História Attention - Min YoonGi - Capítulo 5


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Attention, Bts, Bullying, Escola, Família, Hentai, Hetero, Hoseok, Jimin, Jin, Jungkook, Luto, Min Yoongi, Morte, Namjoon, Seokjin, Sra Suga, Suga, Taehyung, Você
Visualizações 75
Palavras 1.364
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Drama (Tragédia), Escolar, Famí­lia, Ficção, Hentai, Romance e Novela, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Estupro, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


AAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAH EU VOU GRITAR!
Minha internet tá uma porra, pessoal! Estou puta mesmo. Fiquei sem internet todos esses dias, sendo que prometi postar no SÁBADO e meu Deus, só não infartei porque tinha que atualizar.
Vou atualizar Dead Leves hoje tambiene, que tambiene é com o Yoon :3 sem mais enrolações...
Beijos da Sra Suga e boa leitura!

Capítulo 5 - Mundo Estranho.


Fanfic / Fanfiction Attention - Min YoonGi - Capítulo 5 - Mundo Estranho.

Dias se passaram, talvez uma semana ou duas. Duas. As coisas na escola continuavam iguais para YoonGi, que fora premiado com um olhar ou um pouco da atenção de (S/N) raras vezes depois daquela. A garota ainda não falara, o que o deixava frustrado: notara algo de diferente, mas não sabia identificar — ela parecia menos fantasmagórica agora, porém parecia alheia a presença do loiro. Ele continuava as “investidas”, mas agora mais sutis, já que parecia ser capaz de despertar-lhe raiva ou irritação: isso era uma coisa que o agradava, mesmo que ela se levantasse e desaparecesse com o livro que carregava debaixo do braço — mudava a cada três dias, e era sempre de terror, YoonGi notara. Chegou mesmo a tentar ler um, mas parou na metade: aquilo, definitivamente, não era para ele.

Odiava que o demônio fardado, como ele o chamava, ganhasse a atenção, carinho e as palavras da garota — ela continuava o ignorando. Fingindo que ele não existia. Causava um sentimento maior que frustração, ele sabia, mas simplesmente não podia aceitar: se era ciúmes ou a negação, a angústia de ser “rejeitado”, não sabia e nem queria saber. Mesmo achando lindo, odiava o sorriso dela, porque nunca era para ele.

Perguntava-se o que havia de errado, o porque parecia não ser digno o suficiente para ganhar um “oi”.  

— Garota idiota. — murmurou, vendo o homem parar o carro. Diariamente às 07h32min, nem um segundo a menos. Ela dizia uma ou duas palavras, não era capaz de distinguir, e como todos os dias, deu-lhe um beijo na bochecha e saiu, vagarosa e distraidamente. Ao seguir para frente, seu olhar acidentalmente encontrou o de YoonGi, e (S/N) se pegou pensando em quem ele esperava todos os dias. Agora que a “bolha de torpor” havia explodido, abandonando-a completamente, a Kim conseguia perceber e memorizar detalhes, e este era um que a deixava curiosa.

Olharam-se por segundos que pareciam anos.

Então (S/N) quebrou o contato visual, colocando os fones e seguindo para a sala. Como sempre, não olhou para trás. Nem para os lados, e possivelmente, nem para o chão. Apenas seguiu, como um robô — mas não tão sem vida, pelo menos não mais.

É como se ela estivesse despertando, lentamente. Ao se dar conta disso, o Min afundou ainda mais em sua obsessão.

Precisava descobrir o segredo de Kim (S/N).

 

[...]

 

A expressão de insatisfação de (S/N) devia ser perceptível, ela sabia. Odiava a escola quando entrou, e agora odiava ainda mais. Porque agora podia, de fato, ver como era e como funcionava.

Não havia nada mais previsível do que aquele lugar. Jogadores de basquete, líderes de torcida, alunos sem a mínima auto-estima que os seguiam como cachorrinhos, os obcecados por estudo — “nerd’s” — que eram oprimidos e explorados, os zero à esquerda que não eram notados — pessoas de sorte, em sua opinião —, e havia ela.

A única que tinha toda a atenção de YoonGi, e era objeto de obsessão dele: parecia que a meta da vida do garoto era fazê-la infartar.

Não se sentia mal por ser ignorada, era agradável: ela parecia invisível. Ou uma leprosa. Por onde passava, as pessoas se afastavam rápido, como se estivesse fugindo, apavoradas.

Menos YoonGi…

Era horrível viver sem sua bolha, como estar num mundo estranho e irritante, sem graça. Sabia que esse era o mundo sem o pai, mas ela estava ocupada demais para tentar se recuperar ou achar um propósito de vida: tinha objetivo mais urgente — vingança.

— (S/N), a aula acabou. — mais uma vez, era YoonGi. Eles estavam no tempo de educação física, que ela não praticava, e apenas desenhava rabiscos disformes, devaneando antes de ser interrompida. Assentiu e fechou o caderno, pegando a mochila e se levantando. — Você não fala mesmo?

(S/N) apenas concertou os fones, um claro sinal de repudiação, o qual YoonGi ignorou, e saiu pisando duro, frustrado.

Garoto insistente. Pensou ela. Talvez, se eu o mandar para o inferno, ele me deixe em paz.

 

[...]

 

Bom dia, como está a aula??

Kai XD, 10h57min, visualizada.

 

Tediosa.

(S/N), 10h58min, visualizada.

Vai jantar com a gente hoje?

(S/N), 10h58min, visualizada.

 

Não posso, tenho que ajudar omma a fechar o spa. :(

Kai XD, 10h59min, visualizada.

Desculpe.

Kai XD, 11h59min, visualizada.

 

Okay, você me deve uma daquelas paradas.

