História Azarada Docete - Capítulo 19


Escrita por: ~

Postado
Categorias Amor Doce
Personagens Alexy, Ambre, Armin, Castiel, Debrah, Iris, Jade, Kentin, Kim, Leigh, Lysandre, Melody, Nathaniel, Professor Faraize, Professora Delanay, Rosalya, Violette
Visualizações 19
Palavras 360
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Aventura, Colegial, Comédia, Ecchi, Escolar, Fantasia, Misticismo, Romance e Novela, Sobrenatural
Avisos: Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Spoilers
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Um barulho na janela assusta a noite calma das maninas na casa de Rosa.
O que será?

Capítulo 19 - Pequeno intruso


-Meninas, calma. está tudo bem. Deve ter sido uma coruja arranhando a janela atrás de um rato.  Tem um ninho de coruja aqui perto. -Disse Rosa tentando contornar a situação. 

-Eu já vi essa coruja da qual está falando. Queria desenhá-la, mas ela voou. -Disse Viollete.

Mudamos de assunto e tudo parecia se tranquilizar,  apesar da chuva insistente e barulhenta.

Quando estávamos nos preparando pra dormir a Íris foi ao banheiro e minutos depois volta correndo!

-Rosa! Rosa!  Eu vi ... Eu , euuu vi... Eu vi um mão batendo na janelinha do benheiro!

- Eu vou lá fora! -Disse Rosa determinada. 

-Não Rosa. Não vá. - Pedi -Deixa a chuva pssar primeiro.  

-Meninas,  eu não tenho medo. Só quero esclarecer pra tudo voltar a ficar divertido. 

Nessa hora, eu não sei o que me deu. Sai correndo para a porta e a abri. As meninas ficaram sem reação. A luz deu uma queda rápida,  mas mesmo assim pudemos ver uma coisa preta pequena entar correndo pela cozinha e que me derrubou. Entrou e se escondeu na escuridão breve da casa. Não  era muito grande, mas sabíamos que era  um ser vivo. Fechei a porta e antes que Rosa encontrasse uma lanterna,  a Luz retornou.

-Vocês acham que era um bichinho? Dá pra ver algumas marcas de lama e água pelo chão.  -Disse Viollete. 

Procuramos e procuramos,  mas o bichinho sempre corria. Quando finalmente tivemos a idéia de por um pouco de leite numa tigela e ele apareceu.  Era um filhote de gato, bem peludinho.  E eu resolvi ficar com ele.

Ainda tinha aula hoje. Fomos dormir umas duas da manhã.

Acordamos e nos arrumamos para escola. Fiquei de pegar o gatinho na volta.

Chegamos na escola,  todas fomos juntas e tudo ocorreu tranquilo, apesar das meninas disserem que o Armin não parava de me olhar. Passo na casa de Rosa na volta pra pegar o gatinho. assim que o soltei em casa me arranhou. Acho que isso é amor né?

*****************************

E finalmente é hora da festa a fantasia.  Todos estavam animados na escola para este evento.

Me arrumo, passo maquiagem e quando coloco o pé pra fora de casa, vejo uma silhueta e um rapaz encostado no meu portão. 


Notas Finais


Quem será o rapaz no portão da Ellen?
O que acontecerá nessa festa?
Descubra.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...