História Aurora Dourada - Capítulo 7


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Tags Ação, Aventura, Fantasia, Guerreiros, Herméticos, Magias, Medieval, Rpg
Exibições 7
Palavras 1.287
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Ação, Artes Marciais, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Fantasia, Ficção, Ficção Científica, Luta, Magia, Misticismo, Romance e Novela, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Linguagem Imprópria, Mutilação, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 7 - Caminho para a Academia de Batalha Ahikari.


-Muitas lendas, mitos e histórias são contadas através das eras, umas são verdadeiras, outras nem tanto… Mas, uma delas, eu ouvi quando ainda era mais jovem, e duvidava muito sobre ela. Acho que agora é uma boa hora para te falar sobre ela, Alicia.

    -E é sobre o que? Monstros, heróis… ? - Perguntou a Alicia que estava sentada na mesa junto com o Galadriel.

    -É sobre dimensões… Há três delas. A nossa é chamada de “Eurásia”, as outras são “Gehenna” e “Constantinopla”. As três compartilham dos mesmos aspectos geográficos, como se fossem mundos paralelos, mas não compartilham das mesmas pessoas, digo, não há outra Alicia em Gehenna ou Constantinopla. Porém, alguns meses atrás, Gehenna foi tomada pelas trevas, pessoas estão sendo torturadas e mortas, eu tenho uma ideia da pessoa que está por trás disso tudo…

    -E por que você está me contando isso agora?

    -Alicia, eu, como um dos Três Grandes Magos, é um dos meus deveres manter a paz, não só na nossa dimensão, assim como nas outras. Estou dizendo que eu irei partir dentro de poucos dias… quando tudo estiver resolvido, retornarei.

    -Você vai me deixar aqui? - Alicia levanta da cadeira. - O que você quer que eu faça enquanto você estiver fora?

    -Você pode fazer o que você quiser… Depois de tanto tempo sendo a minha pupila… Acredito que nem mesmo a Suen-Wo irá ser um incômodo para você agora. - Galadriel também se levanta e começa caminhar ao redor da mesa.

    -Sendo assim, eu vou atrás deles…

    -Desde que você não queira se vingar por qualquer coisa… - Galadriel olha para ela, preocupado.

    -Me vingar? Dos meus queridos irmãos? Claro que não.

    -De qualquer forma, eu não posso levá-la comigo… Mas, quero que você sabia que… Eu sempre vou estar de ouvidos abertos para você… Como sempre estive.

    -Obrigada, Galadriel - Alice faz uma reverência e caminha para fora da sala onde estavam.

    Enquanto Galadriel explicava sobre a situação ruim em Gehenna, Alice chegava na casa do seu padrinho.

    -SEUS INFELIZES! - Alice gritava, logo depois de abrir a porta com todas as suas forças.

    Ed se assusta tanto que caí da cadeira e o William que estava passando o café, derruba um pouco de água no chão.

    -Como vocês foram de me esconder algo assim?! - Alice continuava a gritar.

    -Hey, se acalma aí jovem, do que é que você está falando? - Perguntava William, que estava na cozinha.

    -Sobre o que eu sou! Sobre essas coisas na minha cabeça! Eu sou uma Hermécifa, não sou?

    -Na verdade, o termo correto é “Hermética”. - Disse o Ed, ainda no chão.

    -É… Foi exatamente isso que eu disse… AHHH, não importa! O que importa é que vocês estiveram me enganando por todos esses anos. - Alice ficava emburrada e de braços cruzados.

    -Nós estávamos apenas te protegendo… - Disse o Ed, já de pé.

Nessa hora, a Alice já respondeu antes mesmo que o Ed pudesse concluir a sua frase.

    -Me protegendo? Como assim? Vocês esperavam tentando evitar um problema apenas fingindo que ele não existe!? Até quando? Eu encontrar um Hermético na rua ou coisa assim?

-Você está certa… Não devíamos ter escondido isso de você, mas mesmo assim, nós queríamos garantir que eles não levassem ninguém mais dessa família, como quase aconteceu da última vez que vocês saíram para uma missão. - Explicava o Padrinho William.

-Se a Alicia estivesse viva ela...

