História Baby boy (jikook) - Capítulo 18


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Big Bang, Black Pink, Got7
Personagens G-Dragon, Jackson, J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Lisa, Mark, Rap Monster, Suga, T.O.P, Taeyang
Tags Jikook, Markson, Namjin, Vyoosok
Visualizações 718
Palavras 1.088
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Colegial, Comédia, Escolar, Fantasia, Festa, Lemon, Luta, Romance e Novela, Violência, Yaoi
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Cross-dresser, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Intersexualidade (G!P), Linguagem Imprópria, Nudez, Pansexualidade, Sadomasoquismo, Sexo, Tortura, Transsexualidade, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Voltei, atrasada mais estou aqui.
Amanhã não tem cap 😥 mais terça, quinta e sexta tem ✌.
então até terça de madrugada
BOA LEITURA 😘.
desculpem os erros.
O cap vai ser meio simples mais as coisas legal estão vindo aí.

Capítulo 18 - Cap 18


Fanfic / Fanfiction Baby boy (jikook) - Capítulo 18 - Cap 18


Jungkook estava se achando um idiota por confiar em qualquer um, agora teria que ir para outra casa por causa daquele americano desgraçado. Jungkook não tinha mais de três pessoas em sua lista negra mais Agora teria mais um que seria o primeiro a morrer em uma morte torturante por ter feito isso com o garoto.

Já estavam na casa de Rin um dos membros da gangue de jungkook, Rin era do tipo de pessoas que quase não usavam armas preferiam quebrar alguma parte do corpo bom de vagar para a vítima sentir cada coisinhas de sua morte.

- agora agente tem que matar mais gente... Odeio isso. -  jungkook falou. Ele estava na cozinha com Rin enquanto hoseok estava em seu quarto e Jimin estava tomando banho. - vamos chamar todos aqui amanhã para acabar com a gangue de uma vez. - mordeu o lábio inferior mostrando estar nervoso com toda aquela cituaçao.

- jungkook você sabe né? ... Se matar park Jimin você vai ficar em paz né?- jungkook não aguentava ouvir aquilo de matar Jimin, não ia fazer isso com ele, nunca, embora todos fossem contra sua opinião de amar a pessoa que já divia esta morta a muito tempo ele ia lutar para ficarem juntos e Jungkook não ligava para o total de pessoas que ia matar para conseguir isso, bem que fosse o mundo intero ele ia ficar com o menor. - gosta dele né? O ama. - jungkook assentil, Rin era aquele cara que podia botar toda a confiança não enporta a cituaçao. Jungkook até hoje se lembra quando ia na casa de Rin desabafar todos os seus problemas como se fosse um casal de melhores amigas falando sobre o cara que gosta.- esqueça todos os problemas, vá chamar seu namorado é o outro lá em cima, vamos sair.

Jungkook respirou fundo e soltou o ar com todos seus problemas e magoas, hoje ia apenas aproveitar a noite com os amigos. Sorriu grande com as mãos de seu amigo em suas costas lhe dando apoio e conforto em todas as horas de nervosismo, mais jungkook nunca deixava de se preocupar com seus problemas pois sabia que tinha e aí resolver mais tarde ou mais cedo, mais apenas respirou fundo contou a até dez e esfriou a cabeça.

Subiu as escadas pulando degraus, quando chegou em seu quarto a porta estava trancada provavelmente Jimin estava se trocando ou estava nú na cama.

- Jimin? Sou eu o Jungkook.- bateu na porta três vezes e logo ouviu o barulho da chave virar e aporta se abrir, Jimin se escondia atrás da porta por esta apenas de toalha na cintura. - vamos sair. - falou assim que adentrou o local que cheirava a creme, o creme favorito de Jimin que cheirava a flores da primavera.

- pra onde?- o que ia colocar uma calsinha e uma blusa de Jungkook acabou colocando uma calça preta e uma blusa de tecido fino feminina.

- provavelmente uma boate amor. - jungkook sentou na cama observando Jimin deixar a toalha cair no chão revelando seu lindo corpo nú, além de deixar jimin super sem jeito por ficar o olhando nú e ainda mordia os lábios enferior. Jungkook não negava, se Jimin aquentace fazer sexo todos os dias, horas, minutos jungkook ia está lá com ele em cada momento de prezar por que uma das coisas que Jimin fazia de melhor era sexo.

Quando Jimin finalmente estava pronto jungkook se dirigil até o quarto de hoseok para o chamar mais o mesmo já estava dormindo, então jungkook apenas escreveu um bilhete caso o mais velho acordace no meio da noite.

Desceu as escadas vendo Jimin no balcão conversando com Rin, assim que o viram se direcionaram para fora da casa indo até o carro de Rin, jungkook teimou algumas vezes para levar o seu carro mais Rin achou um pouco perigoso por Jungkook querer bebê, e já que Rin nao bebia achou melhor ir em seu carro.

Não demorou nem dez minutos para começarem ouvir o barulho alto da música e assim chegaram em uma boate.

O barulho, o cheiro de bebida e maconha, a safadeza entre casais,a dança até a música estava encomodando Jimin, ele mesmo estava se sentindo um velhinho no meio de adolescentes pervertidos. Mais deixou isso pra lá e acompanhou seu daddy até o bá.

Jungkook começou a bebê, quando foi ficando bêbado as coisas foram ficando complicadas para Jimin, pois jungkook tentava levantar sua blusa na frente de todos.

- Jimin, Jimin, você vai gemer pra mim hoje em?- sua voz saia enbreagada e com um enorme bafo de bebida insoportavel. - oi, aí vc mesmo me dá mais um saquinho. - largou Jimin Indo até o cara e pegando um saquinho de maconha, levando até o balcão arrumando em fios, Jungkook pegou uma nota de cem a enrrolando e cheirando tudo aquilo ali.

Já eram três da manhã e Jimin estava quase dormindo em um banquinho encostado na parede, embora fosse meio em possível pelo cheiro de maconha que deva dor de cabeça e a música. Jungkook estava cercado de pessoas que também fumavam enquanto Rin estava com uma garota na pista de dança, Jimin estava longe de todos.

- oii. - um cara que aparentava estar bêbado falou. - por que uma belezinha com você está sozinho aqui?- passou a mão por suas bochechas mais logo Jimin afastou a mão do homem quardo viu Jungkook vim até nois.

Jungkook tirou seu revólver da cintura colocando na cabeça do homem que enguliu em seco e se virou de vagar para jungkook. Todas as pessoas da boate olhavam para jungkook com medo.

- eiei... Vamos Jungkook, já está na hora de ir. - Jimin deu graças a Deus quando viu Rin voltar abaixando a arma de jungkook é o levando para fora da boate.

Após entrar no carro jungkook sentou no banco do frente e logo Rin colocou o cinto no mesmo.

- eu quero que o Jimin fique no meu colo.- a voz enbreagada de jungkook se fez dentro do carro ainda parado na calçada. Jimin desceu do carro e entrando novamente agora no colo de jungkook. - amor eu quero que você grite pra mim hoje a noite tá? Vou te foder com força.- Jimin corou pelas palavras de jungkook é por Rin esta ouvindo aquilo tudo. - você sabe que te amo né princesinha do pai.- o caminho enteiro foi jungkook falando coisas sem sentido até chegar em casa.

Jimin deu um banho nele com dificuldade por Jungkook tentar o puchar para dentro da banheira, mais depois de muito sacrifício jungkook acabou dormindo.



Notas Finais


COMENTE 🇰🇷


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...