(S/N), 11h03min, visualizada.

Ah, sei lá, que a gente comprou outro dia.

(S/N), 11h03min, visualizada.

E comemos com leite em pó, da sorveteria.

(S/N), 11h03min, visualizada.

 

Açaí. Você é rápida pra digitar, hein?

Kai XD, 11h04min, visualizada.

 

Kaizinho, trata-se de comida :)

(S/N), 11h05min, visualizada.

E eu te entendo, só queria mais um daqueles, é muito bom.

(S/N), 11h05min, visualizada.

 

Tá, podemos tomar na sorveteria da próxima vez.

Kai XD, 11h06min, visualizada.

 

Não gosto de sair!

Sou uma vampira, a luz do sol me queima, huehuehuehue.

(S/N), 11h06min, visualizada.

 

Você se superou dessa vez, garota. kkkk Tá legal, vampira, eu te arrasto pra lá, então, e a gente vê o que acontece…

Kai XD, 11h08min, visualizada.

Agora eu vou, omma já tá olhando feio.

Kai XD, 11h08min, visualizada.

 

Oh, desculpa! Mande um abraço à tia Jung S2

(S/N), 11h09min, visualizada.

 

Beijos.

Kai XD, 11h10min, visualizada.

 

Beijos…

(S/N), 11h10min, visualizada.

 

Ela esperou para ver se Kai responderia, mas como esse não o fez, guardou o celular e tirou da mochila o exemplar de Grau 26, Anthony E. Zuiker, concentrando-se de imediato.

 

YoonGi mal podia esperar pela noite — hoje era segunda feira, o que significava que a menina estaria na academia onde ele fazia boxe. Descobrira que ela praticava dança contemporânea, e era muito boa — parecia até viva de verdade quando dançava. Ele passava horas a fio lembrando disso em casa, e pensando no porque (S/N) era tão descompensada. Tão talentosa, e cheia de vida, mas desperdiçava isso sendo uma ninguém na escola. Ela podia ser melhor até que Jennie, sua ex-namorada e capitã das líderes de torcida — era clichê, mas ele não pôde negar: a menina era a mais bonita e a mais habilidosa, no sentido malicioso da coisa, que ele já tinha encontrado. Porém, depois de algum tempo, ele descobriu que não servia para relacionamentos: a culpa não era da garota, era até legal — metida, verdade, mas não esnobe. Era até suportável quando não estava falando de sua obsessão: a animação do time. Mas YoonGi não era do tipo que se prendia e Jennie pagou por isso, sendo motivo de piada: às escondidas, é claro e odiando-o para sempre.

Mas a “assombração” insistia em ser uma assombração. Esse esforço excessivo para desaparecer o intrigava, e o Min estava disposto a tudo para descobrir.

 

[...]

 

As narinas de YoonGi estavam dilatadas, e nem mesmo TaeHyung se atreveu a falar com ele. Seria um dia normal, a hora do livramento, como todos a tratavam, ou a saída da escola. Ele observaria SeokJin buscar (S/N), e iria embora, mas a partir de terça tinha de voltar: treinava depois das aulas até quinta, nos finais de semana ele, TaeHyung e mais dois de seu time: os melhores, compareciam para um treino especial. O restante do time achava a dedicação tola, já que o time era talentoso e sempre estava na frente desde que surgiu, mas os quatro iam para uma liga profissional, e apenas talento não bastava.

Mas não era SeokJin que estava ali, parado em cima de uma moto, conversando com uma (S/N) sorridente.

Ele queimava de ódio enquanto observou o “moleque” alto, de cabelos negros e óculos escuros “jogar charme” para (S/N) e lhe oferecer o capacete. A menina guardou o livro costumeiro na mochila, ajeitou-a nas costas e aceitou. Prendeu o capacete com ajuda do menino idiota e subiu com cuidado na motocicleta, abraçando a cintura dele e fechando os olhos. O garoto deu um sorriso e murmurou algo, ligou o motor e saiu em alta velocidade.

Se fosse ele com sua moto, (S/N) jamais aceitaria. Ela sequer olharia pra ele.

Qual era o problema dela?! TaeHyung tinha razão, se achava tão superior… mas não era nada. Agora, quem estava pouco se fodendo era YoonGi. Que ela morresse, até.

Estrangeira estúpida. Socou a primeira coisa que encontrou: um poste, que feriu a mão direita. Vá se foder!

E como um raio, entrou no próprio carro, praguejando e saiu em disparada.

 


Notas Finais


Hellooooooooooooooooooo!
E aí?? O que vocês acharam do capítulo?! Deixem nos comentários! Isso me incentiva muito :3 O próximo não demora tanto a sair, e perdão por esse, mas como disse nas notas iniciais... minha internet tá uma bosta ¬¬
Pra quem não conhece o Lee Jong Suk, tá aqui uma foto desse deuso: https://s-media-cache-ak0.pinimg.com/736x/33/92/36/33923655a9207670c075b84b3d3e3ac2--lee-joon-korean-actors.jpg
Mas porque eu tô falando dele? Simples, porque eu coloquei ele como o Kai. Estava procurando alguém pra idealizá-lo, mas quando o encontrei, já tinha postado aqui... vocês querem que eu troque os nomes ou ficará confuso?? Não vai mudar nada no enredo, só o nome do personagem :p
Aliás, e esse "moleque" da moto aí?? O que acharam? E o Yoon? Tem razão? Está sendo um idiota?!
Não se esqueça do favorito pra não perder a continuação <3

Kissus da Sra Suga e até o próximo!!
P.S.: Link de Dead Leaves com o Yoon, que eu vou atualizar daqui a pouco >> https://spiritfanfics.com/historia/dead-leaves-8744715


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...