História Babá do Natsu - Capítulo 18


Escrita por: ~

Postado
Categorias Fairy Tail
Personagens Aquarius, Aries, Bisca Connell, Cana Alberona, Câncer, Capricórnio, Elfman Strauss, Erza Scarlet, Gajeel Redfox, Gray Fullbuster, Happy, Igneel, Jackal, Jellal Fernandes, Jenny Realight, Jude Heartfilia, Juvia Lockser, Layla Heartfilia, Levy McGarden, Lisanna Strauss, Loki, Lucy Heartfilia, Macao Conbolt, Makarov Dreyar, Mirajane Strauss, Natsu Dragneel, Sting Eucliffe, Taurus, Virgo, Wendy Marvell
Tags Fairy Tail, Gruvia, Jerza, Nalu
Exibições 348
Palavras 1.245
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Ecchi, Escolar, Festa, Hentai, Romance e Novela, Saga, Shoujo (Romântico), Violência
Avisos: Álcool, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Desculpa a demora, tive problemas...
Boa leitura!

Capítulo 18 - Culpa da Lisanna


Fanfic / Fanfiction Babá do Natsu - Capítulo 18 - Culpa da Lisanna

   - Porcaria - Falei.

  - O que aconteceu, Lucy? - Perguntou o Natsu colocando o pote de sorvete na mesinha ao lado dele.

  - Quero ir no banheiro - Falei cruzando os braços.

  - Tem que tirar o soro da sua veia então - Ele falou se levantando da cadeira.

  - Tira devagar  - Falei fechando os olhos.

  - Certo - Ele falou tirando com cuidado a agulha.

  Me levantei e fui até o banheiro, fechei a porta.

  - Vou ficar aqui na porta - O Natsu falou do lado de fora - Estou preocupado em ficar longe de você.

  - Que fofinho - Falei baixo enquanto lavava as mãos.

  Abri a porta e o Natsu quase caiu, ele estava escorado na porta.

  - Morre não - Falei segurando o ombro dele.

  - Desculpa - Ele falou retomando o equilíbrio.

  - Merda! Que susto! - Falei segurando a garganta.

  - Que foi? - Ele perguntou me olhando.

  - Oi Nat - A Lisanna falou.

  - Ai desgraça! - Ele falou ao se virar e ver a Lisanna sentada no sofá do quarto.

  - Calma, só vim visitar a Lucy - Ela falou se levantando - Está tudo bem flor? - Ela perguntou me abraçando.

  - Um pouco abalada... - Falei fitando o chão.

  - Bem - Ela falou me soltando - Vou indo, melhoras linda - Ela falou saindo do quarto.

  - Estranha... - Falou o Natsu.

  - Me ajuda a colocar essa agulha - Falei me deitando.

  Ele pegou a agulha e colocou na minha veia.

  - Mais sorvete? - Ele perguntou me oferecendo o pote de sorvete.

  - Pode ser - Falei pegando uma colherada de sorvete.

  - Lucy... - Ele falou se levantando da cadeira ao meu lado.

  - O que foi? - Perguntei me sentando.

  - Tira essa agulha! - Ele falou tirando a mesma do meu braço.

  Olhei pra agulha no chão, não tinha mais soro lá, e sim um estranho liquido preto.

  O Natsu se ajoelhou no chão e pegou a agulha pra observar o estranho líquido.

  - Veneno... - Ele falou com os olhos arregalados - Lucy, você tá bem? - Gritou segurando minha mão.

  - Natsu - Senti algo escorrer do meu nariz, coloquei a mão no mesmo - Sangue?

  - Doutora! Alguem! - Gritou o Natsu socando a porta do quarto com força. Ele a abriu - Erza! Chama alguem! Agora! - Ele gritou pra ela que correu na mesma hora.

  Comecei a ter uma crise de tosses, mas não qualquer tosse, sangue saia da minha boca, muito sangue...

  - Lu-chan! - Gritou a Erza ao entrar no quarto acompanhada da Doutora Aquarius.

  - Lucy! - Natsu gritou...

  As vozes começaram a ficar mais distantes e minha visão ficou escura...

  Pov. Natsu

  Três horas depois.

  - Uma da manhã - Falou Zeref, meu irmão mais velho - Vai pra casa, tem que dormir, o enterro de nossos pais será as seis da manhã...

  - Não posso deixar a Lucy sozinha... - Falei segurando a cabeça.

