História Audios for Lauren - Capítulo 6


Escrita por: ~

Postado
Categorias Camila Cabello, Fifth Harmony
Personagens Camila Cabello, Lauren Jauregui, Personagens Originais
Tags Camila Cabello, Camren, Fifth Harmony, Lauren Jauregui
Visualizações 34
Palavras 647
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Crossover, Drama (Tragédia), Escolar, Famí­lia, Romance e Novela
Avisos: Homossexualidade, Mutilação
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Desculpem a demora.
Gente, tava pensando em colocar narração como uma fic normal, oq acham? Ou preferem assim?

Capítulo 6 - Aquarela.


Fanfic / Fanfiction Audios for Lauren - Capítulo 6 - Aquarela.

 

A mamãe acabou de me deixar na porta da escola.

- Vamos Alasca?

- Vamos...

+++

Eu tô com medo de entrar lá de novo.

- Com quem você está falando, querida?

- Com a minha mãe.

- Ah, claro...

A professora é bem legal... Ela é minha única amiga.

- Pessoal, a coleguinha de vocês está bem melhor, e voltou curada... Eu espero que vocês sejam legais com ela...

- Sentem em duplas... Alasca você pode se sentar com o Bradley por favor?

- Tá bom.

- Oi...

- O oi foi pra mim?

- Foi...

- Ah tá, oi.

- Ha ha, você é engraçada.

- Turma, hoje eu quero que vocês façam uma aquarela... Quero que vocês misturem cores, e joguem no papel... Sem sujar a sala, com muito cuidado, vamos colocar no corredor pra todo mundo ver. Comecem.

- Seu nome é Alasca né?

- É...

- É muito bonito...

- Você acha?

- Acho... Por que? Você não acha ele bonito?

- Já tiraram sarro do meu nome...

- Eu acho que a gente deveria começar com o azul nesse lado da folha.

- Seria legal...

- Olha, eu acho que só idiotas ririam de nomes, não é nossa culpa, são os nossos pais que dão.

- Tá ficando muito bonito. Posso colocar o rosa?

- Pode.

- É, mas eu acho que ninguém aqui liga pra isso, sempre me deixaram chateada por causa disso.

- Colocar o verde?

- Aham...

- Quer brincar comigo e com os meus amigos de pega pega no recreio?

- Tá bom.

- Que tal o amarelo?

- Daria mais cor...

- Você ficou triste?

- A cor preferida da minha mãe era amarelo...

- Ah... Por que? O que aconteceu com a sua mãe?

- Nada...

- Se você não quer contar então não vou insistir...

- Obrigada...

UUUUUUUUUUHHHHHHHHH

- Recreioooo.

- Credo, calma. 

- Eu estou com fome. Vamos.

- Espera, eu vou pegar minha lancheira.

+++
 

- Nossa, você gosta de salada? Urg.. 

- Eu gosto... Minha mãe faz pra mim, eu também não gostava... Mas era uma das comidas preferidas da minha mamãe...

- Ah... Eu não gosto, prefiro batata frita... Mas minha mãe não deixa eu trazer batatas fritas pra escola, ela diz que ficam murchas...

- Deve ficar ruim... Ha ha.

- É... Ei... Os meninos terminaram de comer, vamos brincar de pega pega?

- Eu não sei brincar disso.

- O QUE? Você nunca brincou?

- Não, ninguém nunca me deixou brincar de pega pega...

- Você vai brincar com a gente, oh Tommy, a Alasca pode brincar com a gente?

- Não.

- Chato... Por que?

- Ela é uma menina...

- E qual o problema de eu ser menina?

- Você não pode brincar com a gente...

- Então eu também não brinco...

- Bradley...

- Eu não vou brincar se ela não for.

- Pode ir... Não tem problema.

- Não. Não vou deixar você sozinha.

- Ih, namoradinho dela?

- E se eu for?

- Vão namorar então.

- Sai daqui, bobão...

- Por que fez isso?

- Porque foram chatos com você.

- Agora você vai ficar sozinho.

- Eu tô com você... Não tô sozinho...

- Você vai me achar chata... Hoje ou amanhã...

- Não... Não vejo nenhuma chata...

- você vai se afastar... Como todos fizeram...

- Eu não quero ir tão cedo.

+++

Eu arrumei um amigo...

Ele é bem legal.

Eu já tinha te falado sobre ele mamãe...

Ele me defendeu... Ninguém nunca tinha feito isso.

A mamãe disse que você tinha muitos amigos...

O tempo tá passando, mãe...

Eu tô morrendo de saudades...

Queria te ver mais uma vez, não pelas fotos, na minha frente...

Eu queria sua ajuda pra me arrumar pra escola... 

Pra lição...

Mamãe, eu não te vejo...

Mas e você?

Você pode me ver?


Notas Finais


Tchau tchau e respondam aq nos comentários pq ficarei agradecido, tchau tchau.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...