História Baby Doll - Capítulo 38


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), EXO
Personagens Baekhyun, Chanyeol, Chen, J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Kai, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Baby, Baby Doll, Bts, Doll
Exibições 96
Palavras 2.702
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Ficção, Luta, Musical (Songfic), Poesias, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Desculpa qualquer errinho!
Leiam isso logo e não me matem <3

Capítulo 38 - Dream.


     Apenas sorri sem mostrar os dentes e relaxei. Senti que passaram-se quase duas horas só para tudo acabar. Tanto cabelo, quanto maquiagem, quanto figurino. Mas no final tudo estava... Perfeito. Eu nem me lembrava direito como eu ficava com a cor natural do meu cabelo, fazia tanto tempo. O figurino me lembrava um pouco o de Watercolor Heart, por motivos de eu usar um vestido branco com detalhes e com um cinto dourado, junto com um casaco branco de tricô e sapatilhas brancas. Uma coisa que realmente me chamava atenção no figurino era um cordão de ouro que eu usava, ele tinha um pingente de coração com a palavra “Dream” cravada bem no meio, era lindo. Senti que a maquiadora quis destacar meus olhos com a maquiagem, acho que por eles serem diferentes dos “padrões” aqui da Coreia. Eu estava praticamente pronta, a staff só falou que eu teria que aguardar pois estavam arrumando uma van, porque pelo o que parece não iriamos gravar somente no estúdio, mas também não iríamos sair agora. Estavam apenas conseguindo um carro adiantado para facilitar o processo.

Me encarei por mais alguns momentos no grande espelho a frente e resolvi pegar meu celular, abrindo na câmera e tirando uma selca, nela só deixava amostra uma parte do meu rosto com a maquiagem e o meu ombro que mostrava uma parte do casaco. Logo depois a postei no twitter.

“뉴스 오고있다 아기~!

(Picture)”

“Novidades estão vindo Babies~!

(Imagem)”

Postei a foto, e não em muito tempo já haviam comentários do tipo:

“Yoongi Psicóloga

@yoongipsicologa

TE AMO”

“giu

@BabyArmyssz

I'm anxious! I want to know soon!”

- Ei, Doll. - Ouvi uma voz me chamar, parecia a da staff.

- Sim? - Me virei para olha-la.

- Me siga, já estamos prontos. - Ela disse e eu levantei, indo para seu lado.

- Hm… Se eu te disser que eu não faço a mínima ideia de que MV eu vou fazer, seria estranho? - Perguntei.

- Um pouco. - Ela soltou uma risada. - Sua manager não te contou?

- Não… - Disse.

- Você irá gravar o MV de So far away. - Ela disse. - A cantora Suran, que gravou a música original sofreu um acidente e seu estado de vida está crítico, por isso, iremos regravar a música e trabalhar o MV, as Armys não aguentam mais esperar. E o Sr. Bang resolveu te chamar para subistitui-la.

- Nossa… - Senti um aperto no peito. - Eu sinto muito por ela…

- O que podemos fazer agora é desejar o melhor… Mas não podemos mais demorar, infelizmente. - Ela respondeu.

Apenas abaixei a cabeça. Me cortava o coração isso, não a conhecia, mas parecia ser uma ótima artista.

- Pode ficar aqui, a primeira cena se passará ali. - Ela disse apontando para um cenário no qual parecia um quarto bagunçado com uma mochila jogada no chão. - Eles já vão começar a gravar.

Permaneci no mesmo lugar, olhando o cenário.

É realmente uma merda não ter algo que você queria fazer”.

Não muito tempo depois os câmeras de posicionaram e Yoongi entrou no cenário, se sentando numa escrivaninha que havia lá. A mesma estava cheia de bolinhas de papel massadas e uma grande bagunça também. Yoongi parecia tentar escrever coisas nos papéis que ainda sobravam mas eles sempre acabavam do mesmo jeito, em uma bolinha de papel jogadas para qualquer canto. Como se estivesse tentando buscar inspiração de algo, mas nunca conseguindo. Logo depois a cena foi cortada.

- Ótimo. - Disse o diretor. - Agora iremos fazer o segundo refrão. Todos prontos? Então vamos em 1… 2… 3…

Sei que isso parece patético, não ter um sonho como todo mundo”.

