História Aventuras da 3° Geração - Capítulo 9


Escrita por: ~

Postado
Categorias Harry Potter
Personagens Alice Longbottom, Alvo Potter, Angelina Johnson, Arthur Weasley, Astoria Greengrass, Blásio Zabini, Carlinhos Weasley, Dominique Weasley, Draco Malfoy, Fleur Delacour, Fred Weasley Ii, Gina Weasley, Gui Weasley, Harry Potter, Hermione Granger, Hugo Weasley, Jorge Weasley, Lílian L. Potter, Lorcan Scamander, Louis Weasley, Lucius Malfoy, Lucy Weasley, Luna Lovegood, Lysander Scamander, Minerva Mcgonagall, Molly Weasley, Molly Weasley II, Murta Que Geme, Narcissa Black Malfoy, Neville Longbottom, Percy Weasley, Pomona Sprout, Poppy Pomfrey (Madame Pomfrey), Rolf Scamander, Ronald Weasley, Rose Weasley, Roxanne Weasley, Rúbeo Hagrid, Scorpius Malfoy, Ted Lupin, Tiago S. Potter, Victoire Weasley
Tags 3° Geração, Ação, Alvo Severo, Aventura, Dominique Weasley, Família Potter, Harry Potter, Hugo Weasley, Huly, Jayminique, Lilian Luna, Longbottom, Mistério, Nova Geração, Romance, Rose Weasley, Scorose, Scorpius Malfoy
Visualizações 30
Palavras 1.846
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Escolar, Festa, Ficção, Magia, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Heterossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Spoilers, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Olá meu amores! Sem mais delongas, podem ler o capítulo. Nos vemos nas notas finais. Boa leitura!

Capítulo 9 - A festa: parte I


Hogwarts havia amanhecido agitada naquele dia, uma simples sexta-feira, assim como outra qualquer. A não ser que você tivesse sido convidado para participar da festa de início de ano, uma abertura de volta às aulas patrocinadas pelas Maldosas. Aí você se pergunta, mas os Marotos não haviam planejado uma festa para esse mesmo dia? A resposta é, sim, eles planejaram, porém quando no dia anterior diversas pessoas ao redor do castelo começaram a receber, magicamente, convites para comparecer a uma festa organizada pelas Maldosas, eles simplesmente cancelaram a deles. O motivo? Só eles sabem.


Flashback on

Era uma quinta-feira a tarde e os Marotos, acompanhados por seus fiéis ajudantes, estavam na sala precisa, tendo mais uma conversa sobre as Maldosas - grupo rival ao deles.

– Eu não acredito que as Maldosas vão fazer uma festa, no mesmo dia e na mesma hora da nossa! – exclamou Fred, revoltado.

Os Marotos tinham convocado os gêmeos Scamander, juntamente de Albus, Louis e Luke, para discutir sobre como fariam para resolver o problema da festa. Então lá estavam eles, na sala precisa, estressados e frustrados por seus planos para fazerem uma festa de abertura as aulas não darem certo. Por quê? Simples, as Maldosas haviam convidado, pessoas escolhidas a dedo, para irem a uma festa de banho, na floresta proibida, eles estavam inclusos nessa lista.

Aparentemente, elas tinham encontrado uma cachoeira e uma clareira no meio da floresta, deste modo resolveram fazer uma festa lá. Todas as pessoas que querem comparecer a festa devem estar, exatamente, as 17 horas no saguão de entrada. Ao que tudo indica, as Maldosas dobraram a diretora McGonagall, fazendo-a permitir que dessem a festa. Como elas fizeram isso, ninguém soube. O limite de atraso é de meia hora, ou seja, ninguém deve se atrasar, ou perderão a festa. Como e quem vai guiá-los até a clareira não foi divulgado.

