História Awake (Imagine - Jin) - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Visualizações 46
Palavras 899
Terminada Sim
LIVRE PARA TODOS OS PÚBLICOS
Gêneros: Romance e Novela, Shoujo (Romântico)

Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 1 - Awake


Fanfic / Fanfiction Awake (Imagine - Jin) - Capítulo 1 - Awake

É raro que eu consiga fazer com que Jimin saia comigo. Hoje o moreno cedeu as minhas reclamações e veio ao meu ensaio de dança.

Estava andando de mãos dadas com o maior, que parecia indiferente com a situação. As vezes ele faz parecer que nem se importa comigo, na verdade, eu tento acreditar que ele se importa.

[...]

Eu estava terminando de me alongar, quando o maior, após atender o celular, faz sinal que precisaria sair. Imaginei que ele faria algo do tipo.

Jimin sempre consegue arranjar algo que seja mais importante que eu. Sinceramente, não sei como eu continuo com um garoto como este, isso nem pode ser chamado de "namoro".

[...]

Quando todos saíram, decidi ir pro palco e ensaiar sozinha. Isso acalmava meus pensamentos.

Ultimamente, eu estou andando com a cabeça longe. Mais precisamente, na Itália, onde alguém que um dia foi importante pra mim está.

Olhei em volta, tudo estava vazio, escuro e silêncio. Nada diferente, mas nada está igual, talvez seja meu modo de ver as coisas que se alterou.

Eu estava dançando, pela última vez antes de ir pra casa, era preciso ensaiar muito, esse novo conceito era bastante complicado. No meio daquela coreografia senti tudo rodar é minhas pernas ficarem fracas.

Sem perceber eu estava caída no chão, com uma dor de cabeça que eu não desejaria nem para meus piores inimigos.

– Você está bem? – Ouvi uma voz rouca e familiar.

Vi os pés de um homem, que estava parando diante de mim. Levantei o rosto e vi alguém que eu não queria encarar, pelo menos, não tão cedo.

Era Seokjin, parado na minha frente. Eu mal posso acreditar. O que ele faz na Coréia?

 – Me perdoe. - Senti minha boca trêmula, sinto que a qualquer momento posso levantar e começar a discutir com ele.

– Seokjin, você acha que é fácil assim? Você acha que pode retornar assim pra minha vida?

– Por muito tempo dormi na escolhas da minha vida. Agora, estou aqui, pronto pra te amar. Estou finalmente acordado...

– Você é idiota? Eu namoro! Eu não vou te aceitar assim. Você sabe como foi difícil pra mim?

– Eu sei... – Ele suspirou.

– Não. Não sabe! Você não sabe como é dormindo pensando em alguém e quando acorda, ela já está dentro de um avião e não te disse nada! Absolutamente nada! – Senti algumas lágrimas descerem pelas minhas bochechas quentes.

– Eu sinto muito ter feito isso com você, mas eu estava confuso. Eu nunca duvidei que te amava mas eu precisava fazer aquilo. Quando percebi que não estava mais aguentando ficar sem você, eu peguei o o primeiro vôo pra cá.

- Vá em bora! Eu não preciso de você! Eu amo Jimin e ele também me ama... – Limpei as lágrimas e levantei.

– Ama mesmo? Já é tarde da noite, ele deveria estar aqui com você e não ficando com uma qualquer na rua, exatamente como acabei de ver.

Senti meu coração bater mais forte, não sentia tristeza, sentia raiva de ter dado meu tempo pra um idiota como Park Jimin.

Antes que eu pudesse retrucar o que o maior disse, senti ser envolvida por seus fortes braços. Agora era como se todos os problemas da minha vida desaparecessem no ar e a única coisa que restasse no mundo era o amor que eu sentia por Jin, amor que eu não queria revelar.

Ele começou a afagar as longas mechas do meu cabelo. Ele sabia mesmo como me reconfortar, como ninguém. 

– Eu te amo, prometo nunca mais fazer isso com você. – Ele solta minimamente o abraço e olha nos meus olhos.

– Sinto muito, mas eu não te amo mais.

– Se não ama mais, por que a nossa aliança está pendurada nessa corrente em seu pescoço?

Tentei debater com alguma coisa mas nada veio na minha cabeça, não haviam palavras contra isso, não haviam palavras contra a verdade.

Seokjin sorriu vitorioso quando não ouviu uma palavra sequer saindo dos meus lábios. Ele aproveitou a ocasião pra me puxar novamente para um abraço, ele sabia que era isso que eu precisava.

Após algum tempo assim, o maior trilhou um caminho com as mãos indo em direção a minha nuca. Eu sabia exatamente onde isso iria chegar.

– Diga que será minha pra sempre e eu nunca mais te abandonarei. Mas se fizer o contrário, nunca mais.nos veremos novamente.

Sem pensar duas vezes puxei o maior e selei nossos lábios. O mesmo pareceu surpreso mas não tardou a corresponder o selar. O beijo começou lento mas logo foi se intensificando.

Não demorou pra que ele pedisse passagem com a língua e eu apenas cedi. Ele sabia que era exatamente isso que eu precisava, eu precisava dele mais do que nunca, mais do que qualquer coisa.

Separamos nossos rostos minimamente por falta de ar. Senti sua respiração ofegante contra a minha.

– Eu estava começando a esqueceu seu rosto, seu cheiro, sua voz. Eu até me acostumei a ir sozinha pra casa.

– Não precisa mais se acostumar com isso, te levarei pra casa sempre, não só pra casa, um dia eu vou te levar pro altar também.

Ri com o comentário bobo do maior, que novamente selou nossos lábios.

Seokjin pegou em minha mão e me tirou do lugar, passamos perto de Jimin que quando cheguei fez-se de desentendido. Nunca mais verei ele em minha vida.

Entrei no carro de Jin e ele.me levou pra casa, assim como combinado. Espero que em breve ele cumpra sua palavra e me leve pro altar também.


"Quero permanecer
Quero sonhar mais
Mesmo assim
Sei que está na hora de partir"
-Awake



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...