História Awake - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Wolf`s Rain
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Exibições 44
Palavras 638
Terminada Não
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 2 - A exorcisa


Fanfic / Fanfiction Awake - Capítulo 2 - A exorcisa

Tirei minha Bíblia da bolsa e olhei a mulher a minha frente,ela virou a mãos nas costas e sangue saiu de sua boca,todos no café se mantinham escondidos como eu mandará.
"Diga seu nome demônio" Mandei abrindo a bíblia,a mulher possuída gargalhou em minha direção "eu estou mandando!"
"Em nome de quem?" A voz dupla sibilou em minha direção e eu bufei,era sempre a mesma coisa.
"Ajoelhe-se!" Mandei jogando água benta nela,o grito foi seguido de gemido e ela caiu de joelhos "não me conhece demônio? Pois então vou me apresentar" sorri " Sou Penélope Carter,exorcisa negra da igreja católica,cuido de demônios mais fortes que você" olhei fundo nos olhos de ódio da moça "demônios que podem ter suas próprias formas e não precisam possuir alguém pra me enfrentar"
"Filha de Grace e Scott" Ele gargalhou.
"Meus pais não estão mais vivos,então me diga demônio,qual seu nome?" Abri novamente o pote de água benta.
"Baal" Ele me olhou "e trago-lhe um recado de Lúcifer" ela se levantou "os donos da noite estão a sua procura e seu irmão estará morto se eles não a acharem" ele gargalhou.
   A moça caiu no chão desacordada e o ar voltou ao normal,o café se acendeu mesmo estando a noite,joguei o dinheiro na atendente e segui pra rua deserta,entrei em meu carro e arranquei,quando virei a rua de casa percebi minha porta aberta e saquei uma faca da bota de cano longo. Morava no subúrbio então ninguém ia ligar em me ver com uma faca na mão.
"Taehyung?" Chamei abrindo mais a porta,as luzes estavam todas acessas e tudo revirado "Tae!"
"O que ouve?" Tae me olhou da cozinha.
"Por que as portas estão abertas assim?!" Quase gritei,ele me olhou pensativo.
"Acabei de chegar da escola" Disse.
"Tanto faz,arrume suas coisas" Mandei.
"Vamos nos mudar? Só estamos aqui a oito messes..." Ele fechou a cara.
"Tae,arrume suas coisas agora!" Mandei.
"Eu já tenho dezoito anos! Você não manda em mim! Não sou criança" Ele bateu o pe,segurei a gola de sua camiseta e senti um calor vindo de seu corpo e lembrei de meu pai de repente.
"Só por estar discutindo comigo mostra como não cresceu" Soltei-o "arrume as coisas,não precisamos brigar" dei alguns passos,seus olhos mudaram do castanho para o castanho avermelhado "se controle!"
"Não mande em mim!" Ele me empurrou e saiu pela porta,fui atrás.
"Taehyung não temos tempo pra isso!" Bufei vendo ele se transformar num enorme lobo e correr para as montanhas "cacete!"
  Corri pelas escadas juntando nossas coisas,minha bolsa preta rangeu quando a puxei do guarda roupa. Joguei minhas roupas e pertences lá e fechei a bolsa,corri para o quarto de Tae e juntei suas roupas,saquei o celular e disquei o número de Belamir.
"Casa de poções e artigos de magia" A voz rouca disse,pude sentir o bafo de cigarro sem nem mesmo estar presente.
"Belamir" Disse apressada "preciso de dinheiro"
"Uau" Ele riu "trabalho quer dizer?"
"Exato" Bufei levando as malas para o carro "TAEHYUNG!" gritei em meio a escuridão,minha vizinha me olhou de lado e correu pra casa.
"O cachorrinho fugiu de novo?" Belamir me lembrou de sua presença ali.
"Cala boca,tem algo ou não?" Dedilhei as chaves e achei a do sótão,fechei o carro e entrei para pegar a última coisa.
"Acabou de aparecer uma coisa" Ele deu uma pausa estranha "mais não são demônios"
"Não me importo" Disse pegando a caixa preta no sótão escuro "onde
"Coréia do Sul" Ele pareceu estar sorrindo "parece que uma nave estranha caiu por lá,dentro tinha uma garota,ela é muito importante então traga ela pra mim e ganhará tres vezes o que te pago"
"Três vezes?! Por uma garota alienígena?!" Gargalhei,Belamir nunca me pagou mau,por isso três vezes o que ele me paga daria para passar o resto dos vinte anos seguintes sem precisar trabalhar pra ele.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...