– O que nós vamos fazer? – perguntou Scorpius. – Porque, aparentemente, as pessoas preferem ir a uma festa no meio da floresta proibida, tomar banho de cachoeira, do que uma típica festa na sala precisa. – o garoto deu um murro na mesa. Scorpius estava frustrado. Toda vez que os Marotos faziam alguma pegadinha, festa ou tinham uma ideia, as Maldosas apareciam os superando. É claro que eles já haviam ganhado das Maldosas, mas quando elas os ultrapassavam era decepcionante.

– Se acalma, Scorpius – pediu Albus, revirando os olhos para o drama do amigo. – É só uma festa, não o fim do mundo.

– Eu estou calmo – urrou Scorpius.

– Com certeza, mais calmo que isso impossível – debochou Luke. Scorpius, que estava sentado no sofá, fez menção de se levantar, mas foi impedido por Fred, que o puxou novamente.

– Senta aí, cara.

– Sabe, nós poderíamos usar essa festa ao nosso favor – comentou Hugo, distraidamente. Todas as atenções voltaram-se para ele.

– O que quer dizer?

– Quero dizer, querido Lysander, que nós vamos cancelar a nossa festa – contou Hugo, causando uma exclamação geral.

– Mas porque, pelo amor de Merlin, nós faríamos isso? – questionou James.

– Eu tenho um plano, muito bom, por sinal – neste momento Hugo sorriu, diabólico, com uma expressão que utilizava sempre que iria aprontar. Os garotos se entreolharam, sorrindo Marotamente. Os planos de Hugo quase nunca falham.

– O que você tem em mente? – perguntou Louis, finalmente conseguindo entender o que estava acontecendo.

– Pensem bem. Qual é a principal vantagem das Maldosas? – Hugo levantou as sobrancelhas, em um gesto de incentivo.

– Nós não sabemos a identidade delas, na verdade, ninguém sabe! – Scorpius deu um salto do sofá.

– Exatamente.

– Ok. Mas o que isso tem a ver com a festa? – falou Louis, novamente confuso.

– Sigam a minha linha de raciocínio, idiotas! – Hugo reclamou, dando um tapa na cabeça de Louis, que estava sentado ao seu lado.

– Ei! Sem agressividade. – alertou Lorcan. Hugo bufou.

– Tudo bem, serei direto. A festa é das Maldosas, e como boas anfitriãs, elas claramente terão que estar lá, de alguma forma. – Hugo suspirou – E essa é a nossa chance de descobrir a identidade delas.

– Deste modo, nós tiramos a maior vantagem delas! – disse Fred, animado.

– Isso mesmo. Até que enfim entenderam. – resmungou o ruivo mais novo, vulgo Hugo.

– Certo, então nós vamos cancelar a nossa festa para ir na das Maldosas, onde descobriremos suas verdadeiras identidades. – James falou, contando as etapas nas mãos.

– É. É isso. – confirmou Lorcan.

– Está tudo muito bom, tudo muito ótimo, mas como vocês vão desmascara-las? – perguntou Albus.

– Eu tenho várias idéias em mente – anunciou Fred.

É, as Maldosas teriam uma grande surpresa naquela noite, porém, não seriam as únicas.

Era certo, aquela festa prometia.


Flashback off


No momento, a sala precisa estava lotada de garotas histéricas. Tudo estava no mais completo caos. Dominique não saia do banheiro fazia três horas, Roxanne tinha deixado o cabelo azul sem querer, Rose estava apenas de roupão procurando suas roupas, o rosto de Lucy era um borrão de maquiagem, Alice havia cortado os cabelos castanhos - deixando-os na altura dos ombros - e agora surtava porque “foi sem querer”, Molly tinha uma sobrancelha raspada e Lily havia caído no chão e cortado a boca - que agora sangrava mais que a menstruação de Dominique - olha que o ciclo dela era bem intenso.

Quando Dominique saiu do banheiro, deparou-se com esse pandemônio e com muita delicadeza, gritou:

– Eu quero que todo mundo cale a boca!

Todas se calaram e o silêncio reinou no cômodo.