Logo depois o Yoongi colocou suas mãos na cabeça, bagunçando seus cabelos, como se estivesse surtando. Ele se levantou bruscamente o que fez a cadeira cair e andou até a mochila, quando a pegou a encarou por um tempo, como se tivesse lembrado de algo, como uma nostalgia.

- Muito bom, você está indo bem, Yoongi. - O diretor disse. - Preciso da van, agora. Precisamos ir para a universidade. - O diretor disse para um staff que estava perto dele e ele apenas concordou saindo do estúdio. - Querem ver como está ficando? - O diretor perguntou para mim e para o Yoongi e apenas concordamos.

Seguimos o diretor até um homem que parecia ser um editor, ele parecia editar as partes do MV na mesma hora. Ele voltou as gravações e eu fiquei de um lado do editor e Yoongi do outro. Vimos todas as cenas gravadas até agora pré editadas, e a gravação de acabou com um efeito de círculo, como se de uma gravação para outra a câmera estivesse girando, cortando para uma parte nostálgica.

- Está ficando realmente bom. - Yoongi disse e eu concordei.

- Vamos, a van chegou. Uma equipe nos espera lá fora. - O diretor disse e nós dois o seguimos, junto com alguns staffs.

Saímos da empresa e entramos numa grande van. Acabou quase não sobrando lugares para mim e para Yoongi, por isso tivemos que sentar um do lado do outro, nos últimos lugares que sobravam.

- Você está indo bem. - Disse.

- Obrigado. - Ele disse com um pequeno sorriso.

- Deve estar se dedicando muito a isso, e tem razão. - Eu disse não percebendo minhas próprias palavras. - Você já passou por tanta coisa para chegar aonde está hoje, deve estar realmente orgulhoso. - Acabei notando as palavras que eu usei e me envergonhei. - A-Ah, quer d-dizer… Esquece! As vezes eu falo demais. - Disse cruzando meus braços e encarando o vidro, um pouco envergonhada.

- Tudo bem falar demais as vezes, não é necessariamente um defeito. - Ele disse e eu descruzei meus braços, voltando a olha-lo. - E tem razão, eu estou orgulhoso. Trabalhei muito nisso por anos, quero que seja da melhor maneira possível.

- Queria ter uma história boa assim que nem a sua. - Desabafei. - Sabe, entrei nessa vida de idol muito por acaso, apesar de ser o que eu realmente queria no fundo. Mas se um dia me perguntarem como eu cheguei até aqui… Será uma história meio boba de se contar.

- Fazemos por merecer, mesmo que por acaso. - Ele respondeu e eu sorri, mas no fundo isso me fez refletir.

- Estamos quase chegando. - Ouvi o diretor dizer e a van deu uma parada meio brusca, o que fez o cordão que eu estava cair no chão, a staff deve não ter prendido o mesmo direito.

Comecei a olhar pelo chão para ver se o achava, Yoongi percebeu e perguntou:

- Está procurando algo?

- Ah… Na verdade sim. - Eu disse me levantando. - O cordão que eu estava, ele caiu.

- Vou te ajudar. - Ele disse se abaixando ao mesmo tempo que eu e acabamos batendo nossas testas.

- Ai! - Dissemos ao mesmo tempo. - Aqui… eu encontrei… - Yoongi continuou enquanto eu massageava o local da pancada. - Foi muito forte?

- Não, não, tá tudo bem. - Eu disse. - Obrigado. - Disse pegando o cordão que estava esticado na minha direção e tentando o colocar. - Aish, eu não consigo!

- Quer ajuda? - Ele perguntou e eu acabei concordando.

Ele passou a parte do pingente para trás do meu pescoço e pegou a tranca na frente, a prendendo e trazendo o pingente para frente. Ele se afastou e disse:

- Combina com você.

- Obrigado, eu acho. - Respondi desviando o olhar para a rua e a van parou definitivamente.

Todos desceram da van, já havia uma equipe lá pronta para filmar. Estávamos em frente a uma das universidades mais populares de Seoul, acho que pediram para evacuar a universidade para a gravação. Haviam também alguns figurantes com mochilas e uniformes.

- Atenção equipe, se preparem. - O diretor disse. - Yoongi, há um vestuário dentro da escola, lá tem um uniforme com a mesma mochila com a que havia em seu quarto. Vá se vestir.

