História Baby Blue Love • Imagine Baekhyun 💙 - Capítulo 45


Escrita por: ~

Postado
Categorias Black Pink, EXO, Got7, Monsta X
Personagens Baekhyun, BamBam, Chanyeol, Chen, D.O, Hyung Won, I'M, Jennie, Jisoo, Joo Heon, Kai, Ki Hyun, Kris Wu, Lay, Lisa, Lu Han, Min Hyuk, Rosé, Sehun, Show Nu, Suho, Tao, Won Ho, Xiumin
Visualizações 178
Palavras 1.342
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Escolar, Famí­lia, Festa, Hentai, Romance e Novela, Violência
Avisos: Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Boa leitura.

Capítulo 45 - 💕45💕


Fanfic / Fanfiction Baby Blue Love • Imagine Baekhyun 💙 - Capítulo 45 - 💕45💕



No dia seguinte...


Depois da noite de ontem, acordei completamente dolorida. Não só as pernas, como a cabeça, depois daquela ressaca. Nunca mais eu bebo.

Porém, acordei feliz. Senti uma vontade enorme de me divertir bastante hoje. 

Me espreguiçei e olhei para os lados, parecia cedo. Peguei meu celular e olhei a hora, eram 8:30. 

Olhei para o lado e Baekhyun dormia profundamente, parecia um bebê. Ele estava virado para mim, a boca meio aberta e os seus cabelos cobrindo os olhos. 

Tomamos banho ontem mas não trocamos de roupa. Seu abs estava quase todo a mostra. 

Sorri e o cobri. Passei lentamente minha mão em seus cabelos e beijei sua testa.

Me levantei sem fazer barulho, e fui fazer minhas higienes matinais.




8:50 PM.

Eu já estava na cozinha, preparando nosso café da manhã. Baekhyun ainda dormia, nem se mexeu desde que me acordei.

Tomei um forte remédio para dor de cabeça, esperando que melhore em pouco tempo, estou tão feliz que não quero que isso me incomode.

Realmente não sei o por que de eu estar tão feliz assim, até parece que aconteceu algo de muito bom, mas na verdade não. Talvez seja por causa da ressaca.



Eu já estava quase terminando o nosso café da manhã. Coloquei as coisas na mesa e fui preparando o resto.

Fui até a pia lavar as mãos, quando sinto braços me envolverem delicadamente. Me assustei na hora, mas, quando senti o cheiro de Baekhyun, sorri.


(Baekhyun): Bom dia. - Sua voz saiu rouca.

(S/n): Bom dia, Baekkie. - Me virei e o abracei.

Me separei um pouco dele e o olhei, ele estava sorridente e ainda com os cabelos cobrindo os olhos. Comecei a ajeitar seus cabelinhos, enquanto ele sorria de olhos fechados.

(Baekhyun): Eu te amo. - Eu rio. - Qual é a graça? - Sorriu de lado.

(S/n): Sei lá... estou feliz hoje. - Sorriu mais ainda. - Eu também te amo. 

Me puxou mais para si e me deu um abraço forte, logo depois nos separamos, ele coloca suas mãos em meu rosto e me dá um selinho demorado, que logo virou um beijo.



Após ter terminado de fazer o café da manhã, nos sentamos e logo começamos a comer.

Eu estava morrendo de fome, Baekhyun, nem tanto. Ele me olhava rindo.

(S/n): Do que está rindo? - Falei com a boca meio cheia.

(Baekhyun): Você, comendo com tanta vontade. - Sorriu.

(S/n): Estou com muita fome.

(Baekhyun): Também, depois de ter provocado tudo que comeu ontem. - Nós rimos.























15:00 PM.

Já era tardezinha e eu e Baekhyun estávamos deitamos em minha cama, conversando.


(Baekhyun): Anjinha. - O olhei. - Vamos sair? 

(S/n): Para onde?

(Baekhyun): Ah não sei... vamos andar por ai, conversar ao ar livre, até anoitecer. O que acha? 

(S/n): Isso é ótimo. - Sorrimos.





18:30 PM.

E assim fizemos. Saímos de casa e fomos andando por ai... o de sempre. 

Ficamos um bom tempo passeando por ai, mas agora, estávamos estávamos num parque meio movimentado, sentamos num banco debaixo de uma árvore. Estava frio, mas depois de Baekhyun ter me abraçado e colado em mim, não sentia mais nada de ruim.

Baekhyun sussurrava coisas em meu ouvido, coisas como "eu te amo". Todo tempo que passamos sentados ali, nós conversamos assim.

Eu nunca pensei que, um dia eu estaria num lugar como a Coreia, com Baekhyun, o garoto que um dia foi meu melhor amigo, desde que eu era criancinha, mas que agora, é o amor da minha vida.

Em pouco tempo nesse lugar já aconteceu muita coisa. Coisas boas e ruins, que vão fazer parte da minha vida para sempre. 

Os amigos que eu fiz aqui, amigos que eu jamais conseguiria no Brasil. Foi tão de repente, foi muito rápido. Logo de cara conheci sete maravilhosos garotos por acaso, e um deles marcou a minha vida, Kihyun. Não foi por muito tempo, mas... foram os melhores dois meses.

