História Attraction - Capítulo 12


Escrita por: ~

Postado
Categorias Naruto
Personagens Asuma Sarutobi, Chouji Akimichi, Gaara do Deserto (Sabaku no Gaara), Hinata Hyuuga, Ino Yamanaka, Kakashi Hatake, Kiba Inuzuka, Naruto Uzumaki, Orochimaru, Rock Lee, Sai, Sakura Haruno, Sasuke Uchiha, Shikamaru Nara, Shino Aburame, Temari, Toneri Otsutsuki, Tsunade Senju
Tags Drama, Naruto, Revelaçoes, Romance, Sakura, Sasuke, Sasusaku
Exibições 109
Palavras 1.450
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Artes Marciais, Ecchi, Famí­lia, Fantasia, Ficção, Hentai, Josei, Lírica, Luta, Magia, Mistério, Musical (Songfic), Poesias, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo
Avisos: Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Desculpa a demora para postar o capítulo. Preciso dar um aviso para vocês, estou começando outra história e já postei o primeiro capítulo dela, se puderem dar uma olhadinha e verem se gostam seria muito bom haha <3 ela é de Naruto também e com o tema SasuSaku, só que passa em um meio mais moderno e escolar. Não vou abandonar essa pra escrever a outra, mas como pretendo enviar mais histórias, pensei em já colocar o primeiro capítulo dela pra vocês verem se ficou bom ou não e se vão querer que eu continue. Espero que gostem!

Capítulo 12 - Mortos


Fanfic / Fanfiction Attraction - Capítulo 12 - Mortos

- Vocês todos vão morrer.

Sasuke a atacou com um golpe final, fez outro chidori e passou o braço pelo corpo da mercenária.

O Uchiha não ficou com medo, bem como não ficou ressentido ao matá-la, estava furioso. O resto da equipe dela sabia da localização da rosada, o modo como ela falou, parecia que já planejavam algo, havia ficado preocupado. Kakashi disse que Sasuke não os ajudaria caso completasse a tarefa dele, isso porque havia outra missão disponível, mas se ela estava em perigo não deveria ir ajudá-la?

- Sasuke. – Chamou Pakkun. – Você devia ter a deixado viva, tínhamos que levar um deles para interrogar.

- Não estou nem aí, você ouviu o que ela disse? Eu vou até a equipe da Sakura para ajudá-los, eles estão planejando alguma coisa e não tenho um bom pressentimento em relação a isso.

- Você não pode fazer isso, Kakashi disse que já tem outra missão para você!

- Não ligo, eu preciso fazer alguma coisa. Avise para o Hokage, não vou cumprir essas ordens, eu tenho que ir para a direção leste.

O animal permaneceu calado, sabia o que tinha que fazer, voltar para Konoha e avisar o Rokudaime sobre o fato ocorrido.

Enquanto isso, Sakura e os dois anbus se aproximam do esconderijo da direção leste, eles já encontraram diversas armadilhas, tinham a impressão que quanto mais se aproximavam das coordenadas mais apareciam. A mata começava a ficar mais densa, no entanto, não percebiam a presença de animais selvagens e outros seres vivos, estavam sozinhos e isso os deixavam preocupados.

- Bull você farejou alguma coisa? – Pergunta a rosada.

- Sim e tenho a impressão de que são quatro homens dentro de uma caverna logo atrás da cachoeira ali. – Falou o cachorro, o faro e a percepção dele eram muito bons.

- Quatro? Mas não são cinco?

- Sasuke deve ter encontrado o outro na direção oeste. – Diz Hinoto. – Começaremos a realizar o plano, Kinoto você já sabe o que deve fazer, Bull arrume um lugar para se esconder, você é o nosso meio de comunicação com o Hokage e Sakura você vem comigo.

A Haruno e o anbu se dirigiam juntos para perto daquela enorme queda d’água. Ela se lembrava dos esconderijos do Orochimaru, era bem imperceptível como os dele, ninguém pensaria que existiria uma caverna atrás de uma cachoeira.

O membro da fundação fazia sinais com a mão para avisá-la o que deveria fazer, no momento, os dedos demonstravam que ela deveria ficar parada até ele movimentar. Quando mudou o sinal eles passaram pela água e entraram, o ninja utilizou um jutsu de camuflagem e o compartilhou com Sakura. Esperavam o outro anbu aparecer e realizar um ataque em área, essa seria a largada para começarem o ataque.

Faziam uma análise do lugar, era uma caverna vazia e com corredores extensos, sentiam a presença dos quatro nukenins no que parecia ser a sala principal. Kinoto entraria por cima utilizando uma habilidade na qual ele poderia se infiltrar em qualquer lugar sem dificuldade, além de conseguir rastrear facilmente.

Hinoto andava na frente e usava Sakura para o dar cobertura, os dois caminhavam com passos leves e aflitos pelo enorme corredor que dava acesso à sala.

A rosada estava concentrada, não iria falhar, queria demonstrar que era tão capaz quanto eles, por isso, ela daria o máximo de si.

No instante em que chegaram no lugar, o anbu apareceu e rapidamente usou o ataque em área. Hinoto desfez o jutsu de camuflagem dele e foi apoiar o colega, Sakura ainda permanecia escondida concentrando chákra para conseguir curá-los quando fosse necessário.  

Com o pó tampando a visão não conseguiam ver os mercenários, não sabiam se o ataque havia funcionado. De repente, surgiram kunais por todos os lados, os dois conseguiram se desviar sofrendo cortes leves, no entanto, não era possível localizá-los, as facas surgiram de diversos lugares.