Yoongi apenas concordou, indo para dentro da universidade. Em não muito tempo depois ele voltou vestido com o uniforme e com uma mochila nas costas.

- Aonde estão os pais falsos? Precisamos começar. - O diretor disse e um casal veio até seu encontro e ambos os três se posicionaram. - Iremos gravar o terceiro e o quarto refrão, que se diz sobre a universidade. Lembrar o que tem que fazer, certo? - Ele perguntou e os três assentiram. - Certo. Vamos começar em 3, 2, 1.

O homem abraçou a cintura da mulher e os três pareciam trocar suas últimas palavras, quando Yoongi deu um sorriso forçado e se virou em direção a faculdade, fechando a cara enquanto andava até as portas da mesma.

- Corta. - O diretor disse. - Estamos indo bem pessoal. Mais tarde, quando estiver escuro, gravaremos mais algumas partes, tem um bar algumas quadras daqui, pedimos o local para gravação e já está tudo certo. Vamos pular algumas partes e iremos para o refrão.

O diretor começou a explicar para mim e para o Yoongi como faríamos a cena e qual refrão estaríamos ensaiando, ensaiamos algumas vezes só para teste.

- Estão prontos? - O diretor disse para todos presentes e todos concordaram. - 3, 2, 1.

Todo mundo está correndo, mas por que eu ainda estou aqui?”

Yoongi se demonstrava confuso no meio de todas as pessoas, que percorriam caminhos diferentes, cada um para um lado, futuros diferentes. Ele estava perdido no meio de todos aquelas pessoas. Todos pareciam correr atrás do seu sonho, mas ele sempre estava ali, parado no mesmo lugar totalmente confuso, como se algo o impedisse. Uma grande luz começou a brilhar em sua frente, o que no caso seria a minha entrada.

Eu já estava posicionada em frente ao Yoongi - porém distante do mesmo - como as pessoas com ventiladores e papéis.

Tão longe. Se eu tive um sonho, se somente tive um sonho que voava”.

E a gravação começou, comecei a abrir meus olhos lentamente enquanto cantava o meu refrão, e segurava o pingente do cordão, não o deixando amostra. Enquanto isso o vento dos ventiladores deixava os vários papéis de espalharem pelo local, nos rodeando. Yoongi tentava incansavelmente alcançá-los, ele pulava para pegá-los.

Não muito longe. Se eu tive um sonho, se somente tive um sonho que voava”.

Yoongi acabou deixando sua mochila cair, e todos os seus livros foram espalhados pelo chão. Na folha estava escrita uma das primeiras músicas que Yoongi compos, mas que a deixou par trás, assim como seus sonhos.

Sonhe, estarei aqui da sua criação até o final de sua vida. Sonhe, onde quer que você possa estar, será clemente”.

A câmera deu um close lento no rosto de Yoongi, que parecia feliz e muito surpreso enquanto olhava o tal papel. Yoongi retornou seu olhar a mim, mas eu já havia sumido de cena. Ele pareceu confuso, olhando para os lados a minha procura. Ele desistiu por fim, dando uma última olhada no papel e praticamente o jogando dentro da mochila enquanto corria até as portas da universidade adentrando um ônibus que passava em sua frente.

Sonhe, você irá florescer plenamente depois de todas as dificuldades. Sonhe, seu início parecerá humilde, tão próspero seu futuro será”.

Dentro do ônibus haviam algumas câmeras posicionadas, a cena anterior já havia sido cortada e outra começava em seu lugar. Começaram a gravá-lo dentro do ônibus, se sentando em um lugar qualquer enquanto abria a mochila e pegava sua letra para olhá-la de novo, ele parecia feliz. Colocou a folha em seu peito e suspirou, sorrindo levemente.

(…)

Já estávamos no estúdio de novo, num cenário aonde tinha uma estrada comprida, o local estava escuro, por isso deduzi que a cena se passaria ‘de noite’. Já estávamos nos preparando para gravar a próxima parte.

Certo, eu estou vivendo porque não posso morrer, mas não tenho qualquer coisa que queira fazer. Estou em tanta dor e solidão”.