– Ótimo. Lucy, pelo amor de Merlin, cure o corte da Lílian antes que ela tenha uma hemorragia. Lily, depois que Lucy tiver lhe curado, limpe o rosto dela. Nós vamos tomar banho no lago, não é preciso maquiagem. Rose, faça um feitiço para transformar o cabelo da Roxy e da Alice no que eram antes, por favor. Depois, Roxy e Alice lhe ajudam a achar suas roupas. E Molly, vem aqui que eu vou transfigurar sua sobrancelha de volta.

Depois que todas já estavam sem nenhum corte sangrando, cabelo azul, sobrancelha raspada ou com um borrão na cara, foram terminar de se arrumar, colocando suas roupas.

(N/Autora: Os links para as roupas estão nas notas finais.) 

Rose usava um vestido azul marinho, uma sandália bege e um chapéu de praia branco, por baixo, seu biquíni azul.

Alice trajava um vestido listrado, preto e branco, uma rasteira e um óculos escuros, seu biquíni também é preto e branco.

Molly vestia um maiô preto com um decote generoso, por cima usava apenas um short jeans e uma rasteirinha.

Dominique trajava uma saída de banho branca, um chapéu dourado, uma sandália bege e por baixo seu biquíni verde escuro com detalhes em dourado.

Roxanne vestia seu biquíni verde musgo e apenas uma canga amarrada na cintura, combinado com o biquíni. Usava uma sandália bege e óculos escuros.

Lucy usava um vestido branco com listras azuis claras, a parte de cima de seu biquíni era branca e a parte de baixo estampada. Calçava uma rasteira preta.

Lílian trajava um vestido de renda, uma sandália e óculos escuros, seu biquíni era estampado com preto e azul.

– Estamos prontas? – perguntou Rose.

– Estamos prontas.

As garotas seguiram em direção ao saguão, onde todas as pessoas que queriam ir a festa deveriam estar esperando. Como as Maldosas não poderiam simplesmente aparecer e guiar as pessoas até a clareira, Dominique, muito gentilmente, pediu para que Nathalia Whitney, uma quintanistas da Lufa-Lufa muito simpática, para que ela mostrasse o caminho para os convidados. Logicamente, Nathalia havia recebido instruções anônimas das Maldosas falando com exatidão onde fica a clareira.

Assim que se aproximaram, puderam observar diversos indivíduos com roupas de banho, alguns até seguravam bóias. Mais a frente do grupo, Nathalia Whitney tentava chamar a atenção de todos.

– Com licença! Eu gostaria da atenção de todos! – pediu Nathalia, ninguém lhe deu atenção. A garota respirou profundamente, como quem pede paciência. – PESSOAL! PELO AMOR DE MERLIN, CALEM A BOCA! – Gritou Nathalia, estressada.

Instantaneamente, todos se viraram para a menina, em silêncio.

– Perfeito. Eu os guiarei até o local da festa, então fiquem sempre juntos, nós vamos entrar na floresta. As Maldosas me garantiram que o caminho era seguro, mas elas pediram cautela e que fiquem todos juntos.

Rose e Lílian estavam caminhando no final da fila. Elas foram as responsáveis pela segurança daquele pessoal, se algo saísse do controle, elas seriam as responsáveis.

Mais à frente estavam todos os outros amigos das duas. As Maldosas estavam distraindo a turma, para que ninguém visse as duas ali, usando seus poderes e garantindo a segurança.

– Rose, eu acho que está bom. – avisou Lily, colocando um último feitiço de ilusão.

– É, mais seguro que isso não fica.

Logo, elas foram se juntar ao resto da turma, por sorte, ninguém tinha notado o sumiço das duas.

A caminhada até a clareira durou meia hora, mas valeu a pena.

A clareira era toda feita de madeira, deixando-a com um ar rústico. Na casa havia quatro suítes e dois quartos, além de uma sala de estar, uma cozinha e uma sala de jogos. Obviamente, as meninas tinham usado um feitiço de expansão na casa, além de terem redecorado. Em frente a clareira tinha uma piscina natural, na qual as Maldosas tinham lançado um feitiço para deixar a temperatura da água ambiente, ou seja, menos fria do que realmente estaria. Um pouco mais distante da clareira tinha uma pequena cachoeira, mas continuava sendo muito bonita.

