amanhã, hoje é o último dia

Este coração vibrante, este coração trêmulo

Bem-vindo ao deslumbrante mundo

Ao sexy país das maravilhas da Alice

Eu sei que você está olhando para o meu quadril em forma de maçã

Seu olhar e intenso e como um feixe de raio-laser

Está bem, mas por favor, limpe seu rosto

Você está babando porque eu sou a rainha 

Este clube está tão cheio

Eu continuarei agitando e sacudindo

Este é um palco para mim, dance

Mexa-se agite-se com o movimento do BMP

Agite-se como se você fosse uma máquina de dança"

Mexia meu corpo no ritmo da música mas ainda de costas, para ele as vezes rebolando até o chão e subindo bagunçando meus cabelos.

Zico- aish..- ouvi um resmungo de Zico, sabia que ele fazia de tudo para tentar me ver despida mas não será agora.

Virei meu rosto novamente, e virei por completo o qual fez o mesmo sorrir mas esse sorriso se desfez ao ver que as mechas de meu cabelo não muito longo mas dava-se para tampar o bico dos meus seios. Fiquei passando a mão em meu corpo mas com cuidado para não tirar meu cabelo da frente, fiquei um tempo brincando com a barra da minha calcinha a qual ele desejava ser arrancada, quando ia ameaçar tirar me viro novamente escutando outra resmungo. Levo minha mão ao cabelo o tirando e colocando todo de lado, e ele olhava cada movimento comecei a descer minha mão até a minha calcinha a qual ainda brincava um pouco com a barra.

Zico- eu te imploro jagy.. tire essa calcinha, ou eu mesmo irei tirar pra você! – disse com seu olhar fixamente no local.

" Jogue a sua bunda, de um lado para o outro, da direita pra esquerda 

Rebole com mais sentimentos, dando voltas e voltas, cuidadosamente

Balance, balance"

Me livro logo daquela pequena peça, segurando ela na ponta do dedo ele me olha já com fogo nos olhos e eu jogo aquela peça junto a ele a qual foi pega no ar, também cheirada por ele mas dessa vez por muito mais tempo.

Já no último refrão fiz questão de rebolar bastante para provoca-lo.

" Eu gosto disso, eu gosto disso

Você está fingindo que não gosta de mim

Mas seus olhos continuam me encarando, eu gosto disso

Você gosta disso, você gosta disso

Você está fingindo não perceber

Mas você está vindo até a mim e sussurrando em meus ouvidos"

Quando a música acaba, ele me olha confuso querendo saber qual era o próximo passo sorri sapeca e fui andando em passos lentos até a escada sendo acompanhada pelo seu olhar mas ainda sem mostrar a parte da frente do meu corpo o chamei com o indicador o qual ele jogou a cabeça pra traz como alívio e se levantou vindo até mim mas eu saí correndo subindo a escada indo em direção ao nosso quarto parando atrás da porta.

Ouvi passos e logo via as costas de Zico olhando em volta do quarto me procurando, peguei uma das blusas que tinha atrás da porta pendurada junto com um cinto.

Coloquei a blusa em seus olhos por traz e sussurrei em seu ouvido.

S/n- acha que acabou sua punição daddy? -pergunto sem receber resposta amarrando a blusa em seus olhos- só está apenas começando..- digo empurrando ele em direção a cama a qual ele caiu de brusso, e recebendo uma cintada nas costas na qual se ouviu um gemido de dor.

(...)

Acordo na manhã seguinte com braços em volta da minha cintura me apertando contra seu corpo, ri com aquilo mas tiro eles com cuidado para não acordar o dono deles no qual dormia em sono profundo tirando pequenos roncos o quais me faziam rir.

Levando da cama e pego uma blusa sua de botões preta na qual eu amo, e visto deixando os três primeiros botões abertos.

Fui em direção ao banheiro escovei meus dentes com uma escova minha que ficava na casa dele, e fiz minhas necessidades. Desci as escadas indo em direção a cozinha me espreguiçando assim que a luz do sol bate em meu corpo recebendo o calorzinho da luz solar gostoso.

Preparei o café da manhã com ( o que você preferir ) e arrumei a mesa enquanto lavava a loca que tinha usado. Mas logo sentir braços fortes ao redor de minha cintura me tirando mais um sorriso nessa manhã.

Zico- sabe como foi ruim, acordar de manhã sem ter a bela visão a minha frente ao meu lado na cama? -disse me tirando um riso- você é muito má jagiya!!

Sn- bom dia pra você também!! -digo e ele sorri e senta na mesa e começa a tomar seu café, só agora reparei que ele estava sem camisa, e dava pra ver suas costas vermelhas por conta das contadas e arranhões que lhe dei, fui em sua direção secando minha mão na blusa e o abraçando por traz em quanto comia e lhe dei um pequeno beijo em suas costas- está doendo? -pergunto fazendo um biquinho recebendo um beijo dele enquanto me puxava para seu colo.

Zico- desde que tenha sido feito pela minha jagy, não está doendo!! -disse sorrindo e eu sorri junto batendo em seu ombro.

S/n- bobo!! -assusto ao ouvir o som da campainha- vou ver quem é..-digo e ele assente enquanto eu saia de seu colo.

Fui em direção a porta a abrindo dando pra ver dois homens que vestiam um estilo despojado, assim que notam minha presença me olhando com malícia...

S/n- o que desejam? -pergunto escorando na maçaneta na porta.

Pervertido 1- queremos falar com o Zico, sobre uma encomenda? -disse ainda me olhando junto com o companheiro ao lado.

S/n- encomenda? -pergunto confusa mas antes de responderem Zico aparece na porta atrás de mim.

Zico- me deixe a sós com eles, sim jagy? – pergunta doce como sempre e eu assenti subindo as escadas ouvindo só uma fala do zico- o que eu falei sobre virem aqui? Já disse que iria entregar depois no local combinado...


Notas Finais


Acharam q ia ter hot né? Safajinhas (o) lkkkkk pse ainda não vai ter o hot "completo"

Eita.. o que será essa encomenda?


Comete aí oq vcs acharam, e se devo continuar e pfv não desistam de mim e desculpa pelos erros!!

~bye bye ××


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...