História Avatar no Basket - Capítulo 5


Escrita por: ~

Postado
Categorias Avatar: A Lenda de Aang, Kuroko no Basuke
Personagens Aang, Almirante Zhao, Bumi, Iroh, Jato, Kagami Taiga, Katara, Kuroko Tetsuya, Mai, Monge Gyatso, Princesa Azula, Princesa Yue, Senhor do Fogo Ozai, Sokka, Suki, Toph, Ty Lee, Zuko
Tags Aang, Avatar, Basket, Kuroko
Visualizações 18
Palavras 2.073
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Colegial, Comédia, Crossover, Escolar, Esporte, Ficção, Luta, Romance e Novela, Super Power, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Álcool, Linguagem Imprópria, Nudez, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Oi gente, bem, esse capítulo pode ser considerado um grande filler, porque não tem nada demais, mas é para não deixar vocês sem nenhum capítulo, por isso, espero que gostem, os próximos serão o jogo mesmo!

Capítulo 5 - Capítulo 4- Conhecendo Zuko...


“Depois da Toph fugir, eu e o Sokka ficamos preocupados, mas logo a vimos vindo com a Katara e o Zuko, o mais engraçdo é que ela estava com o chapéu do Zuko e percebemos que ficou tudo bem… eu tava bem confuso pela atitude da Toph, mas, em minha defesa, eu não sabia sobre os maltratos… e mesmo que o Zuko a tenha reconfortado, ele disse que não sabia o que se passava com ela… pelo menos as lágrimas secaram, junto de um delicioso sorvete… agora, era só ver o que o Zuko faria na posição de capitão… e realmente me surpreendeu…”

–Aang

O garoto da cicatriz acordara agora… o sol batera nos seus olhos como em todas as manhãs… ele se levantou e disse olá para sua salamandra chamada Ozai, depois foi tomar um banho de agua quente e se arrumou… ao sair do quarto, viu seu tio Iroh tomando uma xicara de chá…

Zuko-Olá tio…

Iroh-Zuko! Finalmente! Já são 7:40…

Zuko-É verdade…

Disse, olhando para o relógio e percebendo que era verdade… eram 7:40… mas o que não percebeu foi o que tinha de especial…

Zuko-E o que tem?

Iroh-Você sempre acorda às 6:50 para se arrumar e ir para o colégio de forma seres o primeiro a chegar…

Zuko-Não se preocupe, uns minutos não fazem diferença…

Aquilo surpreendera o velho… o seu sobrinho… sem querer saber dos horários?! Tinha algo de errado…

Iroh-Zuko…

Zuko-Aghhhh… ok… eu vou jogar contra a Azula num jogo para disputar o campo do Anel de Baixo…

Com aquela afirmação, Iroh cuspiu seu chá, tomando um sabor azedo na boca com aquilo que o sobrinho falou…

Iroh-A Azula!? Mas… eu pensei que ela estivesse no reformatório!!!

Zuko-Eu também… mas parece que ela saiu… por acaso o senhor não recebeu nenhum papel?

Iroh-Bem… não… acho que eles ainda só têm a nossa antiga morada…

Zuko-Bem, seja lá como ela saiu, nos desafiou e agora temos uma semana para treinar… e temos de ganhar…

Iroh-Cuidado Zuko… você sabe bem como a Azula é experiente nesse esporte… mesmo precisando treinar, não podes dar ao luxo de deixar as suas tarefas de lado…

Zuko-Eu sei tio… bem, até depois…

Disse, saindo de casa e deixando o tio ali… pensativo sobre como Azula conseguiu sair do reformatório… sua sanidade não era das melhores e duvidava que ela tinha-se curado em menos de 2 anos… algo estava mal…

Já Zuko não queria saber se a irmã estava livre, ela não faria nada de mal mesmo… pelo menos é o que ele esperava… chegando no colégio, Zuko viu Azula e os Legions of Burns conversando… ele decidiu passar por eles, mas, assim que chegou perto…

Azula-Olá Zuzu… como vai?

Zuko-Bem… obrigado Zula…

A irmã de Zuko se enfureceu… sim, ela apelidou seu irmão de Zuzu, mas odiava o apelido que Zuko lhe colocou, achava ridículo… mas, desta vez, não ligou e continuou a conversa… o garoto da cicatriz ainda se virou para trás, porque ouviu passos em sua direção e, quando se virou, só viu Mai, uma amiga de infância de Azula e de Zuko…

Ela era filha de um grande empresário e a mãe de Zuko e Azula levava os filhos para brincar com ela, já que não tinha muitos amigos, aos 9 anos, Mai e Zuko tinham prometido se casar no futuro, mas era coisa de criança, nada de muito sério, porém, eles até que levaram, estando sempre juntos e de mãos dadas… mas isso mudou… os dois começaram a ficar cada vez mais distantes e Azula muito mais próxima a Mai, colocando sempre ideias na cabeça…

