História Awake - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), EXO, Got7
Personagens Chanyeol, Chen, Jackson, J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Bts, Drama, Exo, Got7, Suga, Yoongi
Exibições 52
Palavras 2.016
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Aventura, Crossover, Drama (Tragédia), Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense, Violência
Avisos: Estupro, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sadomasoquismo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oi gente! Essa é minha preimeira one shot, mas eu tenho outra fanfic também. Link nas notas finais.
Espero que gostem e desculpa qualquer erro.

Capítulo 1 - Capítulo Único



Não era um dia comum para os alunos da SHS. Fazia exatamente três anos que Hyuna tinha desaparecido. Isso foi esquecido por boa parte da escola, mas não por seus melhores amigos. A polícia já não dava mais importância para o caso, que estava perdido entre diversas fichas.
Namjoon, Hoseok, Jimin, Jungkook, Jin, Yoongi e Tae nunca conseguiram se acostumar com a falta de Hyuna ao lado deles. Principalmente Yoongi, que sentia por ela algo mais do que amizade. O clima estava pesado na mesa do refeitório. Os meninos não interagiam, apenas ficavam se encarando. Namjoon, não aguentando mais o silêncio, resolveu tentar animar seus amigos. Ele devia tomar uma iniciativa como 'Líder.'.
-Ei, por que não vamos na casa abandonada da cidade vizinha? Amanhã é sábado, podemos madrugar por lá.
Os primeiros a discordar foram Hoseok e Jimin, seguidos de Jin que estava preocupado em ser flagrado pela polícia. Já os outros gostaram da ideia e aos poucos foram convencendo os amigos. Todos iriam passar a tarde na casa de Yoongi, já que ele morava sozinho.
A tarde passou devagar. Pouco depois das seis, passaram na casa de Jackson para pegar a van emprestada. O mesmo tinha se formado dois anos antes, mas ainda mantinha contato com os meninos. A Viajem durava em torno de três horas. A maior parte foi em silêncio, os meninos apenas focavam na música que tocava no rádio. Hoseok e Jimin ainda achavam isso uma péssima ideia.
Ao chegarem na frente da casa, engoliram em seco. Era mais medonha na vida real. A tinta que restava nas paredes- que devia ser laranja- estava num tom marrom. Os vidros das janelas estavam tampados por sacos plásticos e pedaços de pano. O único conhecimento que tinham da casa, é que foi construída no início do século passado, mas só foi habitada uma vez, mas ninguém sabe por quem. A casa tinha apenas um andar, mas era imensa. O primeiro a entrar na casa, ignorando completamente sua aparência medonha, foi Jungkook, seguido dos outros seis.
-Vamos nos dividir?- Yoongi falou.
-NÃO!- Gritaram Jimin e Hoseok em unísosno.
-Então vocês fiquem juntos.- Jungkook falou.
E assim foi. Todos ficaram em duplas, menos Jungkook que ficou sozinho.
Cada um foi para um canto da casa, cujo interior era duvidoso. Sendo uma casa do início do século passado, não devia ter uma televisão lá. Além da televisão, no canto da casa havia um piano marrom.
Yoongi foi em direção a um quarto chamativo. A porta era em um tom de vinho bem forte e havia uma placa com os seguintes dizeres: "Não entre sem autorização.". O que só deixava Yoongi mais curioso sobre o local. Ainda um pouco receoso, resolveu explorar os corredores primeiro. Não havia nada demais além de prateleiras vazias e insetos mortos.
Taehyung acompanhava Yoongi e estava com um péssimo pressentimento em relação a tudo. Mesmo um pouco hesitante Yoongi segurou a maçaneta ornamentada. Trancada. 'Merda' pensou Yoongi. Acabaram decidindo por procurar a chave da porta. Avisaram os outros, que também ajudariam.
Hoseok acabou por achar um molho de chaves. Yoongi não pensou duas vezes antes de testar todas as chaves na porta, demorou tanto tempo que quando finalmente encontrou a chave correta, os meninos haviam se dispersado pela casa. Não passou por sua cabeça chamar os outros. O quarto era grande, porém não tinha nenhuma janela sequer. Havia uma cama, algumas gavetas e um baú, mas uma 'coisa' chamou a atenção de Yoongi. Uma jovem deitada no chão, sua cabeça estava apoiada no baú e suas mãos estavam amarradas por uma corda. A jovem era realmente muito bonita, longos cabelos que cobriam suas costas, de coloração loira, quase branca. Ela usava um vestido branco e estava muito magra. Yoongi deu um passo a frente, mas acabou acordando-a. Ele esperou que ela tentasse reagir, mas ela nada fez. Apenas encarou Yoongi e segundos depois começou a chorar em desespero e dizer baixinho: "Por favor, não me machuque, eu imploro.".
