História Baby boy - Yoonseok - Capítulo 21


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Suga
Tags Daddy Kink, Hoseok, Lolitta, Texting, Yoongi, Yoonseok
Exibições 636
Palavras 1.050
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ecchi, Fluffy, Hentai, Lemon, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Visual Novel, Yaoi
Avisos: Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sadomasoquismo, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Velho o Spirit não ta colocando a porra das minhas mídia!

;-;

Bem enfim, boa leitura🌚

Capítulo 21 - Vinte e um


Daddy pega em minha mão e me faz subir as escadas. Cada degrau eu ficava mais ansioso. Chegamos no meu quarto e eu o abro e ele entra. Fecho a porta e sinto meu corpo virar e minhas costas baterem na porta. Daddy segura meus pulsos para ficarem ao lado de minha cabeça e me beija. Ele pede passagem com a língua e me faz arrepiar ao sentir ele explorando minha boca completamente e soltando meus pulsos devagar e subindo minha blusa devagar. Minhas mãos vão para seus braços e sobem para seu pescoço onde eu arranho sua nunca e sinto Daddy de arrepiar. Hyung nunca se arrepiou com meu toque, era a primeira vez. Sinto ele morder meus lábios e mordo os seus devolta vendo ele grunhir e sorrir. Assim que senti falta de ar ele percebe e vai descendo os beijos e chupões pelo meu pescoço enquanto eu gemia e arfava com suas mãos apertando minha cintura. Minhas mãos estavam em seu cabelo e os puxava.

Ele desce as mãos para meu quadril e gemi já vendo minha saia deslizar pelos meus pés junto com minha calcinha que ainda estava ali apenas como obstáculo. Ele me puxa para seu colo e me faz rodear suas cintura com minhas pernas. Ele me deixa na cama deitado e tira minha blusa com cuidado e joga em qualquer lugar no quarto. Beija meu peitoral e me arrepio ao sentir ele morder cada lugarzinho que tinha. Ele chupava meus botões me fazendo gemer baixo e apertar mais seus cabelos macios. Daddy da beijos molhados perto de meu membro e arfo querendo seu toque. Ele sobe por cima de mim e beija meus lábios ardentemente e puxa com força me fazendo gemer de dor e sentir o gosto de ferro.

-- Baby boy, de quatro!- fala autoritário e assenti ficando de quatro. Ele beija minha bunda e morde cada um dos lados enquanto gemi sorrindo. - Baby eu peguei o brinquedo que você tanto queria.

Ele coloca os dois dedos perto de minha boca e tento alcançar para chupa-los mas ele afasta e volta me fazendo ficar de boca aberta para receber. Lambi os lábios colocando finalmente os dedos dele na minha boca e chupo com vontade e ele os retira beijando meu tronco enquanto gemi ao sentir deus dígitos em minha entrada e brincarem la dentro. Gemi me acostumando e senti ele se afastar e pegar uma venda e uma bolinha.

Ele tampa meus olhos com a venda vermelha e coloca a bolinha na minha boca.

-- Baby nada de gemer até eu mandar...- ordena puxando meu nódulo entre os dentes me fazendo arrepiar e quase gemer se não fosse a bolinha.- Lembre-se eu ainda posso te punir...

Arrepio ao sentir algemas no meus pulsos e  serem amarrado a cama. Sinto algo me penetrar e vibrar. Seguro meus gemidos assim que sinto beijos molhados nas minhas costas.

-- Baby boy você está tão...- fala com voz rouca e arrepio ouvindo sua calça ser jogada no chão.- Baby eu estou quase implorando para você gemer e eu te dar uns tapas...

Aquilo estava me deixando louco. Quase gemi... Sinto ele mexer o plug e almentar a velocidade e não aguentei e gemi.

-- Baby...- fala no meu ouvido. Prendo a respiração. Ele tira a bolinha de minha boca.- O que foi que eu mandei?

-- P- para não gemer Daddy...- falo e sinto minha costas serem arranhadas por unhas curtas.

-- Baby como você tirou notas boas vou facilitar para você, mas como me desobedeceu vai receber punição...- fala rouco e engulo seco ao sentir meus pulsos serem liberados e serem amarrados agora nas minhas costas.

Daddy tira o plug e me trás para seu colo. Mesmo não podendo ver mas seu membro estava duro embaixo do meu. Sinto um tapa e gemi sentindo lamber meu pescoço.

-- Ja que quer tanto gemer Baby...- fala em meu ouvido e sinto me penetrar com força. Gritei por ter sido de uma vez. - Geme alto Baby boy...

Ele vai fundo e rápido no começo e praticamente gritei enquanto ele falava palavras sujas no meu ouvido. Sorri ao sentir que ele acertou meu ponto preferido é gemi arrastado sorrindo e sinto ele rir safado e ir devagar me fazendo ansiar para que ele toque la denovo. Hyung toca mais uma vez e gemi alto.

Beija meus lábios rápido fazendo um estalo e morde minha pele do pescoço. Me sinto em pleno prazer ao sentir meu ponto mais uma vez e ele me deixar quicar sozinho. Sorrio. Queria tanto ver meu Daddy e ver ele gemer como ele esta gemendo agora.

Gemi seu nome e ele tira a venda me fazendo ter a visão de seu rosto suado e me olhando nos olhos. Sinto que vou gozar... Eu preciso me tocar agora... Hyung percebe e faz não com a cabeça... Eu não posso gozar até que ele mande... Gemi seu nome novamente enquanto ele apertava minha bunda e se retira me fazendo abaixar e fazer um boquete nele.

Chupei com vontade e beijei sua extensão. Lambi sua glande e chupei cada pedacinho delicioso de meu Daddy. Beijo seu tórax e beijo seu lábios enquanto sorri. Segura meus cabelos e puxa abaixando e me fazendo chupar mais e mais rápido e praticamente foder minha boca. Sinto seu líquido e ele afasta me fazendo sujar meu rosto e seu espasmos me fazerem arrepiar. Ele levanta meu rosto e me beija sem se importar. Eu preciso tanto gozar... Ele me trás para trás me fazendo deitar e começa a me chupar de bom grado. Ele ainda não me mandou gozar...

-- Goze para mim Baby boy, geme meu nome...- assim gemi seu nome repetidas vezes e senti jatos enquanto estava em pleno orgasmo. Vejo ele engolir tudo e ir para cima de mim e me beijar. - Baby, eu ainda vou te punir...

-- Daddy... Me puna...- falo sem pensar e vejo ele sorri e me abraçar forte.

-- Hoje não Baby boy...- cheia meus cabelos suados e solta meus pulsos dando beijos em cada um deles e mordidas em meu braço até chegar em meu pescoço.

Arfei cansado. Eu amo o Daddy...

-- Eu te amo tanto Daddy...- falo sentido Hoseok Hyung sorri contra minha pele enquanto me segurava nos braços.

-- Eu te amo Baby boy... - sussurra em meu ouvido.


Notas Finais


Espero que tenham gostado😘😘😘

Tem mais um capítulo à noite


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...