Zuko-Olá Mai…

Mai-Olá perdedor…

Mesmo sendo gentil, Zuko já esperava essa frase… ele até virou-se para Mai, que continuava sem ligar e logo ele ouviu os risos de Azula e Ty Lee no portão da escola, vendo a cena… o garoto da cicatriz manda um olhar mortal, que só assusta Ty Lee, já a irmã continuava com aquele sorrisinho vitorioso…

Zuko parou de encarar a irmã e foi para a sala do conselho estudantil, lá estavam várias pessoas, incluindo Mai… ambas discutindo assuntos importantes, porém, pararam tudo assim que viram Zuko…

-Zuko?! E então cara? Pensei que não vinha…

Zuko-Porque não viria?

-É que você é sempre o primeiro a chegar…

Zuko-Tive algumas complicações… então, o que temos para hoje?

-É… sabes? Como nós esperávamos você aqui há alguns segundos atrás, nós demos as coisas à Mai… ela depois explica-te ok?

Zuko-Tudo bem…

Mesmo vendo essa cena um pouco vergonhosa para seu histórico perfeito, já que nunca tinha faltado, ou chegado antes dos outros, Zuko não se importava… sentia-se bem mesmo assim… porém, o pior era que seria Mai que iria entregar as coisas… mas ele sabia que a garota levava o trabalho do conselho estudantil a sério, não faria nenhuma gracinha só para a equipe dela ganhar vantagem…

Após algumas discussões sobre orçamento, comportamento e várias coisas do tipo, Zuko finalmente pôde ir embora para a aula e reparou que estava quase na hora, tinha-se passado 50 minutos desde de que tinha entrado na sala do conselho, porém, na visão dele, foi mais que isso… o garoto da cicatriz saiu da sala e foi direcionado para sua sala, porém, uma mão o segurou no ombro e o fez-se virar, revelando que era Mai, com alguns papeis na mão…

Mai-Tome… tente chegar mais cedo para não ter de levar com as tuas responsabilidade…

Zuko-Claro… obrigado…

Assim que os papeis se viram nas mãos de Zuko, Mai foi embora para sua sala e o garoto também, porém, um pouco desanimado porque ainda se lembrava de sua relação com a garota antes de tudo o que aconteceu e, bem no fundo, queria que as coisas voltassem a ser como eram…

Ao chegar na sala, Zuko abriu a porta e se sentou, o professor ainda não tinha chegado, mas lá já estava Toph, Katara e Sokka, mas Aang  não… o que teria acontecido? O garoto da cicatriz se aproximou dos companheiros de equipe e perguntou…

Zuko-Ei gente, onde tá o Aang?

Toph-Não sei, ele não tava na paragem de ônibus…

Katara-Talvez tenha adormecido, ou esteja doente…

Sokka-Nahhh, ninguém fica assim de um dia para o outro, ele deve ter perdido o ônibus, ou adormecido, não tarda nada ele aparece… vish!! Olhem o prof!!!

Gritou, fazendo os outros 3 irem para seus lugares, Roko se dirigiu à sua mesa e colocou a bolsa em cima da mesma, feliz com mais um dia ensinando as mentes jovens desta cidade…

Roko-Muito bem alunos, hoje iremos começar com…

Porém, antes que continuasse, as portas da sala se abriram e revelaram Aang, cansado e todo suado… os companheiros de equipe ficaram felizes por Aang ter aparecido, assim tinham certeza que nada de mal tinha acontecido e poderiam ir treinar…

Roko-Ah… Aang, parece que tiveste tempo para se juntar a nós, senta-te para começarmos…

Aang-Claro professor Roko, desculpe o atraso, o despertador não tocou…

Sokka-Eu disse…

Falou baixinho para a irmã, que ficou irritada com o irmão dando uma de espertalhão… a aula foi normal e, assim que acabou, os 5 garotos correram para a paragem de ônibus, porém, enquanto corriam, Toph reparou que Zuko dava passos lentos e com calma, porém, com um sentimento de agustia… como se estivesse vendo algo que o fazia abrandar…

Toph-Porque estás indo tão lento Zuko?

Ao ouvirem a pergunta, os outros 3 se viraram para trás e viram o membro do conselho estudantil lendo vários papeis, mas, ao ouvir Toph, se virou para a frente…

Zuko-Oh, desculpem, é que tava lendo aqui umas coisas que o conselho me deu, se tivesse chegado a tempo talvez não tivesse de abrandar tanto…

Aang-De boa, todos nós nos atrasamos às vezes…

Katara-Bem que tu podes falar isso…

A garota negra, ao falar isso, deu um olhar malicioso para Aang que ficou meio emburrado com a zoação, mas Sokka se coloca no meio para dizer…

Sokka-Mas gente, ele é o Zuko, um dos mais certinhos do conselho estudantil, que nunca se atrasou na vida! Isso não é normal!