    -...Mas ela não está, Alice! Até quando você vai ficar se remoendo pela morte da nossa irmã? Já foram 12 anos e mortos não voltam a vida, é simples… - Disse o Ed - Mesmo assim, se tiver algo que eu possa fazer para te compensar esse sigilo todo…

    -Na verdade tem…

    -E o que é? - Ed respondeu.

    -Eu consegui uma vaga para a Academia Batalha Ahikari… mas em um condição para ela ser válida…

    -E o que seria?

    -Você deve vir comigo… Eles só irão me aceitar como estudante se você também se tornar um.

    -Certo então… Vamos fazer as nossas matrículas o mais cedo possível.

    -Na verdade, irmão, nós já estamos matriculados… Hehehe, só temos que esperar mais alguns dias para nos mudarmos para lá e começar o ano letivo.

Ed olha com uma cara de espanto, enquanto a Alice apenas sorria para ele.

    -Bem… parece que vocês vão voltar para a escola…. Ao menos é uma academia de Batalha, né? - Disse o William.

E como resposta, o Ed e a Alice apenas olham um para o outro.

Alguns dias se passaram, Ed e a Alice estavam a viajando para chegar na  Ahikari, em um trem à vapor. Apenas a locomotiva era feita de ferro, pintada de preto com alguns detalhes em branco, os outros vagões com passageiros eram todos feitos à madeira. Ed passou a viajem toda dormindo, enquanto a Alice estava mais ansiosa do que nunca esteve, pois finalmente iria poder fazer amigos novamente, mas o que mais deixava ela assim, era o fato de haver muitos Herméticos por lá.

    -Ed, ED!! Acorda!    

    -Uaaaaah! - Ed bocejava - Para que fazer tanto barulho? Ainda nem chegamos…

    -Olhe pela janela…

    -Vejo um monte de árvores…

    -Pela outra janela!

    -Ah… a outra… AHHH! O QUE É AQUILO?? - Perguntava Ed muito surpreso com as construções que ele via.

    -É o prédio principal da nossa nova escola! Não é legal!? - Alice falava com toda animação do mundo.

A estrutura que o Ed via em meio a floresta era toda branca, porém com o tempo, ela aderiu um tom esverdeado por causa dos musgos que ali estavam presentes, era um portão com forma de arco, um pouco antes dele, uma grande escadaria e ao lado do início das escadas, havia dois pés de uva, um em cada lado.

    Mas, voltando para a estrutura em si, ao lado do arco, tinha duas fontes de água decorativas, ambas das mesmas cores, branco esverdeado, suas águas passavam por três níveis das fontes, antes que pudessem descer junto das escadas já mencionadas, além disso, atrás do arco tem um grande portão, que se junta com duas grandes muralhas que cercavam a escola toda e mesmo assim, dava para ver duas torres de vigia enormes lá da janela do trem.

    “Não exatamente...” - Disse um garoto que estava no banco de trás.

    Alice se virou para ver quem é que estava falando, e o Ed apenas olhou, já que ele estava no banco da frente.

    -Não pude deixar de prestar atenção na sua conversa com toda essa animação, desculpe por isso... - Disse o menino que estava se apoiando no banco, olhando para a Alice e para o Ed - Aquela estrutura é apenas o portão principal, nossa escola fica dentro dos limites daquelas muralhas.

    -E você é? - Alice perguntou.    

    -Ah, sim, sou Lee Xiao Laohu, mas podem me chamar apenas de Lee.

    Lee era um garoto extrovertido e sorridente de cabelos castanhos e espetados, seus olhos também eram castanhos, usava uma camisa regata azul que ia até um pouco para baixo da cintura, mas se dividia quando passava da mesma, tinha alguns botões amarelos também, além disso, usava um cachecol vermelho, calças brancas e botas de couro que iam até o joelho. Bem, ele é um Hermético com alma de Tigre, mas isso é segredo! Por isso ele também usava uma faixa vermelha na cabeça, para esconder os chifres.

    -Hey, Lee! Eu sou Alice e esse aqui é o meu irmão Edward.

    -Eae jovem. - Ed acenava com a mão.


    -Alice e Edward…? Bem, nós.... - Nessa hora o trem para de se mover - … Aparentemente chegamos no local…. Então nos falamos mais outra hora, lá dentro. Alice, Edward, foi um prazer conhecer vocês também.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...