-Calma, eu não vou te machucar.- Yoongi disse tentando acalmar a jovem.
Ele se aproximou mais dela, que tentou recuar não lembrando da existência da parede atrás de si. Yoongi se ajoelhou e olhou para a jovem, que também o encarou. Ficaram assim por alguns segundos.
-Yoongi?- Ela disse em uma voz baixa e fraca mas ainda era possível ouvir.
No primeiro instante, Yoongi ficou confuso, mas olhando novamente a jovem, viu o sorriso que já conhecia mas não via há tanto tempo.
-Hyuna!- Ele disse abraçando-a.
Hyuna chorava de alegria, mesmo não conseguindo retribuir o abraço se sentiu tão bem de estar com Yoongi novamente.
-Eu vou te soltar.- Ele disse desfazendo o nó das cordas, possibilitando que Hyuna o abraçasse novamente.
-Estão todos aqui?- Ela perguntou com o clássico brilho em seus olhos. Yoongi sentia tanta falta dos olhos cor de mel de Hyuna e de seu sorriso contagiante. Ignorou completamente o fato de Hyuna estar com fortes olheiras e estar tão pálida que aparentava não sair da casa a séculos.
-Sim.- Ele respondeu.- Vou chamá-los, espere um segundo.
Yoongi se levantou animado e foi chamar os outros. Hyuna tentou ficar em pé, ou pelo menos levantar. Sem sucesso. O máximo que conseguiu foi sentar na cama ao seu lado.
-Como assim?!- Hyuna ouviu alguém dizer, a viz parecia chocada. Ela tentava identificar a voz que não lhe era estranha. Mas não teve tempo de pensar. Não demorou para que sete garotos que ela conhecia muito bem entrassem na sala.
-Hyuna...- Hoseok falou.
Ela apenas sorriu em resposta.
Recebeu milhares de abraços depois disso. Seguidos de diversas perguntas, a maior parte vinha de Jin.
-O que aconteceu com você? Por que você está aqui?- Jin perguntava preocupado sem dar tempo para Hyuna ter qualquer reação.
-...Chen e Chanyeol me...- Antes que ela pudesse terminar foi interrompida por ambos.
-Entendemos.- Falaram em uníssono.
Claro que haviam entendido. Chen e Chanyeol eram conhecidos por seus crimes. Sequestraram jovens e forçavam elas a se prostituirem. Hyuna se lembra bem desse dia.
*Flashback on*
POV Hyuna
Nunca me importei em ser a única menina no grupo. Eu me encaixava tão bem naquele grupo. Eu conheço os meninos desde o segundo ano. Mas eles se conhecem desde sempre. Acho tão fofo que o sonho deles é debutar em um grupo de K-Pop. Eles são realmente muito talentosos, espero que consigam.
Eu estava me despedindo deles no portão da escola. Depois saí andando calmamente em direção a minha casa. Em frente à ela havia um carro muito bonito e provavelmente bem caro. De dentro dele saíram Chen e Chanyeol, dois 'Bad Boys' da minha escola. Eles eram famosos por terem tirado a virgindade de metade das meninas da escola.
Antes que eu pudesse fazer qualquer coisa, Chen me segurou por trás e colocou a mão em minha boca.
-Se gritar vai ser pior.- Ele disse.
Depois só consegui sentir minhas lágrimas escorrendo por meu rosto antes de desmaiar de desespero.
POV Hyuna off
*Flashback off*
-Espera. Eles foram presos há um ano. Por que você continua aqui?- Taehyung perguntou.
-Não sei. Um dia eles foram embora e não voltaram mais e eu simplesmente não tinha forças para fugir ou pedir ajuda.- Hyuna disse.
-Mas se você está aqui há um ano, como você está viva?- Jungkook perguntou.
-Também não sei.- Realmente, Hyuna não havia pensado nisso- Mas acho que não vou durar mais muito tempo.- Ela completou surpreendendo a todos.- Me sinto tão fraca e é tão difícil respirar.
-Vamos te levar para um hospital. Rápido Namjoon, vai indo pro carro.- Yoongi falou. Ele estava tão preocupado e nervoso. Tinha acabado de reencontrar sua melhor amiga e iria perdê-la? Yoongi não podia se conformar com isso.
Namjoon, Hoseok, Jimin e Tae estavam indo para o carro.
-Consegue andar?- Jin perguntou.
-Não.- Ela disse.
Yoongi não pensou duas vezes antes de pegá-la no colo e acolhê-la em seus braços.
