História Baby boy - Yoonseok - Capítulo 10


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Suga
Tags Daddy Kink, Hoseok, Lolitta, Texting, Yoongi, Yoonseok
Exibições 927
Palavras 832
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ecchi, Fluffy, Hentai, Lemon, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Visual Novel, Yaoi
Avisos: Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sadomasoquismo, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oii 🌚

Pessoal espero que gostem e boa leitura...😘

Capítulo 10 - Dez


 -- Lá encima Daddy...- fala baixo e puxo suas pernas para meu tronco.


Ele me olha surpreso. Minhas mãos estavam finalmente nas suas coxas macias e as aperto vendo ele suspirar.


-- Ali?- pergunto apontando com o olhar enquanto ele se aproximar do meu rosto.


-- Segunda porta...- fala e beija meu pescoço e mordo meu lábios.


Ando com ele no colo e subo as escadas. Vejo as portas e vou para a segunda porta e já que estava aberta e somente a empurro com o pé. Vou andando e o jogo em uma cama com lençóis brancos de ceda. Subo por cima dele e vou passando a mão por baixo de sua saia. Olho em seus olhos enquanto ele sorri e respira pesado.


-- Daddy...- fala baixo ao sentir minha mãos por baixo da calcinha apertada. Aperto sua bunda macia e vejo fechar os olhos e engolir seco.


-- Baby boy, você foi tão mal...- sussurro em seu ouvido enquanto sinto seu cheiro de perfume.


-- D-daddy eu fui mal?...- pergunta cínico e aperto mais sua bunda e vejo ele se mexer para frente como se estivesse rebolando em mim.


-- Muito mal...- tiro suas meias devagar enquanto ele observa cuidadosamente.- Vou te punir Baby...


-- V-vai?- beijo suas coxas já expostas subindo até o zíper de sua saia.


-- Baby calado...- falo firme e tiro sua calcinha e jogo em qualquer lugar.


Coloco minha cabeça debaixo da saia e beijo sua virilha vendo ele se remexer e gemer baixo. Mordo a parte interna de suas coxas sentindo a pele macia nos meus dentes. Ele geme um pouco mais alto tentando me obedecer e ficar calado. Beijo sua extensão devagar o torturando e vou descendo até o sua entrada e lambi ali vendo ele se remexer.


-- Baby esta muito calado, pode gemer mais alto?- peço contra sua glande e coloco devagar na boca. Ouço ele gemer mais alto e apertar os lençóis.


Retiro de minha boca e o puxo pela sua mão para sentar em meu colo. Ele faz obediente e vi as marcas de dentes.


-- Quer beijar seu Daddy?- pergunto movimentando seu quadril na minha calça. Minhas mãos estavam abaixo de sua cintura enquanto seu rosto beirava a algo que não consegui decifrar. Ele era praticamente um mistério.


-- Quero Daddy...- sussurra colocando as mãos nas minhas bochechas e tomando meus lábios.


Tinham gosto de caramelo. Peço passagem com a língua e ele aceita de prontidão gemendo entre quando circulo sua entrada com o dedo levemente. Assim que falta o ar baixo os beijos para seu queixo e pescoço enquanto suas reboladas iam me deixando a loucura. Deixo chupões em sua clavícula e ia abrindo seu moletom botão por botão. Desço o mesmo pelos ombros me dando espaço para beija-los e marcar aquela pele branquinha. Tiro sua saia assim que o empurro para a cama o deixando de costas para mim.


Beijo suas costas começando pela nuca, bem devagar e vejo ele suspirar. Paro no final das costas e chego a sua bunda e dou uma mordida em cada uma delas com força. Ele geme.


-- Empina Baby boy, vou te punir agora...- falo autoritário e ele empina ficando com  o rosto no colchão e se segurando pelos cotovelos. Dou uma palmada com força no lado direito e sinto ele gritar e apertar o lençol.- Quero que conte Baby boy!- passo os dedos no vermelho do tapa e vejo ele gemer um pouco.- Conte!


-- Um...- fala rouco e dou mais um tapa com força e ele novamente grita.- D-dois...


-- Sabe por que está sendo punido Baby?- pergunto dando outro tapa deixando claramente a palma de minha mão. Ele grita novamente agora sorrindo.


-- T-três... Por que eu menti pro meu Daddy...- fala rouco e grita pelo outro tapa que dei.- Q-qua-atro... E por brincar com o Daddy sem ele pedir...


-- Isso, conte comigo Baby boy... Se perder a conta eu vou Concerteza fazer pior que isso...- falo sorrindo negro e dando mais um tapa.


-- C-CINCO! - Dou um tapa mais forte e vejo seu olhos se apertarem pela força dessa vez.


-- EU MANDEI GRITAR?


-- S-eis! N-não Daddy!- fala ganhando mais um tapa mas dessa vez mais fraco. Passo os dedos pela pele vermelha e vejo ele se aliviar da dor.


-- Ótimo... - falo dando um último tapa  com força.


-- S-se-te!- fala com a cara no lençol.


Beijo a área vermelhinha com delicadeza e puxo ele para virar de frente para mim. Seu olhos estavam vermelhos e sua boca com marca de dentes. Os beijos puxando eles com os dentes e volto com selinhos enquanto ele tinha suas mãos nos meus ombros.


-- Espero que tenha aprendido Baby boy...


-- Aprendi sim Daddy!- fala baixo em meu ouvido.- Daddy você é melhor do que eu imaginei...- Sinto sorrir contra meu pescoço.


-- Você também é lindo Baby boy.- sussurro em seu ouvido e vejo sua pele arrepiar.- Você foi um Baby obediente em receber sua punição... Merece um prêmio não?


-- Mereço?


-- Sim... Você está com fome?


-- Muita...- ele lambe os lábios.


-- Quer leitinho?


-- Quero...


Desabotoei minha calça e sorri.


Notas Finais


Dcp não ter lemon nesse mas lembrem-se ainda tem o próximo😂😂😘


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...