História Aventuras na Faculdade - Capítulo 68


Escrita por: ~

Postado
Categorias Diabolik Lovers, Fairy Tail
Personagens Ayato Sakamaki, Cana Alberona, Gajeel Redfox, Gray Fullbuster, Hibiki Lates, Jellal Fernandes, Juvia Lockser, Kanato Sakamaki, Laito Sakamaki, Laxus Dreyar, Levy McGarden, Lucy Heartfilia, Lyon Vastia, Mavis Vermilion, Natsu Dragneel, Reiji Sakamaki, Rogue Cheney, Shu Sakamaki, Sting Eucliffe, Subaru Sakamaki, Yui Komori, Yukino Aguria, Zeref
Exibições 40
Palavras 1.375
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Crossover, Ecchi, Famí­lia, Festa, Harem, Hentai, Romance e Novela, Sobrenatural, Violência
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 68 - O término de uma estação sempre anuncia a vinda de uma nova


Zeref POV on- sugestão de musica para acompanhar a leitura: Link 1a)

7:15- Quinta feira- Primeira semana de volta às aulas 2º semestre

Meu despertador toca insistentemente. Mas eu já estou acordado faz um tempo. Não ando dormindo bem a semana toda. A casa está tão silenciosa, é muito diferente de algumas semanas atrás. Me viro na cama, ainda imerso em meus pensamentos.. Como tudo mudou tão rápido? Tudo bem que em todos esses anos de faculdade eu já passei por muita coisa, mas esse ano está sendo tão atípico que fico desnorteado. Mavis já reparou isso e está me dando bastante espaço, falando nela, ela mudou bastante desde que entramos em férias, ela não depende mais tanto assim de mim e me dá muito espaço; podemos não estar namorando mas ainda assim temos um relacionamento, que está muito bom, mas estou até que com saudades do jeitinho dela que sempre vinha falar comigo, será que está tudo bem com ela? Me viro de novo e olho para a mesinha de cabeceira ao meu lado, meu despertador está tocando há dez minutos. 

Zeref (suspiro)- Vamos lá. Mais um dia. 

Estou tomando café quando ouço batidas na minha porta. Olho o relogio, são 7:40, está cedo para alguém aparecer em casa. Quem será? Abro a porta. 

-Olá Zeref!- sorri docemente

Zeref- Bom dia!- cumprimento a síndica do prédio

Sindica- soube que seus amigos deram uma saída do apartamento.. É temporário? 

Zeref- Sim, com certeza é temporário, tipo um intercâmbio. Por que? 

Sindica- Tinha uma menina procurando um apartamento para dividir, ela disse que te conhecia. Mas veio aqui enquanto vocês estavam viajando e perguntou se eu não sabia se aqui tinha espaço pra ela. Não lembro do nome dessa menina... Aaah que raiva. Eu esqueci.. 

Zeref- Hmm.. Ela disse que me conhecia? Que estranho.. Bom, mas os meninos vão voltar sim, tanto é que as coisas deles ainda estão aqui. - tentei sorrir despreocupado para ela

Sindica- Ah então tudo bem, se ela aparecer aqui de novo eu falo. Bom dia zeref! - disse acenando

Eu fechei a porta e fiquei intrigado, quem será essa menina que veio falar com a síndica?! Ela sabe onde eu moro? Que estranho! 

Voltei a tomar meu café e fui para o carro. Me senti estranho por estar no carro sozinho. Realmente, eu estava muito incomodado com a solidão. Chego na Universidade e vejo as pessoas passando por mim sorrindo, felizes, contando sobre as coisas que fizeram durante o mês de férias. E eu fico pensando no que aconteceu a nós durante as férias: Bebidas batizadas, Hospital, quase morte de uma amiga muito próxima, praia, separações. O universo deve conspirar para que a cada coisa boa que acontece conosco algo duas vezes pior venha a acontecer depois. Me sinto meio pra baixo e suspiro tristemente. 

-Ei! Que cara é essa? 

Zeref- Yo Sting! Tudo bem? 

Sting- Mais ou menos. Ando pensando bastante no pessoal que está longe. Sinto falta da companhia do meu irmãozinho- ele se referia a Liberta que Sting acabou adotando como irmão caçula, eles estavam bem ligados, desde que Liberta e ele se viram pela primeira vez ambos se deram muito bem. 

Zeref- Como eles estão? 

Sting- Ah, ele diz que lá é meio parado e chato. Não tem uma surpresa todos os dias, como tem aqui haha

Zeref- Pois é.. O que tem aqui conosco de sobra é surpresas, com certeza.

Sting- Você está bem mesmo? - perguntou preocupado

Zeref- Aham. Relaxa. E como está a volta as aulas? 

Sting- Pesada, porém aprendi que tenho que estudar sempre e não deixar tudo pra ultima hora. Não quero passar por aquele sufoco de novo não. 

Zeref- Que bom que aprendeu hahahaha e o meu irmão? 