– Nossa, as Maldosas se superam dessa vez! – arfou Lysander ao apreciar a paisagem.

Rose, Molly, Lily e Dominique trocaram um sorrisinho cúmplice, ação que não passou despercebida por Hugo, que estava sempre observando.

– É. O lugar é muito bonito. – afirmou Rose, sorridente.

– Pessoal, vocês podem se sentir à vontade para explorar a casa. É permitida a entrada na cachoeira e na piscina natural. Só não se afastem muito. – Nathalia contou ao grupo, empolgada. – Dentro da casa há comida e bebida. Nos quartos, para quem precisar, tem toalhas e roupões. Divirtam-se. – desejou quando, de repente, uma música começou a tocar.

As pessoas logo se espalharam. Alguns já entravam na piscina natural. Outros exploravam casa a dentro. E alguns analisavam quanto tempo duraria uma escalada para subir cachoeira acima, para pular na água logo em seguida.

– O que faremos primeiro? – perguntou James aos outros.

– Vocês eu não sei, mas hoje eu tenho uma tarefa a ser cumprida! – declarou Rose, marchando decidida até a casa e desaparecendo pela porta de entrada.

– O que houve com ela? – questionou Dominique, franzindo o cenho.

– Eu não sei – admitiu Lílian – mas a Rose anda estranha a um tempo.

– É. E esses dias foram uma correria. – suspirou Hugo. – Eu não tive muito tempo para observá-la.

– O que você quer dizer com isso? – pediu Albus.

– O que muitos de nós vem pensando ultimamente. – disse Alice – Que a Rose está gostando de alguém, pelo menos interessada.

– Eu não pensei nisso – falou Fred.

– Porque você é um insensível, Fred, por isso – resmungou Molly, rolando os olhos.

– Não fale assim do Fred, Molly... – defendeu-o Lucy.

– Obrigado, Lucy. – agradeceu Fred.

–… Você sabe que o insensível daqui é o Louis.

– Ei! Eu não sou insensível! – reclamou Louis, revoltado, enquanto todos riam.

***

Rose havia deixado seus amigos e familiares assim que chegaram na clareira, porque naquela noite, ela tinha um único objetivo: Fazer com que um certo loiro Sonserino finalmente a notasse da devida forma.


Notas Finais


Aqui vai as roupas das meninas:
Rose http://www.polyvore.com/m/set?.embedder=22960166&.svc=copypaste-and&id=228945298
Alice http://www.polyvore.com/m/set?.embedder=22960166&.svc=copypaste-and&id=228945533
Molly http://www.polyvore.com/m/set?.embedder=22960166&.svc=copypaste-and&id=228945899
Dominique http://www.polyvore.com/mset?.embedder=22960166&.svc=copypaste-and&id=228946152
Roxy http://www.polyvore.com/m/set?.embedder=22960166&.svc=copypaste-and&id=228946513
Lucy http://www.polyvore.com/m/set?.embedder=22960166&.svc=copypaste-and&id=228946929
Lily http://www.polyvore.com/m/set?.embedder=22960166&.svc=copypaste-and&id=228947940

***
Bom, eu sei que passei mais de um mês desaparecida - desviando de várias maldições imperdoáveis - mas eu queria dizer que não abandonei vocês, sério. Eu realmente espero que vocês não me abandonem, porque eu não farei isso. Peço desculpas pelo meu sumiço. Como leitora de diversas fanfics, compreendo a dor de vocês.
***
Sobre o capítulo de hoje, sei que não é muita coisa, mas eu estou indo devagar com o retorno da história, ainda estou meio sem inspiração, mas tudo bem. Vai dar certo.
Eu trouxe de volta a tona o fato de uma possível Rose apaixonada, agora eu revelei que é por um loiro Sonserino. (Vai ter muita treta em relação a isso). Especulem.
Gostaram? Não gostaram? Digam o que acharam.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...