- Hinoto o jutsu de vento! – Grita Kinoto, tinham que limpar a visão deles, senão seria impossível lutar.

Hinoto lança uma rajada de vento espantando o pó, permitindo-os ter uma percepção do ambiente.

Os quatro mercenários se posicionavam em fileira, pareciam se preparar para um ataque especial. Fizeram selos com as mãos e pronunciavam palavras desconhecidas, com isso, os anbus permaneciam na defensiva. Em um certo instante, o chão começou a se movimentar de forma agressiva jogando-os na parede, logo depois, surgiram diversas agulhas os prendendo.

- Parece que vocês ficaram esmagados. – Disse um mercenário debochado. Todos riram em um tom irônico.

Continuavam enfileirados, preparavam o próximo ataque. No entanto, Sakura apareceu e os interviu lançando um soco extremamente forte no chão da caverna. Os dois anbus se impressionaram com a força da rosada e por dentro comemoraram por ela ter os ajudado, pensavam que iriam morrer ali.

A Haruno os tirou da parede e começou a curá-los para poderem lutar novamente. As agulhas presas nos braços e nas pernas pareciam conter um veneno paralisante, eles teriam que agir rápido, senão poderiam ter uma parada cardíaca.

- As agulhas tinham veneno, temos que detê-los logo, eu não vou conseguir tirá-lo do sangue de vocês por completo, mas posso diminuir a intensidade e a rapidez da manifestação dele no corpo.

Os dois anbus concordaram e se levantaram com dificuldade.

- Vocês já eram! – Gritava o primeiro mercenário da fila.

Fizeram outro selo com as mãos, agora o chão não tremia, mas a temperatura da caverna aumentava. Naquele momento, um dos nukenins lançou um jutsu de bola de fogo – que nem o do clã Uchiha – e mirou nos membros da fundação. As chamas eram muito mais intensas que o normal, eles pareciam unir o chákra para criarem jutsus mais fortes, não havia outra explicação, nem Sasuke conseguia realizar uma bola de fogo tão grande.  

O fogo aproximava deles rapidamente, pegavam em toda a extensão do cômodo, logo, Sakura, que conseguia ter uma visão menos limitada do lugar, percebeu que se pulassem no teto não seriam atingidos.

- Pulem! – Gritou desesperada, os anbus fizeram o que ela mandou.

Eles concentravam o chákra nos pés e permaneciam grudados no teto do esconderijo.

- Temos que atacá-los separadamente, eles estão unindo o chákra, separados será mais fácil. – Disse Hinoto, parecia estar com dificuldade de permanecer em pé, o veneno espalhava pelo corpo dele.

- Como vamos fazer isso Hinoto?

- Se lançarmos um jutsu de água forte o bastante eles irão dividir.

- Entendido. – Falou Kinoto.

Desceram voltando para o chão.

Kinoto lançou uma onda gigante contra os mercenários, fazendo-os separar. Com isso, inesperadamente, Hinoto lançou um jutsu de vento cortante em um deles fazendo sangue se espalhar para todos os lados, um já havia morrido. No entanto, ele não aguentou, o chákra estava quase no fim e o veneno atacava agressivamente em seu corpo, caiu no chão, estava muito fraco.

- Hinoto! – Grita Sakura correndo em sua direção para curá-lo. – Eu vou te ajudar, você vai ficar bem.

- Não Sakura, você tem que poupar o seu chákra, guarde para Kinoto, eu não vou aguentar muito tempo... – Falou com dificuldade, cuspia sangue. – Vocês têm que matá-los, mas deixem um para interrogar.

- Sakura! – Grita Kinoto – Escute ele!

A Haruno nunca entenderia isso, os membros da fundação pareciam ser tão insensíveis, ela sabia que estava no meio de uma batalha, mas não compreendia, estava lá para ajudá-los, evitar mortes, isso era o significado de ser uma ninja médica.

- Sakura! – Gritou Kinoto novamente. Ela levantou, andou na direção dele para apoiá-lo na batalha. Antes, olhou para trás novamente, viu Hinoto no chão quase morrendo, sentia o olho lacrimejar.

Kinoto lutava com um mercenário, se esforçava, o corpo estava fraco também, no entanto, a força de vontade prevalecia. Uma luta de reflexos, quem tinha a melhor percepção vencia, a concentração era grande naquele momento, não poderia deixar a morte de Hinoto ter sido em vão.

Contudo, quando Sakura atacava outro homem, foi surpreendida com uma kunai em seu pescoço, um dos nukenins a agarrava agressivamente, fazendo aquilo para distrair o parceiro dela.

- Eu vou matá-la! – Gritou. Kinoto desviou o olhar da luta, não sabia o que faria para ajudá-la. Calado pensava em uma forma de se safar daquilo, Sakura não podia morrer, era a única ninja médica.

Sem perceber, os outros dois homens o atacaram por trás, havia três estacas enfiadas em suas costas, sangue escorria por todo canto. A rosada deixava escapar lágrimas desesperadas dos olhos, as chances de sobreviverem ali só diminuía.

As forças se esgotaram, caiu com o joelho no chão e em menos de um segundo já estava completamente deitado sem chances de se levantar.

- Kinoto! – Sakura gritava desesperada.

- Isso é pelo nosso amigo. – Disse um mercenário. – Você está nas nossas mãos rosadinha.   


Notas Finais


Mais uma coisa que eu tenho que falar sobre a outra história, os capítulos são maiores e vão ter mais conteúdo, vou tentar focar em outros personagens também! Se quiserem deem uma olhadinha lá, acho que vão gostar! Obrigada <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...