Yoongi parecia exausto, suas pernas davam passos bambos e ele passou a manga do casaco em sua testa limpando o suor. Ele olhava para os lados com um olhar perdido, ele estava sozinho na grande estrada da vida. Lágrimas rapidamente começaram a rolar sobre o seu rosto. Ele era realmente um bom ator.

Mas as pessoas ao meu redor me mantém, dizendo para recuperar minha consciência. Tento extravasar minha raiva, mas só tenho a mim mesmo, então, qual é o ponto de pôr pra fora minha raiva?”.

Yoongi não aguentou e acabou caindo de joelhos no chão, e cada vez foi se abaixando mais, colocando as mãos nas orelhas como se estivesse lembrando de falas de seus pais, até que ele gritou e em seguida se levantou, com os olhos cheios de lágrimas, os fechando.

Estou com medo todos os dias de abrir os olhos e começar a respirar. Mesmo os meus amigos e familiares estão se afastando”.

Em um segundo ele estava de volta em seu quarto, como se tivesse sonhado tudo aquilo. Ele continuou na mesma posição da cama, olhando para o lado e passando a mão no lugar vazio. Aquela cena me lembrou muito a de I Need U.

Me sinto ansioso conforme o tempo passa. Parece que sou tudo que tenho, espero que tudo desapareça quando estiver sozinho. Espero que as coisas desapareçam como uma miragem, espero que as coias desapareçam, espero que os malditos “eu” desapareçam”.

Yoongi praticamente se arrastava até a ponte quebrada que havia no cenário indo em direção a parte do cenário que tinha uma ponte quebrada. Mais e mais lágrimas escorriam de seu rosto, ele parecia que ia tropeçar em seus pés a qualquer momento.

Estou abandonado assim no mundo, neste momento, estou me afastando do céu. Estou caindo.”

Ele ficou na ponta da ponte quebrada, com um grande sorriso olhando para baixo, logo depois se virou de costas para a mesma e fechou os olhos, se jogando daquele lugar.

Ele caiu de costas em um colchão de ar, e logo nos preparamos para a próxima cena.

(...)

Em todos os refrões Yoongi parecia estar atrás de mim, sempre como se algo faltasse, como se ele estivesse a procura de algo. Já havíamos terminado de gravar todas as cenas do MV, o que havia sido muito cansativo. Mas o resultado era ótimo, fazer aquele MV foi incrível, ele retratava muito como as vezes queremos desistir, mas lago sempre nos faz continuar, nos faz seguir em frente. Algo totalmente conceitual, com uma cara e estilo próprio.

Eu quis ficar até o final do MV, para saber o que iria acontecer, mesmo já podendo sair do estúdio. Acho que retratava as várias vezes que Yoongi quis desistir, se afundar, mas algo o puxava para cima de novo. Confesso que queria saber o que era.

Essa era a última cena a ser gravada, os dois últimos refrões. As câmeras se preparavam, e Yoongi também. Eu não estava mais com meu cordão. Yoongi se encontrava jogado na cama, com os olhos fechados. Ele abriu lentamente os olhos, olhando para o lado e vendo o cordão ali. Ele rapidamente o pegou, parecendo feliz, como se tivesse alcançado seu objetivo, seu sonho. Um pequeno close foi feito no cordão, revelando a palavra cravada no pingente.

E finalmente, o MV havia acabado. Yoongi foi liberado e eu estava ao lado dos câmeras, vendo todo o processo de edição.

- Você é um ótimo ator. - E não era mentira, ele realmente havia me surpreendido.

- Obrigado. - Disse empolgado. - Você também foi ótima. Falando nisso… - Ele disse estendendo o cordão, para mim. - Pode ficar, é um presente.

- Não, não posso. - disse recusando.

- Por que? - ele perguntou.

- Porque… - disse fechando sua mão num punho e colocando perto de seu peito. - É o seu sonho.

Sorri e ele sorriu de volta. Não parecia ser o Yoongi que eu conhecia, ele estava feliz, muito feliz. Também, depois de produzir um MV daquele, até eu estaria feliz.

- O que acham de comemorarmos com pizza? - O diretor gritou, para todos.


Notas Finais


Quem falou So far away acertou!
*dando um pirulito pra quem acertou*
Vejo vocês na próximas att relâmpago!
BYEE~~


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...