História B de bom, bonito e tudo mais - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias EXO, Seventeen
Tags B De Que
Visualizações 29
Palavras 883
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Crossover, Fluffy
Avisos: Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oi oi gente
Então, vocês já viram o projeto sobre visibilidade bissexual chamado ''B de quê?''
É um projeto gostosinho demais, eu descobri quando vi várias fics novas com o mesmo formato de nome e decidi ir atrás.
Achei o projeto um sucesso e decidi entrar de cabeça, e olha que eu nem bi sou, sou pan (não que precise ser bi pra saber que o B de LGBT é pouco valorizado)
Enfim, vou deixar o link do jornal sobre o projeto nas notas finais pra vocês ok??
Eu sei que o casal é flopado, que ninguém nem lê, mas quero fazer algo deles desde que Chanyeol postou a foto do Woozi com ele no estúdio e bem.. saiu isso aí
Não tá nem bom, mas né
Espero que gostem e relevem errinhos
Beijocas

Capítulo 1 - Capítulo Único


 

 

Jihoon poderia facilmente listar as coisas que gostava.

Gostava de uma enorme casquinha de morango com calda de chocolate em dias quentes.

Gostava de escapar para o shopping depois da aula, só para gastar vinte preciosos dinheiros com seus amigos naquele ‘’brinquedo’’ de montanha russa em realidade virtual.

Gostava de quando estudava até tarde numa noite e tirava um notão na prova do dia seguinte, mas gostava muito mais quando vadiava a aula toda, dormia ou maratonava algum seriado quando devia estudar e ainda assim tirava uma nota que deixava aquele nerd da carteira ao lado com inveja.

Gostava quando podia andar descalço e sem camisa por sua casa quando seu irmão mais velho e os amigos trogloditas dele não estavam, pois sabia que não seria zoado por ser baixinho e magricelo, e o máximo que ouviria era sua mãe dizendo que devia se alimentar melhor, já que era possível ver seus ossos facilmente por sob sua pele.

Gostava quando Eunha, sua ex namoradinha do ensino fundamental, aparecia em sua casa com a desculpa de querer algum jogo de videogame emprestado quando na verdade só queria subir para seu quarto e trocar muitos e muitos beijos estalados atrás da porta. Gostava de como suas mãos miúdas envolviam a cintura pequenininha e de como a pele branquinha dela se arrepiava quando a beijava no pescoço, mesmo que ela ainda fosse um tanto tímida demais para ousar mais do que aquilo.

Gostava também quando uma das amiguinhas dela subitamente lhe enviava uma mensagem em seu celular só para perguntar se ele poderia tirar alguma dúvida delas sobre a aula de biologia, depois da aula, atrás da arquibancada.

E ele nem era tão bom assim em biologia.

Mas era bom em beijar e em fazer uma garota se sentir bem.

Também gostava de quando o chamavam de Woozi, o apelido fofo combinava com seus olhos pequenos e com sua baixa estatura.

Gostava de quando tocava piano sozinho na casa de seu avô, seus dedos deslizando pelas teclas frias até que seu coração se aquecesse ao ritmo de alguma canção.

Gostava também de um suco de limão gelado quando o sol escaldava sua pele branquinha e o fazia derreter em gotas de suor...

E ainda mais quando podia tomar seu suquinho enquanto observava os amigos de seu irmão mais velho pulando na piscina da casa de sua tia avó, aquela que nunca estava em casa e sempre deixava seus meninos aproveitarem o sol naquela imensidão de água que mantinha em seu quintal.

Mas em especial, havia um amigo que mexia com sua cabecinha nem um pouco confusa, e Jihoon gostava de mexer com a cabecinha dele.

Ele era quatro anos mais velho, mil metros mais alto, e tão, mas tão inocentezinho, tadinho. Chanyeol o nome dele.

Jihoon gostava de como ele era alto, de como seus ombros eram largos, de como seu peitoral era firme.

Gostava de como sua voz era grossa e suas ideias bobas, seus sorrisos fáceis, de como suas mãos eram grandes e o seguravam com jeitinho, de como ele era bom, tão bom.

Gostava de encarar seu rosto, tão lindo, os olhos grandões, a boca carnuda e cheia, o nariz redondinho e a pele macia, mesmo que marcada por algumas manchas de espinhas.

Gostava de quando ia na casa dele, depois de encher o saco do irmão dizendo que queria acompanhá-lo só para flertar com a irmã mais nova deste. Mentiroso que só, o menino Jihoon, queria mesmo era provocar ciúme no grandão, piscar maroto para a moça enquanto tinha os olhos furiosos do mais velho sobre si.

Gostava de quando mentia para sua mãe, dizendo que iria dormir na casa do Seokmin, coitado dele, que mentia para a tia Lee dizendo que Jihoon estava mesmo lá, só para escapulir para baixo dos edredons quentinhos do Park e sentir as pernas compridas e tortas contra as suas, fininhas e lisas, e para sentir as mãos grandonas em partes suas que não ousava dizer em voz alta.

Gostava também quando Chanyeol, todo manhoso e pidão, pedia naquele tom choroso: ‘’Vai, Woozi, confessa logo que é tão viado quanto eu’’, arrancando um riso soprado de si.

‘’Desculpa, hyung, mas da fruta que você gosta eu como até o caroço, e da que não gosta eu como também’’, era o que respondia, e o mais velho se enfezava todo, virando de costas e dizendo que não queria mais saber do ‘’anão maldito’’.

‘’Mesmo se eu dizer que te gosto muito? Ainda assim você come da outra fruta?’’, foi o que Chanyeol perguntou um dia, voltando-se para o mais novo com os olhos brilhantes bem abertos.

‘’Hyung, desde que você me comeu, a única fruta que eu quero é você’’, respondeu sério, se assustando ao sentir o próprio coração disparando. ‘’Mas fica esperto, sua irmã é a maior gostosa e ela é a sua cara!’’, completou de brincadeira, não querendo dar atenção para aquele descompasso gostoso e aquela agitação na boca do estômago que Chanyeol lhe causava.

‘’Duvido que ela faça um fio-terra mais gostoso do que eu’’, era o que ouvia em resposta, e só ria, deixava por aquilo mesmo.

Porque gostava de como Chanyeol era bom, bonito e tudo mais, e gostava ainda mais do fato de que ele achava tudo isso de si também.

 

 

 


Notas Finais




Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...