Zuko-Tens razão Sokka, eu nunca me atrasei, mas é que com isto da Azula eu fiquei meio desligado e sem me importar com os compromissos…

Toph-Mas porque isso te incomoda tanto?

Zuko-É que… aghhh… ela é minha irmã…

Assim que a palavra “irmã” foi dita, os 4 se calaram… um garoto certinho, querido, amável e gentil como Zuko era irmão de uma tirana, vagabunda, maldosa e grossa?! Como isso era possível!?!?

O silêncio desses 4 foi o suficiente para mais nenhum tema conseguir se prolongar numa conversa… a dúvida de como e o que aconteceu entre Zuko e Azula era algo que preenchia os amigos do mesmo… eles chegaram na paragem de ônibus, mesmo a tempo…

A viagem foi rápida, afinal sem nenhuma fala, ou assunto, não havia forma do tempo ir mais devagar… assim que chegaram, os 5 garotos se direcionaram ao campo e, chegando lá, Zuko já colocou a bola rolando no dedo, enquanto olhava para os companheiros, se sentando e disse…

Zuko-Muito bem, como fui eu que ganhei o desafio de ontem, serei o capitão e já vou informando que hoje a gente vai suar!

Sokka-Que droga… ai!

Após falar isso, Sokka levou um soco de sua irmã, irritada com o irmão por estar dando uma de molenga, Zuko tossiu umas vezes para chamar atenção e continuou…

Zuko-Bem, como disse, eu sou irmão da Azula e por isso passei bom tempo jogando com ela e os amigos dela e vou dizer o que sei sobre eles… a mais pequena, mas mais ágil do time, é a Ty Lee, ela tem uma habilidade surpreendente de copiar os oponentes, porém, ela só pode copiar o estilo, não habilidades… Aang…

Aang-Sim?

Zuko-Pelo que vi, você tem a habilidade de sentir as correntes de ar e usá-las para fazer cestos, certo?

Aang-Yup! Para além de super leve e rápido!

Zuko-Ótimo, mas, como disse, isso é algo que a Ty Lee não pode copiar, nos dará vantagem… Toph, você pode saltar em alturas impressionantes e Sokka…

No meio da fala, Zuko tentava achar a qualidade especial de Sokka… mas não conseguia… sendo obrigado a dizer…

Zuko-Qual é mesmo a tua habilidade especial?

Os outros riram, enquanto Sokka ficou emburrado… o garoto de rabo de cavalo foi até o da cicatriz e lhe tirou a bola, indo para o cesto, já começando a falar…

Sokka-Eu posso não ter esses super poderes de basquete, mas tenho uma técnica que estou a desenvolver, se chama Boomerang Pass. Consiste em eu lançar a bola contra a tabela, ela voltar para trás e alguém estar lá para receber!

Explicou, já tentando  executar sua técnica, ela até que foi e voltou, mas foi contra a cara de Sokka, mandando-o ao chão, reclamando da dor enquanto ouvia as risadas dos outros jogadores…

Aang-Hahaha! Não! Perem! Eu admito que é boa ideia, mas espero que não seja intenção ela bater na nossa cara!!!

Zuko-Vá, acalmem-se… Sokka, essa técnica é boa, continue praticando ela, já você Katara, notei uma grande flexibilidade e fluidez nos movimentos, você realmente vai ser um dos pontos importantes no jogo…

Toph-Pera aí e a sua irmã e os amigos? Não sabe nada sobre eles sem ser essa Ty Lee?

Zuko-Ah, sim, quase me esqueci, bem a Mai, a garota sem expressão, consegue lançar uma cesta de 3 pontos em qualquer parte da quadra, aquele gigante se chama Hunter, ele não fala muito, mas é uma muralha viva… aquela que veio com elas não sei quem é, nunca a vi e a minha irmã… Deus, ela vai ser a mais perigosa… a Azula tem uma técnica chamada Empress Fire, consiste em ela ser tão rápida que consegue colocar vocês no chão e encestar no mesmo momento…

Toph-Pff! A mim nunca irá colocar no chão!

Aang-Isso é que é confiança Toph! Vá, vamos treinar!

Disse, se levantando junto dos outros e indo correndo para os cestos, de forma a poder treinar suas estratégias, porém, nas sombras, havia uma certa garota de cabelos negros olhando para o treino dos 5 garotos… esse era Mai, olhando atentamente para cada movimento dos adversários…

“Nem sei como não a vimos, foi mesmo como um fantasma, mas, sinceramente, eu não imaginava o que ela faria com as informações que obteu de nós, afinal, ela é a inimiga, mas mesmo assim, não esperava por aquilo… foi realmente, uau… o Zuko tinha razão sobre ela…”

-Aang


Notas Finais


E aí? Gostaram? Comentem o que acharam, porque incentiva demais para eu trazer mais capítulos e até mais!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...