  - A melhor amiga dela já está aqui - Ele falou segurando meu ombro.

  - Zeref, EU tenho que ficar aqui, vai descansar... Sua viagem foi longa... - Tentei convencer ele.

  - Vou ficar aqui, tenho que cuidar do meu maninho - Ele falou se levantando levantando - Vou comprar um café pra você... - Ele falou se levantando.

  - Valeu - Falei.

  - Ah, tem mais, no enterro será lido o testamento deles... - Ele falou antes de sair.

  Não me importo com esse dinheiro, eu quero minha vida normal novamente, sem complicações... A culpa é minha, se eu não tivesse topado esse desafio da Lisanna.

  - Natsu Dragneel? - Chamou a Doutora Aquarius.

  - Eu - Falei me levantando.

  - A Lucy teve uma hemorragia interna e está passando por um tratamento, encontramos vestígios de um envenenamento... - Ela falou me olhando - As câmeras do hospital flagraram quando um jovem chamada Lisanna Statuss colocou o veneno no soro...

  - Lisanna? - Perguntei assustado - Foi depois que a Lucy vou no banheiro?

  - Exatamente - Ela afirmou - Isso não pode ser levado apenas como uma brincadeira de mal gosto, esse ocorrido colocou em risco a vida de Lucy Heartifilia - Ela falou.

  - Aquela maldita da Lisanna! - Falei entre os dentes - Foi tudo culpa da Lisanna!

  - Se acalme Natsu, a familia dela terá que pagar uma multa para a Lucy - Ela falou - E você pode abrir uma ocorrência na justiça, vocês dois tem meu total apoio - Ela falou com a mão no meu ombro.

  - Quando, mais ou menos, a Lucy vai receber alta? - Perguntei colocando as mãos nos bolsos.

  - Daqui meia hora - Ela falou - Agora se me der licença... - Ela falou saindo.

  Voltei a me sentar na sala de espera.

  - Natsu - Falou o Zeref se sentando ao meu lado e me dando um dos copos de café - Eu conversei por telefone com a sua empregada, Virgo, e ela falou que você parece meio tranquilo no meio de tudo isso...

  - Todos devem estar pensando isso também... - Comecei a falar - Para ser sincero... Antes de vim pro hospital, eu tinha recebido as duas notícias quase na mesma hora... Fiquei uma hora no meu quarto... Chorando, e muito - Falei dando um sorriso de canto.

  - Entendo... Quase o mesmo comigo, só muda que eu bebi umas bem fortes - Ele falou - Fiquei tão bêbado que beijei um cachorro...

  - Coitado... Tenho dó, do cachorro... - Falei brincando.

  - Dó eu fiquei da Mavis... - Ele falou segurando a cabeça.

  - Quem é Mavis? - Perguntei.

  - Minha empregada... Na verdade, noiva, vamos nos casar... - Ele falou - Tive que deixar ela na minha cidade, a mãe dela não está nada bem.

  - Empregada?! - Falei engasgando com o café.

  - Louco né, me apaixonei pela nova empregada da casa - Ele riu.

  - Assim... A Lucy era minha empregada - Falei mexendo as mãos feito louco.

  - E você deu conta de engravidar ela? Tá despreocupado com a vida... - Ele falou revirando os olhos - Eu tenho 23 e tenho mais juízo que você, com 17...

  - Eu sou mais novo! O quê você queria? Que eu virasse padre? - Perguntei rindo.

  - Tô zoando, peguei minha empregada no primeiro dia de trabalho dela, ela só não engravidou porque eu sei pensar um pouco - Ele falou dando um soquinho no meu ombro.

  ( N/A- Se vocês quiserem, eu posso fazer depois que essa história acabar, posso fazer uma segunda temporada com a história da Mavis e do Zeref )

  - Natsu, as visitas estão liberadas - Falou a Aquarius aparecendo atrás do Zeref que deu um pulo de susto.

  - Vem, vou te apresentar a Lucy - Falei chamando o Zeref.

  - Vou conhecer a "Babá do Natsu" - Ele falou se levantando do sofá.

Próximo capítulo:
" O enterro, o testamento "

  


Notas Finais


Oq acharam??
Até a próxima!
Eu e minhas amigas estamos fazendo uma fanfic, passem lá :)
https://spiritfanfics.com/historia/o-melhor-amigo-do-meu-irmao-6720925


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...