E eu espero que com Baekhyun seja melhor ainda. 

Para mim, no começo foi super estranho gostar do meu melhor amigo. Mas, do nada, não foi nada demais.

Esses foram os melhores momentos da minha vida, e ainda há muita coisa por vir.


(Baekhyun): No que está pensando? 

(S/n): Em tudo. - Sorri. - Nos meus amigos, daqui, em você. - Nos olhamos.

(Baekhyun): Em mim? - Assentiu. - E como está pensando? - Perguntou curioso.

(S/n): No como você mudou minha vida... de uma hora para a outra. 

(Baekhyun): Eu sou muito importante para você?

(S/n): Se é? - Sorriu. - Você é muito Importante, Baekkie.

Ele sorriu largo mostrando os dentes, parecia orgulhoso de ouvir aquilo. Ele me abraçou forte e beijou repetidas vezes minha bochecha.


Baekhyun nos separou, e me olhou por um tempo. 

(S/n): O que foi? - Sorri envergonhada.

(Baekhyun): Desculpe. - Virou a cara e sorriu. - Você é tão linda que as vezes me perco olhando para você.

(S/n): Não fale assim. - Eu rio. - Eu não sou bonita... - Me olhou incrédulo.

(Baekhyun): Como você pode falar uma coisa dessas? - Cruzou os braços. - Você é a coisa mais linda desse mundo. - Entreçalou nossas mãos.

Sorri mostrando os dentes e ele me olhava de um jeito apaixonante novamente. 

(S/n): Por que está me olhando assim... estou ficando envergonhada. - Olhei para o lado.

(Baekhyun): Eu queria te dar uma coisa. - O olhei novamente.

(S/n): O quê? - Perguntei confusa.


(Baekhyun): Lembra quando eu te pedi em namoro? - Assenti rindo. - Então... eu não tinha nada preparado e não tinha te dado nada, não é?

(S/n): É mas... se você está querendo me dar alguma coisa não precisa Baek, eu só quero você perto...

(Baekhyun): Shh. - Colocou o dedo em minha boca. - Eu vou dar uma coisa muito especial para você, e eu espero que você nunca tire. - Sorriu.

(S/n): Está me deixando curiosa. - Mordi os lábios, empolgada.

(Baekhyun): É um colar. - Sorri. - Um colar muito especial que eu quero que você use... até o fim das nossas vidas. 

Eu estava muito empolgada, e também, muito curiosa. Baekhyun nunca tinha me olhado como me olhou hoje, parecia que aquele colar realmente tinha algo de especial... e seja lá como for, eu nunca vou largar esse colar.


Baekhyun colocou as mãos no bolso, logo tirando e colocando o colar na mão, escondendo.

Não pude ver como era. 

Baekhyun me olhou e sorriu largo, ele colocou a mão que escondia o colar para cima, e soltou o colar, revelando como ele era.

Era um colar que tinha escrito o seu nome em hangul. (Foto acima) (sim, esse colar é meu rs).


(S/n): Baek... - Eu sorria enquanto tocava o colar delicadamente.

(Baekhyun): Isso é para você. Para lembrar de mim, sempre.

(S/n): É muito... lindo. - Sorriu.

(Baekhyun): Não tão lindo quanto você. - Falou baixinho e se aproximou de mim.

Ele abriu o colar e o colocou com paciência em meu pescoço. O tempo todo olhando para mim.

Quando terminou, ele suspirou e sorriu.


(S/n): Muito obrigada, Baek. - Sorri.

(Baekhyun): Isso é especial anjinha... nunca o tire, só quando você for tomar banho ou algo do tipo. - Nós rimos. - Mas... quando você tirar de verdade... quer dizer que... tudo acabou. - Me assustei ao ouvir falando isso.

(S/n): Não, não, não! - Entreçalei nossas mãos. - Isso nunca vai acontecer, nunca. - Sorri e encostei nossas testas. - Eu te amo, Baekkie.

(Baekhyun): Te amo! - Ele riu e me puxou para um beijo.

Baekhyun começou um beijo bem calmo e apaixonante. Ele pôs suas mãos em meu rosto e continuou.

Num momento ele quis começar um beijo de língua. Eu o proibi de fazer isso, logo nos separando na hora.

(Baekhyun): O que foi? - Perguntou confuso.

(S/n): Têm crianças nos olhando. - Falei observando algumas crianças nos olhando.

(Baekhyun): Ah. - Ele riu. - Sabe, hoje eu não ganhei nenhum beijinho desses. - Fez bico.

(S/n): Quando chegarmos em casa vai ter. - Sorrimos.




Depois disso, ficamos mais algumas horas andando por ai e fomos até em um restaurante depois. 

E quando voltamos para casa, nos ajeitamos para dormir, e nos deitamos na cama, desligamos as luzes e ficamos conversando no escuro.



E quando o sono bateu,

(Baekhyun): Eu te amo.

(S/n): Eu te amo. - Nos abraçamos e lhe dei um selinho.



E esse, foi o melhor dia da minha vida, pelo menos, por enquanto.




...








Notas Finais


Muito obrigada por ler, bebês!
I love vocês, três beijos e até a próxima.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...