Sting- Combinamos de estudarmos juntos porque aí um puxa o outro. E não tem desculpa. Essa semana estamos mais tranquilos, porque é conteúdo novo.. 

Zeref- Entendi. E a Minerva? 

Sting- Não a vejo desde a praia- disse sério, me assustei com a mudança de humor repentina dele 

Zeref- algo aconteceu será? 

Sting- Não sei. As vezes elas ficaram mais tempo na praia também.. 

Zeref- Já mandou mensagem pra ela? 

Sting- hehehe e se eu disser que meu celular ta todo detonado? Eu deixei ele cair e agora a tela ta toda trincada; hoje o Rogue vai tentar encontrar a Kagura para falar com ela. 

Zeref- A Yukino sabe de algo? 

Sting- Nem perguntei pra ela.. Vou falar hoje no almoço. Falando nisso, almoço todos juntos hoje hein.. Esse foi o nosso combinado lembra? 

Zeref- Pode deixar! Tenho que ir pra aula, boa aula pra você, até depois! 

Sting- Até

Sugestão de musica para acompanhar a leitura (Link1) 

O professor estava discutindo sobre uma questão filosófica nada a ver com o assunto da aula, com um aluno; olhei para a janela e fiquei lembrando do nosso ultimo final de semana antes das aulas começarem. Com o advento de metade da turma ter se distanciado por um tempo, resolvemos ficar mais juntos, então o combinado era pelo menos no almoço ficarmos juntos. Eu não almocei com eles nos utimos dias porque voltei para casa para comer por lá. Eu não tava curtindo a solidão em casa, mas achava mais confortável que muitas pessoas a minha volta perguntando se estava tudo bem, eu detesto esse tipo de pergunta insistente. Não é o caso com o Sting por exemplo, porque é só ele perguntando. Mas quando estão todos juntos.. É mais complicado você se manter quieto no canto e não estranharem. Suspiro novamente. 

-Ei, Zeref!- me cutucou um colega ao meu lado 

Zeref- Fala Invel.. 

Invel- Tinha uma menina olhando pra você ali da alameda ha horas. Você não estava vendo? 

Zeref- Garota? Quem? - olhei para a alameda

Invel- Ela saiu. Está ali atrás, ta vendo a de vestidinho? 

Pude ver a menina só de costas, mas meu coração acelerou e eu fiquei branco.Reconheci com toda a certeza que poderia ter de algo. Era ela. Ela voltou! Peguei meu celular na hora, arrumei minhas coisas

Invel- Vai atrás dela? 

Zeref- Aham. 

Invel- Naquele esquema então? Você está passando mal? 

Zeref- Isso aí. Fico te devendo Invel, até mais. 

Invel- Para de correr atras de lolis Zeref! - me deu um tapinha nas costas rindo 

Eu lancei um sorriso irônico para ele, peguei minha mochila e saí da aula apressado. O professor nem se deu conta, ele continuava discutindo com o meu colega. 

 

Zeref mensagem- Ivie! 

Ivie mensagem- Zeref

Zeref mensagem- Ta numa aula importante? 

Ivie mensagem- to sim, mas por que? 

Zeref mensagem- Temos uma urgência! Preciso falar e mostrar algo pra você e pra Mavis

Eu estava atrás da menina agora, andando na Alameda; procurei ficar um pouco distante. Tirei uma foto dela andando, e mandei para Ivie, ela visualizou e me respondeu na mesma hora

Ivie mensagem- ONDE VC TA? 

Zeref mensagem- Alameda! Vai indo pro restaurante, porque é pra lá que eu acho que ela está indo! 

Ivie mensagem- Estamos indo! 

Eu guardei meu celular no bolso. Meu coração pulava do peito. Memória e muitas imagens vieram a minha cabeça e um aperto no coração fez com que minha mão viesse de encontro ao peito. Eu continuei mantendo distância. Não sabia como chegar nela. Ela deveria ter muito medo de mim. Um frio percorreu minha espinha e uma falta de ar me acometeu. Eu precisei parar um pouco. 

Zeref- Controle-se Zeref.. Vamos, controle-se. - sussurrei para mim mesmo 

 

Estávamos perto do Restaurante já, quando ela parou para olhar um pássaro que cantava alegremente em uma das muitas árvores do caminho. Os raios de sol despontavam pelas falhas das copas das árvores. Avistei Ivie e Mavis vindo pelo lado direito. Elas pararam longe, assim como eu. Elas me olharam de onde estavam. Nos entendemos com os olhares. Sim, elas estavam assustadas, surpresas e emocionadas tanto quanto eu. 

Zeref- Wendy.. - disse no tom de voz normal, ainda não acreditando

Ela se virou e me viu. Seus olhos ficaram parados nos meus, até que ela esboçou o sorriso mais emocionado que poderia dar

Wendy- Zeref... - disse com as mãos entrelaçadas entre si - estou de volta. (Se você não lembra quem ela é, releia o Capitulo 35 "Dia tenebroso de um passado marcado")

 

 

 

 


Notas Finais




Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...