O carinho e a amizade que os meninos haviam desenvolvido por Hyuna era tão forte e intenso que eles não se importariam em fazer qualquer coisa por ela.
Yoongi levava Hyuna até o carro seguido de Jungkook e Jin. Namjoon acelerou o carro de forma brusca, parecia que foi de zero acem em apenas um segundo. Hyuna permanecia no colo de Yoongi. Ela já não estava mais acordada, sua respiração fraca e pausada era sentida por Yoongi. O mesmo já estava entrando em desespero, cochichava baixinho constantemente "Hyuna, fique comigo por favor" "Por favor. Eu te amo e não posso te perder agora.".
Quando Yoongi disse isso, sentiu uma pressão em sua mão, Hyuna estava a segurando e apertando-a com todoas as forças que ainda lhe restavam.
-Eu também te amo.- Ela disse num tom tão baixo que Yoongi quase não ouviu.
Ele ainda sentiu suas mãos juntas e firmes por mais alguns segundos, mas depois parecia que a força de Hyuna havia desaparecido por completo. Sua respiração estava muito fraca, Yoongi já desabava em lágrimas. Todos sabiam o quanto Hyuna era especial para Yoongi e como seu desaparecimento alterou seu comportamento.
Namjoon parou na frente do hospital, na primeira vaga que viu pela frente. Yoongi saiu com Hyuna nos braços. Ao ver a situação, dois médicos foram até ele com uma maca e levaram-na para uma sala no corredor. Segundos depois os meninos entraram. Se sentiam mal por não conseguir fazer nada para ajudá-la. Ficaram lá esperando por alguns minutos, que na percepção deles pareceram horas. Um dos médicos adentrou a sala de espera, deixando os meninos agoniados. O médico parou na frente deles e com um expressão séria anunciou:
-Conseguimos reanimá-la. Mas ela só tem alguns minutos.
Os meninos, ainda chocados, perguntaram se poderíam vê-la. O médico concordou. Eles correram até a sala, onde ao abrir a porta, viram Hyuna deitada olhando para o teto.
-Hyuna...- Namjoon disse em meio a lágrimas.
-Venham aqui.- Ela chamou e eles foram em sua direção.- Nunca parem de sorrir por minha falta. Me prometam que continuaram sendo felizes, por favor, é meu último desejo. Saibam que eu sempre estarei com vocês.
-Nós prometemos.- Todos falaram em uníssono.
-Agora eu poderia ficar a sós com Suga?- Yoongi se emocionou ao ouvir o apelido dado por ela. Ele não deixava ninguém além dela chamá-lo assim.
Os meninos corcordaram e saíram, fizeram o possível para segurar as lágrimas.
Hyuna reuniu suas forças para segurar o ferro que sustentava o soro e usá-lo como apoio para se sentar na cama. Segurou o rosto de Yoongi entre suas mãos e o beijou, sem nenhum aviso. Yoongi retribuiu o beijo, e logo depois pediu passagem com língua e Hyuna cedeu. Suas línguas disputavam por espaço e pareciam guerrear. Se separam pela falta de ar. Os olhos de Suga ainda estavam úmidos, mas foram secos por Hyuna, que logo depois se deitou novamente.
-Acho que já sei o motivo de eu não ter morrido antes. Eu precisava estar viva para dizer que te amo.- Hyuna falou e segurou a mão de Suga. Instantes depois o 'Beep' do medidor de batimentos cardíacos se tornou continuo e não pausado. Suga deu um beijo em sua testa e saiu.
Ele encontrou com os meninos fora da sala. Eles pareciam animados demais para alguém que havia perdido a melhor amiga, mas Yoongi logo descobriu o motivo de tanta agitação. Um e-mail, no celular de Jin, convidando os meninos para um reunião. O e-mail foi mandado pela Big Hit, uma famosa empresa de K-Pop. Yoongi se animou, seguindo o último pedido de Hyuna, que estaria comemorando com eles.
"Eu quero sonhar mais
Mas parece que chegou a hora de ir
Yeah, é a minha verdade
É a minha verdade
[...]
Talvez eu, eu nunca consiga voar
Como essa pétalas de flores aqui
Asas, como outras coisas, são impossíveis
Talvez eu, eu nunca possa tocar o céu
[...]"
Awake- Jin
"Talvez seja por isso
Que eu não sabia que seria o fim
[...]
Mesmo se eu for, não se preocupe
Por que você irá bem fazendo isso por sua conta"
First Love- Suga
Nenhum deles sabia que seria o fim, nem mesmo o início.


 


Notas Finais


Espero que tenham gostado.
;3


Minha outra fic-

https://spiritfanfics.com/historia/save-me-bts-6465036

Não esqueçam de me seguir no Twitter para novidades e updates das fanfics. ;3
@Noobelf12

Kissus pra vcs!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...